• Earphones T9S BT 5.0 a €12

    21 Outubro 2019 >/>As propostas nos earphones Bluetooth de tamanho diminuto são cada vez mais frequentes, e agora temos uns que dão mais tranquilidade aos utilizadores ao contar com vários indicadores do nível da bateria.>Estes >earphones T9S TWS BT 5.0 não só contam com Bluetooth 5.0 e podem funcionar tanto em modo individual como em stereo, como vêm com uma caixa que inclui um mostrador do seu nível de bateria como também indicadores do nível de bateria de cada um dos auriculares individualmente. E a melhor parte é que, mesmo assim, têm um preço bastante reduzido.>/>Estes >earphones T9S estão disponíveis por apenas 12.75 euros.A autonomia é de 3 a 4 horas em uso individual, sendo que a bateria da caixa os pode carregar por múltiplas vezes para prolongar a sua utilização, e já conta com ligação USB-C para facilitar a gestão dos cabos. Têm também protecção IPX6, que faz com que possam ser utilizados durante actividades desportivas, ou à chuva. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Sabe aqui quando e se o teu Xiaomi recebe a MIUI 11, POCO F1 e outros 27 dispositivos incluídos

    18 Outubro 2019 />No evento de lançamento do Note 8 na Índia, o COO Muralikrishan B da Xiaomi India apresentou a MIUI 11 naquele país e também revelou que existem 80 milhões por mês utilizadores ativos da MIUI na Índia. Android Geek »

  • LG lançará atualização Android 10 Beta no final deste mês

    18 Outubro 2019 />O primeiro da lista de smartphones LG que terá a pré-visualização Beta do Android 10 é o LG G8 ThinQ, que será seguido de perto pelo LG V50 ThinQ 5G e pelo LG V50SThinQ 5G. Android Geek »

  • DisplayMate classifica o ecrã do Pixel 4 XL, como um dos melhores ecrãs para smartphones

    17 Outubro 2019 />Agora o Google lançou os seus principais telefones Pixel 2019 e o Pixel 4 XL foi adicionado à categoria de ecrã de nível superior da DisplayMate, onde conseguiu uma classificação A +. Android Geek »

  • Earphones BT T3S com indicador de bateria a €12

    17 Outubro 2019 >/>As propostas nos earphones Bluetooth de tamanho diminuto são cada vez mais frequentes, e agora temos uns que dão mais tranquilidade aos utilizadores ao contar com vários indicadores do nível da bateria.>Estes >earphones T3S não só contam com Bluetooth 5.0 e podem funcionar tanto em modo individual como em stereo, como vêm com uma caixa que inclui um mostrador do seu nível de bateria como também indicadores do nível de bateria de cada um dos auriculares individualmente. E a melhor parte é que, mesmo assim, têm um preço bastante reduzido.>/>Estes >earphones Bluetooth T3S estão disponíveis por apenas 12.75 euros.A autonomia é de até 7 horas em uso individual, sendo que a bateria de 2200mAh da caixa os pode carregar múltiplas vezes, e até funcionar como power bank para recarregar o smartphone em caso de emergência. Têm protecção IP5X, que faz com que possam ser utilizados durante actividades desportivas, ou à chuva, e estão disponíveis nas cores preto e branco. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Xiaomi MIUI 11: vê quando o teu Xiaomi receberá a atualização

    16 Outubro 2019 A Xiaomi lançou hoje o programa de lançamento da MIUI 11 para os seus smartphones. A nova atualização MIUI 11 não nos dá mudanças super relevantes a nível de design, contudo, é importante para melhorar um sistema que já é um dos melhores no mercado. Temos, por exemplo, o Dark Mode que agora na MIUI 11 obriga aplicações a utilizar Dark Mode mesmo que não tenham esta característica. Dá-nos alguns novo layouts para o "Always On" ou até um novo design para a aplicação de gestor de ficheiros. Podes ver no vídeo algumas das funcionalidades da MIUI 11. 9 Cool New MIUI 11 Features That You Should Check Out | Guiding Tech Quando é que o teu Xiaomi receberá a MIUI 11 De acordo com a lista dos smartphones a receber a nova atualização, teremos 3 fases de lançamento. Primeiramente teremos os equipamentos mais populares e só depois aqueles que não se destacaram assim tanto no mercado. Como podes ver, existem smartphone em falta na lista. Não temas, é provável que esta lista aumente. Para já são estas as informações que temos por parte da marca. Primeira fase - 22 a 31 de outubro PocoPhone F1 Redmi K20 Redmi Y3 Redmi 7 Redmi Note 7 Redmi Note 7s Redmi Note 7 Pro Segunda fase - 4 a 12 de novembro Redmi K20 Pro Redmi 6 Redmi 6 Pro Redmi 6A Redmi Note 5 Redmi Note 5 Pro Redmi 5 Redmi 5A Redmi Note 4 Redmi Y1 Redmi Y1 Lite Redmi Y2 Redmi 4 Mi Mix 2 Mi Max 2 Terceira fase de 13 a 19 de novembro Redmi Note 6 Pro Redmi 7A Redmi 8 Redmi 8A Redmi Note 8 Quarta fase de 16 a 26 de dezembro Redmi Note 8 Pro Melhorias da MIUI 11 Como tinha referido, as novidades de design não serão muitas. Ainda assim, teremos melhorias como as que disse acima e ainda as da lista abaixo. Melhoria de som Impressão sem fios Dual-clock Novo som de alarme Novo "game Turbo" Mi Share Novo design da galeria É possível, como é habitual, que possa atrasar ligeiramente o lançamento face as datas indicadas. Mesmo assim, a Xiaomi é uma das marcas que melhor trabalha nas suas atualizações e esta enorme lista de dispositivos é exemplo disso mesmo. Editores 4gnews recomendam: Queres o Google Pixel 4 em Portugal? Temos más notícias para ti! OPPO prepara o smartphone do futuro com um ecrã impressionante! Os melhores Power Banks para comprar em 2019 4gnews »

  • LG promete lançar o Android 10 ainda este ano para reconquistar os consumidores

    15 Outubro 2019 Os tempos áureos da LG no mercado mobile já lá vão e isso deve-se a vários problemas. Um dos alvos de crítica é a política de atualizações de sistema da empresa, algo no qual ela quer melhorar. A LG anunciou hoje o arranque dos testes do Android 10 na Coreia do Sul. Posto isto, a tecnológica tem planos para o lançamento da versão estável do sistema operativo até ao final deste ano. O primeiro equipamento a experimentar o Android 10 é o LG G8 ThinQ, seguido do V50 ThinQ no próximo mês. Espera-se que o mesmo se aplique no lançamento da versão final. As novidades do Android 10 para os smartphones LG Com a chegada do Android 10 temos várias novidades para os equipamentos da sul-coreana. Desde logo, podemos mencionar a navegação por gestos que permite tirar maior partido do ecrã do smartphone. Em seguida, chega finalmente o Dark Mode que será particularmente vantajoso em ecrãs OLED, como é o caso dos LG G8 e V50. Há ainda a referir um maior controlo nas permissões de cada aplicação. Em termos estéticos, a LG promete menus mais simples e intuitivos e que conseguem adaptar-se ao ecrã consoante a interação do utilizador. A tecnológica menciona ainda a presença de novos menus e pop-ups no fundo do ecrã. Chegada do Android 10 a Portugal ainda por saber É possível que a fase de testes do Android 10 para os equipamentos da LG não chegue oficialmente a Portugal. Contudo, a versão final certamente chegará ao nosso território. Esse momento poderá ocorrer apenas no início de 2020, visto que a Coreia do Sul deverá ser a primeira a recebê-lo no final deste ano. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi atinge 100 milhões de vendas na linha Redmi Note globalmente Google Pixel 4 e Pixel 4 XL são oficiais! Conhece os novos "Android Puro" OnePlus 7 Pro sobe de nível e está entre os 5 melhores da DxOMark 4gnews »

  • Huawei P30 Pro disponível agora nas novas cores azul e rosa

    15 Outubro 2019 />Até 3 de Novembro, na compra de uma destas novas versões do Huawei P30 Pro o consumidor recebe uns Huawei Freebuds Lite Android Geek »

  • Xiaomi patenteia 4 smartphones com soluções estranhas, para as câmaras frontais

    14 Outubro 2019 />De acordo com as patentes recém-concedidas, a empresa está a trabalhar em alguns outros aparelhos que têm uma abordagem distinta para incorporar a câmara selfie, tal como o Mi Mix. Android Geek »

  • UMIDIGI F2 inicia venda global com grandes descontos na promoção UMIDIGI 8 anos

    14 Outubro 2019 />A UMIDIGI apresenta uma série de ofertas e atividades interessantes para os fãs do UMIDIGI de 14 a 16 de outubro Android Geek »

  • A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

    13 Outubro 2019 Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade... ZAP »

  • Samsung lança versão beta aberta One UI 2.0 do Android 10 para Galaxy S10

    13 Outubro 2019 />Apesar de algumas controvérsias sobre o lançamento do programa terem surgido alguns dias atrás, parece que a Samsung superou os desafios, e finalmente há registos para este programa beta no seu país de origem, a Coreia do Sul. Android Geek »

  • Logs excessivos destroem memória flash de Teslas mais antigos

    13 Outubro 2019 >/>Numa altura em que muito se vai falando dos >custos a longo prazo dos automóveis eléctricos, descobre-se que os Tesla têm um problema congénito que pode pode levar a uma despesa de milhares de dólares por causa de um componente de poucos dólares: a memória flash soldada no seu computador.> >São cada vez mais os utilizadores com Tesla que ficam com o >computador inutilizado por terem "gasto" a memória flash. E se forem à Tesla, a reparação implica substitui todo o computador, que pode ter um custo de cerca de 4 mil dólares.As memórias flash são perfeitas para utilização num automóvel, mas há uma conjugação de factores que está a causar bastantes dissabores a possuidores de Teslas mais antigos e que vão acumulando anos de uso. As memórias flash têm um número limitado de escritas, e embora contem com técnicas para minimizar esse efeitos (distribuindo as escritas por diferentes blocos de memória), isso está a ser contrariado pelas coisas que a Tesla tem feito.>/>Por um lado, as actualizações da Tesla fazem com que o espaço ocupado na memória flash seja cada vez maior, deixando menos espaço disponível para fazer a tal distribuição das escritas. Mas o pior factor será o sistema da Tesla (baseado em Linux) estar constantemente a guardar "logs" que totalizam centenas de megabytes por dia, e que para cúmulo, serão completamente desnecessários.Devido a isto, já surgiram várias empresas que fazem o trabalho de dessoldar o chip da memória flash e colocar um novo (de maior capacidade), e há até algumas que aproveitam a oportunidade para colocar um socket que permita trocar o chip mais facilmente quando tal voltar a ser necessário no futuro.Nos computadores mais recentes da Tesla, o chip já passou de 8GB para 32GB, o que permitirá mais alguns anos de utilização... mas também ficando dependendo do espaço livre que a Tesla deixar ficar (as actualizações vão sendo cada vez maiores e com mais funcionalidade). O ideal seria a Tesla deixar de manter logs com tal nível de detalhe em todos os veículos, poupando a memória flash, algo que Elon Musk diz que já "estará melhor" por esta altura.Should be much better at this point— Elon Musk (@elonmusk) >October 12, 2019... Pena que isso não irá evitar que centenas de milhares de Tesla, dos mais antigos, tenham que enfrentar esta situação nos próximos anos... >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • instax mini Link é a nova impressora para smartphones da Fujifilm

    13 Outubro 2019 >Não é a primeira vez que falamos aqui das criações da Fujifilm, nem tampouco será a última. A mais recente novidade dá pelo nome de instax mini Link. >O conteúdo >instax mini Link é a nova impressora para smartphones da Fujifilm aparece primeiro em >Echo Boomer. Echo Boomer »

  • Huawei P30 Pro: por este preço não o podes deixar escapar!

    13 Outubro 2019 O Huawei P30 Pro é o topo de gama mais recente da empresa chinesa, pelo menos com serviços Google ativos. Isto porque o Mate 30 e 30 Pro até foram apresentados mas não há sinal de chegada ao nosso mercado pela falta desses mesmos serviços. Por isso mesmo, se gostas da Huawei e queres um smartphone com uma bruta capacidade fotográfica, o Huawei P30 Pro é o telemóvel que deves escolher. As boas notícias é que o smartphone está neste momento por 650€ na Amazon Espanha. Isto com entrega grátis também. Sabe mais sobre preços e envios aqui Em síntese, o Huawei P30 Pro é um telemóvel super completo. Dá-nos um desempenho incrível, um ecrã formidável e uma câmara que vai meter inveja. Características a ter em conta no Huawei P30 Pro Ecrã OLED 6.47" polegadas curvo Sensor biométrico no ecrã Construção de vidro formidável Dual-SIM Carregamento sem fios Carregamento rápido sem fios Serviços Google (Play Store, Youtube...) Performance de topo de gama Sensor de infravermelhos Tenho de admitir que o que mais gosto do Huawei P30 Pro, para além do seu fantástico ecrã, é a sua câmara. Já capturei fotografias impressionantes com este telemóvel que mais parecem tiradas com uma DSLR. Ainda que não seja a mesma coisa (as DSLR oferecem mais detalhe) as fotografias em modo noite são únicas. Com um ISO elevado pode estar seriamente escuro que se houver "uma luz ao fundo do túnel" tirarás fotografias como nunca viste. Em suma, o Huawei P30 Pro é um smartphone completo. Por este preço é mais do que vantajoso aproveitar. Como a compra é feita pela Amazon Espanha podes também ter a certeza que chegará rápido e sem problemas de alfândega. Editores 4gnews recomendam: Impressionante! Ator usa Deepfake para imitar celebridades em vídeo Executivo da Realme 'ataca' Vice Presidente da Xiaomi no Twitter! Google ataca Apps "duvidosas" que ofereciam empréstimos Play Store 4gnews »

  • Xiaomi Redmi Note 7 recebe MIUI 11 em Portugal

    13 Outubro 2019 O alerta foi dado no Reddit oficial da Xiaomi. Um utilizador português partilhou que já recebeu a Xiaomi MIUI 11 no seu Redmi Note 7 com ROM Global. Recorde-se que o lançamento global da MIUI 11 está previsto apenas para 16 de outubro. Trata-se da chegada de uma versão estável a um dispositivo com ROM Global. A confirmar-se a veracidade da imagem partilhada pelo utilizador u/American_Manhood, este recebeu a MIUI Global 11.0.2 Estável. Crédito: u/American_Manhood Pela imagem conseguimos perceber que se trata de um Redmi Note 7, e a julgar pelo esclarecimento dado por este utilizador, a região onde o dispositivo se encontra é mesmo em Portugal. É bom ter em conta que esta foi uma atualização recebida via OTA (over-the-air), e que deverá ter sido enviada pela Xiaomi de forma completamente aleatória. No entanto, não deixa de ser curioso que a marca tenha escolhido um gama-média para o fazer. MIUI 11 em todos os Redmi Note 7 só nas próximas semanas Tanto quanto percebemos, este foi um caso isolado. O lançamento global desta atualização está apenas previsto para o próximo dia 16 de outubro, e só a partir daí um maior número de utilizadores deve começar a receber esta versão. Como é habitual, a Xiaomi irá enviar esta atualização em várias fases. No entanto, não deixa de ser curioso que a marca tenha enviado esta versão para “testes” a um utilizador português. Sabe mais sobre a MIUI 11 neste Redmi Note 7 Editores 4gnews recomendam: Xiaomi MIUI 11 é oficial: smartphones confirmados e datas de lançamento Xiaomi lança smartwatch super económico inspirado no Amazfit GTS Xiaomi patenteia smartphone com "orelhas" 4gnews »

  • Câmara do Redmi K20 Pro ficou em 16° na DxOMark

    13 Outubro 2019 />Pelo valor de menos de US $ 400, estar presente neste ranking é bastante positivo. Android Geek »

  • Xiaomi patenteia smartphone com "orelhas"

    13 Outubro 2019 Num ano em que os smartphones com ecrã total se tornaram uma realidade, as fabricantes continuam ainda a trabalhar na melhor forma de “esconder” as câmaras frontais sem perder o mínimo de ecrã. Se em breve poderemos ter câmaras escondidas debaixo do ecrã nos topos de gama, os smartphones de baixo custo terão de ir por outros caminhos. É nesse sentido que surge uma patente da Xiaomi que mostra várias soluções para a colocação de duas câmaras frontais. Como podes ver no primeiro exemplo, a solução pode passar por colocar as lentes nos cantos superiores do smartphone sem grandes problemas. Trata-se de uma ligeira curvatura, que não será impeditiva em uso normal. No segundo exemplo, no entanto, vemos um exemplo verdadeiramente intrigante. As duas câmaras frontais aparecem neste exemplo a sair para fora da parte superior do dispositivo, como se de duas “orelhas” se tratassem. Smartphones podem nunca chegar ao mercado com este design Como qualquer patente, não significa que venham a ser lançados dispositivos com este tipo de design. A julgar pelas fotografias, estaríamos a falar de dispositivos de baixo custo, já que têm sensor biométrico na traseira ou “apenas” duas câmaras principais. Tirando a solução das “orelhas”, as restantes opções não são totalmente descabidas. O futuro dirá se as duas câmaras frontais se tornam “norma”, e aí estas opções podem ser colocadas em cima da mesa. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi lança smartwatch super económico inspirado no Amazfit GTS Xiaomi é a 56ª maior empresa tecnológica do mundo, segundo a Forbes Xiaomi Mi Mix 4 ou Mi Note 10? Imagens revelam painel frontal de um smartphone mistério! 4gnews »

  • Um Kindle para crianças? Estudos mostram que aprender a ler no ecrã faz a diferença

    13 Outubro 2019 O novo leitor de livros electrónicos da Amazon vem com crachás digitais que recompensam quem lê muito e jogos para aprender vocabulário, mas estudos mostram que os livros digitais nem sempre são o ideal para os mais novos./> Público »

  • O próximo Pixelbook da Google parece-se (muito) com um Macbook

    13 Outubro 2019 O Pixelbook Go é o próximo portátil da Google. Apesar de ainda não ter sido apresentado oficialmente, há quem já o tenha recebido e as semelhanças com os Macbook são óbvias./> Exame Informática »

  • Galaxy Note 10 está a receber uma nova atualização nos EUA e na Europa

    12 Outubro 2019 />Sabemos que tanto o Note 10 quanto a Note 10+ receberão o OneUI 2. Android Geek »

  • Samsung Galaxy S10 começa a receber a One UI 2.0 baseada no Android 10

    12 Outubro 2019 Tal como prometido pela Samsung, o programa beta da One UI 2.0 já chegou aos Galaxy S10. A segunda iteração da substituta espiritual da TouchWiz é baseada no Android 10 e promete trazer aos equipamentos da tecnológica as valências deste sistema operativo. Por enquanto, este programa de testes está limitado à Coreia do Sul. Contudo, mais utilizadores poderão juntar-se ao programa a partir da próxima segunda-feira, dia 14 de outubro. Ainda não é certo se Portugal será adicionado ao lote de países participantes desta fase de testes. Em todo o caso, este é um sinal de que a Samsung está no caminho certo para trazer o Android 10 aos Samsung Galaxy S10 em breve. O que trará de novo a One UI 2.0 Ao contrário do que aconteceu com a One UI 1.0, a sua sucessora não será revolucionária. A aposta recairá sobre o limar de alguns traços da interface, tendo em conta o que de novo traz o Android 10. 1º DO MUNDO! USANDO ONEUI 2.0, Android 10 da SAMSUNG! QUE RAPIDEZ! Assim espera-se uma navegação por gestos melhorada e que certamente irá herdar os gestos do Android 10. Isso significa que para retroceder bastará deslizares da esquerda ou direita para o centro e para voltar ao ambiente de trabalho basta deslizar de cima para baixo. Adicionalmente, serão modificados o painel de definições rápidas, a interface e ainda a posição das horas. Com a One UI 2.0, as horas passarão a ser apresentadas à esquerda, imediatamente antes das notificações. Quando chegará a versão final do Android 10 aos Galaxy S10? Ainda não sabemos em concreto quando é que a Samsung disponibilizará a versão final da One UI 2.0. O processo de testes da mesma está ainda a começar e mais fases se seguirão antes da versão estável. No ano passado, os primeiros equipamentos da Samsung começaram a receber o Android Pie estável em novembro. Esperamos que o mesmo se repita em 2019. Editores 4gnews recomendam: Samsung Galaxy S10 Lite poderá ser apresentado, mas não faz qualquer sentido Galaxy Note 10 Lite pode ser a próxima aposta da Samsung Samsung Galaxy A91: leak confirma especificações topo de gama e Android 10! 4gnews »

  • ASUS ZenFone 6 com excelente desempenho nas câmaras frontal e traseira

    12 Outubro 2019 />A pontuação da câmara DXOMARK para o ZenFone 6 inclui sub-pontuações de 107 na categoria Foto e 99 na categoria Vídeo. Android Geek »

  • Xiaomi MIUI 11 está prestes a chegar globalmente: eis os detalhes

    12 Outubro 2019 A boa nova foi dada pela página oficial da MIUI Índia. Segundo esta, a MIUI 11 vai chegar oficialmente a 16 de outubro ao país, aguardando-se posteriormente um lançamento global desta versão da user interface da Xiaomi. A versão beta da MIUI 11 já está disponível desde o mês passado na China, e a Índia é o país que se segue. A Xiaomi vai lançar o Redmi Note 8 Pro nesse país a 16 de outubro, devendo lançar também a MIUI 11. 16.10.2019 #MIUI11 RT if you are excited for this! pic.twitter.com/61hqUBvF3P — MIUI India for #MiFans (@MIUI_India) 10 de outubro de 2019 Nova MIUI não significa novo Android para todos os dispositivos Esta versão promete não só trazer mudanças estéticas, como é definida como a versão mais rápida de sempre da user interface. Deves, no entanto, ter em conta que uma nova versão da MIUI não significa uma nova versão do Android. O mês passado foi revelada uma lista extensa dos dispositivos que vão receber a MIUI 11. Ou seja, podes ter a MIUI 10 com Android Pie, e receber a MIUI 11 sem receber o Android 10. Parece uma opção confusa, mas é a política da Xiaomi. Daí que não seja de espantar a extensa lista de dispositivos que recebem esta user interface ( link no final do artigo ), dos topos de gama, aos modelos mais modestos. Teremos de esperar poucos dias para ver a MIUI 11 chegar a um dos mercados mais importantes do mundo. Espera-se que o lançamento global esteja para muito breve, sem que seja preciso recorrer às peripécias do costume. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi MIUI 11 é oficial: smartphones confirmados e datas de lançamento Redmi K20 já está a receber versão estável da MIUI 11! Xiaomi Mi 9T deverá ser o próximo Xiaomi Pocophone F1 vai receber a MIUI 11, confirma executivo 4gnews »

  • As 8 melhores câmaras fotográficas instantâneas: Fujifilm, Polaroid e Lomography

    11 Outubro 2019 Comprar a melhor câmara fotográfica instantânea é fácil com esta lista de recomendações. Seja da Polaroid às Instax da Fujifilm e à Lomography! O preço é um critério crucial, não só da máquina fotográfica, mas também dos consumíveis que temos de comprar para continuar a tirar fotografias. 1. A Fujifilm Instax 9 é máquina fotográfica instantânea mais barata Está disponível numa grande variedade de cores com acessórios a condizer. A Instax mini 9 da Fujifilm é muito fácil de utilizar e é a máquina fotográfica instantânea mais barata, tornando-a num bom presente para quem quer experimentar este género. Tem um mini-espelho para selfies, flash integrado, além do ajuste automático da exposição, opcionalmente manual. Usa 2 baterias do tipo AA para funcionar e cargas Instax Mini (62 x 46 mm). É bastante intuitiva e dentro do tipo de câmara Polaroid é compacta e fácil de transportar. É a opção mais económica para eternizar momentos especiais, ainda que o formato seja pequeno, ou que definição da imagem seja algo difusa. Preço ronda os 84 € na Amazon.ES Disponível em várias cores, com acessórios a condizer Configurações automáticas, ou manuais para a abertura e obturador Ajuste manual do brilho - sugerido automaticamente pela máquina Acessório de lente para close-up e contador de exposições Usa cargas Instax Mini da Fujifilm Usa 2 pilhas AA Pontos negativos: A câmara pode ser confundida com um brinquedo e os seus resultados acabam por ir ao encontro dessa perceção. A exposição é um ponto difícil de acertar, sendo fácil "queimar" folhas com a Instax Mini 9. 2. A máquina Polaroid OneStep 2 recupera a tradição da marca Inspira-se na versão clássica de 1977, a máquina Polaroid OneStep, agora atualizada com funções convenientes como o carregamento da bateria através de uma porta micro USB. Tem ainda um viewfinder reforçado para enquadrar as fotos. É muito fácil de utilizar, com o botão vermelho do obturador, um grande flash, ajuste da exposição (-1, 0, +1), temporizador e a possibilidade de desativar o flash. Não é propriamente compacta mas também não passa despercebida. A OneStep 2 Viewfinder i-Type é atualmente produzida pela Polaroid Originals e utiliza cargas i-Type, sendo também compatível com as cargas Color 600. Esta nova máquina instantânea está disponível em vários esquemas de cor. O preço ronda os 129 € na Amazon.ES Indicada para entusiastas da marca e formato Polaroid Design clássico e intemporal, disponível em 6 esquemas de cor Maior facilidade de utilização dentro de todo o género Polaroid Bateria recarregável e controlos ergonómicos Indicador de exposições Usa cargas i-Type, (8 folhas por carga), compatível com Polaroid 600 Pontos negativos: Não é propriamente fácil de transportar, sendo já volumosa. Ao só utilizar folhas Polaroid, acabamos por ter um maior custo por fotografia, algo a ter em conta antes de comprar. 3. A criativa Lomo'Instant Camera da Lomography À primeira vista temos uma câmara, barata, que utiliza cargas Instax mini, com uma construção relativamente compacta e fácil de transportar. Não obstante, a Lomo'Instant Camera Explorer Edition, abre-nos a porta para o mundo da Lomography. Tem 3 modos de operação, automático (com flash ligado), aqui a máquina escolhe as melhores configurações para cada foto antes de a captar. O valor padrão da abertura é de f/16, mas o utilizador pode ajustar a exposição neste modo polivalente. Já no modo manual com flash, o utilizador pode optar entre uma captura normal, ou o modo "B" de Bulb que mantém o obturador aberto para conseguir longas exposições (deve ser usado com tripé). Temos ainda o modo manual, sem flash. Preço ronda os 89 € na loja Lomography Dá-nos mais opções, liberdade criativa e controlo sobre a fotografia Vários acessórios compatíveis como lentes extra, ou tampa com comando Design mais retro e muito variável (cor e padrões) Contador de exposições e espelho para selfies Usa cargas Instax Mini da Fujifilm Utiliza 4 pilhas AAA Pontos negativos: Ainda que a qualidade de construção tenha vindo a melhorar, trata-se de uma câmara de plástico que também pode ser confundida com um brinquedo, sendo necessário algum cuidado para garantir a sua durabilidade. 4. A Instax SQUARE SQ6 é uma referência de qualidade Fujifilm O ponto de destaque é o formato quadrado da fotografia, maior que as folhas Mini, que nos dá uma imagem de 62 x 62 mm, ou uma folha de 86 x 72 mm. Dentro do tipo de máquina Polaroid dá-nos uma ótima qualidade de imagem. É fácil de utilizar e ainda mais fácil de transportar, disponível em 3 tons de cor. Conta com um espelho para selfies e modo próprio para estas fotos. Temos ainda vários controlos automáticos e flash incorporado com 3 filtros coloridos. Vale referir que a objetiva é retrátil, funcionando com um motor elétrico. Tem indicador de carga do flash e contador de exposições. Assim, pelo preço e qualidade fotográfica, recomendamos a Fujifilm Instax SQ6. Preço ronda os 115 € na Amazon.ES Design mais contemporâneo Objetiva retrátil, fechando-se para facilitar o transporte 7 modos de disparo automático, incluindo o modo selfie Espelho para selfie e botões de controlo intuitivos Com 3 acessórios coloridos para aplicar no flash Usa cargas Instax Square (10 folhas cada) Usa 2 pilhas CR2 Pontos negativos: São poucos, destacando-se apenas as pilhas, de formato pouco comum e mais caras. 5. A Instax Square SQ20 deixa escolher as fotos antes de imprimir É uma câmara instantânea híbrida, incorporando elementos analógicos (impressão), a uma máquina essencialmente digital. A Fujifilm Instax SQ20 é comparável à SQ6 na medida em que usa as mesmas cargas para imagens quadrangulares. A SQ6 já tem um ecrã digital de 2,7'', opções de edição e até a possibilidade de fazer curtos vídeos. Destaca-se sobretudo por evitar disparos acidentais, tornando-se assim mais económica a longo prazo. Usa um cartão de memória micro SD, tendo vários modos de disparo, com ou sem flash. Apontam-se-lhe imagens em que o processamento digital já e notório, ficando abaixo da SQ6 ao nível da qualidade fotográfica. Preço ronda os 190 € na Amazon.ES Design mais contemporâneo (preto ou branco) Zoom digital de até 4x, vários modos de edição digital 2 botões de obturador (esquerda e direita) na parte frontal Sensor de imagem de 1/5'' CMOS Capta vídeos de até 15 segundos e permite a escolha e impressão de frames Muito fácil de transportar e elegante para máquina fotográfica instantânea Usa cargas Instax Square Usa uma bateria recarregável não amovível Pontos negativos: A qualidade da imagem (digital), fica aquém da sua equivalente analógica (SQ6). Não tem uma entrada para tripé. O preço já é alto, mas dependerá do valor atribuído à versatilidade digital que carateriza a câmara. 6. A Instax Mini LiPlay é a mais digital e compacta A câmara instantânea mais cómoda, compacta e com um design contemporâneo da Fujifilm é a Instax Mini LiPlay, tendo uma profunda integração com o telemóvel e respetiva app. Foi concebida para um público jovem, da era digital. Trata-se de uma pequena câmara digital que também imprime fotografias no formato Instax Mini (62 x 46 mm). Através da app podemos ter um live view daquilo que a câmara está a ver, aplicar filtros digitais e controlar remotamente os disparos. Ainda através da app podemos escolher as fotos que queremos imprimir, ou associar um clip de áudio a uma imagem, gerar um código QR para partilhar com outra pessoa que poderá ouvir uma pequena gravação de som a acompanhar a fotografia. Preço ronda os 140 € na Amazon.ES A mais compacta e fácil de transportar das câmaras instantâneas Disponível em 3 cores com um design contemporâneo Tem espelho para selfies e botões intuitivos Tem ecrã digital para controlo da máquina Liga-se ao smartphone (via Bluetooth) para controlo funcional e criativo Usa cargas Instax Mini da Fujifilm Usa uma bateria integrada e recarregável Pontos negativos: São poucos, ainda que possa desvirtuar a "experiência analógica", a câmara é muito equilibrada. Já o formato "Mini" pode não agradar a quem já procure fotografias maiores. 7. O grande formato e robustez da Instax Wide 300 A Instax Wide 300, da Fujifilm utiliza o maior formato disponível para câmaras automáticas, produzindo imagens de 62 x 99 mm, sendo uma câmara barata. É analógica, traz um acessório para close-ups e a qualidade da imagem é tida como boa. Ao utilizar um grande formato de impressão, também a câmara teve que utilizar um corpo grande e, apesar de não ser pesada, não é de fácil transporte. Já, por outro lado, é confortável de utilizar graças ao punho sólido e botões ergonómicos. Tem um viewfinder pequeno, mas que não tapa a cara, além de duas posições fixas de focagem (0,9 a 3 m, ou 3 m a infinito), com uma objetiva saliente e controlada por motor. Tem ajuste incremental do brilho, contador de exposições e flash incorporado. Preço ronda os 120 € na Amazon.ES Construção robusta, durável e ergonómica, mas muito grande Acessório para close-ups (0,4 m) com espelho para selfies 2 posições de focagem com objetiva saliente Botão para forçar flash e para ajustar o brilho (-1, +1) Contador de exposições Usa cargas Fujifilm Instax Wide Usa 4 pilhas AA Pontos negativos: A câmara é muito grande e o seu design não é dos mais elegantes. Estamos limitados a duas posições de focagem, ou seja, sem possibilidade de focar nos pontos intermédios. 8. A incrível criatividade da Lomo'Instant Wide Da Lomography, temos aqui a melhor experiência analógica e criativa, repleta de acessórios que a tornam mais divertida e estimulante. Produz a melhor qualidade de imagem, com alguma vinheta e cores mais quentes, saturadas e um pouco garridas. O corpo é grande e bastante largo, tapando a cara quando usamos o viewfinder. Já na traseira temos um botão para ativar ou desativar o flash, "MX" para fazer múltiplas exposições na mesma folha, ajuste do brilho (-1, 0, +1), e o seletor de modo. Do modo automático (A), ao modo Bulb (B) e um modo especial para usar o flash, esta máquina é sinónimo de exploração, imaginação e criatividade em grande formato, o Instax Wide. Permite uma focagem gradual e criteriosa no anel da lente. Preço ronda os 179 € na loja da Lomography Existem várias edições, todas com acessórios, mas cores diferentes Inclui uma lente extra ultra-grande angular e lente para close-up (0,1 m) Inclui o acessório Splitzer para múltiplas exposições Inclui 3 filtros de gel para aplicar no flash Inclui um viewfinder extra para usar com a lente grande angular Inclui a tampa de lente com comando à distância e controlo para o modo B Usa cargas Fujifilm Instax Wide Usa 4 pilhas AA Pontos negativos: A câmara é muito grande. Acaba por tapar a cara quando utilizamos o viewfinder e grande parte do seu valor reside na importância atribuída às capacidades criativas proporcionadas também pelos acessórios incluídos. As máquinas fotográficas instantâneas obrigam à compra de cargas É ótimo termos a foto impressa e revelada na hora, mas se por norma as câmaras são baratas, os consumíveis nem tanto. Os mais comuns são os Instax Mini, da Fujifilm, com cada carga padrão a custar cerca de 10 €. Cada folha corresponde a uma foto. Instax Mini da Fujifilm (10 folhas) O custo por fotografia com este pequeno formato situa-se em torno de 1 € por impressão. Temos algumas variantes dentro do formato Mini, seja a preto e branco, ou em molduras coloridas, por norma sendo um pouco mais caras. Para as máquinas: Instax Mini 9, Lomo'Instant Camera e Instax Mini LiPlay. Instax Square da Fujifilm (10 folhas) O formato Square tem um custo idêntico por fotografia, cerca de 1 € por impressão, ao passo que cada cartucho tem também 10 folhas. Também aqui temos algumas variantes, desde molduras coloridas ao P&B. Para as máquinas: Instax SQUARE SQ6 e Instax Square SQ20. Instax Wide da Fujifilm (10 folhas) O formato Wide tem um custo idêntico por fotografia, cerca de 1 € por impressão, ao passo que cada cartucho tem também 10 folhas. Temos variantes, com o P&B a ser aclamado pela sua qualidade, mas com o preço a rondar os 2 € por fotografia. Para as máquinas: Instax Wide 300 e Lomo'Instant Wide. i-Type da Polaroid Originals (8 folhas) Para a máquina: Polaroid OneStep2 - não compatível com cargas Instax. Cada carga i-Type tem 8 folhas e um custo aproximado de 16 €, o que corresponde a 8 fotografias e um custo médio de 2 € por impressão. As Color 600 são compatíveis com a nova câmara, mas mais caras pois incluem uma bateria no cartucho. Face a qualquer máquina que use cargas Instax, as Polaroid estão em desvantagem por cada carga ter 8 folhas, face aos 10 de cada carga Instax. Além disso, as cargas Polaroid devem ser armazenadas num local fresco e mantidas no escuro ao revelar. 4gnews »

  • MIUI 11 versão estável já se encontra disponível para o Xiaomi Mi MIX 2S

    11 Outubro 2019 />Agora, o Xiaomi Mi MIX 2S também começou a receber a atualização da versão estável da MIUI 11. Android Geek »

  • Tens um Galaxy Note 9? One UI 2 está a a caminho

    11 Outubro 2019 Recentemente, a Samsung anunciou o seu programa Beta para a segunda versão do One UI 2. Esta é a personalização que a Samsung começou a implementar recentemente, um re-design completo em relação ao TouchWiz ou Samsung Experience. O One UI 2 é baseado no Android 10. No entanto, o programa Beta do One UI 2 só estaria disponível para os Galaxy S10. Parece que a Samsung mudou de ideias e decidiu incluir a linha Note 9, que já apareceu no YouTube a ostentar o One UI 2. Vê o vídeo. Note 9 and Android 10 beta One UI 2 trará mudanças subtis e não uma alteração total Visualmente, o One UI 2 irá manter-se essencialmente o mesmo, sem grandes diferenças. Sendo baseado no Android 10, temos as opções de navegação por gestos, popularizadas no Android Pie e aperfeiçoadas na versão mais recente do sistema operativo da Google. Adicionalmente, o painel de definições rápidas, o menu da interface e a localização da data e hora foram alterados. Um dos focos do One UI é simplificar a experiência de utilização, principalmente para uso de uma mão só. A versão do firmware e códigos ainda são desconhecidos, sendo que essa parte foi desfocada no vídeo. É importante salientar que esta versão está a ser provavelmente testada num programa Beta fechado. Seja como for, significa que proprietários do Galaxy Note 9 irão receber em breve a nova versão da personalização da Samsung. Anteriormente, utilizadores tinham ficado insatisfeitos ao saber que apenas os Galaxy S10 iriam ter acesso ao programa One UI Beta. Editores 4gnews recomendam: Nokia 8.2 pode ser o smartphone 5G que o mercado precisa Google Pixelbook Go: especificações e imagens reveladas! Xiaomi desenvolve smartphone misterioso com zoom de 50X 4gnews »

  • CRISE CLIMÁTICA CIDADES - Madrid, Barcelona, Lisboa e outras 32 cidades prometem melhorar a qualidade do ar

    11 Outubro 2019 EFE »

  • Umidigi X a €164 com impressões digitais no ecrã

    11 Outubro 2019 >/>É inevitável que a tecnologia que se estreia nos topo-de-gama encontre o seu caminho até modelos mais económicos, e este Umidigi X já adopta um sensor de impressões digitais integrado no ecrã.>O >Umidigi X vem equipado com ecrã full-screen de 6.35" com notch reduzido em "gota" para a câmara frontal, com sensor de impressões digitais no ecrã, CPU Helio P60 octa-core, 4GB de RAM, 128GB, câmara tripla de 48MP + 8MP ultrawide + 5MP (profundidade), câmara frontal de 16MP, dual SIM (nano SIM), GPS / Glonass / Galileo / Beidou, bateria de 4150mAh, e Android 9.>/>Neste momento, podemos comprar o >Umidigi X a 164 euros.Com um preço bastante mais apelativo que o >Umidigi F2 de que falamos recentemente, poderá ser o candidato ideal para quem procura um smartphone próximo dos 150 euros, mas com características e aspecto que irão tornar difícil acreditar que não custou bastante mais.Quando nos lembramos que há marcas que cobram bem mais que isto para trocar o vidro traseiro de um smartphone... este Umidigi X assume-se como uma verdadeira pechincha. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Redmi K20 Pro (Xiaomi Mi 9T Pro) entra para o ranking da DxOMark

    11 Outubro 2019 O Redmi K20 Pro (Xiaomi Mi 9T Pro globalmente) já passou pelo crivo do DxOMark no que às suas câmaras diz respeito. O teste à sua qualidade fotográfica e de vídeo deu-lhe uma pontuação geral de 102 pontos, que o coloca num respeitoso 16º no atual ranking deste site. Para o preço que custa (ligeiramente abaixo dos 400 euros), entrar para este ranking é bastante positivo. Consegue uns modestos 89 pontos em vídeo, mas na fotografia chega a uns impressionantes 108 pontos. Pontuação do Redmi K20 Pro (Xiaomi Mi 9T Pro) no DxOMark Exposição e Autofócus são pontos fortes da câmara Os pontos fortes deste modelo, segundo o teste, são o autofócus, a exposição e ainda as cores produzidas nas suas imagens. No vídeo é também destacada a sua qualidade de estabilização. Onde o K20 Pro perde é nas texturas em vídeo, não apresentando um grande detalhe. Em fotografia, as suas fraquezas estão na qualidade nas fotografias tiradas em wide, mas também na limitação das fotografias à noite – que é perfeitamente normal para a sua faixa de preço. Este é o Redmi K20 Pro (Xiaomi Mi 9T Pro) Alcance dinâmico é limitado no K20 Pro Segundo o DxOMark, este dispositivo tem um limitado alcance dinâmico, e no modo retrato os níveis de ruído deixam a desejar. Em termos de vídeo, apresenta também instabilidades de foco em vídeo no interior. O teste ressalva que este consegue um ruído controlado em fotografias à noite, e que a distorção da câmara grande angular é controlada. Por menos de 400 euros, é difícil encontrar melhor. Editores 4gnews recomendam: Redmi K20 já está a receber versão estável da MIUI 11! Xiaomi Mi 9T deverá ser o próximo Xiaomi Redmi 8 é oficial! Um smartphone de €100 que tem muito para oferecer Xiaomi Redmi Note 8 Pro que se cuide! Novos Realme estão a chegar à Europa e são fantásticos! 4gnews »

  • Chegará ao OnePlus 8? Carregar o smartphone totalmente em 30 minutos!

    10 Outubro 2019 A tecnologia da OPPO para carregar o smartphone é uma das mais avançadas do planeta e vale a pena lembrar que a OnePlus é uma submarca da OPPO. Ou seja, será que o OnePlus 8 contará com a tecnologia SuperVOOC 2.0 que carrega o smartphone a 65W? Tudo indica que sim! E quem o diz é o passado da OnePlus que tem constantemente utilizado tecnologia da OPPO para trazer o melhor da empresa chinesa ao mercado mundial. OPPO utiliza a OnePlus como uma das suas maiores representantes A OnePlus já utilizou no passado design de smartphones da OPPO e uma das tecnologias que tem vindo constantemente a trazer para os seus smartphones é a do carregamento. Com outro nome, mas com o mesmo propósito. Carregar o smartphone a uma velocidade estonteante. O novo smartphone "OPPO Reno Ace" foi revelado hoje e trouxe-nos a tão espera tecnologia "SuperVOOC 2.0". Isto significa que este é um smartphone com uma bateria de 4000 mAh que carrega nos 30 minutos prometidos. Lembro que os smartphones da OnePlus tem uma capacidade de bateria idêntica e espera-se que o modelo do próximo ano não fuja muito à mesma ideologia. SuperVOOC 2.0 é quase garantido no OnePlus 8, mas com um nome diferente! Visto que a OnePlus é uma das marcas que se orgulha de ter um carregamento super rápido, acredito que esta tecnologia seja mais do que "obrigatória" nos seus futuros topo de gama. Ainda que o modelo 7T e 7T Pro cheguem antes do OnePlus 8 (serão revelados hoje), não me parece que implementem tamanha novidade num modelo que é apenas uma melhoria do antecessor. Assim sendo, as minhas apostas estão para o modelo de 2020, esperado como OnePlus 8. Editores 4gnews recomendam: Pixel Watch: smartwatch da Google pode ser revelado na próxima semana! Oppo K5 é o novo gama-média dedicado ao gaming com preço impressionante! Vê aqui em direto a apresentação do OnePlus 7T e OnePlus 7T Pro 4gnews »

  • DxOMark vai começar a classificar qualidade de áudio e gravação em telemóveis

    10 Outubro 2019 A empresa de classificação DxOMark vai expandir os seus testes a telemóveis além das capacidades de fotografia. A DxOMark vai começar a testar e classificar a qualidade de áudio e gravação dos equipamentos, uma componente muitas vezes ignorada quando consideramos um telemóvel. Para tal, a DxOMark afirma ter construído uma sala à prova de som, onde os seus engenheiros possam trabalhar e avaliar as capacidades de gravação dos telemóveis. Assim sendo, a DxOMark agora testa a clareza dos microfones internos em diferentes situações. O seguinte vídeo mostra as ferramentas utilizada pela plataforma. DXOMARK launches new Smartphone Audio Benchmark! Imagina gravar um concerto com o telemóvel: os volumes altos e o baixo irão certamente causar distorção no áudio final. Por outro lado, uma conversa ou uma chamada em conferência deve conseguir ser capturada de forma a destacar a voz de cada participante. A equipa da DxOMark irá testar também se o telemóvel consegue reduzir o ruído de fundo. Adicionalmente, a capacidade de reprodução de um telemóvel será testada. Isto através da reprodução de música ou jogos com as colunas do equipamento, avaliando o timbre, clareza, alcance e equilíbrio da reprodução com vários tipos de conteúdo sonoro. A DxoMark já testou alguns equipamentos a nível de som É importante salientar que a DxOMark ainda não lançou classificações oficiais em relação às capacidades sonoras de telemóveis. No entanto, a empresa já começou os seus testes sendo que um dos melhores telemóveis até agora é o Huawei Mate 20 X. A DxOMark adicionou ainda o iPhone XS Max e o iPhone 11 Pro Max nesse ranking preliminar. É possível que o grande tamanho dos equipamentos mencionados seja um fator para que a qualidade de captura e reprodução de som seja acima da média. Editores 4gnews recomendam: Gostas de smartphones da Xiaomi? Então vais gostar de conhecer esta marca Oppo K5 é o novo gama-média dedicado ao gaming com preço impressionante! Realme X2 Pro tem ainda mais especificações confirmadas antes do lançamento! 4gnews »

  • Microsoft Your Phone deixa atender chamadas Android no PC

    10 Outubro 2019 >/>A Microsoft está a adicionar ao Windows 10 e Android (via a sua app Your Phone) a capacidade já conhecida dos utilizadores de Macs e iPhones, de poderem fazer ou receber chamadas a partir do seu PC.>Através da app >Your Phone a MS tem apostado numa maior integração entre smartphones Android e Windows e, para além de facilitar o acesso a fotos e mensagens, irá em breve também >fazer o mesmo com as chamadas. Por agora disponível para os Windows Insiders (build 18999), esta actualização aplica às chamadas telefónicas o mesmo tipo de coisa que já era possível fazer com os SMS:Podemos atender uma chamada directamente no PCPodemos efectuar uma nova chamada a partir do PCRejeitar chamadas e enviar um SMS pré-definido a explicar o motivoVer o histórico de chamadas no PCTransferir chamadas do PC para o smartphone ou vice-versaDe frisar que todas as chamadas continuam a ser efectuadas pelo smartphone, pelo que não esperem poder continuar uma chamada no PC no caso do smartphone ficar sem bateria! :)Será necessário que o computador em questão tenha Bluetooth, e no lado do smartphone será necessário ter Android 7.0 Nougat ou mais recente. E claro, esperar que esta funcionalidade fique disponível na próxima actualização do Windows 10 para o público. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Lançamento do Huawei Mate 30 Pro na Alemanha

    10 Outubro 2019 Fomos assistir à apresentação de um dos smartphones mais aguardados do mercado: o Huawei Mate 30 Pro. Há várias características inovadoras, como o ecrã sem margens, um ecrã curvo, um sistema de controlo lateral através do dedo e um conjunto de quatro câmaras traseiras. Os terminais estão a ser lançados sem aplicações da Google, mas incluem acesso a uma loja de aplicações da própria Huawei./> Exame Informática »

  • Black Shark 2 Pro chega à Europa por €599

    10 Outubro 2019 >/>Um dos mais desejados smartphones para jogadores - o Black Shark 2 Pro - já está disponível na Europa, com preço a começar nos 599 euros.>O >Black Shark 2 Pro?conta com um ecrã AMOLED de 6.39", que embora se mantenha nos 60Hz conta com capacidade de detectar toques e pressão a 240Hz. Temos ainda um Snapdragon 855+ com arrefecimento líquido para garantir o máximo desempenho, acompanhado por 8GB ou 12GB de RAM, e 128GB ou 256GB UFS 3.0. Nas câmaras temos um conjunto duplo de 48MP + 12MP na traseira, e uma câmara de 20MP da frente. E para que a brincadeira não acabe logo ao fim de uns minutos, temos uma bateria de 4000mAh e sistema de carregamento rápido de 27W via USB-C.>/>O smartphone está disponível numa gama de cores que vai dos discretos "Shadow Black" e "Iceberg Grey", ao mais radical "Gulf Blue" em azul e laranja. Os preços são de €599 para o modelo com 8GB+128GB, e €699 para o de 12GB+256GB.... Penso que a única coisa que lhe fica a faltar era ter um ecrã de 90Hz ou 120Hz... coisa que nos smartphones para jogos (e até para os demais) começa a ser um factor a ter em conta. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Huawei lidera a tabela de utilizadores mais fiéis de smartphones na China, mas a Xiaomi não fica atrás

    9 Outubro 2019 />Cada novo modelo vem com um recurso exclusivo que alguns podem achar interessante, mas infelizmente, nos próximos meses, geralmente é lançado um modelo melhor. Android Geek »

  • Redmi K20 já está a receber versão estável da MIUI 11! Xiaomi Mi 9T deverá ser o próximo

    9 Outubro 2019 Durante o evento de apresentação do Xiaomi Mi 9 Pro e do Mi MIX Alpha, a fabricante chinesa apresentou também a nova versão da sua interface, a MIUI 11. Esta é primeira versão que tem como base o novo Android 10 e chega com uma vasta lista de novidades. De forma surpreendente, o Redmi K20 e o Redmi 7 já estão a receber as primeiras versões estáveis da MIUI 11. No entanto, para já, estão apenas a ser disponibilizadas para os utilizadores na China. Ainda assim, estas são excelentes notícias para os fãs da marca, visto que os restantes smartphones não deverão demorar muito a receber também a nova atualização. Xiaomi Mi 9T poderá ser o próximo na lista para receber a MIUI 11 Considerando que o Xiaomi Mi 9T foi apresentado como a versão global do popular Redmi K20, será muito provavelmente um dos próximos smartphones na lista para receber a desejada atualização. Assim sendo, os utilizadores na Europa que tenham comprado o Xiaomi Mi 9T, deverão receber a MIUI 11 ainda antes do Natal. Novidades trazidas pela MIUI 11 para o Redmi K20 Tal como aconteceu com a apresentação do Android 10, também a MIUI 11 foi apresentada como uma das maiores atualizações da interface da Xiaomi, trazendo uma vasta lista de novidades. Primeiramente, à semelhança do Android 10, também a MIUI 11 traz suporte nativo para o Dark Mode em toda a sua interface. Além disso, vai também conseguir forçar este modo em aplicações que ainda não ofereçam suporte. No entanto, será de esperar que em algumas situações a implementação não seja a melhor. A fabricante destacou o grande trabalho realizado na melhoria de todas as animações presentes na MIUI, que agora se apresentam muito mais rápidas e suaves, melhorando toda a experiência de utilização. Outra das novidades de destaque é a "Family Sharing", que se apresenta como um verdadeiro 'kit de espionagem' para amigos e familiares. Esta nova funcionalidade vai-te permitir manter debaixo de olho todos os teus familiares, até mesmo os que não têm um smartphone da Xiaomi. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Redmi 8 é oficial! Um smartphone de €100 que tem muito para oferecer Xiaomi Redmi Note 8 Pro que se cuide! Novos Realme estão a chegar à Europa e são fantásticos! Powerbank da Xiaomi liga o teu carro se ficares sem bateria 4gnews »

  • UMIDIGI A5 Pro Review: o telemóvel barato que não desilude!

    9 Outubro 2019 O UMIDIGI A5 Pro foi uma surpresa maioritariamente positiva. A fabricante chinesa é conhecida em Portugal pelos telemóveis baratos, bons e desbloqueados, com o modelo em análise a fazer jus a essa reputação e custar cerca de 120 €. O A5 Pro reúne vários dos atributos mais cobiçados em 2019, desde o ecrã grande, com a notch em forma de gota de água, à construção cuidada e à câmara tripla, na traseira. Se vale o que custa? Sim, mas tem alguns compromissos. Pontos fortes do UMIDIGI A5 Pro Qualidade de construção soberba para um smartphone barato Ecrã grande, com boa resolução e margens pequenas Especificações promissoras para o segmento Interface próxima do Android puro / Android One Autonomia que não desilude (cerca de 2 dias) Pontos fracos do UMIDIGI A5 Pro Altifalante notoriamente mau (sem graves) Desempenho deixa a desejar (taxa de frames reduzida na interface) Em tráfego de dados (4G), a bateria cai rapidamente Com algumas exceções, a câmara acaba por desiludir Utiliza uma porta micro USB em 2019 Sensor de luminosidade automática pouco fiável As especificações do UMIDIGI A5 Pro: Ecrã: 6,3 polegadas com formato 19:9, LTPS Resolução: Full-HD+ de 2280 x 1080 pixeis, com 400 ppp Processador: Helio P23 da MediaTek, SoC com frequência máxima de 2,0 Ghz Memória RAM: 4 GB Bateria: 4150 mAh com carregamento rápido a 10 W Armazenamento: 32 GB Expansão de memória: Cartão microSD até 256 GB Câmara traseira: Tripla (16 MP + 8 MP + 5 MP) Câmara frontal: 16 MP Conetividades: Dual SIM ou SIM + cartão microSD A (boa) surpresa com este smartphone barato Um smartphone ou telemóvel barato já não pode usar o preço de venda como desculpa para ser imprestável em algumas tarefas. O UMIDIGI A5 Pro é prova disso pelo ecrã Full-HD+ de grandes dimensões, pela ótima construção e design moderno. Exige-se também um conjunto básico de conetividades e um nível mínimo de qualidade, por exemplo, nas chamadas telefónicas. Em 2019, pede-se ainda que se consiga correr jogos exigentes, ainda que nas definições mínima e este UMIDIGI não desiludiu. Assim, é com um bom nível de satisfação que podemos jogar, usar as redes sociais, captar algumas fotografias e vídeos utilizáveis, além da bateria aguentar pelo menos um dia de bom uso. Este telemóvel desbloqueado faz tudo isso com 81 158 pontos na AnTuTu. Qualidade de construção e escolhas de design dignas de nota! O smartphone brilha neste quesito. Aponto-lhe apenas a ligeira folga nos botões laterais, metálicos, evidenciada por um ligeiro chocalhar dos mesmos. Ainda assim, o seu feedback tátil é bom e sabemos quando estamos a carregar em qualquer um deles. O UMIDIGI A5 Pro testado é o modelo cinzento (Space Grey) e gostei da sobriedade desta cor. O telemóvel está também disponível em branco / pérola (Breathing Crystal), um gradiente de cor já familiar e muito em voga. O design conta com cantos redondos, margens muito reduzidas, sem arestas salientes e um toque muito sólido, sem rangidos. Na traseira temos as câmaras em disposição vertical, além do leitor de impressões digitais, ao centro. A sua construção utiliza o vidro e o metal como principais materiais, pesando um total de 203 gramas e com uma espessura máxima de 8,2 mm. Dito isto, é fácil utilizar o dispositivo com uma só mão e o seu design é moderno e elegante. Por outro lado, o vidro traz consigo questões como a acumulação de impressões digitais e sujidades, sendo também mais propenso a riscos ou quebras. Felizmente, na caixa já temos uma capa de proteção em plástico TPU com uma forte textura. As câmaras do UMIDIGI A5 Pro podem ser muito frustrantes É aqui que o UMIDIGI A5 Pro mais desilude. Temos três câmaras na sua traseira tal como manda a moda e acabamos por criar logo algumas expetativas. Infelizmente, na maior parte dos disparos, os resultados deixam muito a desejar, outros nem tanto. A câmara principal, de 16 MP é acompanhada pela secundária, de 8 MP (grande angular) e por uma terceira câmara, de 5 MP, usada apenas para desfocar o fundo da imagem no modo de retrato. Até aqui, tudo bem, é uma configuração teoricamente promissora. Na prática, os resultados são imprevisíveis. Ao passo que a câmara principal consegue resultados já bastante agradáveis, até em condições de pouca iluminação, quando utilizamos o sensor secundário a degradação da qualidade é gritante. Temos ainda o terceiro sensor, utilizado para fotografias de retrato, criando o efeito de desfoque de fundo bokeh. Os resultados são mistos, conseguindo-se uma separação entre o plano principal e o de fundo, mas sem grande respeito pelos contornos. Em síntese, do utilizável e agradável, ao horrível, lento e desfocado, temos aqui um misto de resultados. Há uma qualidade mínima assegurada, daí a nota ainda positiva, mas a adição de mais câmaras não traz mais qualidade, pelo contrário neste caso. A câmara frontal de 16 MP não desilude, mas mais uma vez, mostra que foi concebida para providenciar um nível mínimo e aceitável de qualidade, não mais que isso. O mesmo pode ser dito quanto aos resultados da gravação de vídeo em Full-HD a 30 fps. Sensores escolhidos para a câmara traseira: 1.º sensor: Sony IMX398 com 16 MP 2.º sensor: Samsung S5K2P7 com 8 MP (ultra grande angular) 3.º sensor auxiliar / terciário: não especificado, com 5 MP Sensores escolhidos para a câmara frontal: Não especificado, de 16 MP Vê exemplos de fotografias e vídeos aqui A experiência de câmara fotográfica é empobrecida pela aplicação de câmara nativa neste UMIDIGI.Temos 4 modos principais: Estéreo; Beauty; Imagem; Vídeo, logo acima do botão de obturador. No topo, temos a barra com opções rápidas como o modo HDR. O modo Estéreo mais não é que o modo de retrato, utilizando aqui a terceira câmara de 5 MP para criar um efeito bokeh que consegue separar o plano principal do fundo. Já o modo Beauty consiste no embelezamento do rosto, o Imagem é o modo normal e o Vídeo, disponível tanto para a câmara principal como a grande angular, permite-nos gravar vídeos a 1080p. O ecrã do UMIDIGI A5 Pro é uma ótima surpresa Para um telemóvel barato, em torno dos 120 € não estava à espera de surpresas. No entanto, com 6,3 polegadas de diagonal, cantos arredondados, um notch em forma de gota de água e resolução Full-HD+, as minhas expetativas foram superadas. Com muito brilho - facilitando a utilização ao ar livre - não há razões de queixa quanto ao ecrã. Foi realmente uma das maiores surpresas positivas, maculada apenas pelo sensor de luminosidade automática, um tanto errático. Em síntese, há um belo ecrã LTPS 19:9 para ser desfrutado neste telemóvel barato e isto é algo que muito raramente podemos dizer. Tem um revestimento em vidro 2.5D, ligeiramente curvo nas suas margens, com arestas bem suaves. A simples e intuitiva Interface de Utilizador A simplicidade da interface de utilizador do UMIDIGI A5 Pro é uma grande vantagem do telemóvel. Mantém-se fiel ao Android puro e isto significa que o software não sobrecarrega o hardware. Algo particularmente importante nesta faixa de preços. Dito isto, desde o acesso à lista de aplicações, os scrolls pelos menus e os tons de toque e de sistema, tudo aqui está simples, eficaz e muito intuitivo. Com a recente versão do sistema operativo Android, a 9.0 Pie, aqui só temos a dizer bem. A UMIDIGI não inclui aplicações próprias ou de terceiros a não ser o "DuraSpeed", um software que promete ajudar a melhorar o desempenho das aplicações e pode ser encontrado dentro das Definições, mas por norma vem desativado. Em síntese, qualquer pessoa que já tiver utilizado um smartphone Android se sentirá à vontade com este equipamento, tal como os primeiros utilizadores. Esperamos apenas que o terminal continue a receber atualizações de software e segurança. O desempenho é geralmente aceitável no UMIDIGI A5 Pro Conseguiu superar as minhas expectativas iniciais para um telemóvel barato. Dito isto, temos um Helio P23 da MediaTek com 8 núcleos de processamento e uma frequência máxima de 2.0 Ghz com 4 GB de memória RAM. Bastante promissor. Há, infelizmente, uma percetível diminuição da taxa de quadros ou frames ao fazer um simples scroll pelo menu de aplicações. Nem sempre isto se verifica, mas quando sucede a utilização do smartphone torna-se longe de perfeita, ainda que continue fluido. Temos uma sensação de que o terminal está a esforçar-se para manter a fluidez, mas que de certa forma não consegue "correr" como os demais, algo que só pode ser atribuído ao processador. Ao fechar as aplicações abertas isto melhora ligeiramente. Assim sendo, estamos perante um telemóvel perfeitamente utilizável em 2019, seja para comunicações como para redes sociais, ou ver vídeos e usufruir de alguns jogos. O seu desempenho consegue surpreender, ainda que por vezes apresente falhas. Para jogos o UMIDIGI A5 Pro não é o equipamento ideal. Não só este aquece notoriamente, como também voltamos a sentir a diminuição na taxa de frames, sobretudo em títulos mais pesados como o PUBG Mobile, mas não no Free Fire (mais leve). Extras a considerar: autonomia, carregamento e altifalante O terminal conta com uma sólida bateria de 4150 mAh com carregamento a 10 W e por norma conseguimos dois dias de utilização normal com este telemóvel. Já com uma utilização intensa, alguns jogos e sempre no 4G, temos autonomia suficiente para 1 dia. A qualidade das chamadas é bastante aceitável, sem queixas em ambos os lados da linha. Apontamos ainda como positiva a existência da porta P2 para ligação dos auriculares, ao passo que a porta micro USB já não devia ser utilizada em 2019. O leitor de impressões digitais, na traseira, é uma forma rápida e eficaz de desbloquear o smartphone. Podemos também tirar proveito do reconhecimento facial, além dos métodos convencionais como o PIN, padrão e/ou password. Ainda assim, é o fraco altifalante que mais impacto causa neste telemóvel barato. Seja ao ver um vídeo no YouTube, ao jogar, ver filmes ou fazer uma chamada em alta voz, a região dos graves está ausente. Algo que se pode revelar particularmente frustrante. Concluindo, este é um telemóvel barato muito competente em 2019 A pontuação tem em consideração o preço atual do smartphone. Não podemos esperar o mesmo de todos os equipamentos sem ter em conta o seu preço de venda ao público. Para que um smartphone seja aprovado pela 4gnews tem que obter uma pontuação igual ou superior a 7.5. Escolhas de Design 8.5 Qualidade de Construção 8 Ecrã 8 Desempenho 6 Interface / UI 8 Câmara 5 Autonomia 8 Qualidade / Preço 9 Se tens um orçamento baixo e precisas de um novo equipamento vê a nossa seleção dos melhores telemóveis baratos. 4gnews »

Títulos da Imprensa nas últimas 24h: