• Bookcast #6 Convidámos a Vera Pinheiro a falar-nos de livros infantis para esta geração

    12 Março 2018 >/>Uma das coisas que mais me lembro da minha infância é de ter livros. Muitos, muitos livros. Se não fosse pela minha mãe, se calhar não me teria tornado escritora. Se me considero escritora? Durante muito tempo sempre disse que não. Dizer que era escritora parecia-me tão estúpido como dizer que era astronauta. Só porque escrevia num blogue? Só porque escrevi um livro que até está a ter algum sucesso? Se acordo de manhã e a única coisa que me apetece (e sei) fazer é escrever, então é porque sou mesmo escritora.>Factos que não me lembro assim tão bem mas a minha mãe não se cansa de os contar: fui a primeira da turma a aprender a ler. Em Dezembro já lia sozinha. Era tão rápida a fazer tudo (provavelmente porque aos seis anos já era compulsiva como agora) que acabava todos os trabalhos rápido para ter o bónus de ir para o cantinho da leitura da sala. Enquanto toda a gente fazia desenhos, eu escrevia palavras ao calhas. Enquanto os meus colegas se divertiam a pintar, eu divertia-me a fazer caligrafias. A minha mãe ainda hoje guarda folhas da numeração romana (lembram-se de fazermos isto na escola? Era tão chato) escritas sempre em várias caligrafias diferentes.Coisas que me lembro: de ter nove ou dez anos e ir passar o mês de Julho ao trabalho da minha avó porque a minha mãe não queria que ficasse sozinha em casa e, nesse ano, não quis ir para a colónia de férias. A minha avó trabalhava como empregada na casa de uma família e aquilo era o parque de diversões para mim. A casa tinha três andares e, no do meio, uma biblioteca. Lembro-me de passar os dias lá enfiada e ler dezenas de revistas Seleções do Reader's Digest e de folhear e ler tantos, tantos livros que lá existiam. A minha avó dizia-me para ir brincar para o quarto dos brinquedos (a família tinha duas miúdas mais novas do que eu) que na memória que tenho me parecia um quarto de sonho atafulhado de Barbies e brinquedos incríveis. E eu ia, mas também me lembro do sofá castanho de pele da biblioteca e de lá passar muito tempo.Em criança, havia um livro em particular que me lembro de amar: um com animais do campo e da história ser passada no inverno e na neve e ter desenhos maravilhosos. Não faço ideia que livro era, só me lembro de o folhear muito e de adorar. Quando já lia, claro que me apaixonei pela Anita, pelos Uma Aventura e por aí em diante. E havia um género que eu gostava mesmo muito que eram aqueles enormes que traziam adivinhas, lendas, histórias, anedotas como o Novas Flores para Crianças que guardei até hoje. E que ainda se vendem (>vejam alguns aqui).É exactamente por isso que gosto tanto de falar de livros infantis e juvenis. Porque o mundo que construía para mim era tão mágico e maravilhoso (graças aos livros) que gosto sempre de incentivar as mães a apostar muito na literatura infantil.Como essa ainda não é a minha praia - longa vida aos romances young adult que, por enquanto, são o meu foco - eu e a >Paula convidámos a Vera Dias Pinheiro do blog >As Viagens dos Vs para partilhar alguns dos livros infantis do momento e que os seus filhos adoram.Este é o nosso primeiro BOOKCAST infantil que, a meu ver, está muito, muito divertido! Por isso, mães desta geração: ouçam :)>Listen to "BOOKCAST nº 6: um episódio dedicado às crianças" on Spreaker.>/>>/> The Styland »

  • Com a Amazon Fresh o room service ganha um novo sentido

    10 Março 2018 Quer queiramos quer não (e eu até quero), a Amazon mudou para melhor a maneira de viver das pessoas que tinham de comprar tudo em lojas. Poupou-nos tempo e dinheiro: dois dos bens mais preciosos de que dispomos./> Público »

  • Cachorro fez um buraco na porta da cozinha

    9 Março 2018 Animal gosta mais de estar na varanda. Correio da Manhã »

  • O meu cantinho dos chás e café na cozinha. E porque comprar a granel é mais barato

    8 Março 2018 >/>É tão bom ver como o mundo está a mudar - ou a voltar um pouco aos primórdios para se tornar mais sustentável - e já há tantas coisas do dia a dia que se podem comprar a granel, evitando o desperdício de embalagens e diminuindo o nosso lixo e a nossa pegada ambiental. Claro que não falo de bens facilmente perecíveis como leite mas chás, frutos secos, cereais ou especiarias são alguns dos exemplos onde podemos voltar (ou começar) a comprar a peso ao invés de já embalado.No meu caso, e quando me falaram disto, comecei a pensar na quantidade de embalagens de chá que gasto por ano e o lixo que eu própria fabrico à conta disso. Cada caixa de chá vem embalada em plástico, depois tem a caixa de cartão e, lá dentro, no caso de algumas marcas (infelizmente as que eu comprava), cada saqueta vem novamente embalada em plástico. Imaginando que eu gasto uma caixa, por exemplo, de chá preto por mês, são 12 caixas de chá, qualquer coisa como 300 saquetas por ano. Eu compro regularmente chá preto, tília, lucia-lima, camomila e cidreira, embora não beba todos diariamente, claro. Fazendo as contas a metade, gasto talvez umas 900 saquetas por ano. São 900 embalagens de plástico. Quando colocado tudo em números, a coisa começa a ganhar maior peso neste tema do comprar a granel quando possível.>>/>É mais caro a granel ou comprar embalado?Eu também achava que comprar avulso seria sempre mais caro. Mas bastou-me passar uma hora no Jumbo a pesar os chás que queria para ver como estava enganada. >Este artigo da Deco vem também confirmar isto. A Deco fez comparações nos preços e em 65% dos casos confirmou-se ser mais barato comprar a peso. Mas porque gosto de ouvir várias opiniões, descobri também >esta reportagem feita pelo Contas-Poupança para a Sic (por acaso também no Jumbo) onde apuraram que nos vários produtos que compararam, a diferença entre os embalados e os ao peso é de metade ou de 40%. Ou seja, é mais sustentável e mais económico? Então porque continuamos a ser preguiçosos e a desprezar estas opções que já existem em imensas lojas (como a Maria Granel em Lisboa) e nos hipermercados (como o Jumbo).Além disso, desta forma podemos comprar pequenas quantidades e evitar ter os produtos em casa durante muito tempo - como é o caso dos cereais. Eu não como cereais ou granola regularmente porque não bebo leite. Normalmente coloco nos iogurtes naturais mas se comer uma vez por semana é muito. Então o que me acontece é que tenho as embalagens de cereais meses e meses abertas e, apesar de ter os cereais num frasco, ficam ali expostos à luz solar e à entrada de ar durante meses. O que faz com que, ao fim de um tempo, eu já não os queira comer (porque sou obcecada com estas coisas) e deite para o lixo.>/>Como conservar os produtos em casa?A forma como conservamos é determinante. E a Deco também dá algumas dicas interessantes no artigo e que vou replicar aqui.- As leguminosas secas podem ser conservadas até um ano, desde que num local fresco, seco e longe da luz solar;- Os frutos secos devem ter a casca intacta e não apresentar rachas, buracos ou manchas e devem ser guardados em frascos bem fechados num local fresco e ventilado. Os mais gordos (como as amêndoas) devem estar no frigorífico.- As ervas aromáticas e especiarias devem ser compradas em poucas quantidades porque tendem a ficar durante muito tempo em casa e envelhecer. As folhas secas das ervas devem ser conservadas em frascos fechados e em local fresco, seco e escuro até no máximo um ano.- Os chás devem estar em frascos bem fechados, em locais frescos, secos e escuros e, embora durem até três anos, na compra tem de se ver se as folhas não estão acizentadas (significa que é um chá velho e está há muito tempo armazenado) e quanto maiores, melhor (significa uma folha nova e de qualidade).>/>Os meus chásOs meus chás não estão armazenados em locais escuros, é verdade. Mas é algo que eu consumo diariamente e que não dura muito tempo. O meu móvel de chá, bolachas e café é o meu local favorito na cozinha e isto para mim tem uma lógica muito de conforto e trabalho. Quando estou em casa a trabalhar, é o que mais consumo. Um chá a meio da manhã, um café depois de almoço, umas bolachas para petiscar a meio da tarde. E gosto de ter estas coisas à vista e organizadas.Esta foi a primeira vez que comprei chá a granel mas, mesmo assim, ainda comprei saquetas para ter em casa. Porque às vezes tenho pressa e só quero fazer um chá para levar e a saqueta é o mais fácil. Mas quero, a médio prazo, habituar-me a consumir única e exclusivamente chá comprado a peso e abolir definitivamente as saquetas da minha vida.O que mais gostei deste corredor no Jumbo, além de estar tudo bem acondicionado e organizado, é que quando pesamos o chá e colocamos a etiqueta, vem uma breve explicação da utilização de cada chá. Eu sei que estamos a levar os chás em sacos de plástico mas se compararmos o desperdício de uma caixa de chá e o de um único saco de plástico com chá, já vemos que é uma melhor opção.>/>É um bocado o regresso a um mercado mais tradicional mas, acima de tudo, de compras adaptadas às nossas necessidades, evitando o desperdício e contribuindo para uma melhoria do meio ambiente. Neste momento, o Jumbo começou também uma campanha de chás e cafés onde podem conhecer melhor todas estas opções nas lojas e ainda, claro, perder a cabeça com bules, conjuntos de chás e cafés, chávenas, tabuleiros, frascos e frasquinhos e caixas e caixinhas. Mostro-vos algumas das minhas novas aquisições :)>/>Os frascos de bolachas, as >caixas de chás, o >bule, as >caixas de bolachas brancas e os >frasquinhos para o chá é tudo do Jumbo e podem encontrar agora na feira do chá e do café.>/>Este >conjunto de chávenas e pratos achei óptima para o dia a dia porque andava a usar os conjuntos da minha avó - que chique.>/>>/>>/>?>/>>/>O tabuleiro, o >bule e acessório de metal para colocar o chá lá dentro (poupamos o ambiente da quantidade de saquetas que colocamos no lixo).Podem ver mais algumas das louças e acessórios desta feira aqui no site do >Jumbo Moda. The Styland »

  • Os neurónios não se formam ao longo de toda a vida

    8 Março 2018 Resultados de amostras cerebrais contrariam a ideia de que os neurónios vão sempre surgindo nos seres humanos./> Público »

  • Dia Internacional da Mulher: Em casa, elas trabalham e eles descansam

    8 Março 2018 O mais recente estudo da OCDE revela que as mulheres continuam a gastar mais tempo do que os homens a fazer trabalho doméstico não remunerado e, em todos os países, eles têm mais tempo de lazer do que elas. Nos salários, os valores também não são famosos Visão »

  • Alerta tendência: fatos coloridos

    7 Março 2018 >/>>>/>>/>>/>>/>>/>>/>>/>>/>>/>>/>>Eles estão de volta! Os fatos completes de uma só cor estão agora nas lojas e nas ruas. Tenho a certeza que todas nós nos lembramos das nossas mães a usarem esta tendência. Eu sei que vou querer um, não de uma cor muito marcante para não cansar. Inicialmente tinha pensado no rosa mas entretanto já vi tantos que já me cansei ahah O que acham desta tendência?Podem também seguir o blogue no?>Facebook?e no?>Instagram!/> A Miúda dos Saltos Altos »

  • Mas afinal, para que serve o champô seco?

    7 Março 2018 >Tem sido um tópico muito falado e muito discutido nos últimos tempos. É o segredo mais bem guardado das francesas que, desde que foi revelado, tem feito com que este produto tenha voado das prateleiras. Sim, falamos do champô seco. Mas afinal de contas, porque é que esta febre tem sido tão grande? O que é, na verdade? Quais os benefícios? Para que serve?  >  >/> >  >Na verdade o champô seco é um pó branco em spray que absorve a oleosidade do cabelo, dá textura, algum volume e acaba por ser um grande aliado quando temos alguns imprevistos e não conseguimos ter tempo de ir a casa lavar o cabelo. Não substitui, obviamente as lavagens de cabelo, mas é sem dúvida, uma grande ajuda para recuperar o bom aspecto do cabelo. Ajuda ainda a prolongar o styling ou os penteados e acaba por ser muito prático de ter connosco na carteira/mala ou kit SOS no carro.  >  >  > >/> >  >Como usar? Muito simples! Basta dividir o cabelo em várias mechas e pulverizar junto das raízes, cerca de 20cm de distância é suficiente. Depois deixamos actuar durante uns minutos e escovamos com uma escova para retirar o excesso. Et voila! Cabelo salvo em poucos minutos. O Pillow Proof de Redken tem sido um verdadeiro life savier nos últimos dias com tantas festividades, nada como alguns segredos e truques de beleza e o cheiro? Absolutamente maravilhoso! Podem encontrar à venda nos salões Redken.  >  Sketchbook Six »

  • A beleza escondida de Torres Novas

    6 Março 2018 História, cultura e beleza natural numa região com marcas de presença humana desde a pré-história. Correio da Manhã »

  • Maioria dos portugueses sofrem de dores agudas nas costas

    6 Março 2018 /> Estima-se que as dores nas costas afetem sete e cada dez pessoas em Portugal. É um problema comum a muitas pessoas e que tem um peso considerável na qualidade de vida dos doentes. RTP »

  • Coimbra lança ficha para reconhecer repúblicas de estudantes e lojas históricas

    6 Março 2018 Câmara aprovou mecanismo de reconhecimento de entidades com interesse histórico. Medida já não deve ir a tempo de ajudar duas casas/> Público »

  • Falta de dinheiro ainda deixa portugueses sem consultas e sem medicamentos

    6 Março 2018 Os portugueses faltaram quase seis dias ao trabalho em 2017, revela o estudo apresentado hoje, segundo o qual, apesar de tudo, o investimento feito no SNS permitiu reduzir o absentismo. Renascença »

  • Menos dois gramas de sal por dia evitariam 11 mil AVC por ano

    5 Março 2018 Um em cada cinco portugueses acrescenta sal à comida que lhe põem no prato. E um em cada sete hipertensos continua a fazê-lo. Sociedade Portuguesa de Hipertensão diz que menos dois gramas por dia permitiria prevenir 11 mil AVC por ano. E reduzir o problema até 40% em cinco anos. Renascença »

  • 11 produtos de beleza que uso e recomendo a todas as mulheres (a maioria naturais)

    5 Março 2018 >/>Uma das coisa que mais mudou em mim nos últimos anos foi a minha relação com a beleza. Quando comecei a trabalhar nesta área - em 2011 - também eu fiquei deslumbrada. Ficava louca com marcas como Chanel, Givenchy ou La Prairie e dava por mim a usar cosméticos nada adequados à minha pele só porque eram de marcas de luxo e me faziam sentir, nem sei bem, talvez mais sofisticada. Claro que nessa altura nem sequer me passava pela cabeça a quantidade de químicos que me estavam a entrar pela pele e o quão irresponsável estava a ser. É fácil cair nesta deslumbramento quando recebemos tudo e mais alguma coisa e temos acesso a marcas que na vida real jamais poderíamos comprar. É por isso que (carinhosamente) sorrio quando vejo influenciadoras e bloggers a mostrar marcas que nunca lhes chegariam ao nariz se as tivessem comprado com o seu dinheiro. Porque entendo. Já lá estive.Nos últimos, talvez, três anos mudei radicalmente. Não sei se foi o cansaço desta área que tem vindo a ser cada vez maior ou se simplesmente se fez um click em mim que me fez entender o quão frívolo e desnecessário é isso na nossa vida. Ou, pelo menos, na minha.O que agora mais faço é investigar, ler estudos e bulas de produtos ao invés de experimentar tudo e mais alguma coisa. Cada vez mais me tenho interessado por marcas naturais, conceitos menos químicos e abordagens muito mais amigas da pele. Volto a referir - como já o disse tantas vezes - que não adopto nunca uma postura extremista. Não quero dizer que agora só uso única e exclusivamente marcas naturais porque não é verdade. Em Outubro escrevi sobre a possibilidade que todos temos de ter cuidados mais naturais >neste artigo e hoje quero mostrar onze produtos que recomendo a toda a gente (e ninguém me pagou para isso).>The Body ShopÉ das minhas marcas favoritas por vários aspectos: ser activa na luta contra os testes em animais, por estar a explorar cada vez mais uma abordagem natural e por ser uma marca que contribui para o planeta e para a natureza com vários projectos ambientas (como outras que também uso como a Caudalie, Clarins, Lush ou O Boticário, por exemplo). O Amazonian Saviour Multi-Purpose Balm é uma espécie de bálsamo multi-usos que nutre intensamente e ajuda a reparar a aparência de marcas. No meu caso, tem feito milagres nas marcas de acne. Além disso, a sua fórmula é 100% natural e vegan, feita com apenas nove ingredientes e as vendas deste produto revertem totalmente para organizações que ajudam a criar comunidades sustentáveis. O Fuji Green Tea Refreshing Purifying Cleansing Hair Scrub foi uma descoberta maravilhosa. Tenho crises de caspa que, normalmente, me obrigavam a ir ao cabeleireiro fazer uma ampola anti-caspa. Até que experimentei este champô exfoliante que mistura chá verde japonês, mentol, cristais de sal e mel. Não faço ideia se o propósito deste produto era a caspa mas comigo funciona maravilhosamente. Aplica-se no couro cabeludo, esfrega-se e deixa-se actuar durante uns minutos. O que faz é remover todas as impurezas como resíduos de pó, fumo, suor e resíduos dos produtos que usamos. E, posso eu dizer, a caspa. É 100% vegan e sem silicones.ClarinsÉ das marcas de perfumaria que mais uso e confio. Usa mais de 250 extratos de plantas naturais nas suas fórmulas e são todos cuidadosamente selecionados pela sua eficácia e com o maior cuidado para o meio ambiente para proteger a biodiversidade do nosso planeta. O Blue Orchid Face Treatment Oil é um óleo quase mágico. É adequado a pele desidratada, com uma textura comprometida (como a minha estava), que tonifica, revitaliza e dá brilho. Utiliza os princípios da aromaterapia (que adoro) e da fitoterapia e combina extratos de plantas e óleos essenciais para ajudar a reequilibrar a pele, a prevenir a perda de humidade e a formação de linhas. Comecei a usar há umas semanas todas as manhãs e as diferenças na minha textura da pele são incríveis. A SOS Comfort Masque Baumé Nourrissant faz parte de três máscaras para urgências de beleza que a marca lançou o ano passado e, apesar de ser absolutamente apaixonada pelas máscaras de Caudalie, a verdade é que estas têm um efeito incrível naquilo a que se propõem: urgências. A amarela é a que tenho usado mais porque a minha pele tem tendência a ficar, à falta de melhor expressão, pesada e desconfortável devido aos picos de secura. Esta máscara funciona como uma espécie de bálsamo nutritivo que restitui a flexibilidade à pele, suaviza e nutre em urgências de pele mais seca.Sisley ParisNão é uma marca que use muito no meu dia-a-dia porque não é para a minha carteira mas confesso que é daquelas que sempre que recebo produtos, estudo-os entusiasticamente porque sei que vou usar. E ao contrário do que muita gente pode pensar, toda a marca (skincare, perfumes e maquilhagem) baseia-se no conceito da fitocosmetologia que descreve produtos de beleza baseados na qualidade e nos benefícios de extratos de plantas naturais. E o mais interessante é que a marca é conhecida por descontinuar muitos produtos mas a razão é simples: quando não consegue obter a mesma qualidade de certos ingredientes, prefere descontinuar os produtos e criar novos. Além disso, são produtos sem fragrâncias e o cheiro (maravilhoso) é mesmo dos óleos essenciais e das plantas botânicas que a marca usa. Já usei (e recomendo) vários como o SisleYouth (para primeiras rugas) e o Phyto-Cernes Eclat (o melhor corretor de olheiras de sempre). Mas vou destacar aqui a Máscara So Intense que é uma máscara de volume e alongamento e a melhor que usei até hoje. A seguir, para mim, está a de Marc Jacobs. E uma das coisas que mais digo e recomendo é que vale a pena investir dinheiro numa boa máscara e, para quem não pode estar sempre a gastar 60€, depois reutilizar. Porque é o que eu faço. A escova desta máscara tem um formato inovador que alonga e separa as pestanas para um efeito de volume maior. Como a máscara já acabou, uso agora a escova noutras máscaras mais baratas que também gosto para conseguir um efeito quase idêntico.>/>CosmiaJá falei sobre a Cosmia >neste post que foi dos mais lidos até agora no blog e, embora na altura tenha destacado o BB Cream por ser hipoalergénico à prova de qualquer intolerância (e isto é uma novidade porque a Cosmia é a primeira marca de hipermercado a apresentar uma gama hipoalergénica), a verdade é que à medida que comecei a experimentar outros produtos, o CC Cream destacou-se ainda mais. É um produto que tem uma textura em mousse leve e que absorve a oleosidade (que eu não tenho por aí além mas ao longo do dia fico sempre com algum brilho na zona T), cobre imperfeições (tem uma cobertura óptima para quem quer tapar marcas mas não quer usar bases pesadas) e tem um acabamento em pó. Já o BB Cream tem um complexo activo de vitaminas C e B, é hidratante, uniformiza o tom de pele e dá um acabamento natural. Tanto um como outro, recomendo, usem e abusem até porque os preços são simpáticos: 6, 50€.PuressentielNem sei por onde falar no que toca à Aromaterapia. Eu sou absolutamente fã, já experimento há anos (embora de forma não profissional) e tenho vindo a melhorar os meus conhecimentos. Para quem sofre de acne, como eu, já experimentei de tudo e já falei muito sobre isso. Produtos que realmente funcionaram comigo: o Benzac (mas mancha e estraga as almofadas), a máscara glicólica de Caudalie (aplicada topicamente só na borbulha e deixar ficar durante a noite), o clássico Tea Tree Oil da The Body Shop (nada a dizer, adoro e custa seis ou sete euros). Mas nas minhas experiências com aromaterapia - e depois de ter entrevistado Isabelle Pacchioni, criadora da Puressentiel, que podem ler >aqui no Obervador - experimentei um óleo essencial puro de Tea Tree e é absolutamente incrível. Duas gotinhas num cotonete e aplicar directamente nas borbulhas à noite. De manhã? Nada.UriageOs benefício da Água Termal de Uriage já são amplamente reconhecidos e a estância termal cura há dois séculos pessoas com doenças de pele. A história é gira: Em 1823, a Marquesa de Gautheron, proprietária do castelo d'Uriage, construiu a sua primeira estância termal com os benefícios da nascente que era considerada milagrosa. Em 1920, a Academia de Medicina reconheceu as propriedades únicas da Água Termal d'Uriage após constatar os resultados benéficos obtidos em curas e estudos científicos realizados e Uriage tornou-se uma cidade termal da moda. Em 1992, foi criada a marca Uriage e os primeiros cuidados dermocosméticos à base de água termal e o resto já se sabe. No meu caso, recomendo a toda a gente a linha Eau Thermal porque é uma linha de hidratação intensa. O Crème D'Eau Légère?dá uma sensação de frescura imediata, ajuda a reconstruir a barreira cutânea da pele para manter o nível de hidratação ideal e - o mais interessante - permite formar uma espécie de filme superficial na pele e libertar gradualmente os seus agentes hidratantes. Nos primeiros tempos em que retomei a natação e a hidroginástica (em Julho do ano passado), a minha pele ficou com uma secura fora do normal (tanto no rosto como no corpo). Na altura, tinha uma amostra em casa e um dia levei para o ginásio porque estava num estado tão mau que a pele me ardia. Depois do banho, ainda no balneário, comecei a aplicar um pouco no rosto todo e as diferenças foram incríveis. Não uso todos os dias - apenas quando vou à piscina - e nos dias em que sinto a pele mais repuxada, uso o sérum à noite (tem uma acção hidratante duas vezes mais concentrada).NOVexpertPara quem não conhece, digo já que a NOVexpert é uma marca de perfumaria (da Perfumes & Companhia) natural. O mais interessante é que é uma marca baseada nos princípios "cosmecêuticos" ou seja, que junta cosméticos e produtos farmacêuticos. Por outras palavras, são produtos com fórmulas mais avançadas e concentradas e, ainda assim, totalmente naturais. Algumas das fórmulas são até certificadas pela Ecocert (que certifica os produtos orgânicos). A marca tem produtos que não são 100% naturais (porque por exemplo a vitamina C estabilizada e o ácido glicólico são ingredientes que não são 100% naturais) mas estão totalmente descritos nas embalagens, juntamente com as suas percentagens (em média, ultrapassam os 95%). Já usei tantos produtos desta marca que já perdi a conta, desde produtos de limpeza, máscaras e séruns. Mas vou destacar a linha de ácido hialurónico porque é absolutamente fantástica. O Booster Serum With Hyaluronic Acid é altamente concentrado neste ingrediente (é o produto dermatológico com maior concentração de ácido hialurónico na Europa) e tem quatro diferentes pesos moleculares de ácidos hialurónicos para actuar em todas as camadas da pele. É um potente produto para rugas, hidratação e um anti-envelhecimento global. E recomendo a toda a gente da minha idade que já quer retardar e alisar as rugas existentes. Pode ser usado de manhã e à noite, mas uso apenas à noite depois de limpar a pele.>/>Uma história de amor com CaudalieJá falei tanto de Caudalie aqui, no Instagram e a toda a gente que me contacta que, nem sei, deveria receber uma % das vendas em Portugal. Ser uma espécie de revendedora ehehe. O que mais posso dizer para quem ainda tem dúvidas? É uma marca 100% natural e orgânica e eu sei que a questão dos testes em animais é discutida mas deixem-me dizer-vos uma coisa: a Caudalie é contra todos os testes em animais mas, infelizmente, o mercado chinês ainda os faz. Ainda assim, a marca doa todos os anos 1% dos lucros a várias ONGs ambientais que trabalham na protecção do ambiente, das espécies e na reflorestação de áreas. Desde 2015, Mathilde (a fundadora) e Bertrand Thomas mudaram-se para Hong Kong onde estão a trabalhar com outras marcas de cosméticos e com ONGs na tentativa de ensinar ao governo chinês uma alternativa aos testes em animais para que as leis sejam alteradas. A Caudalie apoia ainda financeiramente a associação americana >IIVS?(Institute for In Vitro Sciences) que pressiona presentemente a China para que sejam praticados métodos alternativos. Ou seja, é uma marca que está consciente do que se passa e que trabalha para que o mundo mude.Não consigo destacar ou recomendar apenas um produto porque já usei tantos, tantos, tantos. Mas entre os meus favoritos está a Eau de Beauté (já escrevi sobre a sua história >aqui no Observador)?que tem mil e uma utilidades. Aplico sempre depois da maquilhagem, tenho uma na mala para usar durante o dia, borrifo também antes de dormir, refresca instantaneamente, hidrata, fecha os poros e dá energia à pele. Outro produto recente da marca e que depois de experimentarem vão perceber porque é tão bom é o Vinoperfect Essência Concentrada. A essência ainda não é um produto muito explorado no mercado europeu (podem ler mais >aqui no Observador) mas é uma tendência da Coreia que vai tornar-se ainda bastante grande aqui. É um produto entre uma loção e um sérum com uma textura aquosa e rica em activos. Basicamente, elimina as células mortas, revela a luminosidade natural, prepara a pele para receber os activos dos produtos que se aplicam de seguida e infunde a pele de humidade, pelo que também fica com uma textura muito mais "apta" a receber a maquilhagem. Uso de manhã com a pele limpa antes de aplicar qualquer creme.Como sabem, não gosto de fazer posts de beleza com novidades ou montagens de produtos de shopping (embora já o tenha feito no passado mas é mesmo assim, estamos sempre a mudar) porque não sinto que isso tenha algum interesse. O que procuro é sensibilizar, ajudar as mulheres a fazerem compras mais conscientes e, acima de tudo, a compreenderem melhor a sua pele.?Nenhuma marca me pagou para fazer este post. The Styland »

  • 5 coisas que acontecem ao nosso corpo quando deixamos de fazer sexo

    3 Março 2018 i Online »

  • Natural Wavy Hair

    1 Março 2018 >/>Muitas vezes me perguntam "qual é o teu alisamento?", ao qual respondo que não tenho alisamento, o meu cabelo é mesmo assim,? ainda levo com olhares desconfiados como se estivesse a mentir.A verdade é que o meu cabelo é mesmo liso, fino e escorrido! Desde sempre, genética da minha mãe, já o meu pai tem o cabelo grosso e encaracolado e a minha irmã foi buscar o cabelo ao lado dele, somos parecidas de traços de rosto mas com cabelo muito diferente.>/>Como é de esperar, nunca estamos satisfeitos com o que temos, em criança queria sempre fazer tranças ao ir dormir para acordar de manhã com o cabelo ondulado e volumoso.Contudo percebi que o meu cabelo liso era constantemente gabado e invejado por outras miúdas na adolescência, o que me fez perceber que se calhar não era assim tão mau e tão feio. Habituei-me e percebi que em comparação de dose de trabalho e chatices, era do mais fácil que havia, bastava pentear e deixar secar que ficava sempre liso e brilhante, sem nós ou frizz ou outros efeitos chatos no cabelo. Pode-se dizer que até tenho sorte, mas no fundo devemos amar o nosso cabelo tal como é, liso, ondulado, caracóis, não importa! Mas isso não impede que não se mude o "look" de vez em quando.Ondas? Caracóis??Tentei várias vezes e várias vezes falhei, o meu cabelo era tão liso que em 2 horas estava escorrido outra vez,? as ondas e caracóis davam lugar a marcas estranhas sem qualquer sentido.Em casa ou no cabeleireiro, nada aguentava... Não interessa quantos produtos colocasse antes ou depois, ou não aguentava ou ficava duro, baço e não mexia. Ainda por cima é uma coisa que demora tanto tempo a fazer a nós próprias, uma perda de tempo e trabalho no final de contas.Até que entretanto há dois anos meti-me nesta aventura de mudar de cor de cabelo drasticamente e virei pseudo-loira, a estrutura do cabelo mudou imenso, os cuidados mudaram e também percebi quando saí do cabeleireiro? desta última vez e me fizeram umas ondas que o meu novo cabelo aguentava a modelação o dia inteiro!O KitPensei logo, é desta que invisto num kit de produtos a sério para começar a fazer mais vezes um look ondulado, gostei de ver e ainda por cima recebi imensos elogios das leitoras e amigas, era agora ou nunca.Lembrei-me logo de ir espreitar à Lookfantastic, sabia que tinham das melhores marcas e produtos para o objectivo, a escolha é vastíssima e grande parte dos produtos nem sequer há em Portugal, é uma das lojas onde faço mais compras online.>/>>/>>/>ModeladorO?modelador?de caracóis optei por a marca "rainha" dos ondulados, a?Babyliss?claro, a fama é tanta que deu nome ao penteado "então fizeste babyliss? que giro".Escolhi o >Babyliss Pro Titanium Expression Curling Tong 38mm, basicamente é maior que o normal (25-32mm), faz caracóis mais largos e soltos, era isso que queria para o meu cabelo, um toque natural!?Preto clássico, o material é uma mistura de titânio e cerâmica que permite um aquecimento mais rápido e a protecção do fio, aquece em apenas 15 segundos, e podemos escolher 11 níveis de temperatura entre os 160 e 210ºc conforme a grossura e resistência do nosso cabelo, para mim que tenho o cabelo fininho chega 170ºc durante cerca de 7 segundos.ProdutosAgora os?produtos?para?proteger do calor e para ajudar a fixar?o penteado, já experimentei alguns mas sempre dos "baratos"? de supermercado confesso, nunca arrisquei muito neste tipo de produto porque sabia que não lhe ia dar muito uso, mas desta vez quis mudar o plano, vamos do 8 para o 80! Escolhi bons produtos e de qualidade, claro que tiveram o seu preço, a?Bumble and Bumble?tem um valor um pouco acima do "costume" mas prima pela eficácia, qualidade e tem reconhecimento mundial!Produto FixadorPrimeiro para fixar o penteado há que aplicar sobre o cabelo seco o?>BB Styling Creme, pode ser utilizado para qualquer fim, brushing, prancha alisadora, ou caracóis como é o caso.É um creme/gel esbranquiçado e que se deve aplicar com "cuidado" para não exagerar e o cabelo ficar "empapado" no produto.? Reage de imediato com o calor, modela em poucos segundos deixando o cabelo fixo mas flexível, um tanto quanto seco mas volumoso, dá corpo ao cabelo sem dúvida.Produto ProtectorDepois, mas ainda antes de utilizar o modelador, aplico o protector de calor?>BB Hairdresser's Invisible Oil Primer, vai proteger o cabelo dos danos do calor extremo e também dos raios UV do exterior, além disso ajuda a prevenir e eliminar o frizz (que me acontece imenso desde que descolorei), e a manter o cabelo macio e hidratado graças à mistura de 6 óleos especiais, argão, côco, amêndoa, açafrão e sementes de uva.Neste caso utilizo este produto duas vezes, antes e depois do creme, porque também pode ser usado sempre com o cabelo húmido como um leave in normal, com ou sem modeladores à mistura, ajuda a hidratar, proteger do secador e desembaraçar. Eu é que acho que faz mais efeito utilizando duas vezes, antes de secar normalmente e depois novamente antes de usar o modelador.>/>>/>>/>>/>>/>>/>>/>Preços? Onde encontrar?Modelador cerca de 58€Creme cerca de 26€Spray cerca de 25€Todos na >Lookfantastic.pt?(para aceder aos produtos individualmente clicar nos respectivos nomes no texto) Coquette à Portuguesa »