• 7 anos sempre a crescer: Mercedes com novo recorde de vendas mundiais

    8 Janeiro 2018 >/>A Mercedes-Benz indicou hoje que 2017 foi o sétimo ano consecutivo da marca alemã com recorde de vendas mundiais: cerca de 2,3 milhões de carros vendidos, um aumento de 9,9% face ao ano anterior. >/> A marca de Estugarda adianta ainda, em comunicado, que a Mercedes-Benz foi a marca 'premium' mais vendida na indústria automóvel pelo segundo ano consecutivo. O aumento de vendas em 2017 atingiu o valor mais alto de sempre em vários países da Europa, como é o caso de Portugal, com uma subida de 6,2%. A Mercedes-Benz bateu recordes de crescimento de vendas também na Grã-Bretanha (6,4%), França (9,7%), Espanha (11,9%), Bélgica (15,1%), Suíça (7,7%), Suécia ( 15,4%), Polónia (42,4%), Áustria (15,2%). A liderança de mercado manteve-se na Alemanha e nos Estados Unidos e a China foi o país com maior crescimento de vendas, com uma subida de 25%, avança a Mercedes. [gallery type="slideshow" size="full" ids="59591,75630,87128,89815,90340"] Segundo a marca do grupo Daimler, o aumento das vendas foi conduzido sobretudo pelo novo classe E berlina, com mais de 350 mil unidades entregues a clientes e entre janeiro e dezembro, um aumento de 40% no primeiro ano completo de vendas. ? (com Lusa) Automonitor » Público »

  • SIVA investe em mega concessão de luxo para Bentley e Lamborghini

    8 Janeiro 2018 >/>A SIVA vai investir numa instalação comum para a Bentley e Lamborghini em Lisboa, as duas marcas de luxo do Grupo Volkswagen de que é concessionária, garantiu ao AUTOMONITOR o CEO Pedro de Almeida, à margem da apresentação dos resultados comerciais da empresa, adiantando que esta aposta resulta dos bons resultados de vendas em 2017 e das perspectivas para 2018. ? O novo espaço terá área de exposição separadas para cada uma das marcas, contando também com oficina. >/> A Lamborghini tem atualmente um stand de venda na avenida António Augusto Aguiar, junto ao Marquês de Pombal e a Bentley está na avenida João Crisóstomo, na zona das aveninas novas. Ambos estes espaços serão encerrados com a entrada em operação da nova concessão. A Lamborghini duplicou no ano passado as suas vendas, de duas para quatro unidades, e deverá voltar a fazê-lo este ano, com o início de comercialização do SUV de luxo Urus. [gallery type="slideshow" size="full" ids="90697,90694,90702,90701,90700,90699,90698"] O SUV de luxo da marca italiana partilha a plataforma e muitos elementos mecânicos com o Audi Q7, Bentley Bentayga, Porsche Cayenne e VW Touareg. A gama de motorizações inclui os já conhecidos blocos V10 e V12, com potências de 580 a 700 cv, a que se somará um V8 turbo 4.0 litros de 650 cv de potência e 854 Nm de binário. Este primeiro motor turbo da Lamborghini é também o propulsor com mais potência por litro de cilindrada do mundo, permitindo ao Urus acelerar dos zero aos 100 Km/h em 3,6 segundos e atingir uma velocidade de ponta de 305 Km/h. Além do Urus, a Lamborghini vai lançar também este ano o Aventador S Roadster. >/> As oito unidades do Urus destinadas ao mercado nacional já estão vendidas, por um preço médio de 300 mil euros. [gallery type="slideshow" size="full" ids="92244,92243,92242"] A Bentley, por seu lado, cresceu 150%, passando de 4 unidades, em 2016, para dez. Da agenda de lançamentos para 2018 constam o novo Continental GT, para já só com a motorização W12, o SUV Bentayga com as motorizações V8 e V6 Hybrid e o Flyaing Spur, o porta-estandarte da marca Automonitor »

  • Venda de automóveis deve crescer menos em 2018 do que no ano passado - SIVA

    5 Janeiro 2018 Correio da Manhã »

  • VW Veículos Comerciais termina 2017 com gama renovada

    5 Janeiro 2018 >/>Após ter introduzido no mercado as novas Caddy e Transporter em 2016, a Volkswagen Veículos Comerciais prosseguiu em 2017 o refrescamento da sua gama com a nova Crafter. Terminada a renovação da gama com a nova Crafter, a marca acaba o ano com 1790 unidades vendidas. Concluiu-se assim a total renovação da gama que passou a ser a mais atual, económica e eficiente do mercado. >/> A Volkswagen continua a ser a única marca do mercado a disponibilizar, de série em todos os seus veículos comerciais, o pacote Bluemotion que integra os sistemas Start & Stop e Cruise Control, a bateria com recuperação de energia e uma aerodinâmica otimizada, reduzindo assim os consumos. De realçar que o desempenho comercial da marca em 2017 foi fortemente marcado pela mudança de posicionamento do Amarok, por via da substituição da motorização 2.0 TDI pelo V6 3.0 TDI, com uma importante melhoria em termos de performance e robustez, mas implicando uma penalização em termos fiscais - o que se traduziu num impacto negativo no preço e nas vendas deste importante modelo. >/> Para além disso, o início de comercialização das novas versões V6 do novo Amarok sofreu alguns atrasos o que gerou uma indisponibilidade de viaturas para entrega durante vários meses, afetando assim a performance em termos de volumes de vendas da Pick-up premium da Volkswagen. Acordo com ISN renovado Para 2018, a Volkswagen Veículos Comerciais renovou o seu apoio ao Instituto de Socorros a Náufragos, sendo o oitavo ano consecutivo de parceria nesta importante ação de responsabilidade social. Mais uma vez uma frota de 26 Volkswagen Amarok ajudará a socorrer banhistas nas praias de Portugal durante a época balnear. O projeto, denominado “Sea Watch”, já contribuiu para o salvamento de milhares de vidas tornando as praias portuguesas das mais seguras do mundo. Entregas ao INEM O início do ano de 2018 ficará ainda marcado pela entrega de várias unidades da nova Crafter para serviço de ambulância de emergência do INEM. Esta é mais uma demonstração da qualidade, robustez e versatilidade do mais recente modelo da gama Volkswagen Veículos Comerciais. Automonitor »

  • Vendas da SIVA em 2017 ultrapassam as 30 mil unidades

    5 Janeiro 2018 >/>Em 2017, a SIVA registou 30.171 veículos vendidos no total das suas marcas, atingindo uma quota de 12,8% no mercado de passageiros e de 11,6% no mercado de veículos ligeiros (VP + Comercias Ligeiros). >/> Num contexto de mercado fortemente impulsionado pelas vendas a Rent-a-car, as quais estimamos representarem mais de 25% do total de veículos vendidos em 2017, as marcas da SIVA prosseguiram a sua opção estratégica de não acompanhar esse aumento. “O ano de 2017 foi marcado por importantes mudanças na nossa organização, com vista a adaptá-la melhor ao contexto de mercado que atravessamos e sobretudo aos desafios que o futuro da indústria automóvel nos levanta. Os objetivos traçados no início do ano – com particular foco nas vendas rentáveis e sustentáveis, no reforço do valor das marcas e na satisfação dos nossos clientes – foram plenamente atingidos”, afirmou Pedro de Almeida, Administrador da SIVA. >/> A Volkswagen, com 16.473 unidades vendidas, consolidou o seu lugar no pódio de vendas do mercado nacional. O crescimento de vendas através da Rede de Concessionários deveu-se essencialmente ao sucesso comercial do novo Tiguan, o SUV premium, a que se juntaram, no final do ano, o novíssimo T-Roc, fabricado na Volkswagen Autoeuropa e o novo Polo. A Audi estabeleceu um novo recorde de vendas em Portugal com 9.614 unidades vendidas, resultado que se deve em grande parte ao excelente desempenho do Q2 e da nova geração do A5, o que permitiu à Rede de Concessionários da marca crescer perto de 6% face ao ano anterior. Quanto à SKODA, atingiu as 2.280 unidades, sendo de assinalar o excelente acolhimento que o mercado reservou ao novo Kodiaq, o primeiro SUV da marca lançado em meados do ano. [gallery type="slideshow" size="full" ids="92128,92127,92124"] O ano da Volkswagen Veículos Comerciais terminou com 1790 veículos vendidos, sendo marcado pela penalizante mudança de posicionamento do Amarok, fruto da substituição do motor 2.0 TDI pelo 3.0 TDI, apesar do bem sucedido lançamento da nova Crafter. Por fim, as marcas de luxo representadas pela SIVA – Bentley e Lamborghini - registaram um assinalável aumento de vendas em 2017 face a 2016, passando de 6 para 14 unidades. Em 2018, as marcas da SIVA vão atravessar um notável período de renovação em termos de novos produtos, particularmente na Audi que lançará os novos A1, A6, A7, A8, Q3 e Q8, mas também na Volkswagen que completará a gama T-Roc com as versões Diesel e lançará o novo Touareg, e na SKODA onde a família SUV se alargará ao novo Karoq. Automonitor »

  • Volvo com recorde de vendas em Portugal e no Mundo

    5 Janeiro 2018 >/>A Volvo Cars voltou a estabelecer, pelo 4.º ano consecutivo, um novo recorde mundial de vendas. >/> As 571.577 unidades matriculadas representaram um crescimento de 7% em relação ao ano anterior e reforçam, não só, o bom momento que a marca tem vindo a evidenciar no âmbito da sua transformação global, mas também, o seu posicionamento no segmento Premium. No ano que agora findou, e no qual comemorou o seu 90º Aniversário, a Volvo continuo o seu ritmo de novos lançamentos com destaque para os modelos, V90 Cross Country, XC60 e XC40. Ao mesmo tempo, a marca sueca fortaleceu a sua posição nas áreas da Condução Autónoma, Eletrificação e Segurança tendo-se estabelecido novas alianças estratégicas e planos de produção. Ao nível das vendas, o aumento verificou-se em todas as regiões, com destaque para o crescimento, a dois dígitos, evidenciado no mercado asiático. Na Região EMEA, (Europa, Médio Oriente e África), o aumento das vendas foi de 3,3% representando 320.988 unidades. Em Portugal, o crescimento foi superior ao da região, com as 4.605 novas matrículas a estabelecerem também um novo recorde anual para a marca no nosso País - este número representa um crescimento de 5,5% em relação ao período homólogo. Automonitor »

  • MOTOR SUÉCIA - Volvo Cars bateu recorde de vendas em 2017 com 571.577 veículos

    4 Janeiro 2018 EFE »

  • A Palavra do Ano 2017 é "incêndios" - Porto Editora

    4 Janeiro 2018 Correio da Manhã »

  • PSA segura liderança no ranking dos importadores automóveis

    4 Janeiro 2018 >/>O Grupo PSA manteve-se em 2017 como o maior importador de automóveis em Portugal, apesar de ter perdido terreno para a Renault, que viu as suas duas marcas progredirem a dois dígitos face aos registos de 2016. No rescaldo dos 12 meses do ano, os dois grupos ficaram separados por menos de 300 unidades. A SIVA, confortável terceira classificada do ranking, afastou-se do duo de líderes, devido ao mau desempenho da Skoda e da Volkswagen Veículos Comerciais. O Grupo FCA ultrapassou a BMW e a Salvador Caetano, contando com a forte progressão de todas as suas marcas e com a integração da Jeep, que no final do ano deixou a órbita do Grupo Bergé. As 292 unidades da marca americana de veículos de todo-o-terreno foram vitais para a FCA suplantar a BMW/Mini, que ficou a apenas 114 unidades atrás. Com a integração da Hyundai e da Honda, a Salvador Caetano ultrapassou a fasquia das 16 mil unidades, suplantando a Opel, Nissan e Ford. Na Bergé, e apesar da perda da Jeep para a FCA, os ganhos da Kia e Fuso e Isuzu mais do que compensaram o recuo da Mitsubishi, deixando o grupo à porta do clube de importadores qyue vendem mais de 10 mil unidades num /> Automonitor »

  • 2017: O melhor ano de sempre para a BMW Portugal

    3 Janeiro 2018 >/>Em 2017, as três marcas do BMW Group presentes em Portugal - BMW, MINI e BMW Motorrad - registaram, em conjunto, 18.837 unidades vendidas, o que corresponde a um crescimento de 5% face ao ano anterior. >/> Para o mercado nacional de automóveis e motociclos, o ano de 2017 foi também um ano bastante positivo. Foi registado um crescimento de 7% face ao ano de 2016, num total de 222.134 unidades vendidas no mercado automóvel, e um crescimento na ordem dos 37% no mercado de motociclos. BMW As vendas da marca BMW cresceram 2% face ao ano de 2016, o que corresponde a um total de 14.534 unidades vendidas. O BMW Série 1 continua a ser o modelo mais vendido da marca com 4.163 unidades, seguido do BMW Série 4 Gran Coupé e do BMW Série 2 Active Tourer com 1.351e 1.305 unidades vendidas respetivamente. As vendas BMW M registaram um novo recorde com 125 unidades vendidas em 2017, o que corresponde a um crescimento de 58%. Os veículos eletrificados BMW i e BMW iPerformance registaram em conjunto um aumento de vendas de 238%, com um total de 1.235 unidades vendidas. Esta tendência reflete a procura por automóveis mais ecológicos e eficientes. O BMW 330e iPerformance foi o modelo mais vendido nesta gama com 352 unidades vendidas em 2017. Na gama BMW i, O BMW i3 registou 281 vendas, o que corresponde a um crescimento de 29%. >/> MINI À semelhança dos anos anteriores, a MINI continua a marcar uma posição significativa no mercado automóvel em Portugal, tendo registado em 2017 um crescimento de 8% e atingido um novo recorde de vendas de 2.800 unidades. O MINI 5 Portas foi o modelo mais vendido em 2017 com 745 unidades, seguido do MINI Clubman e do MINI 3 Portas com 635 e 538 unidades vendidas respetivamente. O ano de 2017 foi também um ano de recorde de vendas para os modelos MINI Cabrio com 361 unidades vendidas, MINI John Cooper Works com 140 unidades vendidas e para o MINI Countryman PHEV, o novo modelo híbrido MINI que no ano do seu lançamento registou mais de 98 unidades vendidas o que corresponde a cerca de 20% das vendas totais do MINI Countryman. >/> BMW Motorrad A BMW Motorrad registou pela primeira vez em Portugal um crescimento de 31% face ao ano anterior, tendo vendido, também pela primeira vez, 1.503 unidades, sendo a terceira marca mais vendida no mercado de motociclos em Portugal. A BMW R 1200 GS Adventure foi a moto mais vendida com 322 unidades seguida da BMW R 1200 GS com 311 unidades. A BMW Motorrad manteve em 2017 a liderança do segmento dos motociclos com cilindrada superior a 750cc, tendo registado neste segmento um crescimento na ordem dos 25%. No ano de entrada da BMW Motorrad no segmento de cilindradas abaixo dos 500cc, as novas BMW G 310 R e a BMW G 310 GS, registaram vendas de 62 e 19  unidades respetivamente. Após-Venda Acompanhando a tendência de crescimento do mercado automóvel, a BMW quase duplicou o volume de negócios comparativamente a 2005, ano em que a faturação da área do Após-Venda registava 33M€ comparativamente a 62.8M€ registados no ano de 2017. É também pelo quarto ano consecutivo, que a BMW regista um recorde de crescimento na ordem dos 9%. Com uma faturação superior a 4M€, o ano de 2017 foi também o melhor ano de sempre na área do Após-Venda da BMW Motorrad, tendo sido registado um crescimento de 15% face a 2016. A MINI registou em 2017 um crescimento constante pelo quinto ano consecutivo, que se traduz num crescimento na ordem dos 8% e num volume de negócios superior a 4M€. >/> ? BMW Financial Services Para o negócio do financiamento automóvel da BMW Financial Services Portugal, o ano de 2017 registou um novo recorde em todas as áreas de negócio, o que corresponde a um crescimento superior a 3% face a 2016. Em 2017, a BMW Financial Services registou 9.245 novos financiamentos, sendo que 57% dos contratos tiveram como fim automóveis novos BMW, 14% automóveis novos MINI, 8% motociclos novos BMW e 21% veículos usados.  Já a carteira de contratos de financiamento ativos representou um crescimento de 9% face a 2016 o que se traduziu na gestão de 22.845 contratos ativos em 2017. No sector dos seguros, foi registado um crescimento de 17%, tendo sido atingido um novo recorde de 3.737 novos contratos no ano de 2017. Automonitor »

  • Primeiros postos Supercharger da Tesla em Portugal já estão a funcionar

    3 Janeiro 2018 Durante a noite de ontem a Tesla ligou as primeiras estações de carregamento Supercharger, que permitem carregar as baterias dos carros desta marca a grande velocidade./> Exame Informática »

  • Apelo de Marcelo suscita resposta dos partidos

    2 Janeiro 2018 /> O ano de 2017 foi estranho e contraditório com grandes sucessos como a visita do Papa Francisco, de crescimento económico, e conquista da presidência do Eurogrupo. Mas grandes tragédias, como os incêndios, se abateram sobre Portugal. Foi assim que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa descreveu o ano de 2017 na mensagem de ano novo. Quando virou o discurso para 2018 o Presidente realçou que está a começar um ano que se quer seja de reinvenção. RTP »

  • FUTEBOL PORTUGAL - Ronaldo começa o ano na Madeira com os seus principais troféus

    2 Janeiro 2018 EFE »

  • Latitude onde nascem faz toda a diferença para os bebés

    1 Janeiro 2018 /> Neste primeiro dia do ano deverão nascer 213 bebés em Portugal. Em todo o mundo, a UNICEF prevê o nascimento de 386 mil bebés. A organização analisou as diferenças entre aqueles que nascem em países desenvolvidos ou em vias de desenvolvimento. RTP »

  • Presidente apela à capacidade de reinvenção dos portugueses na mensagem de ano novo

    1 Janeiro 2018 /> Para o ano que agora começa, Marcelo Rebelo de Sousa deixou o apelo para que 2018 seja o ano da reinvenção. RTP »

  • Sidney diz olá a 2018

    31 Dezembro 2017 /> O ano novo já chegou a algumas regiões do mundo, 2018 entrou no globo pela Nova Zelândia. E acaba de chegar à Austrália. RTP »

  • Os factos que marcaram 2017

    31 Dezembro 2017 >/>>Mudanças nos importadores, o agitado arranque da produção do VW T-Roc na AutoEuropa, novos líderes nos grandes grupos, a guerra dos taxistas aos novos serviços de mobilidade... este foram alguns dos factos que mercaram 2017. Um ano em que o Rent-a-car alavancou um mercado em promoções constantes e em que os diesel começaram finalmente a perder peso. Veja a revista do ano. >O novo xadrez dos importadores Depois da passagem da Mitsubishi para o portfolio de marcas representadas pelos espanhóis da Bergé e da Hyundai para a órbita da Salvador Caetano, também a Honda passou a gravitar na órbita do grupo nortenho, neste caso em parceria com os espanhóis do Grupo Domingo Alonso. Já no último trimestre, foi a Bergé a ceder a importação da Jeep à FCA Portugal, juntando num representante oficial todas as marcas do grupo FCA Fiat Chrysler presentes no mercado nacional. Neste agitado xadrez, registe-se ainda o regresso em força da Suzuki ao mercado português. Links para as principais notícias: >fca-portugal-assume-jeep-e-quer-duplicar-vendas/ >sc-auto-nomeia-brand-managers-para-hyundai-e-honda/ >novo-importador-honda-em-portugal/ ? >A dança das cadeiras Depois da reestruturação da PSA em Portugal, ainda em 2016, seguiu-se um ano de mudanças na liderança de algumas das principais marcas presentes em Portugal. /> Fabrice Crevola (foto) foi nomeado como novo Diretor-Geral da Renault em Portugal, líder histórica do mercado automóvel nacional, e Antonio Melica assumiu a liderança da Nissan. Em Espanha, Juan Lopez Frade passou a presidente da Suzuki Motor Ibérica, que também representa a marca japonesa em Portugal. Na SIVA, foi um ano de revolução total, que se iniciou com a substituição do anterior CEO, Fernando Monteiro, por Pedro Almeida, regressado da Unidas do Brasil, e prosseguiu ao longo do ano com a mudança ou a rotação de todos os diretores de primeira linha da importadora das marcas Volkswagen, Audi e Skoda, desde os diretores-gerais das marcas, aos líderes do departamento de RH e marketing. Uma revolução humana no maior importador de origem portuguesa. Links para as principais notícias: >juan-lopez-frade-e-o-novo-presidente-da-suzuki-motor-iberica/ >antonio-melica-nomeado-diretor-geral-da-nissan-em-portugal/ >fabrice-crevola-novo-administrador-delegado-da-renault-portugal/ >ricardo-tomaz-assume-marketing-estrategico-e-relacoes-externas-da-siva/ >ricardo-vieira-e-o-novo-diretor-geral-da-volkswagen-veiculos-comerciais/ >licinio-de-almeida-passa-para-a-vw-alberto-godinho-novo-dg-da-audi/ >pedro-de-almeida-e-o-novo-administrador-executivo-da-siva/ >luis-mateus-e-o-novo-diretor-geral-da-skoda/ >pedro-de-almeida-quem-e-o-novo-homem-forte-da-siva/ ? >O início do fim dos diesel Em linha com a tendência de evolução do mercado europeu, também em Portugal os motores diesel começaram a perder quota, em favor dos propulsores gasolina e das soluções híbridas e elétricas, que atingiram um novo recorde de vendas. Nas opções gasolina, registe-se o cada vez maior peso dos pequenos blocos 3 cilindros turbo de 1.0 litro de cilindrada. >O ano das alternativas de mobilidade /> O arranque em força dos serviços de mobilidade urbana, desde o carsharing da Drive Now e City Drive, aos mais nacionais serviços personalizados de motoristas Chofer ou ao ridesharing Via Verde Boleias, da Brisa. No centro das atenções, pela forte contestação dos taxistas, estiveram os serviços de ridehailing da Cabify e Uber. As greves, ameaças e agressões dos taxistas não travaram o sucesso do serviço, que, no entanto, continua num vazio legislativo em Portugal. Já perto do final do ano, a MyTaxi, o maior serviço de reservas de táxis do mundo, respondeu com a nomeação de um novo general manager em Portugal. Links para as principais notícias: >web-summit-2017-uber-cabify-e-chofer-em-protesto/ >uber-inaugura-espaco-de-apoio-especializado-no-porto/ >uber-instala-centro-de-excelencia-europeu-em-lisboa/ >76%-dos-lisboetas-acreditam-que-aplicacoes-como-uber-sao-alternativa-a-ter-carro-proprio/~ >uberpool-em-lisboa-no-dia-do-3-o-aniversario-da-uber-em-portugal/ >brisa-lanca-servico-de-carsharing-drivenow/ >citydrive-celebra-3o-aniversario-com-nova-app/ >pedro-pinto-nomeado-general-manager-da-mytaxi-portugal/ >cabify-chega-ao-porto/ ? >Um mercado refém do Rent-a-car O mercado automóvel continuou a crescer a bom ritmo, mercado alavancado pelo Rent-a-car, que deverá valer 23% das vendas de automóveis, ou seja, mais de 50 mil unidades anuais. Com o peso das frotas e das empresas, as vendas de automóveis a particulares reduziram-se a cerca de 25% do mercado, com reflexos nas margens do negócio, que foram ficando cada vez mais estreitas. Quem apostou na rentabilidade, reduzindo a exposição ao Rent-a-car e às frotas, acabaria por perder quota, em detrimento das marcas que investiram no crescimento das vendas a qualquer preço. >A expansão da rede de carregamento rápido Em linha com o aumento das vendas de veículos elétricos e híbridos recarregáveis, 2018 foi o ano de instalação de postos de carregamento rápido, no âmbito do plano do governo, ativado ainda em 2016, que prevê a instalação de meia centena de postos nos principais centros urbanos e vias rodoviárias. Links para as principais notícias: >mobiletric-novo-posto-de-carregamento-rapido-chega-a-matosinhos/ >eixo-algarve-lisboa-agora-com-4-novos-postos-de-carregamento-rapido/ >seis-primeiros-postos-de-carregamento-rapido-inaugurados-hoje/ >tesla-1o-supercarregador-colocado-em-fatima/ >solverde-alia-se-a-tesla-e-disponibiliza-postos-de-carregamento-para-eletricos/ ? >A chegada em força da Tesla /> Depois de um lançamento discreto, em 2016, a Tesla afirmou-se como a alternativa as tradicionais marcas premium. Em Portugal, como no resto do mundo, o canal de vendas online e os corners e as Pop Up Stores nos principais locais e centros comerciais de Lisboa, Porto e Algarve, serviram para apresentar a marca ao grande público. Links para as principais notícias: >tesla-com-pop-up-store-no-el-corte-ingles-lisboa/ >de-ferias-no-algarve-aproveite-e-conduza-um-tesla/ >tesla-marca-presenca-na-1a-edicao-da-vexpo-2017-em-lisboa/ >tesla-chega-ao-porto/ >tesla-com-stand-em-lisboa-ate-30-de-abril/ >tesla-oficialmente-em-portugal/ ? >A produção do Fuso e-Canter /> A Mitsubishi Fuso Truck, empresa do grupo Daimler, anunciou o início da produção em série do modelo Fuso e-Canter, o primeiro veículo comercial de mercadorias 100% elétrico. A inauguração, na fábrica do Tramagal, em Abrantes, contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (foto). Links para as principais notícias: >daimler-inicia-producao-da-fuso-ecanter-no-tramagal/ >fuso-canter-hev-o-1-o-reboque-hibrido-em-portugal/ ? >O rearranque em falso da AutoEuropa /> O arranque da produção do SUV Compacto T-Roc, o primeiro modelo de grande volume da fábrica portuguesa da AutoEuropa, acabou ensombrado pelas greves e pelas paragens forçadas por faltas de componentes e peças. No rescaldo da guerra sindical agitada pelos sindicatos afetos à CGTP-Intersindical, próxima do Partido Comunista, a Volkswagen acabaria por reduzir os planos de produção nacional do T-Roc e colocar a fábrica portuguesa sob observação. Links para as principais notícias: >falta-de-pecas-autoeuropa-para-producao-ate-6-a-feira/ >nova-greve-a-vista-na-autoeuropa-para-o-inicio-de-2018/ >cgtp-propoe-que-autoeuropa-produza-carros-eletricos/ >autoeuropa-obrigada-a-parar-por-falta-de-pecas/ >autoeuropa-administracao-e-trabalhadores-voltam-as-negociacoes/ >t-roc-da-autoeuropa-impulsiona-producao-em-709/ >autoeuropa-avanca-unilateralmente-com-horario-ao-sabado/ >autoeuropa-trabalhadores-rejeitam-2-o-pre-acordo/ ? >Um mercado em promoção constante Foi um ano de campanhas permanentes, com descontos na venda a particulares, feiras de usados e semi-novos para escoar stocks e vendas quase sem margem a frotas e ao Rent-a-Car. Nesta corrida às vendas em volume, os importadores acabaram o ano com um mercado maior, em número de unidades vendidas, mas muito menos rentável, se pensarmos nas margens do negócio. Links para as principais notícias: >renault-com-tres-campanhas-em-abril/ >leaseplan-lanca-4-novas-campanhas-para-particulares/ >skoda-prepara-campanhas-promocionais-para-o-salao-de-lisboa/ >renault-retail-arranca-com-multiplas-campanhas-no-mes-de-maio/ >volvo-s90-v90-agora-em-campanha-fleet-edition/ >toyota-day-portas-abertas-em-53-oficinas-no-dia-11-de-novembro/ >48h-peugeot-de-16-a-19-de-fevereiro/ ? >O avanço dos media digitais A falência da Motorpress e o consequente encerramento do jornal semanal Autohoje e a descida continuada de audiências e vendas dos principais títulos da imprensa especializada em papel, caminharam a par com a crescente afirmação dos médios digitais. Ao relançamento do portal Sapo Motores e ao sucesso do agregador Motor 24, lançado pelo Grupo Globalmedia, juntaram-se as audiências cada vez maiores de sites como a Razão Automóvel ou a Automonitor, que em outubro ultrapassou a barreira do milhão de visualizações e os 400 mil utilizadores únicos por mês. No papel, a registar o lançamento da revista mensal Altagama, um franchise da editora espanhola que já detém a Carros e Motores, e a promessa de que em 2018 nascerão dois novos títulos das cinzas da Motorpress. > Automonitor »