Médicos denunciam 22 “mortes e mutilações” no Hospital Amadora-Sintra

Médicos denunciam 22 “mortes e mutilações” no Hospital Amadora-Sintra

Dois cirurgiões do Amadora-Sintra denunciaram à Ordem dos Médicos que 22 doentes operados no hospital “morreram ou ficaram mutilados” por más práticas da equipa cirúrgica. O Expresso avança que, do total, 17 casos remontam ao ano passado e foram comunicados à direção do Amadora-Sintra no início de outubro. Os outros cinco casos foram comunicados no final de novembro. A denúncia à Ordem dos Médicos foi feita em dezembro. No email da denúncia enviado à Ordem, um dos médicos escreve que “existem situações de prejuízo de vida e qualidade de vida graves, com mortalidade e mutilações desnecessárias, evitáveis, que resultam de