• Renamo pede demissão de ministro do Interior após assassínio de observador

    9 Outubro 2019 Anastácio Matavel foi baleado mortalmente por um grupo que o perseguiu. Correio da Manhã »

  • Agentes da polícia suspeitos na morte de observador eleitoral em Moçambique

    8 Outubro 2019 Dois comandantes de polícia da província de Gaza foram suspensos e foi criada uma comissão de inquérito para investigar a morte de Anastácio Matavel./> Público »

  • Moçambique: Polícia envolvida na morte de Anastácio Matavel

    8 Outubro 2019 >Foram polícias a assassinar Anastácio Matavel, representante da Sala da paz em Gaza. Os agentes policiais estavam afectos a departamentos especiais da Unidade de Intervenção Rápida. A confirmação é do Comando Geral da Polícia que anunciou igualmente a criação de uma comissão de inquérito para que em 15 dias apresente o relatório pormenorizado da investigação sobre o assassínio. >Vinte e quatro horas depois a polícia confimou o envolvimento dos seus agentes no assassínio do membro da sociedade civil e de observação eleitoral, Anastácio Matavel.>Situação que obrigou a que o comandante geral da polícia suspendesse de funções os comandantes da Sub-unidade de Intervenção Rápida - Alfredo Macuacua - e da Companhia de Grupo Operações Especiais de Gaza - Tudelo Guirrugo.>E isto segundo anunciou o porta-voz da comando geral, Orlando Modumane, que anunciou ainda a criação de uma comissão de inquérito composta por oficiais superiores da polícia.>Recorde-se que Anastácio Matavel era Director Executivo da FONGA - Forum de ONGs Nacionais de Gaza - e também coordenador naquela província do Escritório de Crises da plataforma de observação eleitoral “Sala da Paz”.>Sem responder a qualquer pergunta, a polícia condenou a conduta criminosa dos seus agentes.>Mais pormenores com o nosso correspondente, Orfeu Lisboa. RFI »