Madeira. Padre acusado à revelia de cinco crimes de abuso sexual de menor

Madeira. Padre acusado à revelia de cinco crimes de abuso sexual de menor

O padre madeirense Anastácio Alves, de 59 anos, que desapareceu em 2018, foi formalmente acusado de cinco crimes de abuso sexual de menores. Anastácio Alves, que fugiu após uma queixa por abuso sexual de menor, já tinha sido investigado em dois processos semelhantes, há cerca de dez anos. Na altura, o Ministério Público (MP), arquivou os casos e o padre continuou no ativo, como lembrou na quarta-feira o Observador. A acusação do MP, divulgada na quarta-feira pela comunicação social, tem sido mantida em segredo. O despacho de acusação pública agora conhecido data de 21 de março de 2022, um anos