• CHINA TIKTOK - TikTok vai recorrer à Justiça americana se Trump não retirar veto

    7 Agosto 2020 EFE »

  • TikTok ameaça levar Casa Branca a tribunal após "ordem de expulsão"

    7 Agosto 2020 A rede social chinesa mostrou-se "chocada" com a ordem executiva vinda da Casa Branca e prometeu responder em tribunal, caso Donald Trump não volte atrás. A decisão está ainda pendente de aprovação. Jornal de Negócios »

  • EUA proibiram transações com as empresas donas da Tik Tok e WeChat

    7 Agosto 2020 />Além de uma ordem executiva da Casa Branca, também o senado norte-americano aprovou um projeto de lei que proíbe o download e a utilização da aplicação TikTok em telemóveis ou em outros dispositivos fornecidos pela Casa Branca aos seus funcionários ou membros do congresso. O Jornal Económico »

  • Trump assina ordem executiva que pode impedir o Tik Tok de funcionar nos EUA

    7 Agosto 2020 Presidente dos EUA estabeleceu um prazo de 45 dias para que a aplicação chinesa seja vendida a uma empresa norte-americana. Correio da Manhã »

  • Trump proíbe transações com as donas da TikTok e WeChat

    7 Agosto 2020 O presidente dos Estados Unidos assinou duas ordens executivas que proíbem transações com as empresas que detêm as aplicações TikTok e WeChat. Jornal de Negócios »

  • Facebook remove rede pró-Trump baseada na Roménia

    6 Agosto 2020 />O Facebook revelou que removeu recentemente uma pequena rede de contas a operar a partir da Roménia que promovia a campanha de reeleição do presidente Donald Trump. O Jornal Económico »

  • Twitter vai passar a identificar organizações e pessoas ligadas aos Estados

    6 Agosto 2020 />Tal como já fez o Facebook, a rede social Twitter vai identificar órgãos de comunicação social que sejam controlados pelos Estados. O mesmo se passará com pessoas que sejam identificáveis como representantes dos Estados. O Jornal Económico »

  • Microsoft quer todo o negócio da TikTok

    6 Agosto 2020 A Microsoft, que tem estado em conversações com a dona da rede social chinesa de vídeos de 15 segundos para comprar as suas operações nos EUA, afinal quer agora todo o negócio, avançou o Financial Times. Jornal de Negócios »

  • Eleições: Donald Trump deverá fazer discurso de aceitação a partir da Casa Branca

    5 Agosto 2020 />O Presidente dos EUA, Donald Trump, disse esta quarta-feira que está a ponderar fazer o seu discurso de aceitação de candidatura na convenção Partido Republicano a um segundo mandato a partir da Casa Branca. O Jornal Económico »

  • Imprensa oficial chinesa acusa Estados Unidos de quererem roubar TikTok

    5 Agosto 2020 Um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC) acusou hoje os Estados Unidos de "abusarem do seu poder" para "roubarem" o TikTok, ao forçarem a venda da aplicação de vídeos detida pela empresa chinesa ByteDance. Jornal de Negócios »

  • Trump pôs a TikTok no colo da Microsoft num disparo contra Xi

    5 Agosto 2020 A gigante de tecnologia Microsoft está em conversações avançadas para a compra da chinesa TikTok. Trump abriu-lhe a porta. Xi diz que não cede a pressões. Jornal de Negócios »

  • Explosões em Beirute. Estados Unidos oferecem ajuda ao Governo libanês

    5 Agosto 2020 /> Donald Trump diz que os Estados Unidos estão prontos para dar apoio ao Governo libanês, após as "terríveis explosões" ocorridas na capital Beirute. RTP »

  • 42 dias para vender O TikTok? Fundador chinês defende venda nos EUA

    4 Agosto 2020 A dona chinesa do TikTok diz que “não tem outra hipótese”, enquanto Donald Trump pede “uma percentagem grande” do valor da venda/> Público »

  • Trump vs redes sociais: da proibição do Tik Tok às polémicas com o Twitter

    4 Agosto 2020 />Presidente norte-americano acumula escândalos em várias plataformas de social media, sobretudo no Twitter, o seu veículo predileto de comunicação. O alvo principal é, agora, o TikTok. O Jornal Económico »

  • TikTok: Nova arma de arremesso entre Estados Unidos e China?

    4 Agosto 2020 >O Presidente norte-americano, Donald Trump, deu um ultimato à aplicação chinesa Tik Tok  para vender as suas actividades nos Estados Unidos até 15 de Setembro, senão pode ser banida do país. O TikTok é a nova arma política e/ou económica na disputa entre os Estados Unidos e a China? As respostas com Alcides Fonseca, professor no departamento de Informática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. >Vender ou sair. Depois de ter ameaçado banir a aplicação TikTok dos Estados Unidos, o presidente Donald Trump deu um ultimato à rede social chinesa para vender as suas actividades no país até 15 de Setembro, senão passa a ser proibida.> “A Internet sempre foi uma plataforma inter-nações muito aberta, tirando aquele cantinho da China e alguns outros países onde existia a chamada grande muralha ou a grande ‘firewall’ da China onde o governo controla o que é que os cidadãos podem ver na internet. O que os Estados Unidos estão a fazer é dar o primeiro passo para fazer a mesma coisa no próprio país”, começa por explicar Alcides Fonseca.>Questionado sobre se a aplicação pode constituir um risco à segurança norte-americana, como justifica a Casa Branca, o especialista em informática recorda que, no início de Junho, a morte de 20 soldados indianos na fronteira com a China levou a Índia a banir o TikTok. “A questão é: quanta desta informação dos utilizadores é que poderá ter ajudado as operações militares chinesas?”.>Alcides Fonseca sublinha, ainda, que em 2017 existia uma rede social, a Strava, que partilhava trajectos de corrida e de bicicleta dos utilizadores e que se notava que “em países como o Afeganistão, onde apenas estrangeiros usavam a aplicação, conseguia-se ver as bases americanas que supostamente deveriam ser secretas”.>Por outro lado, “os vários escândalos que têm vindo a ser revelados ao público” ligados ao Facebook revelaram que “é possível manipular a opinião pública e condicionar o voto a partir das ‘Fake News’".>“Não é uma preocupação para o governo americano se for o Facebook, a Google ou a Apple a controlarem os dados dos utilizadores. Todas estas empresas têm uma porta das traseiras em que se dá acesso à CIA e ao FBI aos dados, mesmo que não sejam de norte-americanos, mesmo que sejam dados europeus”, explica.>A Microsoft está na corrida à compra das operações americanas da TikTok. A aplicação, detida pela chinesa  ByteDance, tem cem milhões de utilizadores nos Estados Unidos e cerca de dois mil milhões em todo o mundo. Uma pepita “made in China” que faz sombra ao americano Facebook e que Donald Trump considera como um risco à segurança nacional. Se o negócio for fechado, Trump já avisou que o Tesouro norte-americano deve receber uma fatia.>“Eu diria que é uma consequência dos Estados Unidos terem um presidente capitalista porque no seu passado Donald Trump era um empresário e fazia parte do perfil dele pensar ‘como posso ganhar dinheiro com isto?’. E aqui vê-se mais ou menos o mesmo. Alguém vai comprar o TikTok a um preço abaixo do que seria o preço do mercado por causa desta imposição em vender. Portanto, Donald Trump pensa: Se eu vou dar um desconto a alguém, quero uma fatia por ter feito esse desconto”, considera Alcides Fonseca.>Obrigar o TikTok a vender a sua parte americana aos americanos não constitui uma ameaça à liberdade de expressão, depois de, em Maio, Donald Trump ter ameaçado fechar redes sociais após o Twitter ter advertido para “Fake News” divulgadas por ele na plataforma? Afinal, o TikTok é uma arma política e/ou económica?>“Eu diria que o poder é sobretudo económico, em que eles conseguem controlar o que é que se poderá vender em termos de produtos porque o público-alvo [do TikTok] é um público muito jovem. Ainda não é um público que vota, não é um público que está em posição de tomada de decisão. O Facebook transmite muito mais conteúdos que possam influenciar quer votos quer actividade económica em geral, enquanto o TikTok são vídeos mais de entretenimento. Obviamente que, daqui a uns anos, os que eram adolescentes passam a já não ser adolescentes e obviamente que poderá ter outro peso. Mas as redes sociais não tendem a durar muitas décadas, eventualmente poderá surgir outra que substitui esta, que foi o que aconteceu com o Snapchat e com muitas outras antes dessa que tiveram um pico e depois morreram”, conclui.>Oiça a entrevista completa no Convidado do dia.> >  RFI »

  • TikTok. Trump considera que EUA têm direito a percentagem da venda

    4 Agosto 2020 /> Donald Trump diz que o tesouro norte-americano tem direito a ficar com uma percentagem dos lucros da venda da rede social chinesa TikTok à Microsoft. RTP »

  • Trump dá 45 dias à Microsoft para fechar aquisição da rede social chinesa Tik Tok

    3 Agosto 2020 />Microsoft anunciou no domingo que vai prosseguir diálogo com a dona do Tik Tok, depois de o presidente executivo da tecnológica, Satya Nadella, ter reunido com Trump. Na sexta-feira, o presidente dos EUA tinha anunciado a intenção de proibir o uso do Tik Tok nos Estados Unidos. O Jornal Económico »