“És a minha escrava”. Polícia britânico confessa ser violador em série: 49 crimes, 12 vítimas

“És a minha escrava”. Polícia britânico confessa ser violador em série: 49 crimes, 12 vítimas

Durante 20 anos, David Carrick, um violador em série e predador sexual violento, vestiu um uniforme de polícia e, durante grande parte desse tempo, também carregou uma arma. Na sua vida privada, dizia a suas vítimas: “és a minha escrava“, enquanto as controlava e abusava delas, sujeitando-as a terríveis atos de degradação. Nunca  ninguém acreditaria nelas, pois seria a sua palavra contra a de um polícia em serviço, dizia-lhes Carrick. Carrick já confessou 49 acusações feitas por 12 vítimas. As suas confissões de culpa deixam a Polícia Metropolitana – a força em que serviu – mais uma vez a pedir