Pais soam alerta. Escolas recolhem dinheiro para compensar funcionários em greve

Pais soam alerta. Escolas recolhem dinheiro para compensar funcionários em greve

Há escolas onde está a ser pedida uma contribuição aos professores para um fundo de greve que serve para compensar os funcionários que estão em greve e que não recebem parte do salário. A greve de um assistente operacional, por exemplo, da portaria ou refeitório, pode levar ao encerramento de uma escola. Isto faz com que até tenha mais impacto que a falta de um docente, explica o Expresso. Até agora, apenas o Sindicato de Todos os Profissionais da Educação (STOP) tem entregue avisos de greve abrangendo o pessoal não docente. Numa nota afixada numa escola nos arredores de Lisboa,