• Novos iPads de 10.5? e 12.9? chegam aos mercados em maio ou junho

    24 Fevereiro 2017 Toda a gente estava à espera da Apple anunciar três novos iPads no inicio deste ano mas parece que a espera vai continuar. Já havia rumores de que os novos tablets chegariam no verão e agora novas notícias confirmam isso mesmo: os iPads de 10.5" e 12.9" chegarão em maio aos mercados. Mais Tecnologia »

  • Apple prepara novos iPads e iPhone vermelho para Março?

    21 Fevereiro 2017 >/>O iPhone 8 ainda está a muitos meses de distância, mas não esperem que a Apple não tenha coisas novas para apresentar até lá, como novos iPads, e também um iPhone que agradará aos benfiquistas.>Ainda no outro dia me queixava eu da falta de oferta de smartphones em vermelho vivo, e eis que a Apple parece ter escutado, com um site japonês a indicar que a marca se prepara para lançar um iPhone 7/7 Plus em vermelho, assim como um novo iPhone SE com 128GB.Mas, as maiores novidades - caso estes rumores se venham a concretizar - estão reservadas para a família dos iPads. Aparentemente a >Apple irá lançar novos iPad Pro de 12.9", 10.5", 9.7" e 7.9". São iPads para todas as medidas que se possam querer (talvez até modelos a mais), sendo que se fala de que o modelo de 10.5" possa contar com ecrã "edge-to-edge" que o deixaria com um tamanho exterior total equivalente ao de um iPad mini.>/>A utilização do A10X estaria reservado para os iPads de 10.5 e 12.9", enquanto que os outros modelos se ficariam pelo A9X, mantendo a tradição da Apple de diferenciar as prestações dos tablets em função dos diferentes tamanhos (longe vai o tempo em que o iPad mini replicava na íntegra as capacidades do iPad grande).Como sempre, é apenas um rumor, e embora o site?Mac Otakara já tenha acertado nalgumas previsões no passado, só teremos a certeza quando a Apple anunciar efectivamente as suas novidades, algo que se espera que possa acontecer já em Março. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Apple compra startup de reconhecimento facial RealFace

    21 Fevereiro 2017 A Apple adquiriu a RealFace, uma startup israelita especializada em tecnologia de reconhecimento facial, segundo noticiou ontem o The Times of Israel. O valor do negócio não foi avançado. Bit »

  • Apple compra empresa especializada em reconhecimento facial

    20 Fevereiro 2017 >/>O próximo iPhone deverá adoptar um ecrã que ocupa a quase totalidade da superfície frontal, e fala-se que isso deverá ser acompanhado por um novo >sensor de impressões digitais integrado no próprio ecrã. No entanto, parece que a Apple também está a apostar num sistema complementar ou alternativo de autenticação usando reconhecimento facial.>Rumores de que a Apple estaria a equacionar utilizar reconhecimento facial ou ocular não são propriamente novos, mas ganham novo peso com a notícia de que a >Apple terá comprado a RealFace, uma startup especializada em reconhecimento facial direccionado para a autenticação.Embora a aquisição não tenha sido ainda confirmada oficialmente, a RealFace apagou todo o seu site, e a Apple já é conhecida por dar respostas tipo do género "compramos empresas que considerarmos serem vantajosas para nós e não temos mais nada a dizer sobre o assunto".A maior questão será saber se esta movimentação por parte da Apple pretenderá investir no reconhecimento facial como forma adicional de autenticação... ou se a Apple quer um sistema de "backup" para o caso de não conseguir encontrar uma forma fácil de integrar a tecnologia TouchID de reconhecimento de impressões digitais no ecrã. Pessoalmente, penso que a Apple não se arriscaria a lançar um iPhone sem detecção de impressões digitais... para além de que o sistema de reconhecimento facial poderá ter vantagens nalgumas situações, mas também desvantagens em muitas outras (ora tentem desbloquear o vosso iPhone usando reconhecimento facial enquanto o têm no bolso!)Vamos ter que esperar até ao lançamento do iPhone 8/X para saber, mas o WWDC em Junho irá certamente já dar algumas pistas sobre as intenções da Apple para o futuro do iOS e dos iPhones. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • iPhone 8 pode ter um sistema de reconhecimento facial 3D

    18 Fevereiro 2017 Não há dúvida que a expetativa sobre o próximo iPhone é grande, até porque a Apple não tem laçado grandes inovações nos últimos naos e o próximo lançamento é para festejar os 10 anos de iPhone. Os rumores apontam para um equipamento novo, com muito inovação, e um sistema de reconhecimento facial 3D poderá ser um deles. Mais Tecnologia »

  • iPhone 8 poderá ter sistema de reconhecimento facial 3D

    17 Fevereiro 2017 >/> > Segundo um analista da conceituada empresa JPMorgan, a Apple poderá utilizar um sistema de reconhecimento facial 3D no novo iPhone 8 para garantir a segurança dos utilizadores. Rod Hall, o analista que avançou com esta informação, refere que esta forma de reconhecimento poderá substituir o leitor de impressões digitais já no próximo equipamento da Apple. Importa salientar que, até à data, os principais rumores davam conta da presença de um sistema de análise da íris no iPhone 8. A integração desta tecnologia deverá acrescentar um custo de fabrico ao iPhone 8, na casa dos 10 ou 15 dólares por unidade. […] >A notícia >iPhone 8 poderá ter sistema de reconhecimento facial 3D apareceu primeiro na >Leak. Leak »

  • Apple tem patente de leitura de impressões digitais em todo o ecrã

    17 Fevereiro 2017 A Apple habituou-nos a lançar tecnologias inovadoras há alguns anos atrás, mas nos últimos tempos, os seus iPhones têm estado um pouco atrás da concorrência em termos de inovação tecnológica. Agora, a Apple registou uma patente que seria, sem dúvida, uma inovação muito interessante para o iPhone, a possibilidade de ler as impressões digitais em qualquer parte do ecrã. Mais Tecnologia »

  • iPhone 8 terá área do ecrã dedicada a funções virtuais?

    16 Fevereiro 2017 >/>Segundo o analista Ming-Chi Kuo da KGI, a Apple irá aproveitar a área extra de ecrã do iPhone 8 para apresentar uma área dedicada a botões virtuais... algo que há muito que pode ser visto nos Androids.>Com a opção por um ecrã que ocupa a quase totalidade da área frontal do iPhone, será apenas lógico que uma parte do ecrã seja dedicada a replicar a funcionalidade do tradicional home button. Dito isto, as áreas em redor também terão que ser aproveitadas da melhor forma, e segundo Kuo, isso >será feito com "funções virtuais" - embora não entre em detalhes sobre se tais funções seriam funções do sistema, funções específicas para a app que se esteja a executar, ou um misto de ambas.>/>Se a Apple seguir esta opção de reservar uma área para botões virtuais, o esperado iPhone 8 com ecrã OLED de 5.8" (que terá tamanho idêntico ao de um iPhone actual com ecrã de 4.7") acabará por ter uma área útil de ecrã efectiva equivalente a um ecrã de 5.15".Uma vez que estamos a falar de "futurologia", e não me parecendo que a Apple se limitasse a copiar funções ao estilo do Android, quando muito arriscaria dizer que esta implementação seria mais aproximada da que temos na Touch Bar dos novos MacBook Pro. No entanto, a verdadeira prova de fogo seria convencer o mercado de que tal será realmente útil para os utilizadores... Uma vez que, pelo menos numa primeira (e prolongada) fase, tudo o que lá aparecer não poderá ser nada essencial, pois todos os milhões de utilizadores com iPhones mais antigos terão que continuar a ter maneira de fazer as mesmas operações, mesmo que com mais alguns toques pelo meio.... Talvez não fosse pior pensado reservar para esta área algo mais aproximado do que temos nos Apple Watch, onde os utilizadores pudessem escolher as "complicações" que querem exibir naquela zona, ao estilo de mini-widgets sempre acessíveis e visíveis. Ora aí estaria uma excelente ideia! >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Nova Isuzu D-Max já disponível a partir dos 23.500 euros

    16 Fevereiro 2017 >/>>/> A nova gama Isuzu D-Max chegou a Portugal e já iniciou a sua comercialização por toda a rede de distribuidores da marca. A gama para o mercado nacional conta com três tipo de Cabinas (Simples de 2 Lugares, Longa de 3 Lugares e Dupla de 3 e 5 Lugares) e dois Sistemas de tracção (4X2 e 4X4). Todas as versões da nova D-Max contam com um novo Powertrain especialmente desenhado e desenvolvido de raiz pela equipa de engenharia Isuzu - recorde-se que a marca conta com 100 anos de história e é considerada uma das maiores marcas globais produtoras de motores Diesel. Entre o conjunto de soluções tecnológicas de vanguarda especialmente desenvolvidas para a nova gama D-Max, está o novo bloco de 1.9 litros Diesel com Turbo de Geometria Variável (VGS) que debita 164 cv de potência. [gallery type="slideshow" size="full" ids="66077,66078,66079,66080"] A nova pickup da Isuzu, a D-Max, que já era uma referência ao nível da capacidade de carga no seu segmento, conta agora com um novo motor que, em combinação com um novo diferencial e com novas caixas de velocidades, manual e automática de 6 velocidades, permitem obter novos índices de economia de combustível e de baixas emissões poluentes. A nova cadeia cinemática é agora mais leve e permite, por isso, oferecer maior capacidade de carga em todas as versões (mais 30kg e 60kg) e novos equipamentos e funcionalidades - por exemplo, uma capacidade máxima rebocável de 3,5 toneladas para um conjunto de 6 mil kg de peso bruto entre viatura e reboque. >/> "O novo produto D-Max, pelas características que encerra, seja no campo da tecnologia, seja no novo design, era há muito esperado e recebemo-lo agora de braços abertos pois permite-nos olhar para o mercado com um novo folego e entrarmos no maior sub-segmento das Pick Ups, as Cabinas Duplas, no qual tínhamos uma presença residual, muito por conta da fiscalidade associada ao antigo modelo", afirmou Luis Esteves, responsável da marca em Portugal. A nova nama D-Max é proposta com preços a iniciar nos 23.500 € (c/ IVA) na versão Cabina Simples 4X2 até à oferta Topo de Gama 'On Board' 4X4 de Cabina Dupla e transmissão automática que se fixa nos 39.900 € (c/ IVA). "Ter uma gama completa, com preços competitivos, totalmente rejuvenescida e com novo motor, transmissões e diferencial é gratificante e, em simultâneo, coloca-nos a responsabilidade de aumentar significativamente os volumes de vendas nacionais e a rentabilidade dos nossos parceiros de negócio locais”, concluiu Luis Esteves. [gallery type="slideshow" size="full" ids="66087,66088,66089,66090,66091,66092"] A nova gama conta com um novo exterior - novo capot, nova grelha, pára-choques redesenhado, novos faróis LED projectores -, um interior mais amplo e espaçoso - com várias funcionalidades de arrumação, novos tecidos interiores mais resistentes e de maior qualidade -, assim como novas funcionalidades HSA (Hill Start Assist) e HDC (Hill Descend Control) - disponíveis de série incluindo nas versões 4X2. A nova gama conta também com um novo sistema Audio de 7 polegadas com oito colunas de som, Bluetooth e ligações USB e Ipod, uma nova câmara de auxílio ao estacionamento, PESS - Passive Entry Start Sistem (ou sistema sem chave), ar condicionado automático e novas jantes em liga leve de 18”. A marca destaca ainda outros atributos importantes como o facto do modelo ser considerado Classe 1 nas Portagens para as versões 4X2 (única no mercado) e o aumento da Garantia Integral do Fabricante para 5 anos (mais 2 do que o anterior modelo). [gallery type="slideshow" size="full" ids="66082,66083,66084,66085,66086"] Para saber mais, pode aceder ao site da marca >aqui. Automonitor »

  • Patente da Apple revela ecrã com sensor de impressões digitais integrado

    15 Fevereiro 2017 >/>Com o próximo iPhone 8 (ou iPhone X) a >recorrer a ecrãs OLED e a esperar-se que ocupe a quase totalidade da área frontal, permanece a pergunta sobre como irá a Apple lidar com a questão do sensor TouchID para ler as impressões digitais. Uma patente agora publicada poderá revelar as suas intenções de transformar todo o ecrã num sensor.>A ideia de ter um smartphone com "ecrã total" na frente vem acompanhado de muitos efeitos secundários que têm que ser resolvidos, sendo um deles o espaço que anteriormente era ocupado por um botão com sensor de impressões digitais. Em modelos como o Galaxy S8, a Samsung parece ter optado pela solução mais simples, reposicionando o sensor de impressões digitais na parte traseira do smartphone, mas se a Apple quiser realmente impressionar o mercado, teria que recorrer a algo mais avançado... e uma patente agora publicada revela que, pelo menos, está a pensar nisso.A patente refere um >ecrã com capacidade para ler impressões digitais, misturando os pixeis com elementos de detecção.>/>No fundo, é uma tecnologia bastante idêntica à utilizada nos ecrãs "PixelSense" que a Microsoft usava nos seus Surface (os seus ecrãs gigantes interactivos), e que também tinham a capacidade de detectar o que se pousasse sobre eles.Considerando que a Apple não tem perseguido uma densidade ultra-elevada de pixeis nos seus ecrãs, torna-se bem realista imaginar que este tipo de implementação pudesse ser feita sem grandes complicações durante o processo de fabrico de um ecrã AMOLED (e, se não estou em erro, os ecrãs PixelSense utilizados pela Microsoft já eram produzidos pela Samsung, pelo que... já não seria propriamente uma novidade para eles.)Para além de permitir que a validação da impressão digital pudesse ser feita em qualquer ponto do ecrã, esta tecnologia abriria ainda mais possibilidades quando fosse aplicada a um tablet como o iPad ou iPad Pro, permitindo um melhor reconhecimento de objectos pousados sobre o ecrã, ou até permitindo fazer o scan de documentos pousados sobre ele.Enfim... as possibilidades são muitas, mas por agora tudo não passa de uma patente, que poderá tornar-se realidade, ou não. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Por que aposta a Skoda no design sensorial?

    13 Fevereiro 2017 >/> O Automonitor »