• Xiaomi vai lançar produto muito aguardado nos mercados globais

    14 Maio 2021 Esta quinta-feira a Xiaomi apresentou na China os auriculares Bluetooth FlipBuds Pro. Mas para os mercados globais, a fabricante chinesa parece antes estar a preparar o lançamento de outro produto muito aguardado. Falamos dos Xiaomi Mi Air 2 Pro, que deverão ser lançados globalmente como Mi Wireless Earphones. Estes foram lançados na China na segunda metade do ano passado, e têm a particularidade de ser os primeiros da marca com cancelamento de ruído ativo. A descoberta em questão foi feita pelo leaker Mukul Sharma, através do Wireless Power Consortium. Aí foram encontrados os auriculares com o número de modelo “TWSEJ10WM”, equipados com carregamento sem fios de 1,5W. Mi Wireless Earphones with support for 1.5W wireless charging visit Wireless Power Consortium (WPC) ahead of launch. #Xiaomi #Mi #MiWirelessEarphones pic.twitter.com/of7GhFGiQO — Mukul Sharma (@stufflistings) 14 de maio de 2021 Tal como noticiamos à data, estes auriculares Bluetooth foram apresentados na China com características premium, e um preço apelativo de 88 €. O grande destaque destes auriculares é o cancelamento de ruído ativo, onde prometem reduzir até 35dB de intensidade. Contam também com o modo de transparência para amplificar som ao teu redor. Carregam por USB-C ou sem fios, e prometem uma autonomia de sete horas para cada auricular, ou 28 horas no total com o estojo de carregamento. A ideologia de design vai ao encontro de outros produtos do género da Xiaomi, sendo que aqui a aposta foi na cor preta (ao invés do branco). Com esta certificação, o lançamento global ficou mais perto. Contudo, a fonte não refere uma data concreta para tal acontecer. Mas ficaremos atentos a esse facto, para perceber se manterão o preço competitivo do mercado interno. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Mi 11 Ultra chega à Europa com um grande bónus Xiaomi POCO M3 Pro: design arrojado é revelado antes de tempo Mensagens Google ficará ainda melhor nos tablets Android 4gnews »

  • iOS 15: estes são os iPhone e iPad que devem receber a nova versão

    13 Maio 2021 É nos próximos dias 7 a 11 de junho que se realiza a WWDC21 da Apple. Este é o evento da tecnológica de Cupertino onde anualmente revela as novidades para os desenvolvedores, e onde ficaremos a saber o esperar a nível de software. Segundo um rumor avançado pelo site iPhonesoft, já estarão escolhidos os equipamentos que vão e não vão receber o iOS 15. E como seria de esperar, há três equipamentos que dizem adeus às grandes atualizações. iPhone 6S, 6S Plus e iPhone SE (1ª geração) não devem receber o iOS 15 Falamos dos iPhone 6S e 6S Plus lançados em setembro de 2015, e do meu adorado iPhone SE, apresentado em março de 2016. Quem também perde suporte são os iPad mini 4, iPad Air 2 e iPad 5. A mesma fonte revela a lista de equipamentos que terão assim acesso à beta do iOS 15 em junho. iPhone, iPod e iPad que devem receber o iOS 15 / iPadOS 15 Todos os iPhone de 2021 iPhone 12 Pro Max iPhone 12 Pro iPhone 12 mini iPhone 12 iPhone 11 iPhone 11 Pro iPhone 11 Pro Max iPhone XS iPhone XS Max iPhone XR iPhone X iPhone 8 iPhone 8 Plus iPhone 7 iPhone 7 Plus iPhone SE 2020 iPod touch (7ª geração) Todos os iPad de 2021 iPad Pro de 12,9 polegadas iPad Pro de 9,7, 10,5, e 11 polegadas iPad Air 3 iPad Air 4 iPad 6, 7 e 8 iPad mini 5 Deves ter em conta que esta lista terá sido facultada por um desenvolvedor Apple, e não é oficial. Ainda assim, vai ao encontro dos rumores dos últimos meses. Editores 4gnews recomendam: iPhone 13: será este o aspeto do smartphone mais espesso da Apple? iPad Pro com processador M1 possui desempenho semelhante a um MacBook Air Apple continua a dominar mercado de auriculares Bluetooth: eis o TOP 5 4gnews »

  • Fones de ouvido Xiaomi FlipBuds Pro com ANC lançados na China

    13 Maio 2021 >Um novo modelo que se aproxima do segmento premium de fones de ouvido e se distingue no design com um acabamento metálico que não deixa ninguém indiferente. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Powerbank Anker PowerCore Slim 10000mAh a €19.99

    13 Maio 2021 >/> Para aqueles que procuram a máxima autonomia longe de uma tomada ou porta USB, este power bank de 10000mAh da Anker assegura que ficarão bem servidos.>Os powerbanks há muito que são companhia habitual de muitos utilizadores, permitindo uma utilização intensiva e despreocupada de smartphones e tablets, sabendo-se que a sua autonomia poderá ser prolongada assim que for necessário sem estar dependente da proximidade de uma tomada eléctrica ou carregador. E no caso deste >powerbank Anker PowerCore Slim temos uma capacidade generosa que permitirá recarregar smartphones por várias vezes. >/> Este >Powerbank Anker PowerCore Slim 10000 está disponível por 19.99 euros na Amazon Espanha.Este powerbank ser recarregado usando uma comum ficha micro-USB ou USB-C, e conta com uma ficha USB-A para recarregar qualquer equipamento que suporte carregamento através de uma porta USB.Acompanha as melhores promoções do dia no nosso grupo >AadM Promos. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Xiaomi Mi 11 Ultra chega à Europa com um grande bónus

    13 Maio 2021 Anunciado no mês de março, o Mi 11 Ultra é o smartphone mais poderoso já desenvolvido pela Xiaomi. Tal como previsto, o terminal já chegou ao Reino Unido na última semana, aterrando agora em mais países europeus. O Mi 11 Ultra vai chegar à loja oficial da marca na Alemanha já no próximo dia 20 de maio. E nos primeiros dias em que será colocado à venda, a marca vai dar um grande bónus aos compradores. Xiaomi oferece carregador sem fios de 80W a quem comprar o Mi 11 Ultra na Alemanha Como se pode ver no referido site, quem comprar o terminal entre 20 e 23 de maio terá direito a uma estação de carregamento sem fios de 80W. Algo que vai além do que o próprio smartphone suporta. Dessa forma, quem comprar o Mi 11 Ultra no país, poderá carregar o terminal a 67W com fios e sem fios. Quando ao preço pedido pelo equipamento, é o anunciado durante o evento de apresentação global em março: 1199 €. Xiaomi oferece carregador sem fios de 80W a quem comprar o Mi 11 Ultra na Alemanha O que também chega ao país, mas já esta quarta-feira, é o Mi 11i. A versão mais barata do Mi 11 que já testámos, aterra na Alemanha pelos anunciados 649 €. Recorde-se que esse terminal conta com o processador Snapdragon 888. Estes mesmos equipamentos chegam também a Espanha nos próximos dias. Aguardamos, por isso, confirmação oficial das datas de chegada a Portugal, que não devem demorar a ser reveladas. À semelhança dos consumidores na Alemanha, esperamos que em Portugal a marca também ofereça o referido carregador sem fios aos primeiros compradores. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi POCO M3 Pro vai chegar ao mercado para surpreender Xiaomi revela data de apresentação do próximo gadget que vais querer comprar Xiaomi prepara câmara revolucionária a chegar aos seus smartphones 4gnews »

  • Xiaomi FlipBuds Pro oficiais: auriculares Bluetooth premium a preço razoável

    13 Maio 2021 Como prometido, esta quinta-feira a Xiaomi apresentou na China um produto que representa a sua entrada no segmento premium de auriculares Bluetooth. Falamos dos novos FlipBuds Pro. Embora na cor preta, estes chegam ao mercado com um design semelhante aos AirPods Pro. O grande atrativo destes auriculares é o cancelamento ativo de ruído, que promete arrasar a concorrência. A marca promete boa reprodução de áudio nos médios e agudos, mas também graves pujantes. No interior está o processador Qualcomm QCC5151 e drivers dinâmicas de 11mm. Contam com Bluetooth 5.2, que lhes permite serem ligados a dois equipamentos em simultâneo e assim trocarem entre estes conforme desejes. Dispõem de aptX Adaptive, AAC e SBC. No seu máximo, prometem bloquear até 40dB de ruído, e poderás escolher entre três níveis: diário, viagem e escritório. A caixa para os guardar é oval, e pode ser carregada via USB-C ou sem fios. Com 5 minutos de carregamento, poderás obter duas horas de audição adicional. Xiaomi FlipBuds Pro prometem autonomia total de 28 horas Sem cancelamento de ruído ativo, a marca promete 28 horas de autonomia (22 horas com este ativo). Sem cancelamento de ruído ativo, cada auricular promete umas respeitáveis 7 horas de autonomia (ou 5 horas com o cancelamento de ruído ativo). Características dos Xiaomi FlipBuds Pro Dispõem de controlos por toque, que podem facilmente trocar entre o modo de transparência e o de cancelamento de ruído. A partir daí será também possível pausar, tocar a música ou trocar de faixa, e atender ou rejeitar chamadas. Preço e disponibilidade dos Xiaomi FlipBuds Pro A Xiaomi não desilude quanto ao preço do produto, pelo menos na China. Os FlipBuds Pro foram apresentados com um valor de 799 iuanes (equivalente a 102 euros ). Serão colocados à venda na China a 21 de maio, e esperamos que em breve possam ser lançados globalmente. Editores 4gnews recomendam: Amazon baniu produtos de algumas marcas populares do seu site Devolo Mesh WiFi 2: acabaram os problemas de internet em casa Amazon em Portugal? App para Android e iOS revela uma ótima surpresa! 4gnews »

  • WIKO Y62 é um smartphone com grande ecrã por menos de 100€

    13 Maio 2021 >O tamanho do ecrã tende a ser um grande fator, mas existem outros como o espaço de armazenamento, a bateria ou a câmara. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Redação Android Geek »

  • Novo render da nova série Honor 50, revela uma configuração de câmara tripla

    12 Maio 2021 >Uma informação em abril expôs o design da próxima série Honor 50. Espera-se que esta linha de smartphones inclua dois módulos circulares gigantes para as suas câmaras traseiras. Este layout da câmara será semelhante ao presente na série Honor V40 e na série Huawei Nova 8.? >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • Xiaomi revela segredos dos novos auriculares premium antes de tempo

    12 Maio 2021 Será já nesta quinta-feira, 13 de maio, que a Xiaomi vai entrar no segmento premium de auriculares Bluetooth. Tal como revelamos há algumas semanas, a fabricante chinesa havia registado a marca “FlipBuds” para este segmento, e o primeiro produto a ser lançado serão os FlipBuds Pro. Estes novos auriculares premium já tiveram o design revelado pela marca, não estando esse no segredo dos deuses. E a poucas horas da apresentação, a Xiaomi revelou também as principais características do produto. Xiaomi promete cancelamento de ruído ativo até 40dB O grande destaque vai para a profundidade do cancelamento de ruído ativo que a marca promete, que será de 40dB. Recorde-se que, por exemplo, os AirPods Pro contam com um máximo de 35dB. Xiaomi Flipbuds Pro launching on May 13, 2021 in China.-Noise reduction depth of 40dB-Three levels of ANC support travel, daily, office.-Gesture Support-Earplug Fit & Wearing detection support-aptX Adaptive / AAC / SBC three audio coding #XiaomiFlipbudsPro #MiFlipbudsPro pic.twitter.com/V9QZh6IDFi — Abhishek Yadav (@yabhishekhd) 12 de maio de 2021 Através das imagens de software partilhadas pela marca, pode ainda ver-se que existirão três níveis distintos de cancelamento de ruído. Estes serão os modos "viagem", "diário" e "escritório". Como seria de esperar, os auriculares terão controlo por gestos e saberão detetar quando não os usas e assim pousam o conteúdo. Prometem ainda ter os codecs aptX Adaptive, AAC e SBC. Contarão com uma borracha em cada auricular para cancelamento passivo de ruído, e terão um design espelhado agradável à vista. A versão que vemos nas imagens encontra-se na cor preta. Não parecem haver dúvidas que estes serão os melhores auriculares já lançados pela Xiaomi, pelo menos no papel. Resta agora saber qual será a autonomia que terão e, mais importante, o preço a que serão comercializados. Editores 4gnews recomendam: Google prepara nova forma de despertar a sua Assistente no smartphone Nintendo Switch Pro virá com um ecrã que vais adorar iPad Pro com processador M1 possui desempenho semelhante a um MacBook Air 4gnews »

  • Xiaomi Mi 11 Ultra e Xiaomi Mi 11i na Europa: preço e disponibilidade

    11 Maio 2021 >Xiaomi Mi 11 Ultra e o Mi 11i chegam à Europa Ambos os Mi 11 foram apresentados às 11h do dia 11 de maio. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Amazon em Portugal? App para Android e iOS revela uma ótima surpresa!

    11 Maio 2021 A experiência de utilização e compra na Amazon.ES pode agora ser completamente ajustada para o idioma português de Portugal. Após ser possível configurar a loja online através do browser para o nosso idioma, agora essa possibilidade estende-se à app. Com efeito, para quem costuma fazer compras online através da Amazon no seu smartphone Android ou iOS (iPhone), passa a ser possível traduzir todos os conteúdos para português de Portugal. A novidade foi hoje (11) introduzida pela gigante das vendas online. A Amazon em português de Portugal, no computador e no smartphone Meses após possibilitar a alteração do idioma da loja online para português de Portugal através do browser, agora também é possível fazer o mesmo a partir do telemóvel. Mais concretamente, alterar as definições da app da Amazon para Android e iOS (iPhone). Para começar, devemos iniciar sessão na respetiva conta e selecione português como o idioma de preferência para navegar na App da Amazon, fazer compras e receber informação. A loja propriamente dita continuará a ser a filial espanhola da Amazon. Passo 1: Aceder ao menu principal da app Passo 2: Selecionar a opção de configuração Passo 3: Selecionar a opção "Idioma y país" Passo 4: Selecionar português de Portugal como idioma Alterando o idioma da aplicação todos os aspetos da mesma estarão traduzidos para o nosso idioma. Desde os menus e botões de ação, à descrição dos produtos e informações sobre os mesmos, entre outros aspetos apresentados na app para Android e iOS. Esta opção está disponível com a última atualização da app para ambas as plataformas. O utilizador já a poderá encontrar nas definições, bastando seguir os passos acima apresentados para tirar partido deste reforço da acessibilidade da aplicação. Antes de ires, vê como comprar na Amazon em Portugal, com o tutorial de configuração da loja para português através do navegador ou browser para computador. É um procedimento simples e facilita bastante a utilização desta plataforma online. Editores 4gnews recomendam: Nothing: empresa de Carl Pei apresentará este produto no próximo mês de junho WhatsApp obriga utilizadores a aceitar nova política sob pena de perder funcionalidades Asus Zenfone 8 Mini revela todas as especificações antes da apresentação oficial 4gnews »

  • Nothing: empresa de Carl Pei apresentará este produto no próximo mês de junho

    11 Maio 2021 Ear 1. Este é o nome do primeiro produto comercial a ser apresentado pela nova empresa de Carl Pei durante o próximo mês de junho, com lançamento no mesmo mês. É o culminar de meses de antecipação, rondas de investimento e muito hype à mistura. A empresa confirma assim a tipologia de produto a anunciar - auriculares Bluetooth true wireless - afirmando-se como tecnológica dedicada a soluções de áudio para consumo. O anúncio foi feito hoje (11) através dos canais oficiais da Nothing. Os Nothing Ear 1 chegam no próximo mês de junho A empresa fundada por Carl Pei, co-fundador da OnePlus, colocará no mercado vários produtos dedicados ao áudio. Essa é a promessa da chefia, materializando-se agora na confirmação do seu primeiro lançamento, os earbuds apelidados de Ear 1. Tal como o nome implica, estamos perante auriculares Bluetooth sem-fios cujo aspeto pode ter sido indicado no póster (imagem acima) que ilustra esta peça. Aí vemos, em contornos peculiares e cores garridas, o possível perfil destes auriculares. O que esconderá esta imagem? Quais dos seus contornos serão visíveis no produto assim que o mesmo for oficialmente apresentado no início de junho? Questões que carecem ainda de resposta, mas contamos com uma abordagem diferenciada. A apresentação foi confirmada hoje pela Nothing The sound of change. #Ear1 coming this June: https://t.co/QXza1nS5Fo pic.twitter.com/9Bxmp9jTei — Nothing (@nothing) 11 de maio de 2021 Após meses de testes a diversos protótipos a Nothing estará pronta para dar a conhecer os primeiros earbuds preparados para o grande público. A chegada ao mercado, subsequente, terá lugar durante os meses de verão de acordo com a empresa. No entanto, para já não temos uma data oficial para o início das vendas, ou seja, o lançamento no mercado dos Ear (1). Por outro lado, podemos antever a criação e apresentação de iterações sucessivas para este produto tendo em conta a nomenclatura do mesmo. "Hoje celebramos e olhamos com antecipação para o futuro com o lançamento próximo dos Ear 1 este junho". Pode ler-se no blog oficial da empresa, dando conta das novidades. Os auriculares Ear (1) devem usufruir de um lançamento e comercialização global tendo em conta as informações divulgadas. Editores 4gnews recomendam: WhatsApp obriga utilizadores a aceitar nova política sob pena de perder funcionalidades Asus Zenfone 8 Mini revela todas as especificações antes da apresentação oficial Realme Narzo 30 todos os seus segredos em vídeo e imagens oficiais antes da apresentação 4gnews »

  • 25 Aplicações Gratuitas para começar a semana da melhor maneira

    10 Maio 2021 >Como sempre salientamos que, essas “ofertas” podem acabar a qualquer momento,  é possível que algumas aplicações ou jogos não apareçam gratuitos ao clicar, tudo depende da vossa rapidez. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Redação Android Geek »

  • Inglaterra vai dar novo passo de "volta à normalidade" a 17 de maio 

    10 Maio 2021 População inglesa poderá encontrar-se em grupos de até 30 pessoas ao ar livre. Correio da Manhã »

  • Imagens oficiais do Honor 50 mostram-nos o que esperar do Huawei P50

    10 Maio 2021 A Huawei deu-nos imensas alegrias com os seus smartphones dotados de excelentes câmaras fotográficas desde que estabeleceram a parceria com a Leica. Trouxe-nos também bons processadores como é o caso da série Kirin 9, rival dos Snapdragon 8xx. Estes mesmos processadores Kirin, da Huawei, podem ser encontrados nos smartphones Huawei e Honor, continuando a marcar presença no próximo smartphone de gama alta de cada fabricante, o Huawei P50 e Honor 50, respetivamente. A Honor e a Huawei continuam a partilhar bastante do seu ADN Aspeto sugerido para o próximo smartphone Honor 50. O Honor 50 deve ser apresentado no próximo mês de junho, entretanto, há várias imagens que lhe são apontadas. Com efeito, vemos algumas representações digitais ( renders ) que nos apresentam o seu provável aspeto com destaque para as câmaras. Para 2021 a fabricante chinesa, operacionalmente independente da Huawei, deve optar por este duplo círculo. Será este, muito provavelmente, o seu traço mais distintivo face às gerações anteriores, um mesmo design que também tem sido apontado para o Huawei P50. Mais concretamente, contamos com o primeiro círculo a ser dedicado a uma só câmara com um novo e maior sensor de imagem. Já o segundo círculo, inferior, deverá albergar a câmara com objetiva ultra-grande angular e a objetiva telefoto para zoom ótico ou lentes periscópicas. A Huawei e a Honor podem apresentar os novos flagships em junho Pormenor do design apontado para o módulo de câmaras do Honor 50. Longe de ser a primeira vez em que tal design é sugerido para este smartphone, agora temos imagens digitais com mais detalhe e realismo. Vemos, assim, um acumular de indicadores que apontam este desenho com a implementação efetiva para 2021 Por outras palavras, tudo indica que este seja efetivamente o aspeto geral dos smartphones Huawei e Honor para o presente ano. O destaque vai compreensivelmente para as câmaras fotográficas e acalenta os rumores e fugas de informação até à data. Entre estes destacamos a hipótese de utilização do primeiro sensor de imagem com uma polegada de diagonal. É, note-se, um rumor, mas ajudaria a explicar o porquê de tamanho aspeto (e tamanho físico) para a câmara principal no smartphone que aqui vemos. Três câmaras e um sensor como nunca antes vimos num smartphone Aspeto geral sugerido para o smartphone Honor 50 As imagens que ilustram este artigo são produções digitais (CAD). Mostram-nos o aspeto que tem vindo a ser sugerido para os smartphones Huawei P50 e para o Honor 50. Não há, contudo, garantia que este seja o seu aspeto efetivo. Note-se ainda que a Huawei não confirmou a data de apresentação do seu próximo smartphone topo de gama. Ainda que nos últimos anos tenha vindo a apresentar os novos elementos da gama "P" durante o primeiro trimestre, este ano está atrasada. A fabricante chinesa estará a debater-se com inúmeros problemas operacionais. Seja, por um lado, a escassez geral de componentes e semicondutores, ou a implementação do seu novo sistema operativo, o HarmonyOS. Estes fatores têm atrasado a apresentação do seu próximo smartphone e respetivas versões. Note-se que é razoável contar com o Huawei P50 e Huawei P50 Pro / Plus. É muito provável, contudo, que tanto os smartphones Honor como os Huawei partilhem o seu design geral. Entretanto, aguardamos por novidades da própria Huawei que não deve tardar em anunciar a data de apresentação da próxima gama P50. Editores 4gnews recomendam: Sony dá as piores notícias a quem quer comprar a PS5 WhatsApp receberá a função mais desejada pelos utilizadores, mas só na Web Xiaomi prepara câmara revolucionária a chegar aos seus smartphones 4gnews »

  • Depois da OPPO é a vez da VIVO se comprometer com actualizações do sistema operativo Android por três anos em aparelhos selecionados

    10 Maio 2021 >OPPO e Vivo, ambas as marcas do BKK estável, anunciaram que começarão a oferecer 3 anos de actualizações do sistema operativo Android - apenas para telefones selecionados. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Xiaomi revela data de apresentação do próximo gadget que vais querer comprar

    10 Maio 2021 A Xiaomi continuará a expandir o seu portefólio de produtos para consumo, algo que não causará surpresa aos leitores 4gnews. Com efeito, o seu próximo produto é agora confirmado e fará as delícias dos amantes de áudio e adeptos de mobilidade em 2021. Apelidados de Xiaomi Noise Cancelling Headphones Pro, estamos prestes a conhecer os próximos auriculares Bluetooth true wireless da fabricante chinesa. São a próxima aposta no segmento de áudio e portabilidade a ser apresentados já a 13 de maio. Os Xiaomi Noise Cancelling Headphones Pro chegam a 13 de maio Aspeto geral dos auriculares Xiaomi Noise Cancelling Headphones Pro O rápido desenvolvimento dos auriculares Bluetooth true wireless veio libertar-nos dos fios e trazer comodidades muito apreciadas como o cancelamento ativo do ruído a earbuds relativamente acessíveis. Agora, a Xiaomi tem um novo gadget! Ainda não foram apresentados, mas já conhecemos o seu nome - Xiaomi Noise Cancelling Headphones Pro - apesar de configurarem a tipologia de earbuds e não propriamente de headphones. Por outro lado, podemos ter algumas surpresas da fabricante chinesa. Ao que tudo indica serão uns novos auriculares Bluetooth true wireless com formato similar aos AirPods Pro. A sua caixa de transporte e carregamento também foi apresentada em cartazes promocionais partilhados pela própria Xiaomi. Este é o cartaz de apresentação do próximo gadget Xiaomi Ostentando apenas o nome da marca vemos aqui uma caixa com acabamento brilhante a arredondado, provavelmente construída em acrílico ou plástico de alta densidade. Será a caixa de transporte para os earbuds acima representados na primeira imagem. O preço, infelizmente, escapa do leque de informações partilhadas, mas poderá ser superior aos demais produtos desta categoria apresentado até então pela Xiaomi. Por outro lado, deverão ser também os melhores até então revelados pela marca. Aliás, o relato aponta que não só a qualidade de som será consideravelmente superior, mas sobretudo as capacidades de cancelamento ativo do ruído estarão melhores que nunca. Estes são os dois trunfos apontados para este futuro gadget. Em síntese, para quem estiver à procura de novos auriculares com cancelamento ativo do ruído, recomendamos esperar até ao próximo dia 13 de maio. Aí ficaremos a conhecer oficialmente este gadget para ouvir música e atender chamadas do telefone. Por fim, contamos também com a presença de carregamento sem-fios para a caixa dos auriculares. A isto soma-se a indicação de uma bateria de 500 mAh nesta mesma caixa, tal como nos Mi Air 2 Pro. Editores 4gnews recomendam: Há mais uma fabricante Android a prometer 3 anos de atualizações Clubhouse para Android chega finalmente à Google Play Store Xiaomi Mi Band 6 Review: um ecrã completo cheio de possibilidades 4gnews »

  • Quando um "falso-positivo" faz toda a diferença

    10 Maio 2021 /> Quem testou positivo à Covid-19 ainda não pode ser vacinado, mesmo que tenha mais de 60 anos, faixa etária que está agora em processo de inoculação. A Antena1 descobriu o caso de uma mulher de 66 anos, doente oncológica, que surge no sistema como já tendo tido Covid-19, mas que garante nunca ter estado infetada pelo coronavírus. RTP »

  • Xiaomi Mi Band 6 Review: um ecrã completo cheio de possibilidades

    9 Maio 2021 A Xiaomi Mi Band 6 (também conhecida como Mi Smart Band 6) é a mais recente pulseira inteligente da linha de prudutos com maior sucesso neste segmento de mercado. Foi a smartband mais vendida globalmente nos últimos quatro anos, e o novo modelo chega com ingredientes para voltar a triunfar. Testei a nova smartband da Xiaomi na última semana, e neste artigo podes ler algumas conclusões que conseguimos tirar ao longo do processo. Há detalhes que tornam a experiência mais rica face ao modelo anterior que venho a usar durante o último ano. Mas valem as melhorias face ao preço de 44,99 € que a Mi Store pede em Portugal? Vem descobrir. Pontos fortes da Xiaomi Mi Band 6: Ecrã AMOLED completo com grande qualidade Autonomia de bateria competente com as funcionalidades básicas Atalhos rápidos para ass funcionalidades preferidas Dezenas de modos desportivos disponíveis Controlo de música disponível em simultâneo com exercício Pontos fracos da Xiaomi Mi Band 6: Bateria sofre com todas as funcionalidades ativas Deteção automática de exercício ainda tem de melhorar Falta NFC para pagamentos Não tem GPS embutido Design mantém-se inalterado face ao modelo anterior Primeiras impressões da Xiaomi Mi Band 6: Assim que tiramos a Mi Band 6 da caixa, como podes conferir no nosso unboxing abaixo, as mudanças de design são pouco notórias. Não existe aqui uma mudança radical no corpo da pulseira até ligarmos o ecrã. View this post on Instagram A post shared by 4gnews (@4gnewspt) Assim que tal acontece, o caso muda de figura. É que agora o painel AMOLED é de 1,56” polegadas (antes era de 1,1” polegadas), sendo 50% maior (segundo a marca). E isso nota-se na experiência de utilização. A ligação à Mi Fit e ao meu iPhone é feita com a facilidade habitual, e a partir daí podemos passar a utilizá-la. O ecrã completo traz-nos a primeira novidade: o “botão” na parte inferior desaparece, e agora para acordar a pulseira dá-se um clique no ecrã (ou faz-se um swipe). Design conservador, mas com várias vantagens Vamos começar pelo design da Mi Band 6, que pode ser dos pontos mais controversos. Há que criticar o facto de não existirem mudanças que aconteceram noutros concorrentes, onde vimos aparecer um “corpo” maior nas pulseiras, que oferece espaço para mais informação. Ainda que tal facto seja criticável, pessoalmente não é algo que me preocupe. Esses produtos acabam, quanto a mim, por cair mais para o terreno dos swartwatches. O que acaba por não ser benéfico para utilizadores como eu. O que sempre me agradou nas Mi Band foi o seu tamanho reduzido. Nunca fui uma pessoa de relógios, e o design discreto desta smartband é algo que adoro. Conseguiram manter o corpo e aumentar tamanho do ecrã, é algo salutar. Sinal de que não houve mudanças no corpo da pulseira, é que as braceletes do modelo anterior encaixam perfeitamente na Mi Band 6. E isso será interessante para quem faz a troca de um modelo para o outro. E o mesmo se aplica ao carregador magnético. Ecrã completo é um sonho concretizado Jogando com as armas que tem, que é como quem diz com um tamanho reduzido, a Mi Band 6 conquista pelo seu ecrã. São agora 1,56” polegadas que nos permitem ter no ecrã principal bem mais informação. Esse ecrã não é apenas maior, mas tem também grande qualidade. Falamos de um painel AMOLED que não terás problemas em visualizar tanto no interior como nas tuas atividades desportivas no exterior, onde o brilho máximo faz um ótimo trabalho. A interação com este ecrã exige uma pequena curva de aprendizagem, já que dizemos adeus ao habitual “botão” tátil ao fundo do ecrã. Agora o ecrã pode acordar com um simples toque neste ou um deslize (tu escolhes nas definições). A navegação é feita lateralmente pelos teus atalhos preferidos. No meu caso, coloquei aí os dados da meteorologia, o controlo da música ou a funcionalidade de encontrar o meu smartphone. Com um swipe para cima ou para baixo, tens acesso ao menu com as várias aplicações. A ordem destas e aquelas que queres ver disponíveis, pode ser totalmente personalizada através da app Mi Fit. As watchfaces vão ao encontro do que a Xiaomi já nos habituou. São dezenas as opções disponíveis só na app oficial. Mas se quiseres tirar partido de informações de passos ou meteorologia clicáveis, aconselho a que uses as que já chegam embutidas (como foi o meu caso). As grandes novidades da Mi Band 6 O ecrã é, a meu ver, a grande mais-valia e novidade maior desta Mi Band 6. Mas para os entusiastas existem outras características que merecem ser destacadas nesta análise, e que não esquecemos. Um ano atrasado, chega à Mi Band 6 o sensor SpO2. Este permite medir os níveis de oxigénio no sangue, mas tal como a própria marca refere no seu site não deve ser considerado em monitorização de qualquer “propósito médico”. Ainda assim, é uma boa métrica nos tempos que vivemos. As medições que fiz mostraram valores sem razões para alarme, e com poucas variações frequentes. Tal como os batimentos cardíacos, são valores para os quais devemos olhar apenas como um barómetro. Outro ponto interessante da Mi Band 6 é que agora é capaz de detetar automaticamente seis atividades físicas: caminhada, ciclismo, corrida, remo, esteira e elíptica. E se na caminhada ou corrida, o parece fazer sem problemas, no ciclismo parece ter muitas dificuldades. É por isso aconselhável que atives a monitorização antes da tua atividade, para que tudo corra como esperado. Uma das características que tornou este produto popular foi a monitorização do sono. Hoje já conta inclusivamente com a capacidade de monitorizar “sonecas”, e a novidade do novo modelo é a qualidade da respiração no sono. Esta dá-te uma pontuação de quão bem estás a respirar durante o teu descanso, mas deves ter em atenção que ainda se encontra em fase “beta” (testes). Outro pormenor interessante, e que pode passar despercebido aos mais desatentos, é a novidade referente ao alarme. Isto porque no novo modelo é possível criar um alarme de raiz pulseira sem ser necessário recorrer à app. Sem brilhar, a bateria da Mi Band 6 continua competente A Xiaomi promete até 14 dias de autonomia de bateria na Mi Band 6. Estes são valores interessantes e atingíveis, mas apenas se utilizadores as funcionalidades mais básicas. Se tal como eu quiseres monitorizar os batimentos cardíacos ou o oxigénio no sangue com mais frequência, a autonomia vai sofrer. Assim que a smartband me chegou às mãos, carreguei-a por completo. Passados cinco dias, conta ainda com 39%. Isto significa que não terás problemas em conseguir pelo menos uma semana de bateria em todo o seu potencial. Isto pode colocar de pé atrás os fãs habituados a quase um mês de autonomia. Mas é o preço para um gadget com cada vez mais potencialidades. Além disso, pode ser carregada magneticamente em cerca de uma hora e meia. Atividades desportivas que nunca mais acabam A Xiaomi Mi Band 6 conta agora com monitorização de até 30 atividades desportivas. Além das habituais, encontramos na lista basquetebol, patinagem no gelo, badminton ou zumba. No meu caso, levei-a a dar umas pedaladas para rua. O ciclismo está na lista das seis atividades que a Mi Band 6 afirma detetar automaticamente. Mas como seria de esperar, esta funcionalidade não se ativa tão facilmente como possas esperar, pelo que o caminho a tomar é o habitual. Abres a Mi Fit, selecionas o ciclismo na smartband e começa a monitorização. Não terás problemas em monitorizar a localização, que se irá socorrer do teu smartphone. As informações na pulseira são as essenciais, e não desiludem. Um pormenor a que a Xiaomi esteve atenta é a possibilidade de controlor a tua música enquanto monitorizas exercício. Dessa forma, podes aumentar o volume ou trocar de faixa enquanto fazes exercício sem ter de recorrer ao smartphone. Para quem é (e não é) a Xiaomi Mi Band 6? A Xiaomi Mi Band 6 é uma smartband destinada a utilizadores que apreciam um wearable discreto, e que praticamente não se nota no braço. O corpo mantém-se inalterado, mas o ecrã completo é um deleite para os olhos. É também um produto para quem gosta de personalização. Além das watchfaces disponíveis para a pulseira, encontras dezenas na app oficial. Mas uma pesquisa por essa internet fora, vais mostrar-te um “mundo” de como personalizar o ecrã da tua Mi Band 6. Outro pormenor importante são as pulseiras da Mi Band 6. Estas mantêm-se inalteradas face à Mi Band 5, o que significa que não terás problemas em encontrar uma bracelete ao teu gosto. Esta dispõe finalmente do aguardado sensor SpO2 e são 30 as modalidades que permite monitorizar. Durante essa monitorização, os utilizadores podem também controlar a sua música. Outro pormenor importante é que, ao contrário de outros concorrentes, não limita funcionalidades a quem não usa smartphones da Xiaomi ou a quem tem iOS (como é o meu caso). Por outro lado, a Mi Band 6 não é para aqueles que não querem um design conservador. Se estás à espera de um aspeto revolucionário face aos anteriores modelos, esta não é a smartband para ti. Se procuras uma smartbanad que monitorize automaticamente o teu exercício, este também não será o modelo indicado. O mais sensato será ativar antes de dar inicío à pedalada ou à corrida para que tudo fique nos conformes. Quanto à qualidade da respiração durante o sono, é uma nova métrica interessante. Mas deves ter em conta que ainda se trata de algo em fase de testes, e não deve ser totalmente tida em conta. Outro pormenor importante é que a versão com NFC desta smartband, se mantém exclusiva da China. Esperamos que num futuro próximo a Xiaomi possa dar tal possibilidade aos utilizadores globais. Para quem gosta de ir treinar sem levar o smartphone atrás, esta também não é a smartband ideal. Ainda não conta com GPS embutido, pelo que é necessário o smartphone para monitorizar esses dados. Disponível por 44,99 € na Mi Store Portugal, a Mi Band 6 é um produto interessante para quem deseja iniciar-se no mundo dos wearables com algo discreto e apelativo. Pode também ser interessante para quem tem uma Mi Band 4 ou mais antiga e quer fazer um upgrade. Agradecemos à Mi Store Portugal a disponibilidade da Mi Band 6 para a nossa análise. 4gnews »

  • Quanto demora ver uma série na Netflix, Amazon Prime Video ou HBO? Este site diz

    9 Maio 2021 Ver uma nova série implica bastante tempo. Principalmente se for uma série cimentada, e que já dispõe de várias temporadas. Mas afinal quanto tempo é preciso para ver algumas das séries mais populares do mundo? O site “Can I Binge?” diz-te. Sejas tu subscritor da Netflix, Amazon Prime Video, HBO, Disney Plus, Apple TV Plus ou outro serviço de streaming, fazer o chamado “binge watching” de uma série pode ser cansativo. Mas se te sentes com coragem, podes ver o que te espera neste site. Podes ver Breaking Bad numa semana se vires 9 episódios por dia Embora o “Can I Binge?” já existe há algum tempo, voltou à ribalta por estar nomeado para um Webby Award. Esta plataforma tem o simples propósito de dizer aos utilizadores quanto tempo vão demorar a ver uma série. Depois de acederes ao site, usá-lo não poderia ser mais simples. Basta escreveres qual a série que queres ver, este vai dizer-te quantos episódios precisas de ver por dia para a acabares em X semanas. Por exemplo, vamos imaginar que vais começar Breaking Bad. Serão necessários 9 episódios por dia para a acabares em apenas uma semana. Se não planeares dormir, também é possível veres Seinfeld numa semana. Mas vão ser precisos 26 episódios por dia. São precisos 12 dias seguidos para ver todos os episódios de The Simpsons E se formos mais além? Será possível ver Os Simpsons em apenas uma semana? Mesmo que não durmas, a plataforma avisa que terás de ver pelo menos 12 dias sem parar até acabar. São apenas 288 horas, coisa pouca. Esta é assim uma boa plataforma para teres ideia de quanto pode demorar a ver uma série que vais começar a agora. Acede ao "Can I Binge?" Editores 4gnews recomendam: 5 filmes da Netflix vencedores nos Óscares 2021 Filmes e séries que saem da Netflix em maio Netflix ficará mais social que nunca. Eis o que mudará na plataforma! 4gnews »

  • Amplificadores AV com dificuldade em lidar com consolas 4K a 120Hz

    9 Maio 2021 >/> A Denon, Marantz e Yamaha estão a ter problemas nos seus amplificadores AV com HDMI 2.1 quando ligados com a consolas em 4K a 120 Hz.>Estar na linha da frente das novas tecnologias nem sempre é tão simples quanto se desejaria. A mais recente geração de consolas, como a Xbox Series X e a PS5, vieram abrir o caminho aos jogos em 4K em frequências de 120Hz, possibilitadas pelo HDMI 2.1 que também permite resoluções 8K - mas quem as estiver a fazer passar pelos seus >amplificadores AV pode enfrentar problemas. Apesar de alguns dos problemas poderem ser causados por cabos que não estão preparados para lidar com estas resoluções e frequências, parece haver também problemas a nível da própria interpretação dos sinais HDMI.Tanto a >Denon como a >Marantz estão a dizer que, para alguns dos seus modelos, será necessário recorrer a um adaptador externo SPK618 HDMI para corrigir os sinais (cuja única vantagem é que será disponibilizado gratuitamente); enquanto a Yamaha recomenda que as consolas sejam >ligadas directamente ao televisor, com o áudio a ser enviado para o amplificador via eARC. >/> Pormenores a ter em conta para quem estiver a pensar investir ou tirar partido dos jogos 4K a 120 fps numa consola e respectivo televisor e amplificador AVR. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Atualização para o Motorola Edge S traz consigo muitas novidades

    9 Maio 2021 >Este flagship killer traz algumas especificações impressionantes a um preço de pouco mais de € 246. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • 5 gadgets Xiaomi baratos em promoção que valem a pena a compra

    9 Maio 2021 A Xiaomi dispõe de um espólio de produtos invejável. A fabricante dedica-se aos smartphones, sendo também reconhecidas as suas smartbands, televisores, lâmpadas e até aspiradores inteligentes. No entanto, existem gadgets da fabricante que podem ser verdadeiramente indispensáveis em qualquer casa. Hoje compilamos cinco que podem certamente dar muito jeito em várias situações, e se encontram em promoção na Amazon de Espanha. Compressor portátil da Xiaomi (Mi Portable Air Pump) Se nunca queres ficar apeado, este é o gadget certo para ti. O Mi Portable Air Pump é um compressor portátil elétrico que te permite encher os pneus do teu carro, mota, bicicleta ou até bolas em qualquer situação. Compressor portátil da Xiaomi a 34,98 € (antes 39,99 €) Lâmpada inteligente da Xiaomi (Mi Let Smart Bulb) Andas à procura de uma lâmpada inteligente a barata? A Xiaomi tem um espólio de produtos neste segmento que surpreende pela sua qualidade e preço. Esta começa pela Mi LED Smart Bulb, uma lâmpada E27 de 9W, pronta para se ligar ao eu Wi-Fi e ser comandada por voz ou através do smartphone. Lâmpada inteligente da Xiaomi a 13,01 € (antes 19,99 €) Balança inteligente da Xiaomi (Mi Smart Scale) Se procuras uma balança inteligente com design minimalista para casa, a Mi Smart Scale é a escolha óbvia. Basta ligá-la ao teu smartphone através da app Mi Fit, e esta vai guardando os teus dados de peso, e vários medidores corporais (água, massa muscular ou gordura visceral) ao longo do tempo. Balança inteligente da Xiaomi a 24,99 € (antes 29,99 €) Auriculares Bluetooth da Xiaomi (Mi True Wireless Earphones 2 Basic) Precisas de uns auriculares totalmente sem fios fiáveis e baratos? Estes Mi True Wireless Earphones 2 Basic são uma opção a ter em conta. O seu design faz lembrar os AirPods, e contam com autonomia interessante para cinco horas. A qualidade de áudio é satisfatória para o preço, e surpreendem nas chamadas. Lê a minha análise sobre eles. Auriculares Bluetooth da Xiaomi a 22,40 € (antes 39,99 €) Power bank Redmi (Redmi Power Bank 10000mAh White) Se queres gastar o mínimo possível numa power bank e pretendes algo fiável, esta pode ser a bateria portátil para ti. Dispõe de 10000mAh, tamanho compacto e capacidade de saída de 5.1V/2.4A. Power ban Redmi a 12,95 € (antes 15,31 €) Os preços listados são os existentes na plataforma de vendas online à data de redação deste artigo, sendo suscetíveis a alterações por parte do vendedor, utilizando-se links afiliados. Editores 4gnews recomendam: Huawei Band 6 chega oficialmente a Portugal. Mas o preço é ridículo A “Tesla chinesa” chegou à Europa com o seu primeiro carro elétrico Apple deu mais controlo ao utilizador no iOS 14.5 e a resposta foi massiva 4gnews »

  • Pessoas a partir dos 60 anos já podem agendar vacinação

    9 Maio 2021 A mudança da faixa etária estava prevista apenas para o final da próxima semana, mas acabou por ficar disponível já este domingo. Renascença »

  • Análise OPPO Find X3 Lite 5G: O preço engana

    9 Maio 2021 >O Find X3 Lite exibe um painel AMOLED de 90 Hz, 6,43 polegadas, suporte 5G e o Processador Snapdragon 765G com 8 GB de RAM. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Entradas e saídas controladas nas freguesias de Odemira

    9 Maio 2021 Poucos condutores passaram pelo posto de controlo na manhã deste domingo. Correio da Manhã »

  • Rúben Amorim quer concentração máxima de Sporting no xeque-mate

    9 Maio 2021 Técnico quer leões focados apenas no jogo com o Boavista, apesar de poder ser campeão segunda-feira no sofá. Correio da Manhã »

  • A tourada e a RTP como serviço público de todos ou só de alguns

    9 Maio 2021 Excluir a possibilidade de transmissão de touradas no serviço público significa dizer que todos pagaremos o serviço com os nossos impostos, mas a programação despreza parte dos contribuintes./> Público »

  • Realme Narzo 30 4G - RMX2156 obteve nova certificação, antes do seu lançamento

    8 Maio 2021 >?O próximo Realme Narzo 30 4G é dito que vem com o número do modelo RMX2156, graças à Indonésia Telecom. Este telefone foi agora ??certificado pela SIRIM??, além de FCC, BIS, TKDN e CEE.? ?Desta forma podemos esperar que a marca estreie este equipamento na Malásia. Neste país este smartphone irá contar com um chip NFC, para pagamentos sem contato.? >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • Clone dos AirPods 3 dão-nos uma visão fiel aos novos auriculares da Apple (vídeo)

    8 Maio 2021 Tudo indica que a Apple apresente os AirPods 3 nas próximas semanas. Depois de refutados os rumores que apontavam para um lançamento em abril, agora espera-se que os auriculares sem fios possam surgir brevemente. Enquanto a Apple não desvenda oficialmente os AirPods 3, já há quem se dedique a clonar esses auriculares. É isso que um dos mais recentes vídeos do canal EverythingApplePro nos mostra, com um unboxing detalhado. NEW AirPods 3 Clone Unboxing! $49 Surprise! Chamam-se Air60 TWS e são o clone perfeito dos AirPods 3 O artigo que protagoniza o vídeo acima são os auriculares Air60 TWS. Tal como é referido, este é um modelo de escala 1:1 daquilo que se espera ser os vindouros AirPods 3 da Apple. Ou seja, temos uma réplica perfeita dos esquemas que surgiram nos últimos tempos acerca dos novos auriculares da Apple. Se os rumores estiverem corretos, está a melhor visão que já tivemos acerca dos AirPods 3. Como se vê pelo vídeo, este é um produto muito semelhante aos AirPods Pro. Contam com uma haste menor relativamente aos AirPods 2 e carecem das pontas em silicone características do modelo Pro. A sua caixa de transporte está também entre aquilo que define a semelhante dos AirPods 2 e AirPods Pro. Ou seja, tal como todos os rumores indicam, os AirPods 3 serão uma mistura entre os dois modelos que a Apple lançou nos últimos anos. Os Air60 TWS, que protagonizam este vídeo, estão a ser vendidos por apenas 49 dólares. É um preço consideravelmente mais baixo daquilo que se especula para os AirPods 3, que poderão ser vendidos bem acima dos €100. Em suma, este vídeo é uma prova da influência que a Apple possui no mercado. Um produto que a empresa ainda nem sequer lançou oficialmente já foi clonado por outra empresa numa tentativa de lucrar com o seu sucesso. Relativamente à apresentação dos AirPods 3, os últimos rumores falam que tal pode acontecer "nas próximas semanas". É uma calendarização vaga e que nos obriga a esperar por mais detalhes. Editores 4gnews recomendam: Fortnite estará de regresso ao iOS a partir de outubro Mulher encomenda iPhone 12 Pro Max e recebe um azulejo partido Apple deu mais controlo ao utilizador no iOS 14.5 e a resposta foi massiva 4gnews »

  • Nem a Tesla acredita no FSD prometido por Elon Musk

    8 Maio 2021 >/> Documentos internos da Tesla revelam que nem a própria empresa acredita nas promessas feitas por Elon Musk quanto às capacidades do modo de condução autónoma FSD (Full Self Driving).>Elon Musk tem passado os últimos anos a dizer que o modo de condução autónoma total (FSD) está iminente, e que será capaz de conduzir em todas as condições. Uma promessa que está a ser paga pelos clientes que compram um Tesla (actualmente custa algo como 7500 euros num Model 3) mas que nunca tem chegado, apesar de actualmente estar em fase de teste beta a mais recente versão "revolucionária" do sistema, que promete ser capaz de conduzir em estradas citadinas.Só que, documentos internos revelam que a >própria Tesla tem uma posição bastante céptica quanto às promessas de Musk, dizendo que não são compatíveis com a realidade. Mesmo o seu mais recente sistema continua a ser descrito como sendo um sistema de ajuda à condução de Nível 2, enquadrando-se na mesma categoria dos sistemas de manutenção na faixa de rodagem e de ajuste de velocidade em função dos outros veículos - sistemas que muitos outros fabricantes também disponibilizam há anos, e que têm em comum a necessidade do condutor manter a atenção permanente para poder tomar controlo do veículo a qualquer momento. Sistemas bastante distantes dos modos de condução autónoma de nível 4, que permitiram ao utilizador viajar descansado sem prestar atenção, em determinadas condições; e do objectivo supremo do nível 5, que seria um veículo com condução autónoma total, em todo o tipo de condições.Fico curioso por saber o que estes mesmos engenheiros da Tesla teriam a dizer sobre a utilização dos LIDARs, que são descritos como Musk como sendo completamente desnecessários. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Xiaomi acaba com rumores sobre os seus novos tablets

    8 Maio 2021 Desde que a Xiaomi anunciou o regresso ao segmento de tablets em 2021 os rumores sucederam-se, antevendo um lançamento para muito breve. Esta sexta-feira, a empresa chinesa veio a público acabar com esses rumores. Nos últimos dias surgiram notícias que indicavam o lançamento do livremente chamado Mi Pad 5 ainda para estes mês de maio. Fonte oficial da marca afirma agora que tal só vai acontecer na segunda metade do ano. Xiaomi Mi Pad 5 só será lançado na segunda metade do ano O diretor de produto da Xiaomi, Wang Teng Thomas, chegou-se à frente para acalmar os rumores. Numa resposta a um utilizador na rede social Weibo, o executivo afirmou que o Mi Pad 5 não seria lançado durante o mês de maio. Wang Teng Thomas esclareceu o utilizador que a janela de lançamento será algures entre julho e dezembro, sem especificar uma data. Ainda assim, afirmou que a empresa tem outro produto em mãos para lançar ainda este mês. Trata-se de um computador portátil, que será o novo RedmiBook Pro. A data concreta do lançamento desse produto não foi avançada, mas é certo que estará equipado com processador Ryzen da AMD. Tal como noticiamos esta sexta-feira, o Mi Pad 5 passou já pela certificação da entidade reguladora 3C. Aí foi veiculado que este terá uma bateria total de 8520mAh, dividida em duas células de 4260mAh. O equipamento é esperado com uma versão Pro equipada com o processador Snapdragon 870, e um painel LCD com 120Hz de taxa de atualização. O design das imagens já partilhadas é um conceito baseado em rumores. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Mi Pad 5: um dos segredos do tablet foi revelado Xiaomi: Smart TV da Redmi pronta para o mercado global. Vê as características Xiaomi Black Shark 4 em promoção! Smartphone gaming ao melhor preço (tempo limitado) 4gnews »

  • Análise TCL 20 Pro 5G. Ecrã deslumbrante e boa bateria chegam para reinar?

    8 Maio 2021 >Apesar de ser conhecida principalmente pelas suas (excelentes) Tvs, a TCL conseguiu rapidamente construir uma sólida reputação para os seus smartphones de gama média num mercado já saturado. Quando análisámos o TCL 10 Pro, a conclusão foi que, apesar de fornecer boas especificações e de ser um telefone bonito por pouco dinheiro. Talvez o maior problema da TCL seja que existem tantos outros excelentes aparelhos disponíveis pelo mesmo preço. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Por Madrid

    8 Maio 2021 Resultados só provam que a classe média está bem e recomenda-se. Correio da Manhã »

  • Marcelo promulga decreto sobre contratação pública apesar de "prever aumento de despesa"

    7 Maio 2021 O chefe de Estado tinha vetado em 5 de dezembro do ano passado uma primeira versão deste decreto e justificou essa decisão com a exigência de um maior controlo da legalidade. Renascença »

  • Descoberto "modo developer" das AirTags da Apple

    7 Maio 2021 >/> Um utilizador frustrado com a utilização das >AirTags descobriu por acidente um modo developer que revela informação adicional sobre as mesmas.>Uma das coisas que as AirTags permitem é um modo de localização mais preciso que as tags Bluetooth, quando se usa um iPhone equipado com um chip U1. Esse modo dá indicações precisas sobre a localização da AirTags, ou assim seria suposto. Neste caso, um utilizador não estava a conseguir que as suas AirTags aparecessem com essa indicação da direcção, e carregou repetidamente no ecrã por frustração, e no processo activando um modo "secreto" de developer.Para aceder a este modo bastará carregar quatro vezes no nome da tag no ecrã de localização, e fará surgir uma série de informação adicional sobre as mesmas.>Curiosamente, apesar deste utilizador dizer que no modo normal não lhe era apresentada a seta a indicar a direcção em que estaria a AirTag, neste modo developer isso já aparecia: o que parece indicar que ainda haverá alguns bugs por tratar neste processo de indicação da localização das AirTags. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • STCP retoma horário normal ao fim de semana

    7 Maio 2021 A retoma da oferta a 100% aos fins de semana, começa neste sábado, dia 8 de maio, na rede de autocarros, bem como nas três linhas de elétrico. Porto.pt »

  • NOS lança router que garante internet mais rápida em Portugal

    7 Maio 2021 A NOS, uma das maiores operadoras de telecomunicações em Portugal, tem vindo a destacar-se nos equipamentos preparados para as redes 4G. Com efeito, foi também esta a primeira operadora a lançar o primeiro hotspot 5G disponível no nosso país. Seguindo assim este mote, a NOS lança agora o seu primeiro Router Wi-Fi 6 em Portugal. É, sobretudo, pela tecnologia da mais recente geração Wi-Fi, que se destaca o novo produto, permitindo velocidades 1,5 vezes superiores face à geração anterior. NOS lança router que garante Internet mais rápida em Portugal O novo router será uma benesse mesmo para os equipamentos mais antigos que se ligam na banda 2,4 GHz. De igual modo, mostrará também o seu valor em zonas afastadas do router que vão conseguir velocidades até 1,9 vezes superiores. De acordo com a operadora NOS, o novo router garante, mesmo nestas condições longe de ideais, atingindo 1 Gbps via Wi-Fi. Vale ainda frisar que o anúncio foi feito hoje (7) pela operadora nacional através de comunicado à imprensa. Há vários destaques e novas tecnologias no novo router NOS Em primeiro lugar, graças à combinação das tecnologias OFDMA e MU-MIMO, é possíve l ligar até 100 equipamentos em simultâneo. Desse modo, garantindo que toda a família pode estar ligada ao mesmo tempo, seja para videochamadas, jogos online ou streaming 4K, com maior velocidade. Em segundo lugar e refletindo as necessidades atuais, o Giga Router Wi-Fi 6 apresenta-se como solução ideal tanto para teletrabalho, como para gaming. O suporte de modulação OFDMA gere os diversos equipamentos ligados à rede Wi-Fi de uma forma mais eficiente. Mais ainda, também permite aumentar as velocidades de download e reduzir a latência (tempos de resposta). Algo apreciado tanto para videochamadas, como sobretudo nos jogos online. Foi hoje apresentado o novo GIGA Router Wi-Fi 6 da NOS Tecnologia Wi-Fi: Wi-Fi 6 Normas: 802.11 a/n/ac/ax Bandas: Dual Band 2.4/5GHz; 1024-QAM MU-MIMO: OFDMA; 2.4GHz 3x3; 5GHz 4x4 Portas LAN: 4 (Ethernet) Segurança: WPA3 Botão WPS: Sim Target Wake Time: Sim A todos os interessados, no lançamento, o GiGARouter Wi-Fi 6 estará disponível para atuais e novos clientes fibra com velocidades contratadas de 500 Mbps e 1 Gbps. Mais informações sobre o router disponíveis na página da operadora. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi: Smart TV da Redmi pronta para o mercado global. Vê as características Netflix ficará mais social que nunca. Eis o que mudará na plataforma! OnePlus Watch recebe a característica mais desejada em atualização 4gnews »

  • Xiaomi Mi Pad 5 certificado com bateria de 8.520 mAh

    7 Maio 2021 >Um dos modelos foi agora certificado pelo China Compulsory Certificate (China Compulsory Certificate (3C)) com uma bateria dupla de 4. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Carregar no botão e ter uma pizza fresca em 3 minutos? Há uma máquina destas em Roma

    7 Maio 2021 No centro de Roma, em Itália, foi instalada uma máquina que faz pizzas na hora. O cliente pressiona o botão com os ingredientes, espera três minutos, e recolhe as pizzas, que custam entre 4.50 e 6 euros. Correio da Manhã »

  • O próximo dobrável da Samsung será o mais barato até agora

    7 Maio 2021 >Os novos modelos da marca devem chegar às lojas este ano. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • OnePlus Watch recebe a característica mais desejada em atualização

    7 Maio 2021 A par com o apresentação dos OnePlus 9, a fabricante chinesa lançou finalmente para o mercado o seu primeiro smartwatch. Mas aqueles que esperavam um produto de topo ou com sistema operativo WearOS acabaram desiludidos. Ecrã sempre ligado chega finalmente ao OnePlus Watch Este é vendido por 159 € na Europa, e parece que vão sendo as atualizações a deixá-lo mais interessante. A última destas traz mesmo a característica mais desejada, já que possibilita a funcionalidade de ecrã sempre ligado (always on display). Esta versão de firmware chega com o número B.48 ao OnePlus Watch. E traz duas funcionalidades ao wearable que já deviam estar presentes no seu lançamento. Além do já referido ecrã sempre ligado, chega também o controlo remoto da câmara. O que há de novo no OnePlus Watch com a versão B.48 Ecrã sempre ligado adicionado Função de controlo remoto da câmara Adicionado treino de Maratona Otimizados os detalhes da user interface Problemas conhecidos corrigidos e melhorada a estabilidade do sistema Segundo a OnePlus, quem quiser fazer esta atualização deve ter pelo menos 40% de bateria na hora da mesma. E algo de que qualquer utilizador deve estar ciente é que a autonomia vai sofrer com o ecrã sempre ligado. A marca refere no seu site oficial que OnePlus Watch conta com autonomia até 14 dias em uso normal. No entanto, esta pode ser reduzida para metade se os utilizadores optarem pela nova funcionalidade. Para quem não tiver preocupações em carregar o wearable de forma mais frequente, será certamente uma regalia ter acesso ao ecrã sempre que desejado. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi prepara lançamento de novo Redmi Note 10 com olhos no futuro Asus ZenFone 8: novos renders mostram algo que os fãs vão gostar Xiaomi lança novas televisões na Europa com Android TV e preços a partir dos €280 4gnews »

  • Drone DJI Mini 2 a €387

    7 Maio 2021 >/>Os quadcopters da DJI são considerados a referência no segmento, e temos a oportunidade de apanhar um Mini 2 a preço bastante tentador.>Quem já se aventurou no mundo dos drones de baixo custo e ficou desapontado pela dificuldade em controlá-los, poderá estar dispostos a dar o salto para um segmento superior, onde esse controlo é feito da forma que imaginava que fosse feito - sem que o drone esteja constantemente a "lutar" contra o utilizador. É isso mesmo que se sente nos modelos mais económicos da DJI, e ainda de melhor forma neste >Mini 2 que fica agora disponível a um preço irresistível.>/>Este >DJI Mini 2 está disponível por apenas 387 euros com o código de desconto BGMINI2NA, e com envio EU Priority Line disponível por 5 euros.No ano passado rendi-me à promoção do DJI Spark por €250 e fiquei maravilhado a todos os níveis, ficando apenas com pena de não trazer o controlador dedicado, o que limita o alcance ao WiFi do smartphone (actualização: e entretanto, já fiz o upgrade para este). Neste caso, este Mini 2 já resolve isso com o controlador incluído, permitindo controlá-lo a até 10 km de distância - o que me arrisco a dizer que já será bastante assustador (mesmo a umas centenas de metros já dá "medo"! :)Os 31 minutos de autonomia são também um dos pontos fortes, assim como a câmara 4K com gimbal de estabilização. Quem desejar mais, pode optar pelo pack Fly More, com três baterias, carregador, mais hélices de substituição e bolsa, que fica por 520 euros usando o mesmo código de desconto (já com envio).Acompanha as melhores promoções diárias no nosso grupo >AadM Promos. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Cimeira Social da UE começa hoje com receção na Câmara do Porto

    7 Maio 2021 O programa inicia às 11 horas, com a Câmara do Porto a ser palco da sessão de boas-vindas aos três mais altos dirigentes da União Europeia. Porto.pt »

  • Samsung Galaxy Tab S7 Lite recebe certificação China Compulsory Certificate com carregamento de 44 W

    7 Maio 2021 >Os modelos Wi-Fi e LTE já garantiram certificação China Compulsory Certificate, que confirmou suporte de carregamento de 44W. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Xiaomi Mi Pad 5: um dos segredos do tablet foi revelado

    7 Maio 2021 A Xiaomi vai regressar ao segmento de tablets neste ano de 2021. Embora ainda não se saiba quando, fontes oficiais da marca garantiram o lançamento de pelo menos um novo produto para este mercado, e as fugas de informação sucedem-se. Os últimos segredos sobre o livremente chamado Mi Pad 5, chegam-nos através da entidade reguladora da China 3C. E estes oferecem dados concretos sobre a bateria do equipamento. Xiaomi Mi Pad 5 terá bateria de 8520mAh, segundo certificação A listagem mostra-nos que o tablet vai chegar com uma bateria com duas células. Cada uma destas terá a capacidade de 4260mAh, para um total respeitável de 8520mAh de bateria. Certificação da 3C confirma capacidade da bateria do Xiaomi Mi Pad 5 Apesar de ter garantido o lançamento de um novo tablet este ano, a Xiaomi tarda em fornecer mais dados oficiais sobre o assunto. Mas os vários rumores dão conta do lançamento de dois modelos, sendo que o mais potente será equipado com o Snapdragon 870. Esse possível Mi Pad 5 Pro chegará com características para combater de frente com produtos como o iPad Pro. É esperado com um ecrã LCD 2K, taxa de atualização de 120Hz e taxa de resposta ao toque de 240Hz. Está também a ser desenvolvida uma interface da MIUI para tablets, à semelhança da Samsung DeX. Conceito do Xiaomi Mi Pad 5 baseado nos rumores Este é assim um produto muito aguardado, e que pode trazer para o mercado tablets com preço qualidade. Recorde-se que os tablets da Xiaomi nunca foram oficialmente lançados globalmente. O último modelo, o Mi Pad 4, foi lançado em 2018. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi lança novas televisões na Europa com Android TV e preços a partir dos €280 Depois de Coimbra, Xiaomi já tem cidade para a nova Mi Store Portugal Xiaomi ultrapassa Apple na Europa e já persegue a Samsung 4gnews »

  • Pessoas com 25 anos ou mais passam a ter renovação automática do Cartão de Cidadão

    7 Maio 2021 >>Echo Boomer >Pessoas com 25 anos ou mais passam a ter renovação automática do Cartão de Cidadão >Renovar o Cartão de Cidadão está ainda mais simples. >O artigo %>Pessoas com 25 anos ou mais passam a ter renovação automática do Cartão de Cidadão% apareceu primeiro aqui %>Echo Boomer% Echo Boomer »

  • OPPO K9 5G com Snapdragon 768G e câmara tripla, lançado oficialmente

    7 Maio 2021 >O smartphone vem com outros recursos interessantes, como um poderoso chipset intermediário com suporte a redes 5G, uma bateria de grande capacidade e com carregamento rápido, e ainda um sistema de câmara quad de 64 megapixels.? >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • Samsung Galaxy A52 5G review: pouco acima de medíocre em 2021

    6 Maio 2021 A Samsung, líder de mercado, apresentou os Galaxy A52, A52 5G e A72 a 17 de março com a promessa de tornar a inovação acessível a todos. A 4gnews testou o Galaxy A52 5G - modelo intermédio - com p.v.p. recomendado de 459,90 € em Portugal. Enquadrando o leitor, a linha Galaxy A agrega os smartphones de gama média da Samsung com produtos apontados para a faixa etária mais jovem com argumentos escolhidos a dedo. Bom ecrã. Boa câmara. Bateria duradoura. Mas será tudo isso? Encontramos, desde logo, nos três smartphones da linha Galaxy A um design inspirado nos topos de gama da linha Galaxy S, ainda que numa versão desprovida de inspiração. São três smartphones construídos em plástico e isso nota-se de imediato. O Samsung Galaxy A52 5G está disponível com 128 GB de armazenamento, custando 459,90 €, ou 256 GB, custando 509,90 €. Pontos fortes do Samsung Galaxy A52 5G: Ecrã grande, brilhante e com alta taxa de atualização a 120 Hz Autonomia de bateria para todo o dia (ou até mais se for necessário) Certificação IP67 e construção relativamente leve Câmara principal bastante capaz Pontos fracos do Samsung Galaxy A52 5G: Desempenho sofrido em algumas situações (jogo) Interface - One UI 3.1 - com algum bloatware Câmaras secundárias deixam algo a desejar Unboxing e primeiras impressões A caixa do smartphone é bastante insípida, mas temos o carregador USB. A caixa do smartphone é particularmente simples, de cartão leve. No seu interior, encontramos o telefone, o guia de iniciação rápida com instruções para o utilizador, o acessório para ejeção do tabuleiro do cartão SIM (nano SIM), cabo USB e o carregador. Sim, ao contrário dos modelos topo de gama o Samsung Galaxy A52 5G continua a trazer o adaptador de parede / carregador USB, além do cabo USB-C a USB-A. Impresso na caixa temos também algumas informações rápidas do telefone. A caixa é austera, mas traz o essencial. A qualidade do cabo e do carregador USB não merece grande nota, sendo de plástico convencional e leve. Não há muito mais a dizer, para quem gosta da experiência de unboxing, aqui pouco encontra de gratificante. Vale ainda frisar que o smartphone não vem equipado com uma capa de proteção, tampouco uma película no ecrã. Escolhas de design e qualidade de construção Os novos Galaxy A bebem inspiração da linha Galaxy S21. Aspetos-chave: Peso: aproximadamente 189 gramas Dimensões: 159,9 x 75,1 x 8,4 mm (altura x largura x espessura) O Samsung Galaxy A52 5G e demais elementos da linha Galaxy A têm este ano um novo design. É levemente inspirado na linha de topo, os Galaxy S21 trazendo destes um fio condutor vem visível no módulo destacado das câmaras fotográficas. É um smartphone particularmente angular, mas com todos os cantos e arestas perfeitamente arredondados. Não há esquinas vivas e a construção, ainda que toda de plástico, denota um bom controlo de qualidade. As laterais são cromadas. A traseira está bastante clean, respirando com este novo acabamento mate, portanto, sem brilho e melhor escondendo as impressões digitais e sujidades, mas não na totalidade! Apesar de disfarçadas, continuam a notar-se. O aspeto da traseira é bastante elegante e "clean". Frente em vidro Gorilla Glass 5 Laterais (estrutura) e traseira em plástico policarbonato Certificação IP67 Dito isto, o seu design é uma amálgama do que de melhor trouxe a série Note 20 e a gama Galaxy S21. Há uma notória plataforma para as câmaras e o smartphone sente-se grande na mão. Não é uma pegada particularmente subtil, mas pode ser bom para jogar. Por outro lado, ao pegar no smartphone sentimos que está longe de ser um produto premium. O plástico interrompe qualquer sonho de aparente grandeza que possamos ter ao usar o Samsung Galaxy A52 5G. É um produto de gama média, não mais que isso. Aliás, o smartphone aparente ser mais barato do que realmente é ao olhar e sobretudo ao pegar nele. Não surpreendeu neste ponto. A certificação IP67 é um grande bónus neste telefone Samsung A resistência à água é um ponto bastante positivo neste telefone Samsung. Aliviando o jugo do plástico neste telefone, há uma grande benesse na forma da certificação IP 67. Isto significa que o Samsung Galaxy A52 5G é capaz de resistir ao pó e à água até 30 minutos a uma profundidade máxima de 1,30 metros. Vale frisar que é ainda raro encontrarmos este tipo de certificação em smartphones mais baratos, ou de gama média. No entanto, não o leves para o mar uma vez que a água salgada danificaria o smartphone. O mesmo é válido para o cloro das piscinas. Em síntese, neste telefone encontrarás o plástico como único material de construção (traseira e estrutura), tirando o vidro Gorilla Glass 5 a revestir o painel frontal. Esta é uma das principais diferenças face aos modelos mais caros da Samsung. O novo Samsung Galaxy A52 5G aparenta ser durável A estrutura (laterais) é arredondada e cromada. Face à geração anterior, o novo modelo está um pouco mais pesado, mais espesso, mas com certificação IP67. Isto leva-nos a crer que será mais durável e longo prazo, sendo um forte destaque positivo. Louvamos esta iniciativa da Samsung. Note-se ainda que, apesar do toque pouco premium do plástico, este será mais durável que o vidro. Ou, pelo menos, aguentará mais facilmente uma queda, alguns riscos e abusos durante o uso normal e expectável do produto. Mais ainda, sendo um plástico fosco, com uma leve textura areada, até o poderíamos confundir com os novos tratamentos dado ao vidro nos smartphones. O design é simétrico, simples e sóbrio O telefone está disponível em várias cores como o Branco, Preto, Violeta e Azul. Os demais elementos de design estão no local habitual. Isto é, temos o botão On/Off e seletor de volume na lateral direita - porção superior - com um clique satisfatório, mas revelador da sua construção económica. O tabuleiro para o cartão de memória e cartão SIM está localizado na aresta superior, suportando cartões de até 1 TB para expansão do armazenamento. A aresta esquerda do smartphone está desprovida de qualquer botão ou interrupção. Por fim, temos o altifalante principal, porta USB-C e microfone principal, além do jack de 3,5 mm na aresta inferior do smartphone. Os altifalantes duplos são outro bom destaque do Samsung Galaxy A52 5G O design segue linhas sóbrias e simétricas neste smartphone Samsung. A presença de dois altifalantes - o principal na aresta inferior e o secundário no topo junto do auscultador - são um dos destaques deste smartphone Android. Proporcionam palco sonoro em estéreo (dois canais), algo particularmente apreciado para música. De igual modo, é também valorizado para jogos ao dar-nos uma melhor perceção do envolvente e também para ver vídeos. No entanto, para um telefone de 500 euros (aproximadamente), esperava por melhor qualidade de som. Entre as comodidades deste Samsung Galaxy A52 5G apontamos ainda o leitor de impressões digitais embutido no ecrã. Não é um leitor ultrassónico como nos modelos de topo, sendo aqui um leitor ótico, mais lento, mas também cumpridor da tarefa. Olhando para trás temos algumas melhorias notórias face aos Galaxy A51, nomeadamente a certificação IP67 e os altifalantes duplos. O ecrã do Samsung Galaxy A52 5G é muito bom para o preço O ecrã AMOLED é um dos melhores atributos deste smartphone. Dimensões: 6,8 polegadas Resolução: Full-HD+ (1080 x 2400 p) 407 ppp Brilho: 800 nits (máximo) Taxa de atualização: até 120 Hz Há muito para gostar no ecrã deste smartphone. Fiel à sua promessa, este é um dos 3 bastiões do Galaxy A52 5G. Mantém o tamanho do modelo anterior, mas está bem mais atraente graças à alta taxa de atualização agora até 120 Hz. Importa frisar que o seu irmão (mais barato), o Samsung Galaxy A52 tem o mesmo ecrã, mas com taxa de atualização até 90 Hz. A isto soma-se também o aumento do brilho máximo para 800 nits que garante uma muito boa visibilidade ao ar livre. A opulência dos ecrãs AMOLED está bem presente neste Galaxy A52 5G Destacamos o bom brilho e alta taxa de atualização num ecrã AMOLED. Este ecrã brilhante apresenta cores relativamente precisas, mesmo para um smartphone de gama média que custa cerca de 500 euros. Sinceramente, não esperava uma experiência visual tão gratificante, mas ainda bem que a pude ter. Temos aqui um painel AMOLED com resolução Full-HD+ e densidade de pixeis mais que suficiente para proporcionar uma excelência visual para ver vídeos no YouTube, jogar e usar o telefone em qualquer outro cenário. Para o seu preço, no respeitante ao ecrã, não temos queixas. As margens são relativamente diminutas com cantos arredondados. Dotado de bezels reduzidos e com cantos arredondados, o seu queixo é maior que a aresta superior, impedindo-o de ter uma aparência perfeitamente simétrica. Não que isso condicione ou influencie a qualidade da utilização deste bom ecrã. Aliás, com os 120 Hz ativos (é possível ajustar este ponto nas Definições) temos uma experiência extremamente fluída. Isto nota-se, sim, ao folhear artigos no telefone, ao deslizar entre publicações, ao ver vídeos no YouTube (até certo ponto) e ao jogar! O ecrã ou apresenta uma taxa de atualização a 120 Hz, ou apresenta os conteúdos a 60 Hz. Não é adaptável. O "Modo Escuro" e o conforto ocular marcam presença Temos também outras benesses neste ecrã Samsung. O Samsung Galaxy A52 5G oferece ainda algumas benesses atuais como o Modo Escuro, conforto ocular, painel / barra flutuante lateral, gestos de navegação, modo preparado para uso de luvas e controlos diretos através da barra de notificações para o brilho. Em síntese, temos um grande leque de opções que nos permitem tirar mais partido do ecrã e do telefone propriamente dito. É um dispositivo moderno, bem equipado no que ao display diz respeito. Vale salientar que este ecrã é interrompido apenas pela câmara frontal, ao centro, na porção superior do mesmo. Câmaras...muitas, mas só uma digna de nota! O telefone está equipado com um sistema de câmara quádrupla. Câmara principal: 64 MP (grande angular) + 12 MP (ultrawide) + 5 MP (macro) + 5 MP (produnfidade) Câmara secundária: 32 MP Gravação de vídeo: até 4k a 30 fps / Full-HD até 60 fps O Samsung Galaxy A52 5G está equipado com um leque já comum de câmaras fotográficas. Um total de quatro sensores de imagem pode ser visto na sua traseira, com um sensor principal de 64 MP que coordena a composição fotográfica e videográfica. Captada com a câmara principal (64 MP) do Samsung Galaxy A52 5G Sem esmiuçar detalhes, a câmara principal de 64 MP é efetivamente muito boa. Para aquela foto casual, para tirar o smartphone do bolso, apontar e captar o momento, esta é a única câmara que precisas para a maioria dos cenários e, sim, é francamente boa. Captada com a ultra-grande angular do Samsung Galaxy A52 5G. As imagens captadas com a câmara principal de 64 MP agregam a informação de quatro pixeis adjacentes (pixel binning) para produzir imagens finais com 16 MP. Estas são as melhores fotografias que podes conseguir com o telefone. Fiquei agradado com o equilíbrio de brancos pendendo ligeiramente para os tons quentes (temperatura de cor). Temos definição de sobra, bom respeito pelos detalhes e arestas, além de boa preservação das sombras e realces. Captada com a câmara principal (64 MP) do Samsung Galaxy A52 5G Esta câmara principal mostrou-se sobretudo consistente e bem precisa. A exposição acertou sempre (equilibrada) mesmo em cenários difíceis com bastantes reflexos e com luz forte a incidir quase diretamente, podem confiar nesta câmara. O telefone não tem uma câmara zoom (ampliação) dedicada. Ainda que na aplicação exista o símbolo de aproximar, o Samsung Galaxy A52 5G não têm uma câmara (objetiva) telefoto dedicada. Ao invés disso, recorre ao zoom (ampliação) digital com a câmara principal de 64 MP, havendo perda de detalhe e saturação de cor. Consoante o cenário as fotos podem ficar um pouco mais deslavadas, ou francamente desagradáveis, sendo isto o resultado do zoom digital. Captada com a câmara ultrawide (12 MP) do Samsung Galaxy A52 5G Para fotografia panorâmica, ou para tirar partido das possibilidades criativas de uma objetiva ultra-grande angular, o Samsung Galaxy A52 5G já se porta melhor. Esta câmara é também ela consistente, mesmo quando a luz do sol incide diretamente. Há alguma distorção das linhas quando nos afastamos do ponto central da imagem, mas nada de absurdo. Há uma boa preservação dos detalhes, exposição acertada e, regra geral, boa saturação de cor, ainda que não seja tão boa como a principal de 64 MP. Captada com a câmara macro (5 MP) do Samsung Galaxy A52 5G A câmara macro permite captar detalhes e aproximar mais do objeto a fotografar. Conseguimos alguns bons resultados com boas condições de iluminação, mas não é de todo uma câmara excelente. Servirá, no entanto, para despertar a criatividade. Captada com a câmara frontal (32 MP) do Samsung Galaxy A52 5G A câmara frontal de 32 MP tem uma objetiva grande angular e duas opções de distâncias focais disponíveis através da app. O utilizador pode tirar proveito destas quando quiser tirar fotos de grupo (acima), ou autoretratos (selfiies) isoladas, abaixo. Captada com a câmara ultrawide (12 MP) do Samsung Galaxy A52 5G Os resultados são mais banais, com a câmara a agregar a informação de quatro pixeis adjacentes, passando de 32 MP para fotografias com 8 MP. Há alguma suavidade na imagem e perda de detalhe, mas servirá para as selfies costumeiras. Também podemos gravar vídeo com o Galaxy A52 5G em qualidade 4K com um máximo de framerate ou taxa de quadros de 30 fps com boa qualidade. Não é excelente, mas já é uma boa qualidade de gravação para smartphone. Não desilude nem surpreende. Vale ainda uma nota satisfatória para a aplicação de câmara fotográfica neste smartphone Samsung. É a mesma que encontramos nos mais recentes dispositivos da marca, sendo intuitiva e particularmente recheda de modos criativos. Gostamos da app! Em síntese, temos uma boa câmara, uma ultra-grande angular mediana e duas outras câmaras que pouco acrescentam. A interface One UI 3 é boa, mas aqui tem algum bloatware! O cartão a azul do bloatware que não saía da barra de notificações. Sistema operativo: Android 11 Interface (UI): One UI 3.1 O smartphone usa a interface One UI 3.1 da marca, sendo baseada no Android 11 da Google. É relativamente leve, simples e elegante com funções úteis como as bolhas de notificações e widgets convenientes. Há, infelizmente, algum bloatware. Este é particularmente notório num novo centro de apps Samsung que não desiste até que tu as conheças. Há vários apelos à acção para completares a configuração nesta segunda loja de apps da Samsung (sem contar com a Play Store), com "borlas" de apps. A mensagem que não desaparecia e a "loja" de apps irritante. A insistência deste centro de aplicações "gratuitas" com jogos e outras apps de entretenimento foi o suficiente para me irritar seriamente com o telefone. É totalmente desprezível este tipo de prática num smartphone de 500 euros. Numa nota positiva, o ecrã esquerdo na "Home" é agora ocupado pelo Discover da Google - que podemos ativar ou desativar e optar pelo ecrã Samsung com as sugestões da Bixby. Por definição temos este serviço da Google para descobrir notícias e novo conteúdo. Sublinhamos positivamente a garantia dada pela marca prometendo três anos de atualizações do Android e mais até de atualizações de segurança. Outra nota positiva tem que ser feita à simplicidade e facilidade de uso desta interface gráfica. À exceção do bloatware é fácil gostar da One UI 3.1. Está relativamente leve e fácil de usar. É atraente, abrangente e bem polida, com uma apresentação bem conseguida e funções intuitivas para qualquer utilizador, do mais avançado ao novato. Damos como positiva a utilização da mais recente versão desta interface gráfica e do sistema operativo num smartphone de gama média. Algo que, infelizmente, nem sempre acontece. Em síntese, gostamos do software, mas não perdoamos o bloatware no Samsung Galaxy A52 5G. Desempenho sofrido para um smartphone de gama média em 2021 Processador: Snapdragon 750G 5G (8 nm) Memória RAM: 6 GB / 8 GB Armazenamento: 128 GB / 256 GB Para um smartphone de 500 euros (ou quase), o Samsung Galaxy A52 5G e isto é algo que já não me imaginaria a escrever em 2021. Sobretudo para um smartphone da fabricante líder, nem o novo Snapdragon 750G 5G salvou o cenário. Este foi um dos pontos onde a Samsung cortou os custos com o novo smartphone e, importa frisar que para utilização normal não há qualquer problema com o desempenho. Para jogos, contudo, o cenário é outro, com uma notória perda de frames e outros soluços. A performance (desempenho) do smartphone é medíocre e isto pode ser um entrave à sua compra. Em certos jogos como o PUBG Mobile a ação tornava-se errática, com perda de frames e um notório arrastamento do smartphone. Não estava à espera disto. O desempenho do smartphone é consistentemente medíocre Pior ainda, o telefone nunca parece, nem se sente, verdadeiramente rápido. Seja ao fazer swipe entre as aplicações, ou a regressar ao ecrã inicial, não chega a ser lento, mas sentimos que está algo sobrecarregado, ou que o "motor" é simplesmente limitado. Em cenários de uso comum como redes sociais, comunicações e câmaras, isto não é por si um problema. É sim, um empecilho, quando queremos jogar algo mais exigente no telefone, aí temos uma má surpresa. Em síntese, se gostares de jogar no smartphone não compres este smartphone. Para tudo o resto, servirá razoavelmente bem. Especificações técnicas do Samsung Galaxy A52 5G Ecrã: 6,5 polegadas de diagonal, tecnologia Super AMOLED - até 800 nits Resolução: Full-HD+ com taxa de atualização a 120 Hz - "Infinity-O" Câmara principal: 64 MP (wide) + 12 MP (ultrawide) + 5 MP (macro) + 5 MP (profundidade) Câmara secundária: 32 MP - foco fixo Processador: Snapdragon 750G 5G a 8 nm SoC octa-core (dual-core a 2,3 Ghz + hexa-core a 1,8 Ghz) Memória RAM: 4/6/8 GB Armazenamento: 128 / 256 GB - expansão via cartão micro SD até 1 TB Bateria: 4500 mAh de capacidade Dimensões: 159,9 x 75,1 x 8,4 mm (altura x largura x espessura) Peso: 189 gramas Sistema operativo: Android 11 com a One UI 3.1 Certificação IP67 Cores: Preto, Branco, Azul, Violeta Conectividade: 5G Extras: leitor de impressões digitais no ecrã, Samsung Knox, altifalantes estéreo, NFC A bateria é duradoura no Samsung Galaxy A52 5G Bateria: 4 500 mAh de capacidade Carregamento a 25 W A bateria do Galaxy A52 5G tem 4 500 mAh de capacidade e dura até dois dias. Tem uma boa autonomia, tal como a fabricante o faz saber. Podemos ter um dia de uso intenso e arriscar usar o smartphone durante pelo menos metade do segundo dia. Para poupar bateria podem reduzir a taxa de atualização do ecrã para 60 Hz e ativar o modo de poupança através do software do smartphone com a sua One UI. Temos aqui várias ferramentas de otimização da autonomia. O carregamento rápido é relativamente veloz a 25 W. Note-se, contudo, que o carregador incluído com o telefone é limitado a 18 W, facto que condicionará a velocidade da carga. Não temos carregamento sem-fios o que seria extremamente bem-vindo. Conclusão: 3 fatores que podem justificar o preço do Galaxy A52 5G O Galaxy A52 é um smartphone medíocre apesar de alguns bons trunfos. O Samsung Galaxy A52 5G é um bom smartphone, mas podia ser muito mais que isso. Concorre atualmente com a Xiaomi que coloca smartphones mais baratos com melhor desempenho e qualidade geral de construção, sendo o design mais subjetivo. Há, contudo, trunfos inegáveis neste smartphone Samsung. O ecrã é o primeiro, seguindo-se a autonomia de bateria e, por fim, a câmara principal de 64 MP que consegue ser compente e divertida graças à aplicação com vários modos de captação. A qualidade de som é boa, mas não é tão boa como a que encontramos nos smartphones de gama alta. Merece uma pontuação de 7 (nível bom), por ter altifalantes duplos. A sua interface - One UI 3.1 - merece destaque positivo pela funcionalidade, aparência e 3 anos de atualizações. Porém, o bloatware presente é vergonhoso num smartphone que custa quase 500 euros. A Samsung garante até 3 anos de atualizações para este smartphone. O desempenho é o seu maior calcanhar de Aquiles, nunca chegando a ser rápido, tornando-se lento em cenários de jogo mais exigente. Para quem gosta de jogar, este não é o smartphone ideal, longe disso. A autonomia de bateria é boa, sim, graças à célula de 4 500 mAh. Não tem carregamento sem-fios e o carregador incluído está limitado a 18 W - apesar de o telefone poder carregar até 25 W. Em síntese, a relação preço / qualidade sai prejudicada. Torna-se difícil justificar o preço de quase 500 euros pela versão base deste smartphone quando temos ofertas extremamente cativantes da Oppo, Xiaomi, Motorola, entre outras fabricantes. Pontuação 4gnews (de 0 a 10) Escolhas de design 7,5 Qualidade de construção 7 Ecrã 8,5 Qualidade de som 7 Performance / Desempenho 6 Interface / UI 7 Câmara 7 Bateria 8 Qualidade / Preço 5,5 Pontuação 7 - Bom A 4gnews agradece à Samsung o envio do produto para teste. Podes ver mais fotos do produto através do Google Fotos. 4gnews »