Presidente de Condeixa-a-Nova condenado 4 anos de pena suspensa

Presidente de Condeixa-a-Nova condenado 4 anos de pena suspensa

O presidente da Câmara de Condeixa-a-Nova e da distrital do PS de Coimbra foi esta quinta-feira condenado a uma pena suspensa por favorecimento de empresas quando era vice-presidente do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ). Numa publicação na sua página da rede social Facebook, Nuno Moita afirmou que “quis o destino” que fosse condenado esta quinta-feira, no dia do seu aniversário, por “um processo de favorecimento a empresas de Condeixa”, quando era vice-presidente do IGFEJ, relacionado com factos que terão ocorrido entre 2010 e 2012. A condenação foi noticiada pela revista Sábado, dando conta de que o