• Xiaomi Redmi Note 6 Pro recebe a MIUI 11 (versão global)

    5 Dezembro 2019 A Xiaomi continua a lançar a MIUI 11 para os seus dispositivos mais antigos. O último a juntar-se à festa é o Redmi Note 6 Pro lançado em 2018, que recebe agora a versão global mais atualizada da user interface da Xiaomi. Esta atualização chega aos utilizadores via OTA (over-the-air), sendo a versão 11.0.1.0. De recordar que o Note 6 Pro foi o último dispositivo lançado antes de a Redmi se tornar uma marca independente da Xiaomi. Redmi Note 6 Pro fica com a versão 11.0.1.0 da MIUI O smartphone chegou ao mercado com a MIUI 9, e acabou por ser atualizado para a MIUI 10. Seguindo a tendência de fornecer atualizações aos seus dispositivos, a Xiaomi lançou agora a MIUI 11 para este terminal intermediário. MIUI 11 chega ao Redmi Note 6 Pro sem o Android 10 Deves ter em conta que esta atualização ainda é baseada no Android 9. Embora vás ter algumas funcionalidades do Android 10, no papel o teu dispositivo ainda vai continuar a correr o Android 9. Se tens a versão global estável, podes confirmar nas Definições se já tens a atualização disponível. A grande mudança é visual, já que tens agora uma skin mais adequada a dispositivos que aproveitam o ecrã na sua totalidade. É bom ver o compromisso da Xiaomi com os seus dispositivos. Já recebi a MIUI 11 no meu Redmi Note 5 há algum tempo, e espero que numa próxima atualização esta se possa basear no Android 10. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi: MIUI Launcher fica ainda mais organizado com a próxima atualização Xiaomi irá trazer o Dark Mode nativamente na MIUI 12 Xiaomi trabalha em 'modo de luz solar' na MIUI 11: sabe como funciona 4gnews »

  • CHINA EUA - Huawei recorre da proibição de negociar equipamentos com empresas americanas

    5 Dezembro 2019 EFE »

  • Honor 10 e 7A recebe atualização de segurança de novembro

    5 Dezembro 2019 />Esta atualização para os Honor 10 e 7A integra melhorias de segurança de novembro de 2019, aplicando correções em três vulnerabilidades críticas, 15 altas e 1 de nível média nos smartphones Huawei / Honor. Versões: Android Geek »

  • Android 10 para o Samsung Galaxy Fold já está a caminho

    4 Dezembro 2019 />É um dos dispositivos mais caros e únicos do mercado, algo que é justificado graças à sua capacidade de dobrar ao meio, não fosse ele um Fold. Embora o dispositivo tenha sido adiado vários meses e lançado há apenas algumas semanas, chegou sem o Android 10. Android Geek »

  • Motorola One Hyper é oficial e chega de fábrica com o Android 10

    4 Dezembro 2019 A Motorola vai adotar uma nova estratégia em 2020, apostando no lançamento de smartphones premium com foco especial no segmento topo de gama e smartphones dobráveis. No entanto, para terminar o ano lançaram o novo Motorola One Hyper, mais um gama-média muito interessante. Ainda que chegue com um preço que dificilmente irá competir com as ofertas das fabricantes chinesas (cerca de €360), as suas especificações e design poderão cativar muitos utilizadores. Além disso, é dos poucos smartphones de 2019 que chega de fábrica já com o Android 10. Motorola One Hyper continua a apostar numa câmara pop-up para manter um ecrã FullView No que respeita ao seu design, o One Hyper é bastante apelativo, garantindo uma experiência FullView graças à presença de uma câmara pop-up. Assim, não terás nenhuma notch ou margens de grande destaque para acomodar a câmara frontal. Por outro lado, no painel traseiro vais encontrar o leitor de impressão digital, acompanhado pela dupla câmara traseira. No sensor biométrico, está integrado um aro LED que poderá ser personalizado para acender quando receberes notificações. Especificações do Motorola One Hyper Ecrã LCD de 6,5" polegadas com resolução Full HD+ e formato 19:9 Processador Qualcomm Snapdragon 675 4GB de memória RAM 128GB de memória interna com suporte para cartão MicroSD Dupla câmara traseira: 64MP + 8MP (wide angle) Câmara pop-up de 32 megapixels Bateria de 4,000mAh com suporte para carregamento rápido a 27W Sem classificação de proteção IP Leitor de impressão digital no painel traseiro Android 10 com interface da Motorola 4gnews »

  • Samsung vai resolver um dos grandes problemas do Galaxy Fold: sabe como

    4 Dezembro 2019 A Samsung já está a preparar o seu segundo smartphone dobrável. À semelhança do Motorola RAZR 2019, este vai chegar ao mercado com o formato concha, e com um preço que pode ficar abaixo dos 1000 euros. Este dispositivo deve ser apresentado durante o primeiro trimestre de 2020, mas a Samsung também prepara o verdadeiro sucessor do Galaxy Fold. Segundo as últimas informações, estes poderão perder um dos grandes problemas do Fold: a dobra visível no ecrã. Provável design do Samsung Galaxy Fold "concha". Crédito: Let's Go Digital O primeiro Galaxy Fold tem uma linha vertical que nos faz ver claramente no ecrã onde as suas duas metades se unem. Segundo o mecanismo patenteado agora pela Samung, isto não será um problema no Galaxy Fold 2. A julgar pelas imagens, um dos próximos dispositivos dobráveis pode chegar com este novo mecanismo chamado “dobra escondida”. A marca já foi registada na European Union Intellectual Property Office (EUIPO), e o site Let’s Go Digital deu-lhe vida. Crédito: Let's Go Digital Samsung também desenvolve tablet dobrável Como seria de esperar, este é um design que pode tanto ser usado em smartphones como em tablets. Isto porque a Samsung também estará a desenvolver um tablet dobrável. Segundo as últimas informações, o Galaxy Fold 2 só será apresentado em agosto de 2020. Resta saber se esta tecnologia vai chegar apenas nesse dispositivo, ou também no Fold “concha”. Editores 4gnews recomendam: Samsung terá um smartphone dobrável como o Motorola Razr com um preço inacreditável! Samsung Galaxy S10 Lite: vídeo revela-nos o seu design Próximos Samsung Galaxy Buds poderão copiar a grande novidade dos AirPods Pro 4gnews »

  • Samsung está a trabalhar em dois telefones dobráveis ??diferentes para 2020

    4 Dezembro 2019 />Mesmo que a disponibilidade comercial tenha sido atrasada algumas vezes devido a problemas do ecrã, é sem dúvida um dispositivo notável. A Samsung deve percebido isso já que especialistas indicam que a gigante coreana planeia revelar dois novos smartphones dobráveis ??no próximo ano. Android Geek »

  • Novas versões do Huawei Enjoy 10S estarão à venda a partir de 5 de dezembro

    3 Dezembro 2019 />A partir de 5 de dezembro, o Huawei Enjoy 10S estará disponível em variantes de 6 GB de RAM + 128 GB de armazenamento e 8 GB de RAM + 128 GB de armazenamento, anteriormente estava disponível em 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento. As novas versões estão em pré-venda na China e o preço ainda não foi revelado. Android Geek »

  • Huawei está a produzir smartphones sem tecnologias dos EUA, fornecedores alternativos são peça chave

    3 Dezembro 2019 />  De acordo com uma análise realizada por um laboratório de tecnologia japonês - USB e Fomalhaut Techno Solution, descobriu que parte do Huawei Mate 30 lançado em setembro, não contém componentes fabricados nos EUA, isto segundo o WSJ. Em maio, o departamento de comércio dos EUA impediu a Huawei de comprar componentes e serviços de software a empresas americanas onde se incluem Google, Intel, Qualcomm, Microsoft, Xilinx, Qurvo, Skyworks Solutions, Broadcom e mais. Android Geek »

  • Utilizador de Samsung Galaxy Note 10 recebe atualização estável Android 10 por engano

    3 Dezembro 2019 />O Android 10 beta já está disponível para a série Galaxy S10 em algumas regiões. No entanto, o Galaxy Note 10 ainda não está sequer na fila para esta atualização, pelo menos não para uma versão estável. Android Geek »

  • Amazfit X: Xiaomi Mi Band futurista entra em produção em 2020

    3 Dezembro 2019 Durante o lançamento do Amazfit GTS e do Amazfit Sports Watch 3, houve um conceito que saltou à vista. A marca parceira da Xiaomi revelou a futurista Amazfit X. Na sua conferência anual de investidores, a marca anunciou agora que esta pulseira/relógio inteligente vai iniciar a sua produção em massa já durante a primeira metade de 2020. Confirma-se assim que aquela que foi vista, à data, como uma Mi Band futurista vai ir além de um conceito e tornar-se um produto comercial. No entanto, tal só deve acontecer durante a segunda metade do próximo ano, no mínimo. De recordar que a Amazfit X foi anunciada em agosto deste ano, e ficou a promessa de começar a chegar aos consumidores ainda em 2020. Tendo em conta a altura em que entrará em produção, é provável que a promessa se cumpra. Amazfit X destaca-se pelo ecrã curvo e aproveitamento do ecrã A Amazfit X adota um design curvo totalmente em metal. Tem um ecrã flexível de 2.07 polegadas. A sua forma faz lembrar o formato de uma lua nova, e tem mais 244% de aproveitamento de ecrã quando comparada com dispositivos do mesmo tamanho. Segundo os dados revelados no seu lançamento, terá um ecrã com brilho de até 430 nits e uma bateria de 220mAh que promete oferecer até 7 dias de autonomia. Resta saber a sua praticabilidade em uso diário, e daí estará dependente o seu sucesso. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Mi 10 Pro é confirmado pela CEO da marca! Promete surpreender! Xiaomi Mi Mix 4: imagens reais mostram característica e design que todos querem! Xiaomi escorrega nas vendas de Smart TVs. Samsung lidera 4gnews »

  • Huawei Mate 30 dispensa componentes dos EUA

    3 Dezembro 2019 >/>Relembrando que as penalizações aplicadas à Huawei não funcionam apenas em sentido único, a série Mate 30 do fabricante chinês já dispensa a utilização de componentes norte-americanos.>Os EUA colocaram a Huawei na lista-negra, proibindo o seu acesso a tecnologia dos EUA, cujo impacto prático mais imediato é o de impedir que a família Mate 30 tenha acesso às apps da Google. Embora a Huawei esteja a ser contemplada com adiamentos sucessivos que ainda vão permitindo algumas relações comerciais com empresas dos EUA, e se aguarde o resultado de um eventual acordo que tem pairado no ar após as conversações entre EUA e China, vai-se também tornando mais clara a independência da marca.Em termos de hardware, a família Mate 30 já >não recorre a qualquer componente com origem nos EUA, e o mesmo acontece com a sua gama de produtos para a infraestrutura de redes 5G - um aspecto que seguramente "assustará" os EUA.Ou seja, em termos técnicos, a Huawei não está minimamente preocupada com o pseudo-bloqueio dos EUA; sendo que a única coisa que se revelará mais problemática para efeitos de imagem junto do público ocidental, será a ausência das apps da Google nos seus smartphones. É isso que tem causado a demora na chegada do Mate 30 até nós, e que inevitavelmente será penalizadora numa altura em que os smartphones da Huawei iam conquistando mercado mundial (mesmo com a possibilidade de serem instaladas manualmente pelos utilizadores). Ainda assim, a Huawei tem sempre o seu mercado natal, onde tem continuado em crescimento, e onde a ausência das apps da Google não levanta qualquer problema - uma vez que os modelos para a China já dispensam as apps da Google há muito.Com o pânico de querer fechar as portas à Huawei, os EUA estarão também a perceber que fecharam as portas a um excelente cliente de fornecedores norte-americanos... E não me parece que, mesmo que as sanções sejam levantadas, essa confiança possa ser recuperada a curto prazo. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Vodafone lança EMUI 10 para dispositivos Huawei P30 e Mate 20 no Reino Unido, Irlanda e mais

    3 Dezembro 2019 />  De acordo com as informações que nos chegam hoje, a Vodafone está a lançar actualizações da EMUI 10 para dispositivos Huawei P30 e Mate 20 bloqueados por operadora em vários países, onde se incluem Reino Unido, Irlanda, Alemanha, Holanda e mais. No entanto, utilizadores de operadoras como O2, Three e outras ainda estão a aguardar essa atualização para os seus smartphones P30 e Mate 20. Android Geek »

  • Qualcomm propõe sensor de impressão digital maior para aumentar segurança

    3 Dezembro 2019 A fabricante de chips Qualcomm apresentou um sensor de impressão digital muito maior do que os componentes atuais e que permite autenticação com dois dedos, o que aumenta a segurança./> Exame Informática »

  • Na China: aceder à internet ou ter um telemóvel obriga a mostrar o rosto ao governo!

    3 Dezembro 2019 A China até pode ser um dos países que mais evoluí a nível tecnológico, contudo, é também um dos países que mais vigilância existe aos seus cidadãos. Esta nova medida é exemplo disso mesmo. A nova lei obriga a que todos os cidadãos que tenham um novo ponto de acesso à internet (net em casa por exemplo) ou um novo número de telemóvel com acesso a dados, façam um scan da sua cara. O governo na China quer saber quem és e como és! O governo referiu que esta nova lei é feita parta proteger os seus cidadãos. Para ser mais concreto, referiu que esta nova medida serve para " salvaguardar os direitos e interesses legítimos dos cidadãos na internet ". Contudo, não deixa de ser uma medida que dá que falar. A China não é propriamente um país simples de se descrever. A evolução tecnológica é muita, porém, o governo também é acusado de exagerar na vigilância sobre o seu povo. Privacidade é algo que não existe na China Por muito que queiramos acreditar que em nossa casa temos a nossa privacidade, não é bem assim. Temos os mais sofisticados sistemas de espionagem em casa e fomos nós que os compramos. Computadores, smartphones, assistentes de voz, câmaras de segurança... Tudo que tem uma ligação externa com algum tipo de servidor é questionável. Principalmente na China, onde a lei diz ainda que nenhuma empresa pode recusar o pedido do governo em nome da segurança nacional. Isto leva-nos a pensar antes de comprar um equipamento chinês "São todos feitos na China" não é a desculpa para esta situação. Fabricantes que não são chineses não tem este tipo de pedido do governo Chinês. Aliás, até podem ter mas não são obrigados a fornecer qualquer dado. O mesmo não acontece com uma fabricante chinesa. São este tipo de decisões que fazem com que o resto do mundo esteja seriamente receoso sobre as tecnologias oriundas da China. Nomeadamente de marcas como a Huawei ou até Xiaomi. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Mi Watch já pode ser usado em conjunto com um iPhone Google já removeu mais de 300 publicidades de Donald Trump! Mas não sabemos porquê Facebook vai lançar ferramenta perfeita para interagir com o Google Fotos 4gnews »

  • Falha em monitor de diabetes deixa pessoas em risco

    3 Dezembro 2019 >/>O monitor de diabetes Dexcom G6 veio facilitar a vida a milhões de pessoas, mas mostra como a dependência na tecnologia também se pode revelar fatal.>Com o Dexcom G6 é possível monitorizar o nível de glucose quase em tempo real, evitando que miúdos e graúdos tenham que fazer o controlo manual a cada par de horas para garantir que tudo está dentro dos limites correctos. Só que, a comodidade que oferece ao dar alertas sempre que o nível sobe ou desce demasiado, torna-se num factor de risco quando existe alguma falha que impede o envio desses alertas, como aconteceu durante um fim-de-semana.Já todos terão passado por algum bug de uma app que deixou de enviar notificações por algum tempo, e terão achado isso "incómodo" em maior ou menor grau dependendo da app. Agora, imaginem que essas >notificações que deixaram de receber dizem respeito a valores críticos para os diabéticos. Famílias que já se tinham habituadas a dormir descansadas, confiantes de que este sistema enviaria alertas, ficaram em pânico ao descobrir que o sistema não estava a funcionar, e que as medições dos seus filhos poderiam estar em valores anormais sem terem sido alertados para isso.A questão nem sequer é exigir que todo o sistema funcione à prova de falhas - já que bem sabemos que, por muito que se tente, há sempre que contemplar que algo poderá falhar - mas sim o de, pelo menos, alertar os utilizadores quando o sistema não está a funcionar, de modo a que possam regressar ao controlo manual, como faziam antes de usar monitores de glucose como este Dexcom G6. Aliás, acho muito estranho que para algo de importância tão crítica, não exista um alarme emitido localmente no caso de leituras fora dos parâmetros, sem dependência de apps, serviços externos, ou ligação à internet.... Algo a ter em conta, antes de potencialmente confiarem a vossa vida a um serviço "na cloud"! >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Motorola Razr 2020: segundo smartphone dobrável terá design inacreditável!

    3 Dezembro 2019 Depois de ter apresentado o seu primeiro smartphone dobrável há algumas semanas, a Motorola está já a preparar o sucessor do vistoso Razr 2019. De acordo com uma nova patente registada com a WIPO (World Intellectual Property Office), é possível que a fabricante esteja a preparar-se para revolucionar este novo segmento, com um smartphone dobrável modular. Imagens: LetsGoDigital Motorola Razr 2020 pode ter um design revolucionário Os esquemas da patente mostram-nos um smartphone com dois ecrãs. O ecrã interior é dobrável e tem um formato extremamente alongado, enquanto o exterior se assemelha ao de um tradicional smartphone. No entanto, o grande destaque acaba por recair no topo do smartphone, onde estará um módulo fotográfico que está excluido do mecanismo de dobragem. Este módulo tem um total de três câmaras, posicionadas de uma forma única. Terás à disposição uma câmara na parte de trás, outras na parte da frente e uma terceira a "apontar para cima". Ao que parece, este módulo será capaz de tirar fotografias e gravar vídeo 360º. Caso se venha a confirmar, esta poderá ser garantidamente uma funcionalidade extremamente aliciante para criadores de conteúdo. Mas, esse não é único ponto de destaque deste módulo. De acordo com os documentos que acompanham esta patente, a Motorola está a ponderar uma abordagem modular para esta secção, sendo possível substituir o módulo fotográfico. Existe um design alternativo para o Motorola Razr 2020 Ainda na mesma patente, é referido um design alternativo, que poderá resultar numa redução considerável nos custos de produção do smartphone. Em vez de utilizar um único ecrã dobrável no seu interior, é também possível que a marca opte por dois ecrãs separados a trabalhar em conjunto. É também possível que a marca decida apostar numa variante "Lite" do novo smartphone, tornando este conceito muito mais acessível a todos os utilizadores. Qualquer que seja a decisão da Motorola, tudo indica que terá tudo o que precisa para fazer frente à Samsung e Huawei neste novo segmento. Editores 4gnews recomendam: Smartphone dobrável da LG mais parece o Huawei Mate X Xiaomi: nova patente revela smartphone dobrável com 'quad-câmara'! Motorola Razr: vídeo revela bastidores do smartphone dobrável de sonho 4gnews »

  • Samsung terá um smartphone dobrável como o Motorola Razr com um preço inacreditável!

    3 Dezembro 2019 É sabido que a Samsung está neste momento a preparar um smartphone dobrável como o Motorola Razr 2019. Ou seja, um smartphone dobrável que fica mais pequeno quando dobrado. O típico design "concha" que se usava há uns anos. Porém, haverá uma grande diferença este este smartphone para os outros smartphones dobráveis. Estamos a falar mais concretamente do seu preço. Neste momento o smartphone dobrável mais barato no mercado é o Motorola Razr que chegará em 2020 por 1600€. Smartphones dobrável da Samsung custará menos de 900€ Segundo novas informações da Korean Herald, que já se viram corretos no passado, o primeiro smartphone concha (nova geração) da Samsung terá um valor a rondar os 900€. Para ser mais concreto, eles falam em 845$, o equivalente no câmbio de hoje por 762€. Samsung Gives First Look at Clamshell Design for Folding Phone O objetivo da Samsung passar por trazer este smartphone para o mercado em massa. Ou seja, fazer que a maior parte dos comuns mortais o consiga comprar. Lembro que o primeiro smartphone dobrável da Samsung, Galaxy Fold, chegou ao mercado português por 2049€. Um preço que nem toda a gente está disposta a pagar por um smartphone. Principalmente a primeira geração de uma nova gama. Motorola Razr em apuros se isto acontecer O Motorola Razr, que já se mostrou famoso a nível mundial com pessoas a ansiar a sua chegada ao mercado, tem agora a sua imponência ameaçada por estas informações. Se realmente a Samsung lançar um smartphone dobrável por este preço, espera-se que a Motorola tenha de fazer mais e melhor na sua próxima geração. E todos sabemos que isso não é fácil. Lembro que a Samsung é uma das fabricantes que, ao contrário da Motorola, fabrica os seus ecrãs dobráveis. Ou seja, menor custo de fabrico. Samsung dobrável com especificações de gama média Porém, não esperes um topo de gama. Estamos a olhar para um preço alto mas para uma geração nova. Se um Samsung dobrável bater no mercado por este preço, espera que seja como o novo Motorola Razr. Isto é, um smartphone irreverente mas com especificações internas que nos deixam a desejar um pouco mais. Quando será o próximo smartphone dobrável da Samsung revelado Tudo indica que a Samsung revelará a sua nova gama de equipamentos na Mobile World Congress em fevereiro. A empresa asiática tomou essa feira no ano passado para nos dar o primeiro dobrável e poderá fazer o mesmo este ano. A Mobile World Congress deverá trazer bem mais smartphones dobráveis do que se imagina. Esta é a nova tendência de smartphones e é garantido ver os fabricantes a apostar seriamente na tecnologia. Editores 4gnews recomendam: Samsung prepara primeiro tablet do mundo com 5G. Mas não é para todos Samsung Galaxy Note 10 recebe Android 10 acidentalmente Xiaomi tem nova lanterna inteligente multifunções. E o preço conquista 4gnews »

  • Huawei fabrica smartphones sem componentes americanos. Mate 30 Pro é o primeiro

    3 Dezembro 2019 Segundo avança o The Wall Street Journal, a Huawei já está plenamente capacitada a fabricar smartphones sem qualquer componente americano. O primeiro grande exemplo disso mesmo é o Mate 30 Pro. Lançado em setembro, o smartphone com aquelas que são consideradas das melhores câmaras do mercado, não tem qualquer componente oriundo dos Estados Unidos. Isto segundo uma analise da UBS e da Fomalhaut Techno Solutions. Huawei Mate 30 Pro não tem qualquer componente americano Um exemplo dessa mudança são os amplificadores de áudio. Antigamente eram fornecidos pela americana Cirrus Logic, chegando para o Mate 30 Pro da empresa holandesa NXP. Se as peças de Bluetooth e Wi-fi pertenciam à Broadcom, agora a Huawei confia no fabrico caseiro. Esta prática faz com a que a empresa coloque de lado gigantes como a Intel, a Broadcom ou a Qualcomm. Huawei prefere componentes americanos Apesar de tudo, a Huawei continua a preferir os componentes americanos. Há uma “clara preferência para continuar a integrar e comprar componentes de fornecedores parceiros dos Estados Unidos”, revelou uma fonte ao WSJ. Como seria de esperar, sendo impossível usar estes componentes por imposição do executivo de Donald Trump, a Huawei não terá outra hipótese. Terá de continuar a procurar parceiros fora dos Estados Unidos. Editores 4gnews recomendam: Huawei Nova 6: imagens reais revelam todo o seu design! Smartphone dobrável da LG mais parece o Huawei Mate X HarmonyOS, sistema da Huawei para substituir o Android, será o 5º maior do mundo em 2020 4gnews »

  • Honor Play recebe patch de segurança de novembro e (des)espera pela EMUI 10

    3 Dezembro 2019 />A Honor decidiu enviar uma nova atualização para este telefone, que pode abrir caminho para a atualização mais recente. A atualização mais recente do Honor Play corrige um problema em que o desempenho diminui em certos cenários e integra as melhorias de segurança de novembro de 2019. Android Geek »

  • Xiaomi Mi 10 Pro é confirmado pela CEO da marca! Promete surpreender!

    3 Dezembro 2019 CEO da Xiaomi, Lin Bin, tomou de assalto os comentários numa publicação sua na rede social Weibo para confirmar um novo smartphone da marca. A conversa era sobre o Xiaomi Mi 10 Pro. O Xiaomi Mi 10 Pro deverá chegar em conjunto com o Xiaomi Mi 10 no início de 2020. Se tudo correr como o esperado, estes smartphones serão revelados de forma oficial em fevereiro. Xiaomi Mi 10 Pro é confirmado Lin Bin estava a gabar um pouco o Xiaomi Mi 9 Pro e o quão o smartphone tem qualidade. Nos comentários, o utilizador "Brother Crazy" referiu "Sugestões dizem que o Xiaomi Mi 10 Pro vai espantar o mundo primeiro". Foi aqui que o CEO da marca respondeu apenas "segundo". Isto porque, aparentemente, não se pode dizer "primeiro" (como vanguarda tecnológica) nas leis de publicidade na China. O que esperar do Xiaomi Mi 10 Pro Espera-se que o Xiaomi Mi 10 Pro tenha um design idêntico ao Mi 10. Assim sendo, temos de pensar o que terá o Mi 10 que o diferenciará da concorrência. Os rumores referem que o Mi Mix 4 contará com a câmara dentro do ecrã, contudo, não me parece que o mesmo vá acontecer com o Xiaomi Mi 10. Até porque a Xiaomi sempre foi muito conservadora no design da sua gama principal. Contudo, pode ser isso mesmo que fará o Xiaomi Mi 10 Pro um verdadeiro "Pro". Ou seja, um smartphone idêntico ao Mi 10 mas com a câmara escondida dentro do ecrã. Para já teremos de esperar. Já temos algumas fugas de informação e imagens do Xiaomi Mi Mix 4, porém, ainda nada em concreto deste Xiaomi Mi 10 ou Xiaomi Mi 10 Pro. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Mi Mix 4: imagens reais mostram característica e design que todos querem! Xiaomi Mi Watch já pode ser usado em conjunto com um iPhone Xiaomi Redmi K30 (Mi 10T) com design confirmado em imagens oficiais 4gnews »

  • Como é que as câmaras estão cada vez melhores na fotografia com pouca luz?

    2 Dezembro 2019 />As câmaras são também o foco de investigação e desenvolvimento por parte dos fabricantes, que procuram tornar os seus telefones os melhores do mercado. Um campo em que houve grandes melhorias nos últimos anos é o da fotografia com pouca luz. Android Geek »

  • Lançado Honor Hunter Gaming Router, que suporta a aceleração de jogos móveis

    2 Dezembro 2019 />Além do Honor V30 e MagicBook 15 lançados na segunda-feira, a marca também lançou um novo dispositivo dedicado aos jogadores; Conheçam o Honor Hunter Gaming Router! Lançado o Honor Hunter Gaming Router, que suporta a aceleração de jogos móveis O Honor Hunter Gaming Router adota um design futurista, com margens afiadas e uma coloração cinza. Android Geek »

  • Samsung Galaxy Note 10 recebe Android 10 acidentalmente

    2 Dezembro 2019 Vários utilizadores do Galaxy S10 já começaram a receber a versão estável do Android 10, em mercados como a Alemanha e o Reino Unido. No entanto, os utilizadores do Note 10 ainda não tiveram essa mesma sorte. Esse paradigma mudou quando um utilizador do Reddit no Canadá demonstrou já ter recebido a versão estável do Android 10 no seu Galaxy Note 10. A julgar por este caso praticamente isolado, o envio terá mesmo sido acidental. Android 10 estável no Galaxy Note 10 De forma inesperada, o utilizador afirma ter-se dado conta de uma atualização com 2GB de tamanho neste sábado. Quando deu por isso, tratava-se da versão estável da One UI 2.0, baseada no Android 10. O utilizador afirma não se ter inscrito na fase Beta. No entanto, afirma também que as novidades existentes não correspondem à expectativa criada em torno desta atualização de software. Sensor biométrico fica melhor com o Android 10 Segundo afirma nos comentários, a grande melhoria que notou foi ao nível do sensor biométrico, que está mais responsivo. A app da Câmara também tem uma nova interface, mas não tem novas funcionalidades. De ressalvar que apenas mais um utilizador afirmou nos comentários também ter recebido a atualização, também ele residente no Canadá. Quantos aos restantes, terão de continuar a aguardar mais uns tempos. Publicação no Reddit sobre o Android 10 no Galaxy Note 10 Editores 4gnews recomendam: Samsung Galaxy Note 10 Lite poderá impressionar com a sua câmara frontal Samsung Galaxy S11: imagem real revela pormenores do protetor de ecrã Confirmado! Samsung Galaxy S10 recebe atualização para o Android 10 ainda este ano! 4gnews »

  • OnePlus TV recebe nova atualização que traz finalmente suporte para o Netflix

    2 Dezembro 2019 Durante o evento de lançamento do OnePlus 7T, a popular fabricante de smartphones lançou também a sua primeira Smart TV, a OnePlus TV. Apesar de chegar com especificações aliciantes e um design extremamente atrativo, causou alguma polémica por ter ausentes algumas funcionalidades consideradas essenciais por muitos utilizadores. Entre alguns dos pontos fracos, estava a ausência de suporte para o serviço de streaming Netflix. Depois de terem prometido que o suporte iria chegar pouco tempo depois do seu lançamento, a nova atualização traz finalmente o Netflix para a Smart TV da OnePlus. Nova atualização torna a OnePlus TV ainda mais atrativa Claramente, a chegada do suporte para o Netflix é o grande ponto de destaque desta atualização. No entanto, os utilizadores vão certamente ficar satisfeitos com as restantes novidades. Nas definições vai ser possível definir qual a "fonte" padrão ativa sempre que ligas a televisão. Esta funcionalidade será muito útil para quem tem diversos dispositivos ligados à Smart TV, como por exemplo Android Box, PlayStation, Xbox, etc. Foram implementadas melhorias na forma como é feito controlo do volume, de forma a tornar toda a ação mais suave e confortável. Ainda no que respeita à televisão propriamente dita, vais poder ver diretamente na Smart TV notificações sobre o nível de bateria do comando. Por sua vez, no comando, vai ser possível utilizar um novo atalho para colocar a OnePlus TV em silência, carregando na tecla de aumentar e diminuir volume em simultâneo. Para quando a chegada da OnePlus TV à Europa? Infelizmente, ainda não existem informações concretas sobre potenciais planos da marca em trazer a sua primeira Smart TV para a Europa. Nesta fase inicial, decidiram lançar a OnePlus TV como exclusiva do mercado indiano, não tendo sido reveladas possíveis intenções de expandir a oferta neste segmento para a Europa. Editores 4gnews recomendam: OnePlus 6 e OnePlus 6T recebem nova Open Beta: conhece as novidades Este é a versão do OnePlus 7T que nunca vais ter OnePlus 7T prepara-se para dar nas vistas com nova cor que vais adorar! 4gnews »

  • Novo Mercedes-Benz GLA deixa ver interior

    2 Dezembro 2019 Com data de apresentação marcada para daqui a pouco mais de uma semana, o novo Mercedes-Benz GLA já deixou ver parte do seu interior. Automonitor »

  • Cyber Monday 2019: os melhores descontos em Portugal

    2 Dezembro 2019 A Cyber Monday traz alguns dos melhores descontos em tecnologia, telemóveis inteligentes, produtos smart home e jogos para várias plataformas em 2019. Em seguida podes encontrar promoções que realmente valem a pena nesta segunda-feira especial. O conceito é similar à Black Friday, mas agora mais voltado para o comércio eletrónico. É também uma boa oportunidade para comprar algumas prendas de Natal em lojas como a Fnac, MediaMarkt, Rádio Popular, PcComponentes e Amazon. Gadgets e telemóveis Xiaomi a partir de 24 € A pulseira inteligente da Xiaomi volta a baixar de preço, agora em torno dos 29 € em Portugal. É uma ótima oportunidade para aproveitar um dos preços mais baixos da Cyber Monday neste prático monitor de atividade. Redmi AirDots, a partir de 22 € na AMAZON.ES Redmi AirDots, a partir de 19 € na PCDIGA (por encomenda) Xiaomi Mi Band 4, a partir de 29 € na Rádio Popular Xiaomi Mi AirDots Pro, a partir de 65 € na AMAZON.ES Amazfit GTR, a partir de 119 € na PCDIGA Amazfit Stratos, a partir de 125 € na AMAZON.ES A Cyber Monday traz-nos também vários descontos e promoções em telemóveis Xiaomi. A quem procura o mais barato recomendamos o Redmi 8A, ou o mais poderoso com o Black Shark 2 Pro para quem queira jogar no telemóvel. Xiaomi Redmi 6 (3 GB + 32 GB), a partir de 88 € na MediaMarkt Xiaomi Redmi 8A (2 GB + 32 GB), a partir de 99 € na AMAZON.ES Redmi 8 (3 GB + 32 GB), a partir de 124 € na PCDIGA Xiaomi Mi A3 (4 GB + 64 GB), a partir de 159 € na PcComponentes Redmi Note 7 (3 GB + 32 GB), a partir de 144 € na PcComponentes Redmi Note 8T (3 GB + 32 GB), a partir de 157 € na PCDIGA Redmi Note 8 (4 GB + 64 GB), a partir de 180 € na AMAZON.ES Redmi Note 8 Pro (6 GB + 64 GB), a partir de 229 € na PCDIGA Xiaomi Mi 9 Lite (6 GB + 128 GB), a partir de 254 € na AMAZON.ES Xiaomi Mi 9T (6 GB + 64 GB), a partir de 269 € na PCDIGA Xiaomi Mi 9T Pro (6 GB + 64 GB), a partir de 374 € na AMAZON.ES Xiaomi Mi 9 SE (6 GB + 64 GB), a partir de 289 € PCDIGA Xiaomi Mi 9 (6 GB + 64 GB), a partir de 356 € na AMAZON.ES Xiaomi Black Shark 2 Pro (8 GB + 128 GB), a partir de 575 € na PcComponentes Telemóveis Realme a partir de 149 € A Realme, uma marca satélite da OPPO, está a causar furor na Europa com os seus telemóveis de baixo custo e cativantes especificações técnicas. A par da Xiaomi estão a desafiar o mercado com a sua ótima relação preço / qualidade. Realme X2 Pro (12 GB + 256 GB), a partir de 449 € na AMAZON.ES Realme X2 (8 GB + 128 GB), a partir de 279 € na AMAZON.ES Realme 5 (4 GB + 128 GB), a partir de 149 € na AMAZON.ES Altifalantes inteligentes Google Home mini a partir de 19 € Os altifalantes inteligentes com o Google assistente integrado estão aos melhores preços nesta Cyber Monday em Portugal, tanto em branco como em preto. É uma excelente oportunidade para preparar o lar para a assistente virtual em português. Google Home mini (preto), a partir de 19 € na PcComponentes Google Home mini (branco), a partir de 19 € na PcComponentes Google Home, a partir de 55 € na PcComponentes Descontos Cyber Monday na STEAM até 90% A STEAM está com alguns dos melhores descontos Cyber Monday do momento, com os valores a cairem até 90% em jogos selecionados face ao valor padrão. Esta é a altura ideal para os jogadores aproveitarem as melhores promoções! Fifa 20, a partir de 49 € na FNAC Portal 2, a partir de 0,81 € na STEAM Outback Survival, a partir de 0,81 € na STEAM PES 2020, a partir de 24,99 € na STEAM Dirt Rally 2.0, a partir de 16,49 € na STEAM Far Cry 5, a partir de 14,99 € na STEAM Wolfstein II: The New Colossus, a partir de 17,99 € na STEAM The Witcher 3: Wild Hunt, a partir de 8,99 € na STEAM Tekken 7, a partir de 7,99 € na STEAM Resident Evil II, a partir de 19, 79 € na STEAM Dark Souls III, a partir de 14,99 € na STEAM Total War: ROME II - Emperor Edition, a partir de 14,99 € na STEAM O presente artigo reúne algumas das melhores promoções nas principais superfícies em Portugal. Alertamos ainda para a possibilidade de os preços serem alterados pelas respetivas lojas, apesar dos nossos esforços em atualizar o texto. Aproveita também para ficar a conhecer os melhores locais e lojas para comprar produtos Xiaomi em Portugal. Fica também com a nossa seleção dos aquecedores mais económicos, com várias soluções para fazer frente ao frio do inverno. 4gnews »

  • Confirmado! Samsung Galaxy S10 recebe atualização para o Android 10 ainda este ano!

    2 Dezembro 2019 No final da semana passada, chegaram as primeiras indicações de que o Samsung Galaxy S10 poderia acabar por receber a atualização para o Android 10 (One UI 2.0) muito antes do esperado. De acordo com os planos oficiais da marca, o topo de gama deveria apenas receber a atualização no início de 2020. No entanto, vários utilizadores na Alemanha confirmaram que já estavam a receber a atualização para a nova versão do Android. Apesar dos primeiros serem apenas membros participantes no programa de testes da marca, desde então também os restantes utilizadores começaram a receber a desejada atualização. Alemanha não é o único país europeu onde o Galaxy S10 está a receber o Android 10 Considerando que oficialmente o Android 10 era esperado no Samsung Galaxy S10 apenas durante o início do próximo ano, ficou no ar a possibilidade de que o mercado alemão estivesse a servir de "teste" para o lançamento da versão estável. No entanto, hoje surgiu a primeira confirmação de que a atualização está também já a chegar aos utilizadores no Reino Unido. Para já, parece que está apenas a ser disponibilizado para utilizadores que fazem parte do programa de testes da One UI 2.0. Mas, este foi exatamente o mesmo que aconteceu na Alemanha. Assim sendo, será de esperar que durante esta semana os restantes utilizadores no Reino Unido recebam também a atualização estável do Android 10 para o seu Galaxy S10. Considerando que a atualização já está a ser lançada em dois mercados distintos, acredita-se que os restantes países europeus acabem por receber a atualização ainda antes do final do ano. Resta-nos esperar para ver se, a Samsung irá adiantar o lançamento da atualização do Android 10 para os seus restantes smartphones. Editores 4gnews recomendam: Samsung Galaxy Note 10 e Note 9 recebem atualização, ainda sem Android 10 Samsung Galaxy S11: imagem real revela pormenores do protetor de ecrã Samsung Galaxy Note 10 Lite poderá impressionar com a sua câmara frontal 4gnews »

  • Huawei Nova 6: imagens reais revelam todo o seu design!

    1 Dezembro 2019 O Huawei Nova 6 vai ser apresentado já na próxima quinta-feira (5 de dezembro) durante um evento que irá decorrer na China. Ao longo das últimas foram vários os rumores e leaks sobre o novo topo de gama da marca, e agora vimos todo o seu design confirmado em algumas imagens reais. As fotografias, publicadas no Twitter pelo já reconhecido leaker @Xiaomishka, mostram-nos não só a frente e traseira do smartphone, mas também uma das suas extremidades laterais. Design do Huawei Nova 6 vai ter um detalhe que não vais gostar Assim como já havia sido referido em anteriores rumores, fica agora confirmado que o Huawei Nova 6 irá realmente chegar com um ecrã LCD e o leitor de impressão digital estará posicionado na lateral direita do smartphone. Infelizmente, esta parece ser uma estratégia que começou a ser implementada por várias fabricantes. Além de não ser a opção mais prática para desbloquear o smartphone, é desnecessariamente complicada para quem utiliza o smartphone com a mão esquerda. Ainda que o smartphone pareça estar com uma capa protetora, podemos ver margens agradavelmente finas, com um punch-hole alongado no canto superior esquerdo do Nova 6. Este buraco vai integrar a dupla câmara frontal, composta por um sensor principal de 32 megapixels e um secundário de 8 megapixels. No que respeita ao seu painel traseiro, temos um design já típico dos smartphones da Huawei. O Nova 6 chega com um módulo de três sensores alinhados na vertical (canto superior esquerdo), acompanhado por um quarto sensor posicionado à sua direita. Ainda que não tenha sido confirmado, acredita-se que este módulo será composto por um sensor principal de 60MP, secundário de 16MP, um terceiro de 12MP e um último de 2MP. A alimentar o Huawei Nova 6 estará uma bateria de 4,000mAh que chegará com suporte para carregamento rápido a 40W. Editores 4gnews recomendam: Huawei P30 Pro está com promoção melhor que na Black Friday! Aproveita! HarmonyOS, sistema da Huawei para substituir o Android, será o 5º maior do mundo em 2020 Apple vai roubar o segundo lugar à Huawei no ranking mundial, afirmam analistas 4gnews »

  • Huawei P30 Pro está com promoção melhor que na Black Friday! Aproveita!

    1 Dezembro 2019 A Black Friday é conhecida por nos dar promoções atrás de promoções. Porém, só hoje é que encontrei o Huawei P30 Pro a um preço ainda mais vantajoso. Na Black Friday podia-se comprar o Huawei P30 Pro por 699€ na Amazon Espanha, um valor simpático mas nada demais face ao que se podia encontrar antes da sexta-feira negra. Hoje as coisas são um pouco diferentes. Poderás comprar o Huawei P30 Pro na mesma Amazon Espanha por apenas 654€ já com os portes de envio incluídos. De referir ainda que o terminal é vendido pela Huawei e não por terceiros. Sabe mais sobre preços e envios aqui Comprar na Amazon é simples e a entrega é rápida. Ainda que seja a Amazon de Espanha, se comprares este Huawei P30 Pro hoje chega já no dia 10 de dezembro. Podes, contudo, adicionar uma possibilidade que te fará o dispositivo estar na tua casa já no dia 4 de dezembro. O terminal ficará por 660€. Características a ter em conta no Huawei P30 Pro Ecrã OLED 6.47" polegadas curvo Sensor biométrico no ecrã Das melhores câmaras do mercado Construção de vidro formidável Dual-SIM Carregamento rápido sem fios Carregamento super rápido com fios Serviços Google (Play Store, Youtube...) Performance de topo de gama Sensor de infravermelhos Sou um amante deste Huawei P30 Pro e tenho de admitir que não há dia que não me fascine. Por muito que prefira um terminal mais pequeno, este Huawei P30 Pro conquista qualquer um quando sai do bolso. As câmaras são incríveis e se queres recordar momentos únicos, este é o telemóvel para ti. Acredito que por este preço seja uma compra que vais gostar. Com o terminal a 900€ sou dos muitos que diz que é "caro demais". Isto porque há soluções (e alturas) como esta que te trazem um terminal fantástico por um preço inacreditável! Editores 4gnews recomendam: Vodafone, MEO, NOS ou NOWO? Esta é melhor operadora com NET e TV! Xiaomi baixa nas vendas de smartphones mas cresce como nunca num novo segmento! HarmonyOS, sistema da Huawei para substituir o Android, será o 5º maior do mundo em 2020 4gnews »

  • Smartphone dobrável da LG mais parece o Huawei Mate X

    1 Dezembro 2019 A LG é uma das fabricantes que também está a trabalhar num smartphone dobrável mas ainda sem provas dadas. A nova patente do smartphone dobrável da LG mostra-nos um design muito idêntico ao Huawei Mate X. Até ao momento temos 3 grandes fabricantes com dispositivos dobráveis. A Samsung já trouxe o Galaxy Fold para o mercado português, temos também o Huawei Mate X e o maravilhoso Motorola Razr. Eis a patente do smartphone dobrável da LG Patente da LG - crédito Let's Go Digital Podemos ver que o smartphone seguirá a mesma ideologia do equipamento da Huawei. Ou seja, um dispositivo que se transforma num tablet quando aberto e um smartphone grande quando fechado. Patente da LG - crédito Let's Go Digital As câmaras do telemóvel ficam no canto do terminal e servirão como câmara frontal e traseira. Mesmo quando fechado as câmaras deverão ficar descobertas. Huawei Mate X foi um dos que fascinou Se não fosse o problema da Huawei com a implementação dos serviços Google nos seus equipamentos certamente este Mate X já estaria no mercado. O Huawei Mate X convenceu na apresentação e muitos preferiram o design da fabricante chinesa em vez do da Samsung. Com este problema da Huawei a LG poderá atacar o mercado de forma crucial. Trazer um dispositivo que todos querem no bolso mais rápido do que a Huawei ao mercado ocidental. LG pode seguir as pisadas da Motorola A LG, tal como a Motorola, estavam a desaparecer no segmento mobile. Porém, a tendência de smartphones dobráveis poderá trazer exatamente a atenção que a LG precisa. Lembro que a LG é uma das principais fabricantes de ecrãs dobráveis e tem tudo para proliferar neste novo segmento. Esperemos apenas que não cometa os erros do passado. Editores 4gnews recomendam: Vodafone, MEO, NOS ou NOWO? Esta é melhor operadora com NET e TV! Xiaomi baixa nas vendas de smartphones mas cresce como nunca num novo segmento! HarmonyOS, sistema da Huawei para substituir o Android, será o 5º maior do mundo em 2020 4gnews »

  • Melhores smartphones em 2019 para fotografia e vídeo segundo a DxOMark (Xiaomi surpreende)

    30 Novembro 2019 Estamos a chegar ao final do ano e teremos apenas mais meia dúzia de equipamentos apresentados este ano. Visto que já não deve ter tempo para a DxOMark, entidade independente que analisa ao pormenor câmaras e lentes, para fazer mais reviews, já temos os resultados dos melhores equipamentos do ano para fotografia e vídeo. A Xiaomi e Apple tem um papel surpreende ao apresentarem opções a considerar para segmentos diferentes. Já há muito que a Huawei dominava a lista da DxOMark e é bom ver cada vez mais concorrência no setor. Melhor smartphone para fotografia em modo geral: Huawei Mate 30 Pro e Xiaomi CC9 Pro Ainda assim, a Huawei conseguiu o melhor prémio de todos. Mas não ficou sozinha. Também a Xiaomi lá conseguiu entrar. O Huawei Mate 30 Pro e o Xiaomi CC9 Pro Premium (Mi Note 10 Pro) é considerado o pack perfeito. Um smartphone que te dará a melhor solução para vários cenários. Mas a DxOmark não se ficou por aqui e continuou a sua análise para determinados segmentos de mercado. Principalmente para quem olha para a fotografia e vídeo com o smartphone de forma séria. Melhor smartphone para vídeo: iPhone 11 Pro Max A Apple conseguiu um prémio considerável no setor. A empresa de Tim Cook ganhou o prémio de melhor smartphone para vídeo como iPhone 11 Pro Max. O vídeo do equipamento é verdadeiramente singular e a qualidade é impressionante. Acredito que ainda falte um pouco para ser perfeito (principalmente quando comparado a uma DSLR), porém, é um dos que também me fascinou. Segundo a DxOMark, se queres saber do vídeo, este é o smartphone a comprar. Melhor smartphone para zoom: Xiaomi Mi CC9 Pro Premium Edition A Xiaomi conseguiu também um prémio considerável com o seu Xiaomi CC9 Pro Premium Edition. Muito devido aos seus fantásticos 108MP de sensor. O smartphone foi considerado o melhor equipamento para amantes de zoom. Se gostas de fotografar algo que não está propriamente perto mas queres definição na fotografia, o CC9 Pro (Mi Note 10 Pro) é o telemóvel indicado. Melhor smartphone para fotos de grande angular: Samsung Galaxy Note 10+ 5G Este não é surpresa para ninguém. As fotografias de grande angular do Samsung Galaxy Notre 10+ são incríveis. Ainda que sejam ligeiramente distorcidas (acaba por ser normal) tem uma qualidade de definição impressionante. De referir que a Apple vem logo atrás com o iPhone 11 Pro Max. Melhores fotografias à noite: Huawei Mate 30 Pro Este também não é uma surpresa. O Huawei P30 Pro criou a bruxaria com as fotografias noturnas e o Mate 30 Pro continuou essa ideologia. As fotos tiradas com um smartphone Huawei topo de gama à noite estão, na minha opinião, a léguas dos concorrentes. Infelizmente o Huawei Mate 30 Pro ainda não chegou ao mercado europeu, porém, não ficarás triste com o Huawei P30 Pro neste segmento. Nem tudo são números, aprende aquilo que precisas Por muito que benchmarks como estas nos ajudem a tomar decisões, tens de perceber que nem tudo na vida se mede aos "palmos". Toma decisões na compra de um smartphone mediante as tuas necessidades e carteira. Temos terminais no mercado a preços vantajosos e com qualidade de fotografia. Considera ainda websites como a Amazon Espanha para comprar dispositivos a um preço mais apelativo de forma segura e rápida. Editores 4gnews recomendam: Finalmente! LG faz uma remodelação na sua interface para smartphones Android iPhone 12 poderão trazer na caixa um dos melhores acessórios para os smartphones Apple Xiaomi Redmi Note 7 Pro entra em combustão espontânea e fica em chamas! 4gnews »

  • Apple vai roubar o segundo lugar à Huawei no ranking mundial, afirmam analistas

    30 Novembro 2019 Quando a Huawei tirou o segundo lugar à Apple como maior fabricante de telemóveis mundial, o mundo da tecnologia ficou surpreendido. Até agora, a Huawei tem mantido um lugar estável no ranking, ficando apenas atrás da sua maior concorrente a Samsung. No entanto, de acordo com alguns analistas da indústria, isso vai mudar em breve. Analistas na empresa de pesquisa TrendForce afirmam que a Apple vai recuperar o segundo lugar durante o quarto e último trimestre de 2019. Os analistas estão confiantes na sua afirmação porque o desempenho de vendas da Apple tem sido bastante positivo. A marca encontra-se atualmente com uma quota de mercado de 12.4%, com um total de 375 milhões de equipamentos vendidos. Embora as outras marcas estejam com quotas superiores, os analistas dizem que o volume de vendas no último trimestre vai baixar, excepto na Apple. A empresa da maçã será a única a remar contra a maré, segundo a TrendForce. Fatores podem ser o sucesso dos novos iPhone na China. As 6 maiores marcas de telemóveis a nível mundial Samsung - 20.8% Huawei - 18% Apple - 12.4% Oppo - 10.4% Xiaomi - 8.7% Vivo - 7.5% É importante salientar que estes resultados correspondem ao terceiro trimestre de 2019 (Q3). Como podemos ver, existe um crescimento exponencial da Oppo, que ultrapassou a Xiaomi no ranking. Já a Vivo continua em sexto, com potencial para crescer e possívelmente ultrapassar a Xiaomi também. As 3 grandes fabricantes, Samsung, Huawei e Apple continuam a disputar o trono. A Huawei tinha projetado finalmente derrotar a Samsung este ano mas os problemas com os Estados Unidos destruíram por completo esse objetivo. Caso a Apple consiga ultrapassar a Huawei, esse sonho ficará ainda mais longe. Editores 4gnews recomendam: iPhone 12 poderão trazer na caixa um dos melhores acessórios para os smartphones Apple Huawei processa comissão dos Estados Unidos por acusações de espionagem Xiaomi Redmi Note 7 Pro entra em combustão espontânea e fica em chamas! 4gnews »

  • Honor Band 5 Review: um belo ecrã e uma boa smartband!

    29 Novembro 2019 A Honor Band 5 é uma das melhores pulseiras inteligentes no mercado para fitness e a melhor opção à Xiaomi Mi Band 4 com um preço igualmente competitivo, em torno dos 30 euros. Esta é a review, ou análise completa. Uma pequena e discreta pulseira capaz de nos dar informações rápidas, acompanhar o nosso quotidiano e reunir um leque bastante compreensivo de métricas e detalhes sobre a nossa atividade física. Tudo isto com um preço competitivo. Os pontos fortes da Honor Band 5: Ecrã brilhante e com boa definição Leque de exercícios suportados Aplicação bem estruturada e detalhada À prova de água até 50 m Leve e confortável Bateria com autonomia para 1 semana Os pontos fracos da Honor Band 5: Sem GPS integrado Carregamento via microUSB Material da pulseira "barato" O bom design da pulseira O design é simples e não temos a menor dúvida que este gadget foi concebido para cumprir uma função, a monitorização de atividade ou fitness do utilizador. Há uma ligeira curvatura no monitor e na estrutura, acompanhando a fisionomia do pulso. Face à sua antecessora não temos mudanças significativas no aspeto, provando que numa fórmula vencedora não se mexe. Com a Honor Band 5 temos isso mesmo, um design que segue a forma e a função merecendo assim um destaque positivo. Temos um ecrã de 0,95'' AMOLED sensível ao toque, revestido por vidro ligeiramente curvo (2.5D). Abaixo temos um botão demarcado e que cumpre várias tarefas, desde acordar o ecrã até voltar ao menu inicial. Na parte inferior temos o sensor de batimentos cardíacos que agora funciona continuamente, podendo assim registar com maior fidelidade esta métrica. Para aceder a estes dados temos de aceder à aplicação de companhia, a Huawei Health. A construção e conforto da Honor Band 5 O produto é muito leve, com 22,7 gramas, já com a pulseira. Na prática, a Honor Band 5 passa despercebida no pulso, podendo ser utilizada ininterruptamente sem desconforto para o utilizador, mesmo a dormir, tomar banho, entre outras situações. Há, no entanto, uma ressalva a ser feita quanto aos materiais de construção da pulseira, bastante maleável. A fivela é construída em plástico rígido e não inspira confiança, além do elo para arrumar o resto da pulseira acrescentar volume à mesma. Vale ainda referir que é possível trocar a pulseira da Honor Band 5. Na parte interior temos dois botões que permitem trocar este componente, disponível em azul-marinho, rosa, ou preto. O ecrã é o maior ponto forte O ecrã é o maior trunfo da Honor Band 5, com 0,95 polegadas, utilizando um painel AMOLED com 120 × 240 pixeis de resolução. Na prática, temos uma densidade de 282 pixeis por polegadas, com o vidro ligeiramente curvo a revestir o display. As cores apresentadas são muito convincentes, com boa saturação e de fácil legibilidade mesmo sob a luz solar. Podemos ainda ajustar o brilho nas definições da pulseira, acessível através do menu da mesma com alguns toques no ecrã. Temos ao nosso dispor o modo Noite, para baixo brilho. Podemos ainda definir se o queremos sempre ligado ( always-on ), ou a desligar-se após 5 minutos. Através da app de companhia temos acesso a mais definições e modos de ativação / controlo. O bom leque de funcionalidades na Honor Band 5 Navegando por 9 menus principais na Honor Band 5 encontramos o contador de passos / atividade, o ritmo cardíaco, SpO2, Sono, Exercício físico, Mais, Mensagens e o Controlo multimédia. A função obrigatória: Contador de passos O 1.º dos menus mostra-nos os passos dados, em cada dia, pecando por excesso na contagem dos mesmos. Temos também a indicação das calorias queimadas, distância percorrida, tempo de atividade e o tempo em pé. Cada uma destas áreas apresenta alguns detalhes e, em alguns casos, informações contextuais e conselhos para melhorar a nossa condição física, ou para nos motivar a passar menos tempo sentados. A função essencial: Ritmo cardíaco Ao selecionar este menu a pulseira começa de imediato a medir a frequência cardíaca do utilizador. Terminada a medição, podemos repetir o procedimento, ou consultar o histórico de valores a partir da app Huawei Health. Os dados são relativamente precisos, dando-nos já uma aproximação muito fiel do nosso ritmo cardíaco. Podemos consultar a qualquer momento esta opção, ou ver os resultados durante as sessões ativas de treino físico. A maior novidade: oxímetro de pulso (SpO2) O oxímetro mede indiretamente a quantidade de oxigénio dissolvido no sangue. A função ficou disponível em setembro último com uma atualização de firmware e, desde então, permite-nos acompanhar esta nova métrica a partir da pulseira. Os valores desejáveis situam-se entre os 90% a 100%, com métricas abaixo dos 89% a serem já sinal de preocupação. De qualquer modo, a precisão deste sensor não se comparará às dos dispositivos médicos, ainda que já nos dê uma boa aproximação. A melhor função: Monitorização de sono Com a Honor Band 5 temos ótimas capacidades para avaliar a qualidade do sono. A Huawei apelida isto de tecnologia TruSleep e, enquanto dormimos, a pulseira vai mantendo um registo do nosso ritmo cardíaco como forma de avaliar o nosso repouso. Através da app de companhia podemos consultar diariamente várias métricas detalhadas, conselhos para um melhor repouso, médias agrupadas e várias óticas para categorizar a qualidade do nosso sono. É um dos pontos fortes da Honor Band 5. Conjugada com a aplicação de companhia, a Huawei Health, este foi o ponto que mais me agradou. Com várias informações sobre os ciclos de sono e sestas, obtive um registo detalhado todos os dias e consegui melhorar a qualidade do necessário repouso. A função mais completa: Exercício físico O acompanhamento de atividades físicas, treinos e alguns desportos (9), são pontos também em destaque nesta pulseira. Agora com suporte para mais modalidades, continuamos a ter que ativar cada treino antes do seu início. Corrida exterior Corrida interior Caminhada Caminhada interior Ciclismo interior Elíptica Remos Natação interior Treino livre Dentro de cada uma destas modalidades, a partir da pulseira, podemos definir objetivos ou alertas. Em seguida, ao dar início à sessão de treino, temos várias métricas a serem apresentadas no ecrã, em atualização constante. Para pausar, ou terminar uma sessão de treino temos que pressionar o botão circular durante 2-3 segundos até aparecer a opção de pausar ou parar a sessão. De imediato, os dados de distância percorrida e frequência cardíaca, entre outros, são sincronizados. As definições e controlos: Mais Através deste menu temos acesso ao Temporizador, Cronómetro, Fundos (já descarregados), Localizar o telemóvel, Brilho, Ecrã ligado, Bateria e Sistema. A qualquer momento, com o ecrã ativado, ao tocar no mesmo temos acesso à vista rápida com informações da ligação Bluetooth (ativada ou desativada), estado da bateria (ícone e percentagem) e informações de meteorologia (ícones). A função mais errática: Mensagens A partir deste menu temos acesso às notificações recebidas pelo telemóvel e enviadas para a Honor Band 5. O tipo de alerta recebido na pulseira pode ser definido pelo utilizador, variando consoante a aplicação. No entanto, o seu funcionamento é errático. Por vezes as notificações são apresentadas, por vezes não. De forma algo aletória a pulseira dá-nos alguns alertas, mas é aqui onde mais desilude. Além disso, ao receber uma chamada podemos aceitar a mesma, ou silenciá-la, mas não a podemos rejeitar. Por fim, esta secção apresenta-nos todas as notificações recebidas por ordem de chegada, não sendo possível responder às mesmas ou desencadear alguma ação. Podemos, simplesmente, ver o que chegou ao dispositivo móvel. A 2.ª grande novidade: Controlo multimédia A atualização trouxe também a possibilidade de controlar a reprodução de música, vídeos, filmes e outro tipo de conteúdo multimédia a ser reproduzido no telemóvel, ou a partir deste ( streaming, por exemplo ). A implementação está bem conseguida. Podemos mudar de faixa, parar, pausar ou ativar a reprodução. Temos acesso ao nome da faixa ou filme / vídeo a ser reproduzido e até podemos ajustar o nível do volume a partir da Honor Band 5, sendo esta função uma surpresa positiva. A aplicação Huawei Health Essencial e obrigatória para utilizar e tirar proveito da Honor Band 5, a app Huawei Health está disponível para iOS e para Android, sendo gratuita para ambas as plataformas. É a partir daqui que sincronizamos a pulseira e as informações por ela colhidas. O grafismo da mesma é apelativo e a organização da informação está bem conseguida. Temos gráficos ilustrativos para as principais métricas que se desdobram em menus repletos de informação assim que selecionamos cada um deles. É também a partir daí onde podemos fazer o download de vários fundos para o ecrã da Honor Band 5 de forma gratuita. Podemos também atualizar o firmware da pulseira, quando disponível, além de ter acesso às várias definições da mesma. A autonomia da bateria supera 1 semana Uma utilização normal dá-nos entre 8 a 10 dias de autonomia com uma carga. Funções como o acompanhamento do sono vão reduzir a autonomia, tal como o registo das sessões de exercício em que os sensores estão ativos. Em si a autonomia é um dos pontos mais medíocres da Honor Band 5, não desiludindo mas também não surpreendendo positivamente. Aliás, face à Mi Band 4 este será talvez o ponto onde está em maior desvantagem. Carregar a pulseira ainda é irritante Eventualmente temos que carregar a pulseira e, para tal, temos um berço ou cradle que temos de forçar (sem medo até fazer "click"), para que esta encaixe e os dois pinos façam contacto. É uma experiência ainda irritante, apesar de não ser demorada. A pulseira traz também um cabo microUSB com menos de um palmo de comprimento (cerca de 15 cm). Apontamos ainda o risco real de perdermos a estação de carregamento, sendo muito pequena e leve. Felizmente, a bateria de 100 mAh demora pouco tempo a carregar. Veredito - uma boa opção pelo preço A Honor Band 5 é uma smartband especializada no acompanhamento e monitorização das atividades físicas, uma tarefa que desempenha com ótima prestação. Além disso, a aplicação de companhia é de fácil e intuitiva utilização. Os melhores aspetos são o ecrã, com ótima definição e brilho, além das capacidades de monitorização do sono, ou leque de exercícios suportados. Podemos até controlar a reprodução de música a qualquer momento, um bom bónus. Os piores aspetos são a autonomia de bateria, por norma em torno de uma semana. Já mais subjetiva, a qualidade da pulseira e fivela deixa algo a desejar. Não sendo desconfortável, nota-se que são materiais mais baratos. A Honor Band 5 pode ser adquirida, por cerca de 38 € a partir da BandGood com envio para Portugal. Podes usar o cupão da 4gnews para um desconto exclusivo. Aplica o seguinte cupão: BG4gnewshonor5 ao fazer a encomenda. Lê também a análise à Xiaomi Mi Band 4, a melhor alternativa a esta pulseira inteligente da Honor. Aproveita ainda para ficar a conhecer os 10 telemóveis Xiaomi que vais querer comprar. 4gnews »

Títulos da Imprensa nas últimas 24h: