Desculpas pelo colonialismo são “moda” e “Portugal não tem de pedir”

Desculpas pelo colonialismo são “moda” e “Portugal não tem de pedir”

O líder do CDS-PP, Nuno Melo, diz que os pedidos de desculpas de outros países pelo colonialismo são “moda” e que “Portugal não tem de pedir”. Há um coro crescente de pedidos de desculpas de vários países pelos erros cometidos no passado, nomeadamente pelo colonialismo e pela escravatura. Em dezembro, o primeiro-ministro neerlandês juntou-se a este movimento. “Hoje peço desculpas pelas ações passadas do Estado holandês ao escravizar pessoas no passado”, disse Mark Rutte antes das visitas oficiais ao Caribe e ao Suriname. As declarações do líder do governo dos Países Baixos surgem depois de comentários racistas feitos dentro do