• Câmara do iPhone 12 falha em superar alguns smartphones de 2019

    28 Novembro 2020 As opiniões são unânimes ao afirmar que o iPhone 12 será a melhor aposta para a maioria dos utilizadores iOS. Contudo, conhecida agora a análise à sua câmara pela plataforma DxOMark, vemos que este modelo não será o ideal para os amantes de fotografia. iPhone 12 fica-se pela 13ª posição no ranking da DxOMark As conclusões globais da análise da DxOMark à câmara do iPhone 12 atribuem uma pontuação final de 122 pontos. Este resultado coloca o smartphone da Apple numa modesta 13ª posição no ranking. Isto coloca-o atrás de alguns topos de gama, Android e não só, lançados no ano passado. Verifica-se que o iPhone 12 falhou em ultrapassar os resultados obtidos pelo iPhone 11 Pro Max, revelado em setembro de 2019. Mesmo o iPhone 12 Pro, lançado na mesma ocasião do sujeito deste teste, conseguiu uma pontuação mais respeitável. A câmara do iPhone 12 oferece resultados com boa exposição, boas cores e boa focagem automática, seja no interior ou no exterior. Contudo, no departamento fotográfico, o iPhone 12 tem um alcance dinâmico limitado, ruído visível nas fotografias, especialmente de noite e um zoom questionável. Vídeo é o ponto forte da câmara do iPhone 12 Se a fotografia do iPhone 12 falha em superar alguns modelos de 2019, o mesmo não se aplica à gravação de vídeo. Neste campo, o equipamento apresenta muito bons resultados, honrando o historial construído pela Apple neste segmento. O alcance dinâmico do vídeo do iPhone 12 é bastante amplo, cores e tons de pele bastante agradáveis e uma estabilização que cumpre bem com o seu propósito. Pelo lado menos bom destacamos a perda de alguns detalhes durante a noite ou tímido balanço de brancos Em conclusão, o iPhone 12 não deve ser a tua escolha se quiseres uma excelente experiência fotográfica. Para isso, deverás optar pelo iPhone 12 Pro Max ou até um Xiaomi Mi 10 Pro te oferecerá melhores resultados. No entanto, se essa não é a tua prioridade, o iPhone 12 continua a ser uma excelente opção. O smartphone continuará a proporcionar bons resultados para a maioria dos utilizadores. Editores 4gnews recomendam: Carregador barato para iPhone 12 com carregamento rápido: 3 alternativas iPhone é telefone de pobre e Huawei de rico, pelo menos na China MacBook Pro de 16 polegadas com processador Apple Silicon promete ser uma besta 4gnews »

  • DXOMARK: iPhone 12 fica atrás da maioria dos Flagships do Android

    28 Novembro 2020 >O smartphone marcou 73 pontos, o que é dois pontos a mais que no ano passado o iPhone 11 Pro Max (71 pontos) conseguiu, mas menos um ponto do que o iPhone XS Max (74 pontos). A empresa publicou agora a análise da câmara deste aparelho. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Apple paga a influenciadores do TikTok para promover o iPhone 12 mini

    26 Novembro 2020 A prática é generalizada na indústria mobile, mas é a primeira vez que a Apple o faz abertamente, querendo agora divulgar o seu novo iPhone 12 mini junto dos utilizadores da rede social TikTok. Esta é a nova estratégia de marketing da gigante de Cupertino. Seis meses após ter criado o seu perfil na plataforma TikTok, a Apple começou a divulgar vários vídeos feitos por diversos influenciadores. O objetivo é simples, despertar o interesse do público e estimular as vendas do smartphone iOS. A Apple quer conquistar o TikTok com o iPhone 12 mini Apple created a tik tok account and look who decided to drop in! pic.twitter.com/oiHBCNbSqw — Julian Bass (@thejulianbass) 19 de novembro de 2020 Os vídeos terão sido encomendados pela tecnológica junto de alguns criadores mais influentes da plataforma. Até à data de redação deste artigo contam-se quatro conteúdos partilhados no perfil verificado da Apple, o mais recente dos quais há uma semana. Entre ilusionistas e figuras influentes no mundo do entretenimento, publicidade e moda, a aposta da Apple quer colocar o novo iPhone 12 mini no centro das atenções. Apesar de a Apple não ter justificado o investimento, os resultados estão à vista. Podemos concluir que a tecnológica quer, em primeiro lugar, fazer saber que este modelo existe, fazendo-o junto do público desta rede social. Ao mesmo tempo, também tornam o produto mais cobiçado e a estimulam a sua compra. Os influenciadores contratados pela Apple têm entre 800 mil a 50 milhões de seguidores, sendo os seguintes: Zach King Kevin B Parry Julian Bass Jessica Wang A campanha #makeitmini da Apple no TikTok Got to be a part of Apple’s first TikTok campaign. pic.twitter.com/CAMkDao8e6 — Kevin Parry (@kevinbparry) 19 de novembro de 2020 Por enquanto os conteúdos são referentes ao pequeno iPhone, vídeos rápidos e divertidos em que basta um toque para o telefone se transformar em algo compacto, mas poderoso. Esta é a mensagem que a Apple quer gravar no subconsciente dos utilizadores. O futuro da plataforma TikTok nos Estados Unidos da América parece agora mais certo com a mudança da administração da Casa Branca. A rede social esteve na eminência de ser banida do país, mas agora o caso pode cair no esquecimento. Mais recentemente a Snap, empresa responsável pela rede social Snapchat, lançou a ferramenta Spotlight que reproduz o conceito do TikTok na própria aplicação, pagando generosamente aos criadores mais populares na sua plataforma. Resta saber, por fim, se a aposta da Apple no TikTok será para manter. E, caso os influenciadores consigam "vender bem" o produto, poderá isto abrir um precedente junto da tecnológica de Cupertino? Editores 4gnews recomendam: Quais os iPhone 12 com mais procura? Analistas não têm dúvidas iPhone 12 Pro Max é desmontado e revela o segredo da Apple Apple Mac mini com o processador M1 está a levar utilizadores à loucura 4gnews »

  • Apple quer ecrãs OLED de maior longevidade para os iPad Pro

    26 Novembro 2020 >/>A Apple está a pedir à Samsung e LG ecrãs OLED com maior longevidade do que os que têm fornecido para os iPhones, com o objectivo de os aplicar aos iPad Pro.>Os ecrãs OLED têm mostrado o que valem nos iPhones, e embora existam informações de que a Apple tem investido na tecnologia micro-LED, por agora parece estar a considerar recorrer também aos OLED para os iPad Pro. Só que, em vez de se satisfazer com a tecnologia utilizada para os ecrãs dos smartphones, a Apple está a pedir que produzam >ecrãs OLED que garantam uma maior longevidade.Ao contrário dos smartphones, que muitas pessoas continuam a trocar de ano para ano, ou a cada dois ou três anos, os tablets são equipamentos que se mantêm durante muito mais tempo e que também poderão passar muito mais tempo com o ecrã ligado. Tendo isso em conta, a Apple não quer arriscar que um iPad com três ou quatro anos comece a apresentar alterações de cor, ou - pior ainda - comece a sofrer de efeitos de burn-in / retenção de imagem.Curiosamente, a LG já tem capacidade para produzir tais ecrãs, pois são utilizados no sector automóvel para onde também fornece ecrãs OLED; pelo que não lhes deverá ser difícil dar resposta aos pedidos da Apple. Já a Samsung, tem estado a preparar uma das suas linhas de produção para poder fabricar os ecrãs com os pixeis reforçados, que podem duplicar ou triplicar o tempo de vida útil dos subpixeis OLED.Tendo em conta que só agora a Apple estará a fazer este pedido, não deverá ser uma alteração que seja aplicada nesta próxima geração de iPad Pro. >> >> >> Aberto até de Madrugada » Leak »

  • iPhone 12 e iPhone 12 Pro: fica a saber quanto custa construir cada unidade

    25 Novembro 2020 Um mês depois da apresentação dos iPhone 12, já todos os modelos encontram-se disponíveis para compra. Como tem sido hábito, os novos smartphones da Apple não são para qualquer carteira. Será o preço praticado pela Apple justificado ou a empresa simplesmente tem margens de lucro astronómicas? Pelo que os especialistas da Fomalhaut Techno Solutions partilham hoje, a americana não se coíbe de tirar uma boa fatia de lucro nos seus equipamentos. iPhone 12 e 12 Pro custam menos de metade do seu preço para serem construídos Comecemos pelo iPhone 12, o modelo menos dispendioso retratado neste relatório. Segundo a fonte, este equipamento custará apenas 373 dólares à Apple para ser construído. Vale relembrar que o equipamento está à venda, em Portugal, por 929€. Observando o seu irmão iPhone 12 Pro, vemos um custo total de produção unitária de 406 dólares. Embora ambos os modelos partilhem a maioria dos componentes internos, um sensor extra na câmara traseira ou a bateria de maior dimensão ajudam a justificar este diferencial. O componente destes equipamentos que mais custos monetários representa para a empresa é o modem que lhe garante a compatibilidade com redes 5G. O modem Qualcomm X55 5G terá um custo de 90 dólares por cada unidade. Em seguida temos o seu ecrã, um OLED de 6.1 polegadas, fabricado pela Samsung, e que custa cerca de 70 dólares por unidade. Outro dos componentes mais caros do iPhone 12 é o seu processador A14 Bionic, que custa 40 dólares. Num patamar bem mais acessível encontramos peças como a memória RAM (12.8 dólares) ou os módulos de armazenamento (19.2 dólares). Já os sensores para a câmara, comprados à Sony, custam entre 7.4 e 7.9 dólares por unidade. Lançar um smartphone para o mercado não implica apenas construí-lo Depois de conhecidos estes valores, é habitual começarem a surgir comentários de ganância dirigidos à Apple. Isto porque o diferencial entre os custos de produção dos iPhone 12 e 12 Pro e o seu preço de venda é superior a 50%. Todavia, é nosso dever relembrar que colocar um smartphone no mercado acarreta muitos mais custos que apenas a sua construção. Temos de reconhecer ainda os custos de pesquisa e desenvolvimento da sua tecnologia, os custos de expedição do produto para os vários mercados e ainda o marketing envolvente. Isto não serve para desculpar a Apple pelos valores que pratica nos seus produtos. Certamente que a sua margem de lucro não será pequena e talvez a empresa pudesse ser mais benevolente com o consumidor e, mesmo assim, continuar a ganhar milhões no final do ano. Editores 4gnews recomendam: Quais os iPhone 12 com mais procura? Analistas não têm dúvidas iPhone 12 Pro Max é desmontado e revela o segredo da Apple Apple Mac mini com o processador M1 está a levar utilizadores à loucura 4gnews »

  • OnePlus 7 e OnePlus 7 Pro ficam mais seguros com a última atualização

    25 Novembro 2020 Os OnePlus 7 e OnePlus 7 Pro já têm mais de um ano e meio no mercado. Mas como se espera sempre da fabricante chinesa, as atualizações chegam a tempo e horas, e a segurança está garantida. Como prova disso, chegou a agora a ambos os equipamentos uma nova versão da OxygenOS. Esta é uma atualização estável, e chega sob o número OxygenOS 10.0.10 à Europa. Além de receberem os patches de segurança mais recentes, os equipamentos também vêm a experiência de usabilidade a ser otimizada. OxygenOS 10.0.10 nos OnePlus 7 e OnePlus 7 Pro: o que há de novo Sistema Otimizada a experiência do utilizador na barra de estado em chamadas para reduzir toques acidentais Pacote de Google Mobile Services atualizado para agosto de 2020 Patch de segurança do Android atualizado para novembro de 2020 Corrigida a pequena probabilidade de flashback na app de Telefone OnePlus 7 Pro e OnePlus 7 Deves ter em conta que esta atualização chega de forma faseada aos utilizadores. Por esta altura, os primeiros já terão recebido atualização. Se não é o teu caso, muito em breve deves esperar novidades no teu dispositivo. De referir que os OnePlus 7 e OnePlus 7 Pro chegaram ao mercado com o Android 9, tendo posteriormente sido atualizados para o Android 10. Segundo a marca, o mais recente Android 11 vai chegar a ambos os equipamentos já no próximo mês de dezembro. É bom salientar que a OnePlus promete três grandes atualizações para os seus topos de gama, pelo que não espanta que a marca continue a providenciar estas novidades. No entanto, os utilizadores mais afincados, pedem insistentemente o Android 11 estável nos equipamentos. Editores 4gnews recomendam: Farto de ecrãs curvos? A Samsung tem uma 'carta na manga' POCO volta a dizer-se independente da Xiaomi. Números impressionam Black Friday: Smartphone barato e bom abaixo dos 100 euros 4gnews »

  • Quais os iPhone 12 com mais procura? Analistas não têm dúvidas

    25 Novembro 2020 A Apple lançou os novos iPhone 12 mais tarde do que o habitual. Em tempo de pandemia, a tecnológica de Cupertino viu-se obrigada a trazer para o mercado os iPhone 12 e 12 Pro em primeiro lugar, e só semanas depois os iPhone 12 mini e iPhone 12 Pro Max. iPhone 12 e iPhone 12 mini com menos procura do que se esperava E segundo o analista Ming-Chi Kuo, as vendas dos novos iPhone 12 são ligeiramente diferentes do que se previa. Isto porque o iPhone 12 e iPhone 12 mini têm menos procura do que seria expectável. iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max são os mais desejados Já os iPhone 12 Pro e 12 Pro Max têm maior procura do que se pensava. E isto faz com que demorem mais a chegar aos seus compradores. Numa breve consulta ao site oficial da Apple confirmamos isso mesmo. Se tentares comprar um iPhone 12 Pro ou 12 Pro Max, a sua entrega fica prevista para datas entre 11 e 18 de dezembro. Já se tentares comprar um iPhone 12 ou 12 mini, poderás tê-lo ainda esta semana. Quem também tem maior procura do que se previa é o novo iPad Air. E pela minha experiência com este tablet, posso dizer-te que se entende. Em 2021 devem chegar novos iPad com ecrãs miniLED, AMOLED e suporte para 5G. Os novos Apple Watch 6 e Apple Watch SE também registam boas vendas, assim como os MacBook com o processador M1. Quem parece apresentar algum declínio nas vendas são os AirPods, que poderão ter novos ‘inquilinos’ na linha no próximo ano. Editores 4gnews recomendam: Novo iPad Air é o verdadeiro adversário do iPad Pro (vídeo) Apple Mac mini com o processador M1 está a levar utilizadores à loucura Apple deve lançar o iPad Pro mais desejado em 2021 4gnews »

  • Apple deve lançar o iPad Pro mais desejado em 2021

    24 Novembro 2020 O iPad Pro era, até há bem pouco tempo, um tablet sem paralelo no seu segmento. Mas o Samsung Galaxy Tab S7+, que tive oportunidade de testar, equiparou a parada e a Apple terá de se esforçar ainda mais numa próxima versão. iPad Pro com OLED estará a caminho em 2021 Embora a Apple esteja noutro nível no que diz respeito a processador, o atual iPad Pro tem um ecrã “apenas” LCD. E embora seja de grande qualidade e com 120Hz, a empresa de Cupertino estará mesmo a planear um modelo com painel OLED para a segunda metade do próximo ano. Esta informação é avançada pelo site sul-coreano TheElec, que confirma que a Apple também lançará iPads com a tecnologia mini-LED durante a primeira metade do próximo ano. Já os painéis OLED, estarão guardados para os modelos topo de gama. Aparentemente, estes equipamentos terão painéis produzidos pela Samsung e LG. E a Samsung Display já terá mesmo renovado a linha de produção numa das fábricas da Coreia do Sul para os futuros iPad Pro. O burn in é o defeito mais conhecido dos painéis OLED. Uma espécie de “imagem fantasma” que fica marcada se imagens estáticas forem mantidas por um longo período. E a Apple quer assegurar que são mantidos altos padrões de qualidade para evitar que isso aconteça. Outro pormenor que deve chegar nos iPads Pro de 2021 é o suporte para 5G. E é plausível que seja dado um salto significativo também no seu processador, numa altura em que o A14 (do iPad Air) não fica muito atrás do A12Z dos últimos iPad Pro. Editores 4gnews recomendam: Novo iPad Air é o verdadeiro adversário do iPad Pro (vídeo) iPhone 12 Pro Max é desmontado e revela o segredo da Apple Apple pode ‘abandonar’ iPhone SE e iPhone 6S no iOS 15 4gnews »

  • Novo iPad Air é o verdadeiro adversário do iPad Pro (vídeo)

    23 Novembro 2020 No último mês de setembro a Apple lançou para o mercado uma nova versão do iPad Air. O equipamento é um meio-termo entre o iPad (8ª geração) e o iPad Pro, seguindo finalmente a linha de design deste último. Este design premium com margens mais reduzidas e o mesmo processador do iPhone 12, fazem deste um produto bem apetecível. E como o nosso colega de podcast Daniel Pinto refere na sua análise ao equipamento, este é o verdadeiro adversário do iPad Pro. A Apple tem um vencedor neste iPad Air Novo iPad Air - O Destronar do Rei Pro Recentemente também adquiri este mesmo iPad Air de 4ª geração, que tem sido o meu salva-vidas perante uma avaria do meu MacBook. O desempenho é simplesmente fenomenal para o tipo de dispositivo que é, e com o auxílio de um velhinho Magic Keyboard e um rato (mouse), é bem usável para alguém que passe o dia a escrever artigos, como é o meu caso. Trabalhar num iPad Air? Sim, é possível! Tal como o Daniel refere no vídeo, a experiência de utilização é feita sem quaisquer soluços. Mas se quiseres mesmo um aparelho com 120Hz, o iPad Pro continua a ser o aparelho a comprar. O Face ID não está neste aparelho que vem com Touch ID. É algo que aprecio, embora este não esteja no sítio mais conveniente. Colocá-lo por cima dos botões do volume seria o mais indicado, a meu ver. Tens neste duas boas colunas, e o suporte para o novo Magic Keyboard e a Apple Pencil de 2ª geração. Para quem quer um bom meio-termo nos tablets da Apple, este é o modelo a comprar. Embora seja uma boa solução de recurso, ainda não consegue ser um pleno substituto de um computador. Editores 4gnews recomendam: Apple pode ‘abandonar’ iPhone SE e iPhone 6S no iOS 15 Apple lança iOS 14.2.1 para resolver graves problemas no iPhone 12 Mini! Apple lança nova atualização do Big Sur com correções para os MacBook 4gnews »

  • iPhone 12 Pro Max é desmontado e revela o segredo da Apple

    23 Novembro 2020 A Apple colocou grande ênfase nas capacidades fotográficas - e videográficas - contidas no iPhone 12 Pro Max graças à sua câmara principal consideravelmente maior. Mais concretamente, um sensor de dimensões nunca vistas num smartphone. Agora, graças à iFixit, empresa norte-americana especializada em reparações de dispositivos móveis, podemos observar as reais dimensões do módulo fotográfico deste novo iPhone. Em particular, o sensor é realmente "enorme" para um telefone. O grande segredo do Apple iPhone 12 Pro Max Lentes e sensores do iPhone 12 (cima) e iPhone 12 Pro Max (baixo). Crédito: iFixit Acima podemos ver a comparação entre a câmara principal - grande angular - do iPhone 12, em cima e a câmara principal - grande angular - do iPhone 12 Pro Max. Ambos os sensores têm a mesma resolução de 12 MP, mas o tamanho é bem distinto. Com todo o módulo fotográfico a ser maior, no Apple iPhone 12 Pro Max temos a estabilização no próprio sensor. Algo que a gigante de Cupertino apelidou de " Sensor-shift", ou deslocação do sensor, ao invés do convencional sistema de estabilização ótica (OIS). De acordo com a iFixit, a Apple poderá ter sido obrigada a fazer alguns compromissos para conseguir acomodar um sensor e restante módulo fotográfico num smartphone. Isto poderá explicar o porquê do " Sensor-shift" e não o bem estabelecido OIS. O espaço é precioso e a câmara do iPhone 12 Pro Max ocupa muito! Módulos fotográficos do Apple iPhone 12 Pro Max. Crédito: iFixit Ao ser desmontado, o maior dos novos iPhone revelou a presença de outros componentes "XL". De acordo com o relatório, quase tudo no dispositivo parece ter sido melhorado e aumentado, incluindo o altifalante e o motor de vibração, o Haptic Feedback. Comparativamente com o iPhone 12 mini, as diferenças são muito significativas. A bateria é um bom exemplo destas discrepâncias de tamanho, mas não a única, com a fabricante a aproveitar plenamente a maior área disponível no 12 Pro Max. Outra das conclusões pungentes destaca e com razão que, para ter a melhor câmara, é necessário comprar o maior e mais caro iPhone da atualidade. Para os consumidores mais exigentes, o investimento em 2020 será neste modelo. A iFixit desmontou iPhone 12 Pro Max iPhone 12 Pro Max Teardown - LIVE! O procedimento foi devidamente registado em vídeo, com comentários pertinentes sobre o telefone e respetivos componentes. É possível ver ao pormenor o novo sensor de imagem ao minuto 37, bem como os demais sensores do iPhone. Vale ainda frisar que o sensor principal do dispositivo é feito pela Sony, que também produz componentes para outros fabricantes como, por exemplo, a Samsung. Em síntese, há realmente um grande sensor no iPhone 12 Pro Max, 47% maior que o do iPhone 12. Apesar de a resolução ser a mesma, a luz que cada píxel é capaz de receber e registar é significativamente maior no modelo de topo. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Poco M3: características principais reveladas antes do lançamento Apple pode ‘abandonar’ iPhone SE e iPhone 6S no iOS 15 Xiaomi Redmi Note 9 Pro 5G vai chegar numa caixa que não vais querer deitar no lixo 4gnews »

  • OnePlus 8T recebe grandes melhorias com atualização da Oxygen OS

    23 Novembro 2020 A autonomia de bateria, câmara fotográfica e desempenho do telemóvel. Três dos aspetos mais importantes em qualquer smartphone, acabam de ser aprimorados com uma importante atualização de software a caminho dos novos OnePlus 8T. Com a mais recente versão da Oxygen OS, a " skin" da OnePlus baseada na mais recente versão do sistema operativo Android, os utilizadores vão assim receber melhorias significativas. A atualização é gradualmente disponibilizada por todo o mundo. As novidades da Oxygen OS 11.05.6 a caminho da Europa A atualização foi disponibilizada em primeiro lugar na Índia, um dos bastiões da marca chinesa, sendo o terceiro pacote incremental a chegar a este smartphone da empresa. No entanto, a OnePlus garantiu que em breve as novidades também chegarão à Europa, Estados Unidos da América e demais mercados mundiais. O novo software de sistema traz melhorias para o desempenho e precisão do leitor de impressões digitais, além de vários incrementos para a câmara fotográfica. A par disto, temos uma gestão energética mais eficaz que, segundo a marca, se traduzirá num aumento notório da autonomia da bateria. Mais ainda, a Oxygen OS recebe uma melhor gestão da memória cache de aplicações, algo que causava um bug em que o ecrã aparentava piscar rapidamente durante alguns segundos. O changelog oficial da OnePlus: Sistema: Aumento da taxa de sucesso ao registar e reconhecer uma impressão digital e melhorias na experiência de utilização. Otimização da função de scan e pesquisa de ficheiros para agilizar a função de busca. Reforço da otimização do consumo energético com aumento da autonomia de bateria. Correção da situação em que a cache das apps não era corretamente eliminada após a remoção da aplicação Correção da situação em que o ecrã poderia piscar aleatoriamente ao usar o leitor de impressões digitais Otimização do desempenho do sistema e melhorias de estabilidade Câmara: Otimização do equilíbrio de brancos, melhoria na qualidade de imagem Redes: Otimização contínua da estabilidade da ligação às redes. Melhoria da experiência de jogo Melhoria da estabilidade durante chamadas de vídeo. Em síntese, esta é uma das maiores atualizações de software para o ainda recente OnePlus 8T, já em distribuição. A mesma chegará via OTA ( over-the-air ) no decurso dos próximos dias, ou semanas. Editores 4gnews recomendam: Apple lança iOS 14.2.1 para resolver graves problemas no iPhone 12 Mini! Comando da Xbox Series X é o mais versátil de todos. Compatibilidade com iPhone a caminho! Apple lança nova atualização do Big Sur com correções para os MacBook 4gnews »

  • Apple pode ‘abandonar’ iPhone SE e iPhone 6S no iOS 15

    23 Novembro 2020 O iPhone 6s foi lançado em setembro de 2015, e o iPhone SE chegou ao marcado em março do ano seguinte. Ambos correm o mais atual iOS 14.3, mas pode ser já no próximo ano que a Apple lhes vai "largar a mão". Segundo afirma o site israeltita The Verifier, o iOS 15 não irá ser suportado por estes dois equipamentos. O que significa que apenas modelos lançados daí para a frente terão suporte para a futura versão. iPhone com suporte para o iOS 15, segundo rumor iPhone 7 iPhone 7 Plus iPhone 8 iPhone 8 Plus iPhone X iPhone XR iPhone XS iPhone XS Max iPod Touch (7ª geração) iPhone 11 iPhone 11 Pro iPhone 11 Pro Max iPhone SE (2020) iPhone 12 mini iPhone 12 iPhone 12 Pro iPhone 12 Pro Max Todos os iPhone lançados em 2021 Deves ter em conta que, por enquanto, isto se trata de apenas um rumor. Com o iPhone 6s a ter seis anos por altura do lançamento do iOS 15, não é de espantar a ‘quebra’ de suporte. Esta fonte já falhou no passado no que diz respeito a rumores, mas foram estes a avançar os equipamentos que viriam a ter suporte para o iOS 14. E pela lógica da Apple, é algo que fará sentido e o meu velhinho iPhone SE não vai receber o iOS 15. Tal como a Apple já nos habituou, este será apenas o fim do suporte para grandes atualizações de software. Isto porque, sempre que necessário, os equipamentos continuarão a receber atualizações de segurança até se tornarem obsoletos. Editores 4gnews recomendam: Apple lança iOS 14.2.1 para resolver graves problemas no iPhone 12 Mini! Comando da Xbox Series X é o mais versátil de todos. Compatibilidade com iPhone a caminho! Apple lança nova atualização do Big Sur com correções para os MacBook 4gnews »

  • iOS 15 abandonará iPhone 6S e SE original?

    23 Novembro 2020 >/>Depois de os ter mantido actualizados por cinco anos, a Apple deverá deixar os iPhone 6S e SE original de fora das actualizações para o iOS 15 no próximo ano.>A Apple tem feito um trabalho exemplar em termos de suporte de longa duração com as actualizações para os iPhone, durante um período bastante mais longo que a esmagadora maioria dos fabricantes de smartphones Android (que na maioria dos casos nem chegam aos dois anos de actualizações). Mas, também os iPhones têm limites, e no próximo ano a Apple deverá abandonar as actualizações para os iPhones 6S, que foram lançados em 2015, e os iPhone SE originais, lançados em Março de 2016.Para além da sua idade, a Apple também poderá ter interesse adicional em abandonar o iPhone SE, pois inevitavelmente funcionará como forma de, quem ainda tiver um, se sentir mais incentivado a poder querer fazer a actualização para o novo iPhone 12 mini, cujo formato físico se torna no que de mais parecido existe nos iPhones com ecrã completo.No entanto, ter em conta que por agora isto >não passa de um rumor, e será necessário aguardar pelo menos até altura da WWDC, quando a Apple habitualmente disponibiliza as versões beta do iOS - e aí logo se descobrirá se teremos um iOS 15 para estes modelos. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Wallpapers para iPhone 12 "transparente" e em raios-X

    22 Novembro 2020 >/>O iFixit já disponibilizou os seus habituais wallpapers "interiores" para os novos iPhone 12, em versões normais e de raio-X.>Há quem aprecie utilizar nos seus smartphones wallpapers que fazem parecer que o ecrã é transparente e revela o que está no interior do aparelho. Agora, é a vez de também os iPhone 12 receberem esse tratamento, abrangendo tanto o >iPhone 12 e 12 Pro, como também o >iPhone 12 mini e iPhone 12 Pro Max.>iPhone 12 mini>/>>/> >iPhone 12>/>>/>>iPhone 12 Pro>/>>/>>iPhone 12 Pro Max>/>>/>Clicar nas imagens para as abrir em grande, e depois gravar e definir como imagem de fundo nos iPhone 12 respectivos. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Exynos 2100 pode bater o Snapdragon 875

    21 Novembro 2020 >Como o Snapdragon 875, o Exynos 2100 também é construído no processo EUV de 5nm da Samsung. Exynos 2100 melhor do que Snapdragon 875 O Leakster, Ice Universe sugere que o Exynos 2100 é melhor do que o Snapdragon 875. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Apple lança nova atualização do Big Sur com correções para os MacBook

    20 Novembro 2020 Após a recente disponibilização do iOS 14.2 para os iPhone, a Apple lança agora uma atualização para o sistema operativo macOS Big Sur. A mais recente versão desta plataforma, o macOS Big Sur 11.01, com importantes correções para os MacBook. A gigante de Cupertino não especificou o propósito deste lançamento, mas tal deverá prender-se com as políticas de segurança introduzidas pela nova versão que geraram alguma controvérsia entre a comunidade de utilizadores da marca. Há uma nova atualização do macOS Big Sur A nova compilação deverá resolver os problemas de instalação em modelos mais antigos dos computadores portáteis da linha Pro. A saber, os MacBook Pro de 2013 e 2014 referidos expressamente no documento de suporte ao novo software. De acordo com a fabricante, a atualização chega também aos Mac Pro (2013 e posterior), MacBook Air (2013 e posterior), MacBook e aos modelos Pro (finais de 2013 e posterior). Está também disponível para os Mac mini (2014 e posterior), iMac (2014 e posterior), MacBook (2015 e posterior) e ao iMac Pro (todos os modelos). A tecnológica detalha ainda as etapas que os utilizadores podem seguir caso encontrem algum entrave durante a atualização. Com a maioria dos clientes a conseguir instalar corretamente as novidades, a Apple tomou diversas medidas para auxiliar os utilizadores, algo que nem sempre foi eficaz. O macOS Big Sur causou alguns problemas nos MacBook Com base no relato de vários utilizadores, a atualização de sistema foi recebida com alguns problemas em diversos portáteis Apple, sobretudo nos mais antigos. Mais concretamente, nos MacBook Pro de 13 polegadas e também nos modelos Air de finais de 2013 e meados de 2014. A problemática mais comum consistia na apresentação de um ecrã preto que teimava em não desaparecer. Outras situações relatadas davam conta de um círculo em que uma linha aparecia no ecrã, bem como o boot loop do sistema. Ainda de acordo com os utilizadores, nem mesmo ao reiniciar o computador era possível retomar a instalação, ou contornar o problema. De igual modo, nem com as ferramentas Internet Recovery da Apple a empreitada teve melhor desfecho. Os utilizadores podem descarregar as novidades ao acederem a Preferências de Sistema - Atualizações de Software. Ao mesmo tempo, a Apple publicou este documento de suporte, no qual detalha alguns cuidados e soluções alternativas. 4 passos a seguir em caso de problemas com a instalação do Big Sur Pressione, sem largar, o botão On/Off do computador Apple durante pelo menos 10 segundos, depois solte. Isto desligará o Mac. Remover dispositivos de armazenamento externo ligados ao computador. Qualquer pen USB, cartão de memória inserido na respetiva slot, bem como monitores externo. Desligue todos os cabos afetos a estes periféricos. Mantendo-se o problema nos portáteis com bateria não removível, reinicie o SMC do Mac. Perdurando o problema, reinicie a NVRAM no Mac Por fim, caso nenhuma das medidas surta efeitos positivos, a tecnológica insta os proprietários destes modelos de MacBook a entrar em contacto com o Suporte da Apple. Editores 4gnews recomendam: macOS Big Sur: 3 cuidados ao fazer a instalação em computadores Apple Google Gmail para iPhone (iOS 14) recebe o desejado widget Apple muda regras da App Store para apoiar os pequenos programadores 4gnews »

  • Apple condenada a multa milionária por tornar lentos alguns iPhone

    19 Novembro 2020 A Apple terá que pagar 113 milhões de dólares, o equivalente a 95 milhões de euros, tendo-se comprovado a lentidão intencional de alguns modelos de iPhone antigos. O comportamento foi induzido mediante as atualizações do sistema iOS. O anúncio foi feito pela própria gigante de Cupertino, pedindo também desculpas pelo sucedido e justificando a ação com o que considerava ser uma medida de proteção da vida útil das baterias, sobretudo nos modelos de iPhone mais antigos. A Apple tornou lentos alguns modelos de iPhone Através de comunicado à imprensa, a Apple reconheceu na última quarta-feira que uma atualização de software, disponibilizada em 2017, veio realmente tornar lentos alguns iPhones mais antigos. À data, o caso foi amplamente exposto em vários momentos. Então apelidado de " batterygate ", o escândalo explodiu quando os utilizadores começaram a reportar, em massa, uma lentidão generalizada em vários modelos de iPhone, imediatamente após a instalação de uma atualização do sistema iOS. A Apple viria a público admitir que a lentidão aplicada foi intencional. Tal medida, de acordo com a gigante tecnológica, visava poupar as baterias mais antigas das exigências do novo software e impedir, por exemplo, que o iPhone se desligasse abruptamente. Ainda que o propósito possa ter mérito, a alteração foi introduzida sub-repticiamente e, além das críticas à natureza desta alteração, somaram-se as vozes que viram nesta lentidão propositada uma medida de fomento às vendas dos novos modelos. À multa milionária soma-se a obrigação de transparência Após a investigação e subsequente ação legal, deu-se como provada a lentidão intencional em alguns iPhone, não tendo a empresa informado os seus clientes. Face ao exposto, a Apple terá que pagar a multa milionária, estando também legalmente obrigada a um maior dever de transparência. Já numa nota mais positiva, a tecnológica anunciou uma redução nas comissões praticadas na sua loja de aplicações, a App Store, uma medida enquadrada no novo esforço de fomento dos pequenos negócios e indústrias. O novo App Store Small Business Program Mais concretamente, a comissão baixará de 30% para 15% para todos os detentores de pequenos negócios, considerando para o efeito o teto de 1 milhão de dólares de faturação anual. A iniciatia é apelidada de App Store Small Business Program. Importa frisar que esta diminuição nas taxas aplicadas pela App Store só se fará sentir neste grupo restrito de pequenas empresas. O programa entrará em vigor no dia 1 de janeiro de 2021 e visa assim fomentar a pequena iniciativa privada. "Os pequenos negócios são fundamentais para a economia global, sendo também o pulsar da inovação e oportunidade em várias comunidades e pontos espalhados pelo mundo. Estamos a lançar este programa para incentivar as pequenas empresas a escreverem o próximo capítulo da sua criatividade e prosperidade na App Store e, para produzir as apps de qualidade que os nossos consumidores adoram."-declarações de Tim Cook, CEO da Apple. Há três pontos a reter: 1. Os programadores atuais, que tenham faturado até 1 milhão de dólares durante 2020, entre todas as suas aplicações, bem como os novos programadores na App Store podem eleger-se para o programa de comissões reduzidas. 2. Caso um programador integrante do programa de comissões reduzidas ultrapassar a fasquia do milhão de dólares, aplicar-se-á a taxa padrão (30%) no período remanescente desse ano. 3. Caso um programador, ou empresa, apresente uma quebra de faturação, ficando abaixo do milhão de euros em determinado ano, poderá candidatar-se e usufruir do programa de comissões reduzidas para 15% no ano seguinte. Editores 4gnews recomendam: Rumores sobre fim da parceria entre a Huawei e Leica são mentira! Xiaomi Mi 11 Pro: detalhes de câmara e ecrã são revelados Colunas Google Nest com grande promoção de Black Friday (unidades limitadas) 4gnews »

  • Apple reconhece problemas em alguns ecrãs dos iPhone 12

    19 Novembro 2020 Seja qual for a fabricante, problemas em novos modelos serão sempre uma constante para alguns utilizadores. E os novos iPhone 12 não fogem a essa regra. Nos últimos dias, alguns utilizadores terão notado problemas no ecrã dos novos modelos, ficando estes com tons esverdeados, E a empresa de Cupertino já terá reconhecido o problema. Problema no ecrã dos iPhone 12 deve ser resolvido com atualização Segundo avança o MacRumors, a Apple terá pedido aos técnicos dos centros autorizados para não aceitarem reparações de modelos com estes problemas. Ao invés disso, a marca pede que os utilizadores mantenham os equipamentos atualizados. Isto significa, para possível descanso de quem tenha estes problemas, que se trata apenas de uma falha de software. Como tal, deverá ser resolvido numa próxima atualização. Que iPhone 12 estão a ser afetados? Ao que é referido pela mesma fonte, todos os modelos do iPhone 12 podem ser afetados por este problema. E este acontece quando o brilho é levado abaixo dos 90%, como na imagem. No entanto, alguns destes utilizadores terão instalado a versão beta do iOS 14.3. Deves ter em conta que podes queixar-te do problema à Apple neste formulário, se fores um dos afetados. No entanto, é de esperar que o problema seja mesmo de software, e seja muito em breve resolvido com uma atualização. Editores 4gnews recomendam: Google Gmail para iPhone (iOS 14) recebe o desejado widget Apple revela segredos do MagSafe Duo. E não são animadores Apple muda regras da App Store para apoiar os pequenos programadores 4gnews »

  • iPhones 12 com problemas no ecrã a baixa luminosidade

    19 Novembro 2020 >/>O ecrã do >iPhone 12 Pro Max pode ter batido recordes, mas há um bug a afectar os ecrãs de toda a família iPhone 12 com alteração da tonalidade em níveis de luminosidade reduzidos.>Alguns utilizadores com iPhones 12 - abrangendo todos os modelos, iPhone 12, 12 Mini, 12 Pro e 12 Pro Max - estão a queixar-de >alterações anormais na tonalidade do ecrã quando se reduz o brilho para valores abaixo dos 90%. Em vez de manter as tonalidades correctas, o ecrã passa a exibir tonalidades cinzentas ou esverdeadas.Este não é propriamente um problema desconhecido, tendo já se passado por um caso idêntico com alguns iPhone 11 / 11 Pro / 11 Pro Max, que a Apple acabou por conseguir corrigir através de uma actualização no iOS 13.6.1. Algo que também deverá voltar a acontecer neste novo caso, com as informações da Apple para os reparadores a ser a de que não devem fazer qualquer substituição dos iPhones, e pedindo apenas aos utilizadores para manterem os iPhones actualizados.Gerir a luminosidade num ecrã OLED obriga a sistemas de regulação mais complexos, já que os subpixeis RGB vão reagindo de forma diferente à redução da intensidade, fazendo com que seja necessário aplicar diferentes "correcções de cor" para cada nível de luminosidade, particularmente nos níveis de luminosidade mais reduzidos. É algo que a Apple deverá conseguir corrigir com uma actualização, tal como já fez com os iPhone 11. >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Samsung Galaxy A50s começa a receber atualização One UI 2.5

    18 Novembro 2020 >Começando com a linha Galaxy A, agora chegou a vez também da linha Galaxy M. O mais recente smartphone a ganhar a One UI 2.5, é o Galaxy A50s. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • Samsung Galaxy S20 recebe nova atualização One UI 3.0 beta

    18 Novembro 2020 >Agora a marca sul coreana está a enviar uma nova atualização, One UI 3.0 beta para o seu flagship de 2020. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • Apple revela segredos do MagSafe Duo. E não são animadores

    18 Novembro 2020 Uma das grandes novidades dos novos iPhone 12 é o carregamento sem fios magnético, conseguido através dos acessórios MagSafe. E já depois da apresentação oficial, a marca colocou no seu site o MagSafe Duo. O equipamento tem como grande propósito carregar um iPhone e um Apple Watch sem fios. Mas no seu site oficial a Apple revelou agora que este é menos potente que o “normal” MagSafe. MagSafe Duo só carrega a 11W ou 14W, dependendo do carregador Recorde-se que o MagSafe “normal” consegue carregar um iPhone 12 sem fios a 15W. No entanto, com o carregador de 20W da Apple, este MagSafe Duo só consegue chegar aos 11W. Detalhes do MagSafe Duo no site da Apple. Crédito: Mark Gurman Para conseguires chegar a um carregamento de 14W com o MagSafe Duo, terás de fazer um investimento adicional. Isto porque só o consegue com um adaptador de corrente de 27W ou mais. O MagSafe Duo só fica disponível para compra “em breve” no site da Apple, mas vai custar 149€ em Portugal. Como se isso não bastasse, chega sem carregador na caixa. Isto significa que, querendo um carregador Apple terás comprar o de 20W que custa 25€ adicionais. E como este só te permite carregar a 11W, a Apple tem como outra solução o de 30W do MacBook que custa 55€. Perante este cenário, o MagSafe Duo não é um produto que aconselhe, a não ser que não dispenses a conveniência de também carregar o Apple Watch. Se quiseres carregar o teu iPhone 12 de forma magnética o MagSafe normal é a escolha óbvia. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Black Shark 4 terá funcionalidade melhorada do iPhone 12 Pro, garante executivo Apple com publicidade no iPhone e iPad? Entende o que se passa iPhone dobrável está um passo mais perto de ser lançado 4gnews »

  • Samsung Galaxy S21 com processador Exynos serão os mais poderosos em 2021

    17 Novembro 2020 Este ano, gerou-se uma grande controvérsia em torno dos Samsung Galaxy S20 e os seus processadores. São várias as provas que mostram que a versão com processador Snapdragon 865 é mais potente e eficiente que a semelhante com processador Exynos 990. Mas tudo indica que no próximo ano os papéis se inverterão. De acordo com o que avança o conhecido leaker Ice Universe, a versão do Samsung Galaxy S21 com processador Exynos 2110 terá um desempenho consideravelmente superior à semelhante com Snapdragon 875. Primeiros testes do Samsung Galaxy S21 com Snapdragon 875 desiludem Na sua mais recente publicação na rede social Twitter, Ice Universe partilha resultados preliminares de um Samsung Galaxy S21 com o novo processador da Qualcomm. Os resultados mostram uma pontuação final de 3319 pontos em testes multi-core. I am worried about the Snapdragon 875, I hope this is not the final result, otherwise it will be beaten by Exynos 2100, which has a multi-core score of 4000.???? pic.twitter.com/fJXDszb6Hh — Ice universe (@UniverseIce) 17 de novembro de 2020 Este número seria bastante animador não fosse o resultado que a versão do mesmo equipamento, com processador Exynos 2100, teve nas mesmas circunstâncias. Segundo Ice Universe, estes fixaram.se nuns incríveis 4000 pontos. Infelizmente, não temos imagens que possam documentar a incrível pontuação que o Exynos 2100 alegadamente obteve na plataforma Geekbench. Teremos de acreditar na palavra de Ice Universe, que já mais do que uma vez de revelou certeiro nas suas previsões dos desígnios da tecnológica sul-coreana. O que permitirá ao Exynso 2100 ser superior ao Snapdragon 875? Nos últimos anos temos visto um equilíbrio entre o novo SoC Exynos e Snapdragon. Ambos costumam partilhar o mesmo processo de litografia na sua produção e contar com núcleos semelhantes. O mesmo irá acontecer no próximo ano, contudo, parece que o novo processador da Samsung contará com núcleos a correr a uma frequência superior. De acordo com Ice Universe, as frequências do Exynos 2100 poderão ascender aos 2.91Ghz, ao passo que o Snapdragon 875 deverá ficar-se pelos 2.84Ghz. No papel, esta não é uma diferença muito grande. Contudo, tudo indica que os resultados finais serão bastante diferentes e poderão dar finalmente a vantagem aos utilizadores europeus dos próximos topos de gama da Samsung. Editores 4gnews recomendam: Linha Samsung Galaxy Note pode desaparecer já em 2021 Samsung Galaxy M12 chegará com design totalmente diferente! Vê as primeiras imagens Misterioso smartphone da Samsung visto nas mão de executivo! (com ecrã rolável?) 4gnews »

  • Xiaomi Black Shark 4 terá funcionalidade melhorada do iPhone 12 Pro, garante executivo

    17 Novembro 2020 Esteja mais à frente ou atrás no que diz respeito a avanços tecnológicos, o iPhone ainda é visto por muitos como o equipamento padrão da indústria mobile. E a Black Shark que o diga. A subsidiária da Xiaomi focada em gaming está a preparar o seu próximo smartphone - presumível Black Shark 4. E segundo um dos seus executivos, este terá uma funcionalidade do iPhone 12 Pro, mas melhorada. “Ontem estive um jantar com a equipa e observei que o Black Shark tem uma funcionalidade experimental que já ultrapassou o iPhone 12 Pro”, avançou Luo Yuzhou na rede social Weibo. No caso, não foi revelada qual a funcionalidade que está a ser trabalhada. E isso fez levantar alguma especulação em relação às características distintivas do iPhone 12 Pro. Carregamento magnético (tipo MagSafe) melhor pode estar no Black Shark 4 Uma das funcionalidades em causa pode ser uma tecnologia de carregamento magnético, tipo o MagSafe. Sendo este um smartphone gaming, é algo que faz algum sentido. Esta pode ser também uma forma de a Black Shark mandar uma farpa à Apple por apenas ter um ecrã de 60Hz neste modelo. Contudo, parece mais provável que estejam a falar da tecnologia de carregamento. Recorde-se que o Black Shark 3S, lançado em julho deste ano, chegou ao mercado com característicos de topo. E já tinha uma taxa de atualização de 120Hz. Outra possibilidade é o facto de podermos ter neste equipamento um sensor LiDAR. Este pode ser usado para a Realidade Aumentada em jogos. Em breve a marca deve partilhar detalhes mais concretos sobre este assunto. É de esperar que o Black Shark 4 seja apresentado apenas em 2021. Editores 4gnews recomendam: Huawei confirma oficialmente a venda da Honor! Percebe o que mudará MIUI 12: é seguro atualizar o smartphone Xiaomi em Portugal Xiaomi prepara-se para lançar um novo smartwatch chamado Mibro Air 4gnews »

  • Samsung Galaxy S21 Plus no Geekbench, com Snapdragon 875 e Android 11

    17 Novembro 2020 >O Samsung Galaxy S21 Plus fez agora uma passagem na plataforma de testes, Geekbench. Claramente a sugerir que a marca sul coreana, está a testar a sua performance antes do seu anúncio oficial. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • Apple com publicidade no iPhone e iPad? Entende o que se passa

    17 Novembro 2020 Se tal como eu já tiveste um smartphone da Xiaomi, sabes que a empresa tem por hábito colocar anúncios em algumas das suas apps. Isto faz com que consiga daí gerar receitas, e por isso possa ter equipamentos mais em conta. Veja-se o exemplo do Poco X3. Mas a Apple está a ser acusada de fazer algo semelhante. Apple acusada de fazer publicidade no iPhone e iPad Se tal como eu compraste recentemente um equipamento da Apple, deparaste-te com a possibilidade de subscrever alguns dos novos serviços de forma gratuita. Falo do Apple TV+ ou do Apple Arcade, que podes usar de forma gratuita por um ano ou três meses, respetivamente. Como nem todos os utilizadores sabem imediatamente desta possibilidade, a Apple deixa uma nota informativa em relação a esse facto nas ‘Definições’ para que possas experimentar os serviços de forma gratuita. E claro, podes declinar essa possibilidade. O que alguns utilizadores referem é que depois de recusarem isso lhes continua aparecer. E isso está a ser visto como meros anúncios. Deves ter em conta que uma coisa são anúncios de empresas externas espalhados pela interface. Outra coisa é algo a que também podemos chamar lembrete de que podes utilizar um destes serviços de forma gratuita por um determinado período. Deves ter em conta, no entanto, que assim que subscreveres um dos serviços ele se vai renovar automaticamente ao fim do período experimental. Por isso, se o fizeres e não quiseres ir além desse período, tem atenção às datas. Ficaremos atentos para perceber se a Apple vai reagir a estas acusações. No entanto, é bom referir que depois de recusar aderir ao Apple Arcade, não voltei a ver essa mensagem no meu equipamento. Editores 4gnews recomendam: iPhone dobrável está um passo mais perto de ser lançado Apple iPhone 12 Pro Max e 12 mini sobrevivem a teste de durabilidade Apple vai atacar a Xiaomi, OPPO e Vivo com o próximo iPhone SE Plus 4gnews »

  • Pré-vendas Huawei Mate 40 Pro superam expectativas! Quando o vão receber?

    17 Novembro 2020 >Com argumentos que o colocam no topo das tabelas de Benchmark e com um espetacular potencial de sucesso o Huawei Mate 40 Pro tem tudo para fazer história. Desde que chegue ás mãos dos utilizadores. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • iPhone dobrável está um passo mais perto de ser lançado

    17 Novembro 2020 A Samsung é dona e senhora do mercado de smartphones dobráveis, com a Huawei e a Motorola logo à espreita. Mas num futuro próximo, será também a Apple a entrar nesta ‘luta’. Segundo vários fornecedores referiram ao Economic Daily News, a empresa de Cupertino terá enviado iPhones dobráveis à Foxcoon para início de testes. Esta mesma fonte adianta que a Apple estará a avaliar qual será o melhor painel a usar. No caso, a empresa de Cupertino tem em cima da mesa usar um ecrã OLED ou um micro-LED. Como seria de esperar, a Apple está também muito preocupada com a zona de dobragem. Os equipamentos terão de ser resistentes acima de 100 mil aberturas e fechos. Conceito de iPhone dobrável Samsung será a fornecedora do ecrã do iPhone Quem melhor para fazer o ecrã de um iPhone dobrável? A Samsung, que lidera o mercado será, segundo este relatório, a fornecedora dos ecrãs destes equipamentos. Jon Prosser referiu em junho deste ano que o iPhone dobrável teria dois ecrãs separados. Isto significa que pode vir a ser uma solução mais perto daquela que vimos no Surface Duo, ao invés do que a Samsung tem apostado. No entanto, para já é prematuro fazer especulações acerca do design de um equipamento que ainda se encontra no segredo dos deuses. A Apple terá planos para lançar o terminal em setembro de 2022, e saberemos que quando isso acontecer é porque poderá apresentar algo de verdadeira qualidade. Editores 4gnews recomendam: Apple iPhone 12 Pro Max e 12 mini sobrevivem a teste de durabilidade iPhone 12 mini é desmontado e revela os esforços da Apple Apple vai atacar a Xiaomi, OPPO e Vivo com o próximo iPhone SE Plus 4gnews »

  • iPhone 12 mini é desmontado e revela os esforços da Apple

    16 Novembro 2020 A miniaturização foi um dos maiores esforços da Apple ao conceber o novo iPhone 12 mini. A luta dos engenheiros contra as dimensões físicas do produto é agora revelada com a desmontagem pormenorizada, passo a passo, pela equipa da iFixit. A bateria menor não é a única "compactação", longe disso, aliás, com vários sacrifícios a serem feitos em nome do tamanho do novo telemóvel. Note-se ainda que esta passa a ter 8,57 Wh e uma capacidade de 2227 mAh O iPhone 12 mini é um prodígio da engenharia iPhone 12 mini (à esquerda) e iPhone 12 (à direita). Crédito: iFixit. Ainda relativamente à bateria do iPhone 12 mini, apesar de pequena (2227 mAh), consegue ser maior que a do iPhone SE (2020), com uns magros 1821 mAh de capacidade. Mas, passemos a outros componentes realmente interessantes. Por exemplo, o motor de vibração do smartphone - Taptic Engine - também ele encolheu na ordem dos 25% face ao iPhone 12, tal como o altifalante. Aliás, a gigante de Cupertino conseguiu inclusive esconder o sensor de luz ambiente que regula, por exemplo, a luminosidade automática do ecrã. O motor de vibração - taptic engine - do iPhone 12 mini. Crédito: iFixit Mesmo conseguindo compactar vários dos componentes-chave do smartphone, o espaço não sobra. Aliás, vemos o motor de vibração justaposto com o altifalante, tudo muito próximo da bateria e da estrutura em metal do telemóvel Apple. Ainda de acordo com o testemunho da iFixit, empresa especializada na reparação de dispositivos móveis e componentes eletrónicos, não há realmente o menor espaço sobrante para acomodar, por exemplo, a porta áudio jack de 3,5 mm. Pormenor da bobine de fio cobre para mediar o carregamento sem-fios. Crédito: iFixit O procedimento efetuado pela empresa norte-americana permitiu-lhe aferir vários dos esforços da gigante tecnológica, concluindo que todo o espaço útil foi realmente aproveitado. Note-se, por exemplo, a imagem acima com o componente que torna possível carregar o iPhone sem-fios e que ocupa uma boa porção da sua traseira. Por fim, a iFixit determinou que apesar de muito compactado, o novo iPhone 12 mini é um telemóvel relativamente fácil para reparar, algo que certamente agradará aos técnicos do setor, bem como aos utilizadores mais curiosos. Em nota pessoal, a Apple conseguiu colocar no mercado um smartphone potente para os consumidores que preferem um formato reduzido e, quiçá, utilizar o smartphone com uma só mão. Algo que recentemente só a Sony ainda tentava fazer, sendo assim uma introdução bem-vinda e acrescentando diversidade ao mercado mobile. Editores 4gnews recomendam: Apple vai atacar a Xiaomi, OPPO e Vivo com o próximo iPhone SE Plus Apple iPhone 12: vê as melhores dicas para captar vídeos incríveis! Apple iPhone 12 Mini: utilizadores referem problemas no ecrã do smartphone 4gnews »

  • Apple vai atacar a Xiaomi, OPPO e Vivo com o próximo iPhone SE Plus

    16 Novembro 2020 Os rumores referem que a Apple prepara-se para lançar ainda mais smartphones para o próximo ano. Já há muito que se diz que a empresa de Cupertino prepara um outro iPhone SE para conseguir atacar diferentes segmentos de mercado. Com este iPhone SE 2020, percebemos que a Apple não se quer focar apenas nos topo de gama. Ainda que as especificações do iPhone SE sejam de topo de gama, o seu preço, design e público não era. Xiaomi, OPPO e Vivo que se cuidem com o futuro Apple iPhone SE Plus Ao que parece, a fabricante de módulos de câmaras para smartphone Sunny Optical está em conversações com a Apple de forma a conseguir oferecer possibilidades e módulos para as câmaras do futuro iPhone SE. Esta fabricante referiu que os pedidos da Huawei caíram significativamente e que estão à procura de parceiros de negócios como a Apple. A Apple utiliza neste momento a empresa taiwanesa "Yujingguang" para fabricar esses módulos. Porém, os preços são ligeiramente superiores aos da Sunny Optical. Ou seja, caso o negócio se feche, como as fontes da DigiTimes dizem que vai acontecer, a Apple conseguirá fabricar um smartphone "SE" ainda mais em conta. Em síntese, este será o dispositivo que atacará de forma séria as fabricantes como Xiaomi, OPPO e Vivo que tentam saltar à vista com a redução de mercado da Huawei. iPhone SE é uma "pérola dourada" para a Apple A Apple atreveu-se a baixar o preço de um smartphone pela primeira vez. Além disso, só nos deu o compromisso no design. Isto porque o terminal é tão potente quanto o iPhone 11 e modelos Pro. Para utilizadores (como eu) o design não é muito relevantes, as câmaras também não. E acredito plenamente que muitos utilizadores pensem da mesma forma. Resta-nos saber se o modelo "Plus" terá um design idêntico ao iPhone 8 Plus ou aos novos iPhones. Editores 4gnews recomendam: iPhone 13 vai resolver uma das grandes desilusões do iPhone 12 Preso em casa? 10 séries que vale a pena ver na Netflix e Apple TV+ PS5: primeiras unidades apresentam alguns problemas sérios 4gnews »

  • Samsung Galaxy S21 (S30) terá uma construção (seriamente) questionável

    16 Novembro 2020 Voltamos à conversa com os novos Samsung Galaxy S21 (ou Samsung Galaxy S30). Já tivemos um olhar como será o seu design e especificações, agora está na hora de falar do material de construção. De acordo com as mais recentes informações, a Samsung estará a preparar-se para construir os futuros topo de gama Samsung Galaxy S21 em plástico. Idêntico ao que vimos no Note 20 na sua versão mais barata. Samsung Galaxy S21 (S30) serão construídos de plástico Na verdade, não é propriamente plástico aos olhos da fabricante. A Samsung chama-lhe " glastic ". Uma junção de plástico e vidro que faz com que o material seja mais resistente e permita a adição de carregamento sem fios. Já desde os Samsung Galaxy S6 que a Samsung aposta em vidro nos seus smartphones topo de gama. Assim sendo, não me parece que esta seja uma decisão fácil a que procura algo premium. Aliás, a Samsung foi das primeiras a trazer o vidro como um material de construção na traseira. Numa altura onde a Apple apostava no metal e a LG nos cabedal. Só mesmo a Sony é que tentava igualar a qualidade de construção. Glastic que chega nos Galaxy Note 20 e S20 FE Plastic back pic.twitter.com/zTh2JJkefG — Max Weinbach (@MaxWinebach) 24 de setembro de 2020 O " glastic " foi referido antes dos novos Note 20 serem lançados e chegaram também ao Galaxy S20 FE. Um dispositivo com um preço mais apelativo e que está a ganhar fama e tração no mercado. No vídeo que foi partilha há uns meses, vemos a Samsung a dizer que o plástico nem é assim tão mau. A verdade é que já começo a acreditar que têm razão. Pode até não parecer tão Premium, porém, as preocupações não serão as mesmas. O meu receio é que a Samsung opte por um material (obviamente) menos Premium, contudo, continue a cobrar o mesmo preço pelos seus smartphones. Editores 4gnews recomendam: Google Fotos: vais deixar de usar a aplicação agora que não há espaço ilimitado? (Sondagem) Preso em casa? 10 séries que vale a pena ver na Netflix e Apple TV+ IPTV Pirata: mais de 5500 servidores desativados na Europa 4gnews »

  • Apple iPhone 12: vê as melhores dicas para captar vídeos incríveis!

    16 Novembro 2020 A gigante de Cupertino publicou recentemente um novo vídeo da série " Shot on iPhone " em que tradicionalmente nos mostra as capacidades cinematográficas dos seus telemóveis. Agora, com os Apple iPhone 12, os resultados são incríveis! Aos fãs da maçã e da sétima arte o novo vídeo gerará algumas expressões de contemplação e fascínio perante o nível de qualidade que podemos razoavelmente esperar e obter a partir dos telemóveis Apple. Os resultados estão à vista. As capacidades cinematográficas dos novos Apple iPhone 12 Shot on iPhone 12 — Everyday Experiments. Get creative at home. O vídeo foi encomendado pela Apple, com os resultados a surpreenderem pela utilização de itens banais, objetos que encontramos na maioria das cozinhas e lares. Não obstante, a criatividade dos produtores não deixará nenhum espetador indiferente. A edição das filmagens foi feita na aplicação iMovie, o editor simples e gratuito da Apple. Os criadores usaram a função "ecrã verde" ou green screen para conseguir captar os efeitos de movimento e aparente suspensão dos balões coloridos. O resultado, com o vídeo editado, é uma panóplia de cores e efeitos psicadélicos com explosões de cor, textura e efeitos que nos desprendem da realidade. Contudo, o que aqui vemos foi filmado com os Apple iPhone 12 e vários objetos comuns. Preso em casa? Atreve-te a criar com os Apple iPhone 12 Este foi o slogan escolhido pela tecnológica de Cupertino para dar a conhecer as capacidades de vídeo da nova geração de telemóveis iOS. Desde pinturas de luz à noite, efeitos brilhantes, balões e câmara lenta, entre outras opções. O vídeo mostra-nos como planear, produzir, captar e até editar as filmagens a partir do telemóvel Apple com o iMovie. Isto mostra-nos também as capacidades do processador A14, além do modo "Night mode" com capacidades reforçadas. Em síntese, além de cumprir o propósito publicitário, este vídeo da Apple contém boas dicas para despertar a criatividade dos utilizadores. Seja para partilhar nas redes sociais, ou para algo mais sério, há aqui conselhos valiosos. Editores 4gnews recomendam: MacOS Big Sur: se tens este modelo não atualizes! Está a avariar Macbook Pro mais antigos iPhone 12 Mini: utilizadores referem problemas no ecrã do smartphone iPhone 12 Pro: Bateria é péssima para jogos no smartphone 4gnews »

  • Apple iPhone 12 Mini: utilizadores referem problemas no ecrã do smartphone

    16 Novembro 2020 O Apple iPhone 12 Mini começa aos poucos a chegar aos utilizadores, isto significa que os problemas que a Apple não detetou antes do lançamento, começam a aparecer. Desta vez, os utilizadores do iPhone 12 Mini reclamam que o seu smartphone não está a detetar toques no ecrã quando está bloqueado. Contudo, este problema é mais estranho do que parece. O problema no Apple iPhone 12 Mini Os recentes utilizadores do iPhone 12 Mini saltaram para o Reddit indicando alguns dos seus problemas. Aparentemente, o smartphone não está a detetar o polegar dos utilizadores quando o equipamento está bloqueado. Ou seja, os atalhos para a câmara e para a lanterna não funcionam. Aliás, muitos chegaram a referir que o seu equipamento não permite, sequer, deslizar para bloquear o equipamento com o polegar. Contundo, que funciona perfeitamente com os outros dedos. " Eu tive o meu (iPhone 12 Mini) por um dia, o ecrã de bloqueio não reconhece o meu polegar, mas todos os outros dedos funcionam bem ao deslizar para cima para desbloquear. " disse um utilizador no Reddit. Outro utilizador confirma " Sim! O mesmo problema aqui! Pensei que tinha apenas os polegares secos ou algo assim, mas isso não faz sentido porque eles funcionam em qualquer outro lugar. Fico feliz em saber que não estou sozinho." Já outro utilizador acreditava que ele era o único a sentir o problema " Graças a Deus, tive esse problema o dia todo e pensei que estava a ficar louco. Espero que uma solução chegue rápido." Apple ainda não se pronunciou sobre o assunto A Apple ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. A verdade é que parece que o iPhone 12 Mini não é único a ter problemas. Utilizadores do iPhone 12 e iPhone 12 Pro referem que não recebem mensagens nos seus iPhones ou notificações. Editores 4gnews recomendam: IPTV Pirata: mais de 5500 servidores desativados na Europa Preso em casa? 10 séries que vale a pena ver na Netflix e Apple TV+ MIUI 12: smartphones da Xiaomi estão a ter graves problemas com a atualização 4gnews »

  • Apple iPhone 12 Pro: Bateria é péssima para jogos no smartphone

    15 Novembro 2020 O iPhone 12 Pro Max é o maior smartphone da Apple em 2020. O novo equipamento tem um grande ecrã e uma grande bateria. Contudo, a autonomia deixa a desejar se és amante de jogos. Tal como o iPhone 12, iPhone 12 Pro ou 12 Mini, o modelo Pro Max não consegue ter uma autonomia que consiga bater na concorrência, segundo os testes da PhoneArena. De referir que todos os dispositivos passaram pelo mesmo tipo de teste com o mesmo tipo de Aplicações Apple iPhone 12 Pro dececiona na autonomia em jogos Modelo Tempo de autonomia Apple iPhone 12 Pro Max 3h 20 min Apple iPhone 11 Pro Max 7h 30 min Apple iPhone 12 Pro 3h 1 min Samsung Galaxy Note 20 Ultra 7h 17 min Samsung Galaxy S20 Ultra 5G 9h 12 min Google Pixel 5 5h 6 min Como podemos ver, no que toca à autonomia em jogos, o iPhone 12 Pro Max (tal como o iPhone 12) fica bem longe da concorrência. Aliás, o Samsung Galaxy S20 Ultra chega a ser quase 3 vezes superior. A Apple terá mesmo de fazer algo relativamente a este problema. É possível que seja o seu novo processador ou má otimização do iOS para jogos. Bateria em streaming de vídeo no YouTube Modelo Tempo de autonomia Apple iPhone 12 Pro Max 8h 37 min Apple iPhone 11 Pro Max 8h 58 min Apple iPhone XS Max 5h 25 min Apple iPhone 12 Pro 6h 48 min Samsung Galaxy Note 20 Ultra 7h Samsung Galaxy S20 Ultra 5G 10h 29 min Google Pixel 5 8h 49 min Autonomia do iPhone 12 Pro Max em browser na Internet Modelo Tempo de autonomia Apple iPhone 12 Pro Max 14h 6 min Apple iPhone 11 Pro Max 12h 54 min Apple iPhone XS Max 8h 33 min Apple iPhone 12 Pro 12h 35 min Samsung Galaxy Note 20 Ultra 11h 57 min Samsung Galaxy S20 Ultra 5G 12h 23 min Google Pixel 5 12h 40 min Já no que toca ao browser na Internet, o iPhone 12 Pro Max ganha com clara vantagem a todos os outros dispositivos concorrentes. Ou seja, é preciso mesmo que a Apple consiga equilibrar a situação. Acreditamos que uma atualização de software possa resolver o problema. Editores 4gnews recomendam: IPTV Pirata: mais de 5500 servidores desativados na Europa Preso em casa? 10 séries que vale a pena ver na Netflix e Apple TV+ MIUI 12: smartphones da Xiaomi estão a ter graves problemas com a atualização 4gnews »

  • Conheçam as especificações do Samsung Galaxy S21 em destaque

    15 Novembro 2020 >Como exemplo, a série Note 20 tem apenas pequenas superfícies curvas. Anteriormente o conhecido informador Ice Universe expôs uma suspeita película protetora para os Samsung Galaxy S21 / S21 +, na qual pode ser visto que as duas novas máquinas terão ecrã 2D, mais um pouco da curvatura que se foi. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Apple iPhone 12 Mini: bateria do smartphone deixa (seriamente) a desejar

    15 Novembro 2020 O Apple iPhone 12 Mini começa a chegar às mãos dos consumidores e começa também a ficar na hora de perceber até que ponto é que o equipamento merece assim tanto destaque. O pessoal do PhoneArena mostrou-nos o seu teste de bateria real do iPhone 12 Mini e podemos ver que o dispositivo deixa seriamente a desejar. Assim sendo, olhemos para a diferença entre o iPhone 12 Mini e outros smartphones em testes idênticos. iPhone 12 Mini a reproduzir vídeos do YouTube Modelo Horas de autonomia Apple iPhone 12 mini 5h 10 min Apple iPhone 12 6h 38 min Apple iPhone SE (2020) 4h 45 min Google Pixel 5 8h 49 min Samsung Galaxy S20 10h 20 min Samsung Galaxy Z Flip 6h 40 min Teste de bateria em browser na Internet Modelo Horas de autonomia Apple iPhone 12 mini 10h 56 min Apple iPhone 12 12h 33 min Apple iPhone SE (2020) 9h 5 min Google Pixel 5 12h 40 min Samsung Galaxy S20 12h 12 min Samsung Galaxy Z Flip 8h 26 min Duração de bateria do iPhone 12 Mini em jogos 3D Modelo Horas de autonomia Apple iPhone 12 mini 2h 22 min Apple iPhone 12 3h 1 min Apple iPhone SE (2020) 4h 59 min Google Pixel 5 5h 6 min Samsung Galaxy S20 7h 43 min Samsung Galaxy Z Flip 7h 46 min Olhando para estes números, podemos perceber que o iPhone 12 Mini (e iPhone 12) está longe de ser o melhor smartphone para gaming. Ainda que se aguente bem no browser da Internet, tudo o resto fica atrás da concorrência. O único smartphone que o iPhone 12 Mini pode competir (tirando nos jogos) é mesmo o iPhone SE. Um dispositivo que também conta com uma autonomia baixa face à concorrência. Em suma, a autonomia de um smartphone é feita mediante o teu uso. Ou seja, os números não dizem tudo. Desde que o telemóvel dure um dia com a tua utilização deves ficar feliz. Editores 4gnews recomendam: Preso em casa? 10 séries que vale a pena ver na Netflix e Apple TV+ iPhone 13 vai resolver uma das grandes desilusões do iPhone 12 Apple: novo iPad chegará com a nova tecnologia Mini-LED. Entende esta nova tecnologia 4gnews »

  • Samsung Galaxy S21 (S30): eis as especificações dos próximos smartphones topo de gama

    15 Novembro 2020 Os rumores apontam que o Samsung Galaxy S21 (ou Samsung Galaxy S30) serão revelados de forma oficial a meados de janeiro. Assim sendo, começa a ficar na hora de conhecermos um pouco mais sobre os equipamentos. As fugas de informações sobre o seu design já não são novas, porém, hoje temos as informações sobre as suas especificações. Especificações do Samsung Galaxy S21 (S30) Ecrã 6.2" polegadas Resolução FHD+ Tecnologia de ecrã OLED com 120Hz de Refresh Rario Processador Snapdragon 875/Exynos 2100 Bateria de 4,000 mAh Sistema Android 11 com One UI 3.0 Tecnologia 5G Wi-Fi 6 Bluetooth 5.1 Câmaras de 12MP (principal) + 12MP (grande angular) + 64MP (telefoto) Especificações do Samsung Galaxy S21+ (S30+) Ecrã 6.7" polegadas Resolução FHD+ Tecnologia de ecrã OLED com 120Hz de Refresh Rario Processador Snapdragon 875/Exynos 2100 Bateria de 4,800 mAh Sistema Android 11 com One UI 3.0 Tecnologia 5G Wi-Fi 6 Bluetooth 5.1 Câmaras de 12MP (principal) + 12MP (grande angular) + 64MP (telefoto) Especificações do Samsung Galaxy S21 Ultra (S30 Ultra) Ecrã 6.8" polegadas Resolução QHD+ Tecnologia de ecrã OLED com 120Hz de Refresh Rario Processador Snapdragon 875/Exynos 2100 Bateria de 5,000 mAh Sistema Android 11 com One UI 3.0 Tecnologia 5G Wi-Fi 6 Bluetooth 5.1 Câmaras de 108MP (principal) + 12MP (grande angular) + 10MP (telefoto x3) + 10MP (telefoto x10) Se estas informações estiverem corretas, o ecrã do modelo Ultra será ligeiramente menor que o S20 Ultra. Os terminais deverão ser idênticos entre si, a maior diferença deverá estar no modelo Ultra que contará com mais câmaras. Fala-se ainda que o dispositivo terá a possibilidade de funcionar com uma SPen. Relativamente a estas informações, ainda nada é garantido. Editores 4gnews recomendam: iPhone 13 vai resolver uma das grandes desilusões do iPhone 12 MIUI 12: smartphones da Xiaomi estão a ter graves problemas com a atualização Preso em casa? 10 séries que vale a pena ver na Netflix e Apple TV+ 4gnews »

  • Apple iPhone 12 Pro Max recebe pontuação de câmara de 130 pontos no DxOMark!

    14 Novembro 2020 >Pontuação da câmara Apple iPhone 12 Pro Max DxO 2º melhor smartphone com câmara para fotos logo a seguir ao Huawei Mate 40 Pro! Análise da pontuação da câmara do iPhone 12 Pro Max Como esperado, o iPhone 12 Pro Max alcançou uma pontuação superior aos 128 pontos do iPhone 12 Pro. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Joao Bonell Android Geek »

  • Mediatek MT6893 de 6nm revelado em benchmark

    14 Novembro 2020 >A marca de Taiwan revelou que tem por base um plataforma premium com núcleos, Cortex-A78 que chegam aos 3.0Ghz. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • Apple iPhone 12 Mini é desmontado e mostra-nos as diferenças do seu interior

    14 Novembro 2020 A Apple revelou pela primeira vez um modelo "mini" no seu portfólio. O Apple iPhone 12 Mini segue a mesma ideologia de design dos outros iPhone 12, porém, o seu interior é diferente. Visto que o telemóvel é consideravelmente menor, é normal que a Apple tenha de adotar diferentes medidas para conseguir fornecer toda a potência num espaço mais pequeno. Apple iPhone 12 Mini é desmontado em vídeo iPhone 12 mini teardown video O vídeo não é propriamente fácil de se entender, contudo, não vais necessitar de perceber tudo o que ele diz para veres o interior do iPhone 12 Mini. Confirma-se então a maior diferença deste iPhone 12 Mini para os outros modelos. A bateria não tem o aspeto "L". Desde o iPhone X que a Apple nos dá uma bateria em formato "L" para nos conseguir dar mais autonomia no iPhone. Tal não acontece no iPhone 12 Mini. A bateria é idêntica aos modelos antigos ou até ao iPhone SE 2020. A motherboard, contudo, tem o formato "L" para conseguir encaixar num espaço tão pequeno. Especificações do iPhone 12 Mini Ecrã: 5,4" polegadas Tecnologia de ecrã: Super Retina XDR OLED Processador: Apple A14 Bionic Memória RAM: Não referido Memória interna: 64 GB, 128 GB, 256 GB Dual-SIM: Sim, com e-SIM Câmaras principais: 12MP + 12MP grande angular Câmara frontal: 12MP Face ID Tecnologia 5G Bateria: 2227 mAh Carregamento sem fios Certificação IP68 O vídeo confirma também a bateria de 2227 mAh. Um tamanho consideravelmente pequeno para os terminais dos dias de hoje. Ainda assim, temos de pensar que o ecrã é menor e que o gasto de autonomia não deverá ser tanto. Além disso, o software da Apple é muito bom na gestão de autonomia nos seus smartphones. O novo iPhone 12 Mini já saiu em Portugal por 829€, um preço alto a pagar por um smartphone tão pequeno. Editores 4gnews recomendam: iPhone 12 Pro Max desmontado e as suspeitas da bateria são confirmadas iPhone 13 vai resolver uma das grandes desilusões do iPhone 12 Nokia 6300 e Nokia 8000 são oficiais! Telemóveis perfeitos para quem está farto de smartphones 4gnews »

  • Samsung Galaxy S21 (S30): modelo "Plus" será bem maior que o modelo "normal"

    14 Novembro 2020 O Samsung Galaxy S21 (que também poderá chegar como Galaxy S30) deverá ser revelado no início do próximo ano e os rumores são cada vez mais intensos. Hoje temos duas imagens que nos mostram a diferença entre o Samsung Galaxy S21 e Galaxy S21+. Infelizmente não temos uma noção concreta dos equipamentos, porém, este desenho e os protetores de ecrã mostra-nos a diferença de tamanho. Eis a diferença entre o Samsung Galaxy S21 (S30) e S21+ Normalmente não escreveríamos sobre dois pequenos desenhos em papel, porém, o leakster @IceUniverse já se mostrou correto no passado inúmeras vezes. Ou seja, é muito provável que venha a estar correto novamente. Aliás, o conhecido leakster tem um reportório interessante de informações corretas com os equipamentos da Samsung. Olhando para as imagens vemos o modelo Plus será consideravelmente maior que o modelo "normal". Como seria de esperar o modelo "plus" será maior, contudo, o que mais nos impressiona é a sua largura. As diferenças deverão ser maiores entre estes novos equipamentos daquilo que vemos entre o S20 e S20 Plus. Ou seja, parece que a Samsung prepara algo diferente para o modelo Plus. Galaxy S21?S21+ pic.twitter.com/BzIpHfdnXv — Ice universe (@UniverseIce) 13 de novembro de 2020 Rumores passados referem que alguns destes novos Samsung Galaxy S21 (S30) chegarão com a possibilidade de interagir com a SPen. Ainda que os rumores refiram apenas o modelo Ultra, com o tamanho do S21+ não nos admirava se esta característica estivesse também disponível neste equipamento. Em suma, a Samsung deverá revelar os novos equipamentos em meados de janeiro de 2021. Assim sendo, é mais que plausível que os rumores aumentem nas próximas semanas. Editores 4gnews recomendam: 10 Apps mais populares da atualidade e as que mais dinheiro ganham! (iOS e Android) iPhone 12 Pro Max desmontado e as suspeitas da bateria são confirmadas iPhone 13 vai resolver uma das grandes desilusões do iPhone 12 4gnews »

  • iPhone 13 vai resolver uma das grandes desilusões do iPhone 12

    13 Novembro 2020 Os novos iPhone 12 podem ter muitas coisas boas, mas há um ponto que todos ficaram desapontados: a sua autonomia. A inclusão de baterias de menor dimensão obviamente levou a um menor tempo de utilização em smartphones que nunca primaram pela durabilidade destas células. Mas se aquilo que o conceituado Ming-Chi Kuo revela na sua mais recente nota aos investidores se concretizar, isso mudará no próximo ano. Segundo ele, a Apple prepara-se para colocar baterias maiores no interior dos iPhone 13. Apple prepara-se para usar baterias não rígidas no interior dos iPhone 13 Ming-Chi Kuo frisa no seu novo relatório que a Apple prepara-se para usar um novo tipo de baterias no interior dos seus próximos smartphones. Estas serão de um material mais flexível, por isso, ocuparão menos espaço no interior do dispositivo. Com a transição para esta tecnologia, a Apple não espera apenas conseguir colocar baterias maiores no interior dos seus equipamentos. Esta mudança significará também custos de produção inferiores. Segundo Ming-Chi Kuo, os primeiro modelos a usar as novas baterias serão o iPhone 13 e iPhone 13 Mini. Nenhuma palavra foi dita acerca dos modelos Pro, portanto, teremos de esperar por mais informações. O que mais sabemos dos iPhone 13 Ainda falta muito tempo para a apresentação dos iPhone 13. No entanto, existem já algumas pistas sobre o que poderá a Apple estar a preparar para o próximo ano. Em primeiro lugar, importa frisar que o mesmo Ming-Chio Kuo prevê que a Apple mantenha o alinhamento introduzido este ano. Nesse sentido, esperamos pela apresentação do iPhone 13, iPhone 13 Mini, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max. Foi ainda referido que a tecnológica americana está a preparar melhorias na lente grande angular dos próximos modelos. Também se especula a introdução da taxa de atualização de 120Hz na próxima geração. Editores 4gnews recomendam: Câmaras do iPhone 12 Pro analisadas pela DxOmark. Um pequeno passo em frente iPhone 12 Pro Max desmontado e as suspeitas da bateria são confirmadas Apple iPhone SE 3 chegará com um ecrã maior e um modelo Plus 4gnews »

  • Câmaras do iPhone 12 Pro analisadas pela DxOmark. Um pequeno passo em frente

    13 Novembro 2020 Após revelar a sua análise ao ecrã do iPhone 12 Pro, a plataforma DxOMark revela o seu veredicto relativamente às câmaras do smartphone. Sem surpresas, o novo topo de gama da Apple posiciona-se entre os melhores do mercado neste segmento. Ainda assim, conclui-se que as melhorias face ao iPhone 11 Pro não foram muito significativas. Apenas quatro pontos separam ambos os modelos, o que significa que se tens um exemplar do ano passado, não compensará atualizares. Esta conclusão acaba por não surpreender ninguém, visto que o iPhone 12 Pro tem as mesmas lentes do iPhone 11 Pro. Se quiseres uma câmara superior, terás de optar pelo iPhone 12 Pro Max, cuja análise ainda não foi publicada. iPhone 12 Pro consegue 128 pontos nos testes da DxOMark Esta pontuação confere ao smartphone da Apple o quarto posto da hierarquia da DxOMark, com os mesmos pontos dos Xiaomi Mi 10 Pro. Olhando de outro prisma, podemos dizer que o iPhone 12 Pro ficou a uns distantes oito pontos do líder da tabela Huawei Mate 40 Pro (136 pontos). Apesar do marginal melhoramento face ao modelo do ano passado, as câmaras do iPhone 12 Pro fazem um excelente trabalho naquilo que lhe compete. Focagem automática, reprodução de cores e preservação de detalhes estão entre os principais louvores a este conjunto de lentes. Durante a apresentação dos equipamentos, a Apple enfatizou bastante a fotografia noturna nos seus novos equipamentos. Todavia, a DxOMark conclui uma presença evidente de ruído nas imagens capturadas, o que sacrifica o detalhe das mesmas. No que concerne às suas lentes dedicadas, a telefoto sofre quando se ultrapassa o zoom ótico de 2x que a ela suporta. Já a lente grande angular é boa, mas o detalhe tende a ficar um pouco atrás de outros topos de gama. Vídeo continua a ser o forte do iPhone Tal como tem sucedido em gerações anteriores, também o iPhone 12 Pro não desilude no que respeita à gravação de vídeo. Os principais aspetos desta tecnologia foram catalogados como excelentes. A expectativa recai agora sobre a análise à câmara do iPhone 12 Pro Max. Foi neste modelo que a Apple decidiu incluir melhores lentes e importa saber se os resultados serão significativamente superiores aos do 12 Pro. Editores 4gnews recomendam: iPhone 12 Pro Max contra Samsung e Huawei: esta é a melhor câmara iPhone 12 Pro Max desmontado e as suspeitas da bateria são confirmadas Novo iPhone SE em 2021? Apple vai deixar-te a sonhar 4gnews »

  • Samsung Galaxy A02 e Galaxy M02 Wi-Fi certificados, lançamento iminente

    13 Novembro 2020 >Ambos os equipamentos foram já certificados pela autoridade Bluetooth SIG, no mês passado, com passagens pouco depois no Geekbench e BIS. Ambos os smartphones têm especificações idênticas. >Publicado primeiro em >AndroidGeek - O maior site de Android em Português escrito por >Bruno Xarope Android Geek »

  • iPhone 12 Pro Max contra Samsung e Huawei: esta é a melhor câmara

    13 Novembro 2020 Esta semana já partilhamos contigo um teste à bateria do iPhone 12 Pro Max, quando comparado com os principais concorrentes. E a mesma fonte fez agora uma comparação de câmaras entre o novo ‘tubarão' da Apple e os da Samsung e Huawei. Em vídeo, o youtuber Mrwhostheboss compara as câmaras do iPhone 12 Pro Max, com as do Samsung Galaxy Note 20 Ultra e Huawei Mate 40 Pro. E a conclusão a que chegamos, é que a melhor câmara vai depender das preferências do utilizador, já que nenhum dos dispositivos ganha em todas as situações. Samsung Galaxy Note 20 Ultra é o mais consensual em relação a qualidade fotográfica No entanto, o youtuber refere que o Galaxy Note 20 Ultra é aquele que “regra geral” tem a melhor câmara num smartphone. Apresenta muito detalhe, alcance dinâmico "agressivo" e muitas opções. iPhone 12 Pro Max vs Samsung Note 20 Ultra / Huawei Mate 40 Pro Camera Test Comparison. iPhone 12 Pro Max mantém-se como o melhor smartphone para vídeo Contudo, há algo que pode ser preponderante para a escolha do iPhone 12 Pro Max. Isto porque mantém a tradição de ser a melhor câmara para vídeo num smartphone. Bom alcance dinâmico, consistência entre as lentes e vídeo com pouca luz são os grandes pergaminhos. Na fotografia, não fica muito longe do Samsung. O Huawei Mate 40 Pro parece conquistar pela versatilidade, um elevado número de funcionalidades, e pela qualidade das suas câmaras frontais. Mas, em suma, parece ser a câmara mais fraca das três. Embora a DxOMark diga o contrário. A conclusão com que ficamos é que terás uma boa experiência de fotografia com qualquer um destes três equipamentos. No nosso teste ao Galaxy Note 20 Ultra, verifiquei a sua grande qualidade e versatilidade fotográfica. E agora usar um iPhone 12 como smartphone pessoal, confirmo a elevada qualidade de vídeo. Editores 4gnews recomendam: O melhor do ecossistema Samsung em 2020: Review iPhone 12 Pro Max, Samsung, Xiaomi, Huawei e OnePlus: a melhor bateria Portugal entre os países onde o iPhone 12 é mais caro. Mas há um que abusa 4gnews »

  • Novo iPhone SE em 2021? Apple vai deixar-te a sonhar

    13 Novembro 2020 O primeiro iPhone SE chegou em 2016, e foi um verdadeiro sucesso. Com 1GB de RAM é um smartphone que ainda hoje uso como equipamento secundário, e continua para as curvas. O seu sucessor chegou em 2020 com um preço convidativo de 499€. Se estás à espera de ver um sucessor deste já em 2021, deves acautelar as tuas esperanças. Segundo o analista Ming-Chi Kuo, a Apple não tem nenhuns planos para lançar um novo iPhone SE na primeira metade do próximo ano. Como deves ter notado, este relatório não fala da segunda metade de 2021. Mas como é óbvio, esta não será altura para o lançamento de um novo SE, já que aí chegarão os iPhone 13 (ou iPhone 12s). Isto significa que se procuras um iPhone novo com o melhor preço que podes encontrar, o SE de 2020 vai continuar a ser a melhor opção disponível. A bateria não é das melhores, mas é um equipamento bastante ergonómico, com câmaras de qualidade e um processador A13 Bionic que simplesmente o faz voar. Se andas numa demanda por ter um smartphone que seja verdadeiramente pequeno, o meu conselho vai para que apostes no novo iPhone 12 mini. São 5.4 polegadas (ao invés das 4.7 do SE), mas num corpo menor. Isto porque existe um melhor aproveitamento de ecrã. O preço desse 12 mini é superior, já que começa nos 829 €. E antes de pensares em comprá-lo, deves conferir se a sua autonomia é ou não um entrave para ti. Quanto a um futuro SE, teremos de esperar certamente mais uns anos. Apple iPhone SE (2020) Review: LONGE da PERFEIÇÃO... Editores 4gnews recomendam: O grande problema do iPhone 12 mini. Vê antes de comprar Apple Silicon chega oficialmente a novos MacBook Pro, MacBook Air e Mac mini: preços e características macOS Big Sur chega ainda esta semana aos computadores da Apple 4gnews »