Numa “proposta maluca”, Medvedev admitiu que há “guerra” na Ucrânia

Numa “proposta maluca”, Medvedev admitiu que há “guerra” na Ucrânia

Os russos que não apoiam a invasão são “traidores” e devem ser perseguidos. Responsável repete expressão “tempo de guerra” – mas no Kremlin não se fala em guerra. A guerra na Ucrânia começou em Fevereiro do ano passado e, provavelmente, muitas pessoas absorveram rapidamente a ideia de que a população da Rússia apoia esta invasão. Mas os inquéritos nacionais mais recentes – pelo menos enquanto ainda eram feitos – demonstram que mais de metade dos russos quer negociar a paz já. E uma conversa que o ZAP teve há poucos dias, com uma russa que veio para Portugal em Novembro,