Bancos estão a recusar renegociação dos créditos à habitação

Bancos estão a recusar renegociação dos créditos à habitação

A DECO tem recebido cada vez mais denúncias de famílias sobre bancos que estão a recusar a renegociação dos créditos à habitação. Na sequência da escalada das taxas de juro que está a fazer disparar os valores das prestações mensais de quem contraiu um crédito à habitação, já é possível renegociar os créditos à habitação segundo das novas regras definidas pelo Governo. O prazo prolonga-se até 31 de dezembro de 2023. O objetivo é ajudar as famílias mais vulneráveis a conseguir honrar os compromissos e os pagamentos das prestações. A renegociação dos créditos à habitação poderá resultar no alargamento do