Cabrita pode vir a responder por morte de trabalhador na A6

Cabrita pode vir a responder por morte de trabalhador na A6

Os indícios contra Eduardo Cabrita vão ser avaliados pela juíza de instrução que decidirá se o caso segue para julgamento. Eduardo Cabrita poderá vir a responder em tribunal pelos crimes de homicídio por negligência e condução perigosa no caso de Nuno Santos, trabalhador que foi fatalmente atropelado na A6, pela viatura em que seguia o ex-ministro da Administração Interna. A decisão foi do Tribunal da Relação de Évora após um recurso apresentado pela filha mais velha da vítima, que pediu a acusação do antigo governante. Em maio passado, o Ministério Público arquivou o processo contra Eduardo Cabrita, ao não deduzir