• Ministro diz que só "algo muito estranho" trava classificação da morna pela UNESCO

    8 Novembro 2019 /> O ministro da Cultura de Cabo Verde, Abraão Vicente, afirmou hoje à Lusa que "só se acontecer algo muito estranho aos procedimentos da UNESCO" é que a morna não será classificada como património da humanidade em 12 de dezembro. RTP »

  • Presidente do parlamento espera que classificação da morna impulsione promoção em Cabo Verde

    8 Novembro 2019 /> O presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, Jorge Santos, afirmou hoje que a classificação da morna como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO, esperada para dezembro, deverá contribuir impulsionar aquele género musical no país. RTP »

  • “Cabo Verde é uma música”

    8 Novembro 2019 >O Presidente de Cabo Verde congratulou-se com o anúncio do parecer favorável para classificação da morna como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Para Jorge Carlos Fonseca a decisão representa um “dia de festa” e demonstra que “Cabo Verde é uma música”. >Em declarações à imprensa, Jorge Carlos Fonseca, afirmou que “onde haja um cabo-verdiano”, no país ou na diáspora, “creio que está satisfeito”.>“É uma grande vitória para os cabo-verdianos, é um motivo de festa para todos. Para os cabo-verdianos que estão nas ilhas e para os cabo-verdianos que estão nas comunidades no exterior. É sobretudo o reconhecimento que a cultura de Cabo Verde, nomeadamente a música e em especial a morna, constituem traços marcantes de uma identidade específica, própria, e que é motivo de orgulho para todos os cabo-verdianos”, sublinhou Jorge Carlos Fonseca.>O chefe de Estado acrescentou que a classificação da morna demonstra, “de certo modo, que aquilo que o poeta Mário Fonseca escreveu, ‘o meu país é uma música’, se traduz hoje dessa forma excelsa que é ‘Morna, Património da Humanidade’”.>Cabo Verde apresentou em Março de 2018 a candidatura da morna a Património Imaterial da Humanidade. A decisão pública deverá ser conhecida entre 09 e 14 de Dezembro, em Bogotá, Colômbia, durante a reunião do Comité do Património Cultural Imaterial da UNESCO. >Todavia na noite desta quinta-feira o ministro cabo-verdiano da Cultura, Abraão Vicente, anunciou a já aprovação do dossier pelo comité técnico dos peritos da UNESCO. RFI »