“Matei 25 combatentes e não tenho vergonha”. Príncipe Harry coloca um alvo nas costas para os talibãs

“Matei 25 combatentes e não tenho vergonha”. Príncipe Harry coloca um alvo nas costas para os talibãs

O filho do rei Carlos III está a ser criticado no Reino Unido após confessar ter matado 25 combatentes quando serviu na guerra no Afeganistão. A revelação suscitou protestos e ameaças dos talibãs. Não são só os ataques e acusações contra a família real que o Príncipe Harry tem feito na promoção da sua autobiografia que estão a fazer correr muita tinta. O livro — entitulado “Spare” (“Suplente”, em tradução livre) — só saiu oficialmente esta terça-feira, mas a imprensa teve acesso prévio a excertos que estão a dar muito que falar. Uma das revelações que está a causar mais