“As coisas não correram bem”. Se soubesse da indemnização, Medina não teria feito convite

“As coisas não correram bem”. Se soubesse da indemnização, Medina não teria feito convite

O ministro das Finanças, Fernando Medina, admitiu esta sexta-feira que o processo de nomeação de Alexandra Reis para secretária de Estado do Tesouro não correu bem, mas recusou retirar consequências políticas para si próprio. “Assumo que as coisas não correram bem no processo de nomeação”, disse, citado pelo Público, acrescentado que “não é adequado” fazer uma nomeação que depois se constata que a pessoa em causa não reunia as condições necessárias. “Se pudesse ter evitado, teria evitado”, afirmou, referindo que “não tinha essa informação, à data em que fiz essa proposta”. No entanto, defendeu ser responsável pelas decisões que toma,