• Huawei FreeBuds 4 oficiais: auriculares Bluetooth com cancelamento de ruído

    20 Maio 2021 A Huawei continua a apostar muitas das suas fichas no segmento de áudio. E a sua mais recente aposta são os Huawei FreeBuds 4, uns auriculares totalmente sem fios destinados ao mercado premium. Estes auriculares Bluetooth foram apresentados com um design familiar face aos antecessores, e são comandados pelo processador Kirin A1. O destaque vai para a inclusão de cancelamento de ruído ativo. Estes auriculares Bluetooth chegam em versões em branco, vermelho e prateado com drivers dinâmicas de 14,3mm. Dispõem de três microfones destinados a usar o modo de transparência para que possas ouvir tudo ao teu redor. Huawei FreeBuds 4 prometem cancelamento de ruído até 25dB Segundo os números da marca, conseguem cancelar o ruído de forma ativa até 25dB. Podem ainda ser controlados por toque, e ligados a dois dispositivos em simultâneo, graças ao Bluetooth 5.2. Contam com certificação IPX4, sendo resistente a salpicos. Prometem uma latência baixa de 90 milissegundos, e contam com um modo de voz clara ideal para vloggers ou mesmo para chamadas. Ao nível da bateria, infelizmente, estão novamente longe de impressionar. A marca promete quatro horas de autonomia nos auriculares, e até 22 horas com o estojo de carregamento. Felizmente, carregam de forma rápido e em 15 minutos de carga terás direito 2 horas e meia adicionais de áudio. Contam com carregamento por USB-C ou sem fios. Para já foram apresentados na China por valores equivalentes a 127 €, e iniciam as vendas a 6 de junho. Tal como os modelos anteriores, é de esperar um lançamento global para breve. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi POCO M3 Pro é oficial: smartphone barato com 5G Xiaomi Mi Band 6: uma das novidades mais desejadas em atualização Apple Watch Series 7: novo design é revelado em renders 4gnews »

  • AirPods vão ganhar suporte para o áudio sem preda de qualidade da Apple

    19 Maio 2021 A Apple lançou esta semana uma nova funcionalidade no seu serviço Apple Music ideal para os audiófilos. A novidade é a inclusão do áudio HiFi, sem perdas de qualidade e que garantirá uma experiência mais imersiva e sem custos acrescidos para o utilizador. Contudo, esta novidade ainda não é suportada pela linha de auriculares e auscultadores da Apple, o que poderá ser frustrante para quem vive no ecossistema da marca. Um entrave que, felizmente, será colmato brevemente. AirPods vão passar a suportar o áudio HiFi, ou seja, sem perda de qualidade Jon Prosser é o portador da boa-nova que nos informa de que a Apple passará a suportar o novo formato de áudio na sua linha AirPods. Algo que será atingido com a disponibilização de uma atualização para esta linha de acessórios. Segundo o que é apontado pela fonte, a Apple vai introduzir um novo formato que potenciará o suporte ao áudio sem perdas de qualidade mesmo em formato de streaming. O novo formato de alta fidelidade será suportado pela tecnologia Bluetooth 5.0, utilizada nos acessórios da marca de Cupertino. A novidade deverá ser dada em junho próximo, no contexto da conferência WWDC que a Apple realiza anualmente para os seus programadores. Irá, de forma simples, resolver um inconveniente que afeta toda a sua linha AirPods. Recorde-se que, atualmente, nenhum dos produtos integrantes da linha AirPods pode tirar real proveito do novo áudio HiFi introduzido pela Apple. Nenhum dos seus acessórios suporta os codecs necessários para interpretar e reproduzir este novo formato de áudio. Aos utilizadores Apple Music que queiram tirar proveito deste novo formato, não resta solução do que recorrer a produtos de marcas externas. Para alguns, isso poderá acarretar custos extra na compra de novos produtos fora do ecossistema Apple. Aos audófilos embrenhados no ecossistema Apple aconselha-se alguma paciência. Jon Prosser costuma acertar nas suas previsões, portanto, é provável que no próximo mês seja revelado o novo formato que potenciará esta experiência auditiva a todos os que detenham um produto da linha AirPods. Editores 4gnews recomendam: Apple Music HiFi esconde uma triste realidade para os AirPods e HomePods Apple pode surpreender com Mac Pro equipado com Apple Silicon de 40 núcleos! Apple Watch Series 7: novo design é revelado em renders 4gnews »

  • Apple Music HiFi esconde uma triste realidade para os AirPods e HomePods

    18 Maio 2021 O serviço de streaming de música Apple Music recebeu esta semana um forte incremento na qualidade de transmissão dos conteúdos, mas, infelizmente, os auriculares e auscultadores mais caros da empresa não poderão desfrutar deste novo padrão premium. Importa perceber o porquê de produtos como os AirPods Max e os HomePods ficarem privados do formato 'Lossless' e 'Hi-Resolution Lossless' a serem introduzidos na plataforma rival da Spotify a partir de junho de 2021. Sem custo acrescido para os assinantes. Há excelentes novidades a caminho do serviço Apple Music Os auriculares Bluetooth true wireless de topo, os Apple AirPods Pro. Este mesmo serviço - Apple Music - como noticiamos na 4gnews, receberá ainda o suporte para 'Spatial Audio' ou áudio espacial graças ao formado Dolby Atmos. Este último marcará presença nos AirPods Max e AirPods Pro, auscultadores e auriculares de topo. Importa frisar que, para a Apple, o formato 'Lossless' refere-se à qualidade que encontramos num CD, portanto, reprodução a 44,1 kHz a 16 -bit até 48 kHz a 24-bit. Por sua vez, o 'Hi-Resolution Lossless' entrega até 192 kHz até 24-bit para a máxima qualidade. Descomplicando estes números e métricas, isto significa que a música chega através de ficheiros maiores com menor compressão e virtualmente sem perda de detalhe e riqueza sonora. Por conseguinte, soará mais realista, com mais detalhe e fidelidade. Isto claro, refere-se ao formato do ficheiro, neste caso a música. Falta, contudo, um dispositivo capaz de receber, interpretar e reproduzir estes ficheiros de maiores dimensões até ao pavilhão auditivo do utilizador. Só assim conseguirão ouvir e notar a diferença. Trunfos fora do alcance dos AirPods Max, AirPods Pro e HomePods Os auscultadores Bluetooth da maçã, os Apple AirPods Max. Infelizmente, tal como aponta a publicação macrumors, tanto os AirPods Max (auscultadores) como os AirPods Pro (auriculares) não poderão usufruir do novo padrão. Ambos os equipamentos usam o codec AAC assim que se ligam a um iPhone. Portanto, apesar de o serviço Apple Music proporcionar um padrão de maior qualidade, os produtos dedicados ao áudio desta empresa não poderão tirar proveito destas regalias. Note-se que o formato 'Lossless' da Apple será indicado como ficheiros ALAC (Apple Lossless Audio Codec). Por outro lado, ambos os produtos poderão tirar proveito das novas versões das músicas em 'Spatial Audio', o áudio espacial graças ao formato Dolby Atmos. Na prática, há uma maior envolvência, um palco sonoro expandido e um efeito 3D nas faixas. Para desfrutar da melhor qualidade no Apple Music, usa produtos não Apple The next dimension of sound is coming.Announcing #SpatialAudio, featuring #DolbyAtmos. pic.twitter.com/np8UjNusmF — Apple Music (@AppleMusic) 17 de maio de 2021 Aliás, todo e qualquer produto Apple com o processador wireless H1 ou W1 estará adstrito a este cenário. Os equipamentos em causa são os: AirPods, AirPods Pro, AirPods Max, BeatsX, Beats Solo3 Wireless, Beats Studio3, Powerbeats3 Wireless Beats Flex, Powerbeats Pro Beats Solo Pro Importa ainda frisar que tanto o iPhone 12 como os AirPods Max já suportam o padrão Buetooth 5.0 que, no papel, suporta transmissão de áudio com qualidade de CD. Portanto, a empresa poderá criar um formato, ou otimização para melhorar a qualidade do sinal que chega aos auscultadores premium. Isto claro, no plano teórico. Resta, por fim a questão sobre qual será a forma de desfrutar dos novos formatos de alta-qualidade no Apple Music. Aqui, de acordo com a empresa, será necessária uma ligação por fios e hardware próprio, tal como um DAC externo e auscultadores com fios. Em síntese, a menos que os próximos iPhone tragam suporte para Bluetooth aptX, o melhor será recorrer a produtos "não-Apple". Há ainda a hipótese de usar os novos Mac ligados a boas colunas. O exposto não desvirtua a excelente novidade a chegar ao serviço Apple Music, mas é efetivamente frustrante para os atuais utilizadores de equipamentos da maçã. Editores 4gnews recomendam: WhatsApp tenta humilhar a Telegram no Twitter, mas falha miseravelmente Google Fotos tem finalmente bons filtros de pesquisa de imagens e vídeos Sharp Aquos R6: o smartphone que "roubou" a última esperança da Huawei 4gnews »

  • AirPods e HomePods sem Apple Music lossless

    18 Maio 2021 >/> A Apple vai adicionar um modo lossless de alta-qualidade ao Apple Music, mas passa pela vergonha de nem os AirPods nem os HomePods suportarem esse formato.>A anunciada chegada dos >modos lossless ao Apple Music - e também Dolby Atmos para som espacial - foram muito aplaudidades pelos fãs, e com a grande vantagem destes formatos ficarem disponíveis no plano normal já existente, sem a criação de um patamar adicional com mensalidade mais dispendiosa. Mas, se a Apple parece ter feito tudo bem a nível de incluir os conteúdos no Apple Music, parece-se ter esquecido completamente de dispositivos para tirar partido deles.A Apple já confirmou que os >AirPods não suportarão o formato lossless, nem mesmo quando se usam os >AirPods Max com cabo lightning; >nem tão pouco os HomePods, que poderão usar o áudio espacial, mas não as músicas em formato lossless.Ou seja, de momento, apenas os iPhones, iPads, Macs e Apple TV poderão tirar partido do novo modo compressão sem perda de qualidade, o que será difícil de justificar considerando os preços que a Apple cobra pelos seus headphones AiPro Max e também pela sua coluna HomePod - que seriam os candidatos perfeitos, de entre os produtos Apple, para explorar a qualidade sonora acrescida. Por isto mesmo, é de imaginar que não demore muito para que a Apple lance uma nova geração de AirPods e HomePods, que já suportem o formato lossless. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Confirma-se: Apple Music vai ganhar formato Lossless Audio sem custos adicionais

    18 Maio 2021 >>Echo Boomer >Confirma-se: Apple Music vai ganhar formato Lossless Audio sem custos adicionais >A nova opção fica disponível para os subscritores do serviço já no próximo mês de junho. >O artigo %>Confirma-se: Apple Music vai ganhar formato Lossless Audio sem custos adicionais% apareceu primeiro aqui %>Echo Boomer% Echo Boomer »

  • Apple Music HiFi traz áudio espacial e "lossless" sem custo acrescido. Adeus Spotify!?

    17 Maio 2021 O serviço de streaming de música da gigante de Cupertino, o Apple Music, já oferece o formato lossless audio e o Áudio Espacial aos subscritores da plataforma, sem custo acrescido. É um grande reforço da qualidade do áudio para a plataforma rival do Spotify. Se já tens uma assinatura do Apple Music terás apenas que escolher a opção " lossless audio" nas definições de som. Por outro lado, o áudio espacial será ajustado automaticamente e aplicado aos conteúdos, sempre que forem detetados auscultadores compatíveis. O Apple Music acaba de ultrapassar o serviço da Spotify Esta é uma das melhores notícias que podíamos dar aos atuais assinantes do serviço Apple Music. Não há nenhum custo acrescido para quem quiser tirar proveito da maior qualidade de áudio (compressão sem perdas) através desta plataforma. Portanto, apesar de existirem diversos serviços de streaming de música, cada qual com as suas vantagens e desvantagens, até ao momento nenhuma se comparava à qualidade oferecida pela Tidal. Com efeito, esta destacava-se pelo streaming de lossless audio. Enquanto isso, as principais rivais como a Spotify e a Apple Music até então, dependiam dos formatos AAC e MP3, entre outros com maior compressão e diminuição da qualidade. Agora, este status quo foi subitamente alterado após alguns teasers da Apple. A melhor qualidade de áudio, sem custos, chega ao Apple Music The next dimension of sound is coming.Announcing #SpatialAudio, featuring #DolbyAtmos. pic.twitter.com/np8UjNusmF — Apple Music (@AppleMusic) 17 de maio de 2021 O formato lossless audio é essencialmente o melhor padrão de qualidade a que podemos, razoavelmente, ambicionar num serviço de streaming de música. Importa ainda frisar que o suporte para áudio espacial será mediado pelo formato Dolby Atmos. São, portanto, duas novas regalias e um considerável aumento da qualidade do serviço, sem alterações no preço. O valor da assinatura é de 9,99 €/mês após o período experimental, bem como o plano Apple One, familiar e para estudantes. “Lossless” refere-se a áudio sem perda de qualidade até 48 kHz Caraterísticas gerais do serviço de streaming de música disponíveis na página dedicada É um formato de compressão de música que reduz o tamanho do ficheiro original mantendo a qualidade dos dados. A partir de agora, o serviço Apple Music disponibiliza o catálogo de mais de 75 milhões de músicas em áudio Lossless a diferentes resoluções. No serviço Apple Music, o termo “Lossless” refere-se a áudio sem perda de qualidade até 48 kHz. Mais concretamente, “ Hi-Res Lossless ” significa áudio sem perda de qualidade com resolução de 48 kHz a 192 kHz. Note-se ainda que os ficheiros Lossless e Hi-Res Lossless são mais pesados e necessitam de maior largura de banda e espaço de armazena­mento do que os ficheiros AAC normais. Tal como aponta a tecnológica na página do serviço, para ouvir em áudio Lossless com a mais recente app Apple Music no iPhone, iPad, Mac ou Apple TV.7 Ative o áudio Lossless em Definições > Música > Qualidade de som. Aí o utilizador pode escolher entre Lossless e Hi-Res Lossless para ligações Wi?Fi ou de rede móvel. Vale ainda frisar que o formato Hi-Res Lossless requer um dispositivo externo como um conversor digital-analógico (DAC) USB. Editores 4gnews recomendam: Sharp Aquos R6: o smartphone que "roubou" a última esperança da Huawei Redmi K40: prepara-te para uma nova versão exclusiva do smartphone Xiaomi DECO lança plataforma de verificação da velocidade de Internet contratada às operadoras em Portugal 4gnews »

Títulos da Imprensa nas últimas 24h: