• Cinco hostels eco-friendly pelo mundo

  •  

     

    Felizmente, a indústria do turismo está cada vez mais dedicada a programas de conservação ecológica. E os viajantes conscientes e preocupados com o meio ambiente podem fazer a sua parte.


    Vários são, por exemplo, os hostels que desenvolvem sistemas sustentáveis nas suas instalações. Reciclagem, economia no uso da água, da energia e nas emissões de carbono fazem parte dos métodos utilizados pelos albergues com consciência ecológica pelo mundo.


    Veja abaixo cinco exemplos de hostels eco-friendly que o AEIOU  e a  HostelBookers, site especialista em hospedagem económica, selecionaram. Ao viajante que se hospeda num espaço com este propósito, a natureza certamente agradecerá.

     
    Aveiro Rossio Hostel (Aveiro, Portugal)

     

    O Aveiro Rossio Hostel é o primeiro hostel ecológico de Portugal. Aqui funciona um sistema que promove a economia do uso de água nas torneiras e chuveiros, e que durante nove meses utiliza água quente proveniente de panéis solares.

     

    As bombas utilizadas são de baixo consumo, os eletrodomésticos são eco-friendly e as janelas são isolantes para evitar a perda de calor e poupar energia. Para completar, o hostel pratica e incentiva activamente a reciclagem de vidro, papel e plástico.

     

     

    Jetpak Eco Lodge (Berlim, Alemanha)

     

    No requisito sustentabilidade e ecologia, o Jetpak Eco Lodge certamente se destaca entre os hostels de Berlim. Toda a electricidade do albergue provém de energias renováveis e o aquecimento funciona com um sistema de queima de madeira com emissões neutras de carbono.

     

    Para aquecer a água são utilizados painéis solares e há um cuidadoso sistema de reciclagem e de separação de resíduos: as garrafas são devolvidas ao fabricante, os resíduos orgânicos são convertidos em adubo e todo o resto do material é reciclado.

     

     

    Hedonisia Hawaii Eco Hostel (Havai, Estados Unidos)

     

    A eletricidade utilizada neste eco-hostel é gerada numa central geotérmica que funciona de maneira natural.

     

    Além disso, sempre que possível, recicla-se e reutiliza-se todo tipo de material: garrafas, vidro, latas, plástico, papel, metal, roupas usadas, etc.

     

    A economia da água é também uma das principais preocupações do hostel, que adoptou todas as medidas possíveis para reduzir o seu consumo.

     

     

    CEL Girona (Girona, Espanha)

     

    O Centre Ecològic Llémena, a 25km de Girona, baseia-se no propósito da sustentabilidade.

     

    Além de dispor de sistemas avançados de permacultura, o estabelecimento dispõe de uma horta orgânica e de uma loja que vende apenas produtos 100% orgânicos e vegetarianos (os mesmos servidos no restaurante).

     

    Os amantes da natureza e de acampamentos ficarão satisfeitos com o CEL, já que os hóspedes podem também acampar livremente no local.

     

     

    The Island Accommodation (Philip Island, Austrália)

     

    Este hostel teve a sua arquitectura projectada para reduzir o consumo de água e de energia. Uma das suas principais características é a criação de “zonas” no albergue: quando a ocupação é menor no hostel, alguma zonas podem ser fechadas e assim evitar o uso de aquecimento e de iluminação.

     

    As zonas comunitárias estão direcionadas ao norte para beneficiarem ao máximo do calor do sol no inverno; enquanto que as janelas são de vidro duplo para reduzir o calor durante o verão.