Exército vai investigar caso de violência contra “a recruta mais feliz do quartel”

Exército vai investigar caso de violência contra “a recruta mais feliz do quartel”

O Exército abriu um “novo processo urgente de averiguações” sobre as alegadas práticas violentas exercidas sobre uma recruta em Abrantes, que será acompanhado pela ministra da Defesa Nacional, anunciou o Governo. “Na sequência das alegações hoje trazidas a público pela comunicação social foi desencadeado um novo processo urgente de averiguações, que a ministra da Defesa Nacional acompanhará, e de cujas conclusões serão retiradas todas as consequências”, lê-se num comunicado do Ministério da Defesa Nacional. Fonte oficial do ministério confirmou à Lusa que o processo foi aberto pelo Exército. Na nota é adiantado que a ministra Helena Carreiras recebeu “com grande