“Fóssil vivo”. Encontrada a origem de uma das estrelas mais antigas da Via Láctea

“Fóssil vivo”. Encontrada a origem de uma das estrelas mais antigas da Via Láctea

Uma equipa internacional de investigadores, entre eles cientistas do Instituto de Astrofísica das Canárias, confirmou a origem primitiva de uma antiga estrela da Via Láctea utilizando o instrumento ESPRESSO. As estrelas com menor conteúdo de metais são consideradas as mais antigas da Via Láctea, formadas apenas algumas centenas de milhões de anos após o Big Bang, que corresponde apenas a uma pequena fração da idade do Universo. Estas estrelas são “fósseis vivos” cuja composição química fornece pistas sobre as primeiras fases da evolução do Universo. A estrela SMSS1605-1443 foi descoberta em 2018 e identificada como uma das mais antigas da