• Primeiro smartphone com câmara debaixo do ecrã é um desastre, segundo a DxOMark???????

    23 Fevereiro 2021 Pela primeira vez em 2020 foi lançado um smartphone com a câmara frontal debaixo do ecrã. O ZTE Axon 20 5G cometeu a ousadia de ser o primeiro a oferecer essa opção, mas os resultados confirmam-se desastrosos. A sua passagem nos testes da DxoMark confirma o que várias análises já faziam adivinhar. Embora seja uma proposta que permite um aproveitamento de ecrã louvável, a qualidade das suas fotografias e vídeos deixa muito a desejar. ZTE Axon 20 5G: câmara frontal debaixo do ecrã tem segunda pior classificação de sempre na DxOMArk Como podes ver no gráfico abaixo, o Axon 20 5G amealha uma pontuação verdadeiramente desastrosa de 26 pontos. Esta combina apenas 10 pontos na fotografia e 51 no vídeo. Está muito abaixo de smartphones que competem na sua faixa de preço (449 €) e é a segunda pior classificação de sempre neste barómetro. Pontuação do ZTE Axon 20 5G na DxOMark “O único smartphone atrás na nossa base de dados de câmaras frontais é o Intex Aqua Selfie, um equipamento barato de 2019 lançado no mercado indiano”, refere a DxOMark. E a seguir ao Axon 20 5G, as pontuações praticamente dobram. Mas afinal o que tem de tão mau esta câmara debaixo do ecrã? A lista é longa, mas os tons de peles não são naturais e existe muito ruído tanto em fotografias como em vídeo. O alcance dinâmico é limitado, e existem reflexos a artefactos visíveis nas fotografias. É também de destacar os erros frequentes na profundidade dos retratos. Estes são apenas alguns dos pontos negativos de uma câmara de 32MP, que tem como pontos positivos uma exposição e foco geralmente estável. Fica patente que embora não tenhamos aqui uma interrupção de ecrã como uma notch ou punch-hole, o compromisso na qualidade desta primeira geração acaba por fazer esbater as suas teóricas vantagens para o utilizador. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Mi 11 Lite dá mais um passo rumo ao lançamento oficial Realme GT vai desiludir fãs com a sua tecnologia de carregamento rápido! Asus ROG 5: smarthone gaming já tem data de lançamento oficial 4gnews »

  • ZTE prepara-se para apresentar revolucionária câmara frontal na MWC

    19 Fevereiro 2021 A ZTE continua empenhada em ser a principal responsável pela grande revolução no que respeita às câmaras frontais dos smartphones. Depois de ter sido a primeira a lançar um smartphone com câmara por baixo do ecrã, o ZTE Axon 20, a fabricante já está a preparar grandes novidades. Numa altura em que ficámos a conhecer os resultados desastrosos da sua primeira aventura nos testes da DxOMark, surge a revelação de que irão apresentar a segunda geração do sensor fotográfico de baixo do ecrã. A apresentação será feita durante a MWC Shangai, que se irá realizar entre o dia 23 e 25 de fevereiro. Ainda não foi confirmado, mas vários rumores indicam que o novo sensor poderá ser demonstrado no novo ZTE Axon 30 Pro. ZTE Axon 30 Pro aponta para um lugar de destaque no mundo da fotografia móvel Os detalhes sobre este sensor de segunda geração são ainda escassos, tendo sido apenas confirmado que será o primeiro a chegar com uma tecnologia de absorção de luz 3D, que deverá ajudar a alcançar resultados mais precisos no que respeita ao reconhecimento facial. Muito provavelmente, chegará também com várias melhorias que lhe permitiram captar imagens de muito maior qualidade. Afinal de contas, os resultados dos testes realizados no Axon 20 foram uma verdadeira desilusão. Mas, não será apenas com a sua câmara frontal que o ZTE Axon 30 Pro irá tentar impressionar. Ainda aguardando uma confirmação da marca, vários rumores indicam que este topo de gama poderá estrear o ainda por apresentar sensor fotográfico da Samsung de 200MP. Além destes detalhes sobre as suas câmaras fotográficas, sabemos apenas que chegará equipado com o processador Qualcomm Snapdragon 888. Editores 4gnews recomendam: Motorola Moto E7 Power é oficial e chega com um preço inacreditável! PS5: pasmem com a versão de luxo da nova consola Sony Nissan Qashqai: novo modelo com motor elétrico e gerador a gasolina 4gnews »

  • Xiaomi Mi 11 Ultra não será o único com ecrã no módulo fotográfico

    16 Fevereiro 2021 Recentemente surgiu o primeiro vídeo hands-on do ainda por apresentar Xiaomi Mi 11 Ultra, que se deverá apresentar como um dos melhores smartphones da atualidade. Além das suas especificações topo de gama, este vídeo revelou um detalhe muito interessante no que respeita ao seu módulo fotográfico. Além dos três sensores, o Mi 11 Ultra chegará com um mini ecrã secundário embutido no seu módulo fotográfico. Pelo pouco que conseguimos ver até agora, parece que este ecrã irá conseguir espelhar o conteúdo apresentado no ecrã principal, servindo provavelmente apenas para tirar selfies de alta qualidade com a sua câmara principal. Agora, o já reconhecido leaker chinês Digital Chat Station volta a dar que falar numa publicação feita na Weibo (rede social chinesa). Apesar de não ter suportado as suas afirmações com qualquer fuga de informação concreta, o leaker revelou que o Xiaomi Mi 11 Ultra não será o único smartphone a ser lançado este ano com um ecrã secundário deste tipo. Poderá o Xiaomi Mi 11 Ultra dar início a uma nova tendência? Já há muito tempo que vemos as fabricantes investir largos milhões de euros no desenvolvimento de novas tecnologias que lhes permitam implementar uma câmara frontal nos smartphones sem "roubar" espaço ao ecrã. As mais recentes tecnologias permitem a implementação de um sensor por baixo do ecrã, mas a sua adoção é consideravelmente lenta, provavelmente devido aos custos e performance pouco impressionante. Várias marcas apostaram na implementação de mecanismos automáticos que permitem a rotação das câmaras principais, tornando possível a sua utilização como câmara frontal. Já vimos também smartphones chegarem com um painel traseiro que apresentava um ecrã secundário de grandes dimensões, permitindo uma utilização totalmente funcional. Agora, a Xiaomi parece estar a explorar novos caminhos com este "mini ecrã", que certamente será mais acessível do que implementar um ecrã que ocupe a maior parte do painel traseiro do smartphone. Ainda que seja possível ver esta estratégia ser adotada por mais fabricantes, parece muito pouco provável que se venha a tornar na nova tendência. Apesar de tornar possível tirar selfies com a câmara principal, hoje em dia a câmara frontal é utilizada para muito mais que selfies. Especialmente com a nova realidade imposta pela pandemia de Covid-19, o recurso a vídeo-chamadas para comunicar com família e amigos é cada vez maior. Nestas situações, este mini ecrã será praticamente inútil. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Mi 11: vídeo capturado em modo noite impressiona Redmi Note 10: data de lançamento é descoberta na Amazon POCO X3 Pro: smartphone dá mais um grande passo rumo ao lançamento 4gnews »

Títulos da Imprensa nas últimas 24h: