Esqueça os casacos e as mantas. Vem aí o comprimido contra o frio

Esqueça os casacos e as mantas. Vem aí o comprimido contra o frio

Entidade norte-americanas vai financiar a investigação de um medicamento que potencia a produção de gordura castanha, responsável por aquecer o corpo humano.  Em muitas aldeias deste Portugal (e, certamente, do mundo) há ainda quem veja no álcool uma forma de se aquecer e proteger contra as baixas temperaturas que se fazem sentir — muitas vezes, fruto de padrões culturais. A ciência esclareceu que o consumo de álcool dilata os vasos sanguíneos, o que acaba por deslocar o fluxo de sangue para as extremidades do corpo humano. Aqui, o líquido quente passa pelos termorrecetores da pele que enviam sinais de calor