• Ano novo, casa nova: pequenas mudanças que dão logo um refresh à casa

    4 Janeiro 2018 >/>Há uns anos, ansiava por esta altura do ano para ir aos saldos. Mal passava o Natal e já andava todos os dias a ver se já havia promoções. Estourava os meus ordenados em roupa e calçado e tudo o que era coisas que precisava para o quarto, pedia à minha mãe para me comprar. Longe de mim gastar do meu dinheiro num edredão ou num tapete para o quarto. Ahh, good old days. E agora vejo como era tão infantil. Pronto, não tão infantil assim mas com uma má gestão do meu dinheiro porque não precisava de a ter.>Este ano - o primeiro na minha casa como já deu para perceber - andei a ansiar pelos saldos mas para comprar tapetes e edredões: tudo aquilo que nunca queria comprar. Acabou por me sair o tiro pela culatra porque o Jumbo começou o ano com um novo catálogo especial de casa e acabei por me perder aí e já nem sequer entrei em mais loja nenhuma para ver saldos (apenas aproveitei os do Ikea para comprar um cadeirão de verga que, com estes gatos, vamos ver quanto tempo dura). Quem anda a ler os posts sobre a minha casa (podem >ver aqui) já leu como isto tem sido de divisão em divisão porque não há dinheiro para tudo. E prefiro ir devagar do que endividar-me.O meu quarto esteve até há pouco tempo praticamente vazio (só com uma cama, um tocador e uma cómoda, as coisas que trouxe da casa dos meus pais). E só quando o vesti para o inverno (com mantas e edredões) é que ele ganhou um ar mais acolhedor (podem >ver aqui) mas agora esta casa é o meu bebé e ando sempre a pensar em coisas novas.>/>Pequenas mudanças de início do anoDecidi que quero uma cama nova - em madeira - porque quero ter um quarto mais em tons terra e esta já tem uns bons seis anos. Então (e porque não posso comprar ainda uma cama porque isso já é um investimento maior que tem de esperar) não descansei enquanto não troquei toda a roupa de cama para algo em tons da natureza. Porque tornei-me exactamente igual à minha mãe que, quando mete uma coisa na cabeça, não descansa enquanto não a faz. E ela bem dizia que eu ia ser assim...Esta capa de edredão creme e o borreguito branco (dei o cinzento de inverno à minha mãe que mo andou a pedir durante o natal inteiro porque esgotou em todas as lojas e troquei-o por este branco que também acaba por condizer mais com a nova decoração que quero para o meu quarto) são do Jumbo.>/>E como tanta gente me perguntou por eles, estão novamente nas lojas (não todos os padrões do inverno mas alguns) e custam cerca de 35€ e, acreditem, vale a pena cada cêntimo. Foi a melhor coisa que descobri como já repeti mil vezes. O lado mau é que, de manhã, me custa sempre imenso a sair da cama.Trouxe também este tapete de um material que parece sarja, dentro do mood de natureza. Sou também obcecada por cheiros porque adoro quando entro em casa de alguém e cheira bem. Então penso sempre que quero que os outros sintam o mesmo quando entro na minha (e vivo em terror de cheirar mal devido à areia dos gatos). Estou sempre a comprar pauzinhos e ambientadores e trouxe este também do Jumbo (porque são bonitos e a um preço bem mais acessível que noutras lojas, 9€) especificamente só para o quarto. Claro que acabei por o tirar do lado do rádio porque o Eddy já andava a meter as patas e, mais cedo ou mais tarde, ia haver um acidente. Agora está na prateleira ao lado dos perfumes.>/>Como tenho o meu gira-discos na sala, sempre que queria ouvir música tinha de andar com o computador para lá e para cá e já andava a querer um rádio pequeno para o quarto porque adoro ouvir rádio de manhã enquanto faço as minhas coisas. Este é da GPO Vintage (podem comprar online na >Embaixada do Porto aqui, custou 49€).Acabei por trazer também do Jumbo umas coisas para a casa-de-banho. Na verdade, tenho duas casas de banho: uma no quarto que acabou por ficar um wc de beleza (podem >rever aqui) e uma maior com banheira e as coisas do dia-a-dia. Trouxe uns acessórios para sabonete e pasta de dente e umas toalhas novas. Difícil foi escolher porque queria todas mas a minha carteira já estava a gritar para parar. E para terminar, uns paninhos para a cozinha que só custavam 1€ cada e nunca se tem panos a mais.Voilá, pequenas coisas que me fizeram logo sentir que tinha uma nova casa. E estas mudanças fazem sempre bem à alma. Cuidem das vossas casas com amor e isso já é meio caminho andado para viverem mais felizes.>/>>/>>/>>/>>/>Este gato não sofre bullying para tirar fotos. Ele é que anda mesmo sempre, sempre atrás de mim. A Tita nunca aparece porque é uma gata normal que anda na sua vida.O novo catálogo do Jumbo já está nas lojas (e muita coisa já está esgotada) mas podem ver mais coisas?>aqui no catálogo. Difícil vai ser conseguirem controlar-se... The Styland »

  • PAN quer soluções para pessoas que acumulam animais em casa

    4 Janeiro 2018 i Online »

  • Começar 2018: Objectivos, Planos, Projetos e Amealhar um bocadinho!

    3 Janeiro 2018 >/>Já passou o natal e o fim de ano. Os cabazes lá ficaram prontos a tempo, distribuiram-se (ainda aqui tenho 3...) e o natal foi maravilhoso com a magia das crianças e a família junta.Tivemos direito a uns dias a quatro (cinco) em que aproveitamos para colocar umas coisas em dia cá por casa de que vos darei conta nos próximos tempos.Foi a passagem de ano, com amigos que são família, e foi calmo e mais uma vez muito bom, tudo o que esta grávida quase em final de tempo quer.De resto começamos 2018 com a antecipação de grandes mudanças. O nascimento do bebé numero 3, ainda este mês, vai certamente marcar o nosso ano, que vai começar logo com essa novidade (se Deus quiser!)E depois há os habituais projetos, ideias e objetivos que traçamos todos os anos... Saúde e paz para todos, que quanto ao resto cá nos vamos arranjando....No início de cada ano, gosto mesmo de olhar em retrospectiva para o ano que acabou. Analisar se conseguimos atingir tudo o que estava ao nosso alcance e era nosso desejo, e o que podemos e queremos melhor neste ano que agora começa.Já aqui escrevi várias vezes que, de uma maneira geral, traço objetivos que são alcançáveis, ou que pelo menos posso tentar, de uma forma objectiva tentar alcançar. Nada de coisas mirabolantes que sei que não dependem quase só de mim/de nós.Há sempre objetivos pessoais e de trabalho, mas também coisas simples como completar uma divisão da casa ou ir a algum lugar específico, ou mesmo objetivos de poupança e economia doméstica...?No entanto, neste início de ano, não quero deixar de partilhar com vocês um pequeno projeto de poupança que fiz o ano passado, com bons resultados (para o obejtivo pretendido) e que pode ser um incentivo para muitos, uma vez que “poupar” ou colocar algum dinheiro de lado, é quase sempre um projeto (cá em casa costuma ser!)Depois de todos os anos sermos inundados com o plano de poupança das 52 semanas, que eu pessoalmente acho difícil de concretizar, principalmente mais para o final do ano, o ano passado lembrei-me de uma coisa muito mais simples e discreta (e também de muito menor valor) mas que teve no nosso caso um objetivo claro.Tudo começou com o cartão Continente, aquele que vai acumulando os descontos em cartão ou talão. Cada vez faço menos compras nesse supermercado e creio que é por esse motivo que recebo habitualmente em casa cupões semanais de 5 euros em cartão por cada 20 euros em compras (minimo). No início do ano passado, ao receber esses cupões decidi que, iria ao Continente gastar 20 euros em compras - para receber os 5 euros em cartão. Passei a ir comprar ao Continente aquilo que realmente só encontrava lá, ou que estaria em promoção que realmente valesse a pena e gastar apenas esses 20 euros - de modo a fazer compras da forma mais inteligente possível - e de maneira a “conseguir” os tais 5 euros em cartão. Mais do que isso decidi não gastar nenhum do saldo acumulado do valor que fosse conseguindo juntar, de forma a fazer uma pequena poupança... Comecei sem um objetivo de poupança, que só defini mais tarde, por força das circunstancias.Ao mesmo tempo que acumulava esses 5 euros e outras pequenas coisas, como qualquer outra promoção em cartão que me interessassem, também fui acumulando algum valor no mesmo cartão por usar os talões de combustíveis que acrescentam o desconto em saldo ao cartão....Aos poucos comecei a juntar um pequeno saldo e entretanto descobri que estava grávida.Como sabem o saldo dos cartões Continente dá para usar não só no hipermercado, mas também nas lojas do grupo como a Worten e a Zippy. Pouco depois de descobrir a gravidez, fixei o meu objectivo para esta “poupança” - iria servir para comprar outra cadeira auto, a única coisa de puericultura pesada que iria necessitar de comprar para o bebé numero 3 que estava a caminho! E como o bebé estava previsto apenas para Janeiro de 2018, tinha 1 ano para esse “mealheiro”.Assim, aos poucos e poucos o saldo foi-se acumulando. Não foi um valor enorme, porque é efetivamente uma “poupança” pequena e que não se vai vendo. Só era preciso dizer às senhoras da caixa que o valor não era para descontar a cada compra que ia fazendo. E claro que nem todas as semanas havia um talão para descontar.... Sei que cheguei por alturas do final de Novembro com cerca de 200 euros acumulados...Por essa altura começaram as campanhas da Black Friday e com elas a da loja Zippy que fez uma promoção de 25% em todas as cadeiras auto. Escolhemos o modelo que queríamos (tivemos de encomendar, mas ainda tínhamos tempo), pagamos a cadeira com o saldo do cartão e por causa do desconto de 25% recebemos um vale de cerca de 50 euros para usar na Zippy que eu aproveitei para comprar as prendas de natal e aniversário de uma das minhas sobrinhas.Obviamente não é uma poupança enorme. Mas com um pouco de gestão acumulei o valor da cadeira que queria, e assim não o gastei de outro lado. Se tivesse gasto o valor acumulado descontando-o nas pequena compras, certamente que não me teria sabido tão bem comprar a cadeira sem “gastar” dinheiro e ainda ter comprado duas outras prendas.É um exercício de poupança simples, acho que ao alcance de qualquer um. No nosso caso serviu para a cadeira auto, mas poderia ter servido para comprar a comida e os brinquedos de natal, ou um eletrodoméstico novo, ou até um telemóvel, roupa e calçado, umas sapatilhas, uma bicicleta...?Gosto particularmente de pequenos mealheiros para pequenas poupanças para objetivos concretos. Já comprei algumas coisas assim, como por exemplo a Bimby - e demorei bem mais de um ano a acumular o valor total. Pessoalmente sinto outro valor nas coisas compradas com base nos mealheiros... Manias!!Este ano vou fazer novamente esta “poupança do cartão”,e? entretanto há também um mealheiro com o objetivo? concreto de uma “obra” aqui para casa.?Em termos de amealhar, ou tentar colocar alguma coisa de lado, quais são os vossos objectivos para este ano?? A economia cá de casa »

  • Multibanco. Portugueses gastam cada vez mais dinheiro no Natal

    3 Janeiro 2018 i Online »