• As oito prioridades de Ursula von der Leyen para a Europa

    16 Setembro 2020 A alteração da realidade europeia e mundial inerente à crise da covid-19 obrigou a líder da Comissão Europeia a reajustar as prioridades há um ano enunciadas quando assumiu o cargo. Num longo discurso de 80 minutos, o setor da saúde surgiu como prioridade central, mas foi também atribuída maior ênfase à proteção de trabalhadores, ao respeito pelo Estado de direito e à afirmação da UE como um "player" global. Jornal de Negócios »

  • Von der Leyen quer salário mínimo em todos os países da UE

    16 Setembro 2020 /> A presidente da Comissão Europeia anunciou as prioridades para o próximo ano, com a pandemia no topo das preocupações. No discurso do Estado da União, Ursula Von der Leyen apontou como meta a estabilização da economia com o alargamento do salário mínimo a todos os países. RTP »

  • União Europeia quer mudar de paradigma no pós-pandemia da Covid-19

    16 Setembro 2020 >"Todos os trabalhadores da linha da frente dia e noite, semana após semana, correram riscos por todos nós, a sua empatia, coragem e sentido do dever inspiram-nos", disse esta quarta-feira, 16 de Setembro, Ursula von der Leyen num discurso sóbrio sobre o estado da União Europeia, marcado pelo tema da pandemia da Covid-19. >"Todos os trabalhadores da linha da frente dia e noite, semana após semana, correram riscos por todos nós. A sua empatia, coragem e sentido do dever inspiram-nos e gostaria de começar este discurso prestando-lhes uma homenagem", disse a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen num discurso sóbrio sobre o estado da União Europeia, marcado pelo tema da pandemia da Covid-19.>A crise sanitária mostrou a humanidade e solidariedade das sociedades europeias e por isso a presidente da Comissão, começou com uma homenagem a todos os profissionais que estiveram e ainda estão na primeira linha do combate à pandemia.>Ursula von der Leyen disse que os cidadãos querem sair da situação de fragilidade que a pandemia e a incerteza provocam.>A presidente da Comissão defendeu que agora é o momento de a Europa liderar essa mudança para um mundo pós coronavírus.>Nesse sentido avançou com uma série de propostas e linhas de acção, para relançar a Europa e a economia nos próximos meses com prioridade no ambiente e no digital.>Von der Leyen defendeu igualmente um novo quadro legal europeu, para que todos os Estados-membros tenham um salário mínimo.>"Todos devem ter acesso a salários mínimos, quer através de acordos colectivos, quer através de rendimentos mínimos estabelecidos", afirmou.>Sublinhou que chegou o momento de construir uma União da Saúde Europeia reforçada, que deverá passar pela criação de uma agência para investigação avançada no campo da biomedicina.>Também estabeleceu novas metas para a redução das emissões poluentes.>A nova meta comunitária para redução de emissões poluentes, passa a ser de 55% até 2030. E anunciou para breve um novo pacto migratório para a Europa assente numa “visão humanitária”.>Na frente da política externa, defendeu os valores da Europa, face aos que pretendem enfraquecê-los no mundo.>Com a colaboração do nosso correspondente em Bruxelas Vasco Gandra. RFI »