O direito à greve é o próximo alvo a abater para o Supremo dos EUA

O direito à greve é o próximo alvo a abater para o Supremo dos EUA

Um processo que está a ser ouvido pelo Supremo abre a porta à possibilidade de os empregadores poderem processar os sindicatos pelos prejuízos causados pelas greves. O direito à greve é uma das maiores conquistas da história das lutas laborais. Mas este direito pode ter os dias contados nos Estados Unidos. O Supremo Tribunal dos EUA, que é controlado por uma maioria conservadora de seis juízes, ouviu na semana passada os argumentos orais no processo Glacier Northwest, Inc. v. International Brotherhood of Teamsters Local Union 174. Caso o Supremo dê razão ao empregador, criará um precedente que ameaça levar a