Vaticano reabre investigação ao desaparecimento de Emanuela Orlandi após documentário da Netflix

Vaticano reabre investigação ao desaparecimento de Emanuela Orlandi após documentário da Netflix

O Vaticano indicou esta segunda-feira que reabriu a investigação ao desaparecimento de uma jovem de 15 anos e filha de um funcionário do Vaticano em 1983, meses depois de um novo documentário da Netflix lançar novas suspeitas. A reabertura da investigação ao desaparecimento de Emanuela Orlandi surge também semanas depois de a família da jovem ter pedido ao parlamento italiano para assumir as culpas. O porta-voz do Vaticano, Matteo Bruni, precisou que o procurador do Vaticano, Alessandro Diddi, abriu um processo ao desaparecimento de Emanuela Orlandi tendo por base “os pedidos feitos pela família em vários locais”. A advogada da