• Patente da Huawei revela novo Flip Phone com ecrã dobrável

    23 Novembro 2019 />  Uma patente publicada pela WIPO (World Intellectual Property Office) revela a nova ideia de smartphone dobrável da Huawei, onde se incluem um Design vertical. Android Geek »

  • Smartphones da Samsung terão um novo tipo de ecrã! Sabe os pormenores!

    22 Novembro 2019 A Samsung está, certamente, próxima a mostrar-nos o seu primeiro smartphone com um "ecrã cascata". A patente da empresa já foi registada em vários países e todos aceitaram que a sua nova tecnologia comece a comercialização. A patente mostra-nos um smartphone com ecrã cascata. Ou seja, um ecrã que "dobra" nos cantos do equipamento. Mas atenção que estas dobra é bem mais intensa do que as típicas do Galaxy S. Vivo NEX 3 e Huawei Mate 30 Pro já contam com este ecrã O Vivo NEX 3 foi o primeiro smartphone do mundo a trazer tal tecnologia. A Huawei seguiu com o Huawei Mate 30 Pro que, infelizmente, continua sem chegar à Europa de forma oficial. Patente da Samsung A ironia da situação é que o primeiro smartphone com esta tecnologia, o tal Vivo NEX 3, conta com um ecrã da Samsung. Ou seja, este topo de característica não é nova para a fabricante. Ecrã cascata tem mais desvantagens do que vantagens Porém, temos de olhar para as coisas como elas são. Por muito que o design fique bem mais elegante com um ecrã super curvo, as desvantagens são mais do que as vantagens. Neste momento não existe nenhuma característica no software do smartphone que faça desta curvatura algo vantajosa. Já no que toca às desvantagens, basta dizer que o ecrã é seriamente mais frágil com esta curvatura do que sem ela. Além disso, as capas de proteção do smartphone não conseguirão cobrir até aos cantos do smartphone. Ou seja, mesmo com capa será bem mais frágil do que um terminal com uma curvatura "normal" ou sem ela. Até que ponto é que vale apostar nesta tecnologia? A Samsung deve-se estar a perguntar o mesmo. O facto de não ter lançado um smartphone com tal ideologia só nos mostra o quão a empresa está à espera da reação do mercado a este tipo de formato. Editores 4gnews recomendam: Xiaomi Mi TV chegam a Portugal. Conhece preços e disponibilidade Samsung Galaxy S11: vídeo mostra-nos como será o design do futuro smartphone PlayStation 5 tem uma performance superior à Xbox Scarlett, afirma programador 4gnews »

  • Novas imagens de um Huawei Matebook de 14 e 15 polegadas foram reveladas

    22 Novembro 2019 />A empresa chinesa recebeu sérios elogios nos últimos anos pela sua gama MateBook e, agora, parece que estamos prestes a ver o próximo capítulo. Android Geek »

  • Huawei Mate X: o preço do reparação do ecrã é suficiente para comprar um Huawei Mate 30 Pro

    21 Novembro 2019 />Recentemente, pudemos analisar os preços de reparação deste smartphone dobrável, e tínhamos que vos vir contar. Android Geek »

  • Trocar ecrã dobrável do Mate X vai custar €900

    21 Novembro 2019 >/>Quem comprar um Mate X, para além do seu preço elevado de aquisição, terá também que se mentalizar que trocar o seu ecrã dobrável será bastante dispendioso, podendo aproximar-se dos 1000 euros.>Já está disponível a tabela oficial de preços das >reparações de componentes para o Mate X, e aquele que salta à vista - como já seria de imaginar - é o custo de substituição do ecrã: uns módicos 909 euros! Tendo em conta que se tratam de preços na China, é de imaginar que este valor no ocidente facilmente chegue aos 1000 euros, ou até mais.>/>De seguida, na lista de coisas que se espera que não avariem (fora da garantia), temos a mainboard do smartphone, que ascende aos 460 euros; enquanto que as câmaras se ficam por uns mais moderados 90 euros. Também bastante modesto é o custo do corpo do Mate X (€45), que poderá ser explicado pelo facto de ser praticamente todo ecrã (com o preço que já sabemos). E trocar as baterias fica também por uns acessíveis 35 euros, pelo que a esse respeito não há nada a dizer.... Mas atenção redobrada para não estragarem o ecrã! Senão vai ser uma avaria que seguramente irá ficar marcada na memória (e na carteira). >> >> >> Aberto até de Madrugada »

  • Huawei revela preços para o reparo do seu smartphone dobrável e são... assustadores!

    20 Novembro 2019 Depois de vários meses de atraso, o Huawei Mate X foi finalmente lançado no mercado chinês, apresentando uma procura bem acima do esperado. Ainda que seja revolucionário por ser um smartphone dobrável e chegue com especificações topo de gama, não nos podemos esquecer que custa sensivelmente €2,180. Considerando todas as suas novas tecnologias, incluindo o seu ecrã dobrável e todo o seu mecanismo, seria de esperar que o seu arranjo fosse bastante caro. Agora, a marca revelou os preços oficiais de arranjo para vários dos seus componentes. Uma coisa é garantida, se investires neste smartphone, vais querer metê-lo dentro de uma "bolha protetora". Arranjo do ecrã do Huawei Mate X dá para comprar vários topos de gama De acordo com as informações publicadas pela marca, caso precises de arranjar o ecrã do seu smartphone dobrável, vai-te custar pelo menos €910. Ou seja, quase metade do preço original do smartphone. No que respeita ao arranjo dos restantes componentes, parece ser mais "amigável" à exceção da motherboard, que custará cerca de €450. Trocar bateria — €35 Capa da bateria — €46 Módulo fotográfico — €90 Resumindo, a menos que tenhas um orçamento ilimitado para gastar no teu smartphone, o investimento de 2 mil euros pode muito rapidamente ultrapassar os 3 mil ou mais, dependendo do teu nível de "azar". Independentemente do número de vendas que esta primeira geração de smartphones dobráveis consiga alcançar, vão continuar a estar mais perto de um "protótipo" do que de smartphones para as massas. Editores 4gnews recomendam: Motorola Razr: vídeo revela bastidores do smartphone dobrável de sonho Patente da Xiaomi mostra smartphone dobrável com 5 câmara pop-up! Patente da Samsung revela o rival ao smartphone dobrável Motorola Moto Razr 2019 4gnews »

  • Huawei Nova 6 5G com câmara selfie ultra grande angular de 105 graus será lançado a 5 de dezembro

    20 Novembro 2019 />Além disso, o Huawei Nova 6 5G virá com capacidade selfie super night scene 2. Android Geek »

  • Huawei Nova 6 será o último topo de gama da marca em 2019 e já tem data confirmada!

    19 Novembro 2019 Enquanto a sua subsidiária se prepara para apresentar o Honor V30 no final deste mês, a Huawei vai esperar pelo início de dezembro para apresentar o seu último smartphone topo de gama de 2019, o Huawei Nova 6. Durante as últimas semanas muito se tem falado na chegada do Nova 6, mas até agora não se sabia quando iria acontecer a sua apresentação. Agora, a marca decidiu revelar oficialmente quando irá apresentar o novo topo de gama. O seu evento de apresentação irá realizar-se no próximo dia 5 de dezembro. Alegadas especificações do Huawei Nova 6 Ainda que a fabricante não tenha revelado oficialmente detalhe sobre o smartphone, os vários rumores e leaks que surgiram ao longo das últimas semanas já nos deixam saber o que esperar do Huawei Nova 6. O último topo de gama do ano (da Huawei) deverá chegar com um ecrã de 6,44" polegadas com uma resolução Full HD+. Ao que tudo indica, irá ter um painel LCD, significando que deverá ter o leitor de impressão digital na sua traseira. Huawei Nova 6 5G promocional video De forma a garantir uma performance de alto nível, deverá ter equipado o potente processador Kirin 990, apoiado por até 12GB de RAM e até 250GB de memória interna. Infelizmente, não deveremos ver armazenamento UFS 3.0, mas sim UFS 2.1. Um dos pontos de venda do Huawei Nova 6 serão as suas capacidades fotográficas. Este deverá chegar com uma quad-câmara traseira bastante impressionante: 60MP + 16MP + 12MP + 2MP. No seu ecrã estará presente um punch-hole onde estará embutida uma dupla câmara. Tudo indica que irá ter um sensor principal de 32 megapixels e um secundário de 12 megapixels. Até agora, ainda não foram revelados detalhes sobre as características de cada uma das suas câmaras. Preço e disponibilidade Ainda não surgiu nenhuma leak que tenha confirmado o preço do Huawei Nova 6. Ainda assim, já se tem uma boa ideia de quanto poderá custar no mercado chinês: 8GB de RAM + 128GB de memória interna — €450 8GB de RAM + 256GB de memória interna — €488 12GB de RAM + 256GB de memória interna — €527 Muito provavelmente, irá ficar disponível na China logo após a sua apresentação. Ainda que a sua chegada aos mercados globais seja improvável, deverá ficar disponível nas várias lojas online oriundas da China, passadas algumas semanas. Editores 4gnews recomendam: Huawei Honor V30 Pro foi confirmado acidentalmente por executiva! Depois da Xiaomi é a vez da Huawei copiar o incrível Motorola Razr dobrável! Huawei FreeBuds 3 chegam a Portugal e são fortes concorrentes aos AirPods da Apple! 4gnews »

  • Samsung Galaxy S8 deixa de reconhecer código PIN?

    18 Novembro 2019 >/>Alguns Aberto até de Madrugada »

  • Sony detalha planos de lançamento do Android 10 para 8 telefones Xperia

    17 Novembro 2019 />Juntando-se a Samsung, Xiaomi, Nokia e o resto, a empresa japonesa desta vez está adiantada para a atualização do Android 10. Android Geek »

  • Samsung Galaxy S8 poderá ser atualizado para o Android 10

    17 Novembro 2019 A Samsung tem por hábito oferecer duas grandes atualizações aos seus topos de gama, o que coloca o Galaxy S8 fora da lista de legíveis para o Android 10. No entanto, para felicidade de todos os seus utilizadores, tal poderá não ser o caso. Segundo está avançar a publicação WindowsUnited, o apoio ao cliente da Samsung confirmou a chegada do Android 10 ao Samsung Galaxy S8. Ainda assim, não foram avançadas datas para o acontecimento. Não seria a primeira vez que alguém do suporte da sul-coreana passaria informações erradas sobre as políticas de atualizações da Samsung. Tendo isso em mente, devemos ter alguma cautela relativamente a estas declarações. Samsung Galaxy S8 já recebeu duas grandes atualizações de sistema O Galaxy S8 foi lançado em 2017 com o Android 7.0 instalado de fábrica. Nos anos seguintes, recebeu o Android 8 e Android 9, o que contempla as duas grandes atualizações que a sul-coreana normalmente oferece aos seus topos de gama. Perante este cenário, algo nos diz que este smartphone já não deveria receber o Android 10. Com estas declarações, renasce a esperança de vermos mais uma grande atualização chegar ao Samsung Galaxy S8. Importa relembrar que, a dado momento, surgiram informações que apontavam para a chegada do Android 9 ao Galaxy S7, já com duas grandes atualizações. Infelizmente, tal não se veio a confirmar, o que deve servir de alerta para o que poderá ser o desfecho desta história. Caso este cenário se venha a verificar, a atualização só deverá chegar no segundo trimestre de 2020. Até lá veremos os Galaxy S10 / Note 10 e Galaxy S9 / Note 9 receberem a One UI 2.0 baseada no Android 10. Editores 4gnews recomendam: HTC seguirá a Motorola e Nokia e trará um smartphone "Mito" para o presente! Eis as possibilidades! AirPods Pro estão melhores, mas não o suficiente para bater os Galaxy Buds Depois da Xiaomi é a vez da Huawei copiar o incrível Motorola Razr dobrável! 4gnews »

  • Sony revela quais os modelos que receberão o Android 10. Descobre se o teu está na lista

    15 Novembro 2019 Depois de meses de espera, eis que a Sony finalmente revelou os seus planos para a distribuição do Android 10 pelos seus smartphones. A lista não é muito extensa e cobre os topos de gama lançados desde 2018 em diante, bem como dois gama média. Como seria de esperar, nem todos os modelos contemplados irão receber a atualização na mesma altura. Ainda assim, o processo de atualização começará ainda em 2019 e prolongar-se-á pelo início de 2020. Modelos que receberão o Android 10 em dezembro de 2019 Sony Xperia 1 Sony Xperia 5 Modelos que receberão o Android 10 no início de 2020 Sony Xperia 10 Sony Xperia 10 Plus Sony Xperia XZ2 Sony Xperia XZ2 Compact Sony Xperia XZ2 Premium Sony Xperia XZ3 Aqueles que adquiriam um dos topos de gama apresentados este ano serão brindados com a nova versão do Android ainda antes do final deste ano. Os restantes modelos desta lista apenas terão o mesmo tratamento depois da viragem do ano. No caso dos últimos seis modelos, a nipónica não especificou datas para a distribuição do Android 10. Início de 2020 é uma calendarização vaga, tendo ainda sido frisado que a distribuição do software poderá variar consoante o mercado e operadora. Sony não está na linha da frente para a distribuição do Android 10 O Android 10 foi revelado pela Google este verão e são várias as marcas que já o lançaram para os seus equipamentos. Empresas como a OnePlus ou Xiaomi já atualizaram os seus recentes topos de gama para esta versão. Até a Samsung, que não é das mais céleres nas atualizações, já começou a testar o Android 10 nos seus equipamentos mais recentes. No caso desta, a sua distribuição está igualmente prevista para acontecer ainda em 2019. Em suma, é bom vermos que a Sony irá atualizar os seus equipamentos mais recentes ainda este ano, mas não será a primeira a fazê-lo. Numa altura em que a nipónica não está na melhor posição do setor mobile, não será pelo capítulo das atualizações que irá cativar novos clientes. Editores 4gnews recomendam: Sony Xperia 3 pode voltar às origens com capa traseira curva Sony IMX686: vídeo e primeiras imagens mostram potencial do novo sensor Sony Xperia 1 Professional Edition: a edição melhorada para fotógrafos 4gnews »

  • As melhores câmaras fotográficas compactas em 2019

    14 Novembro 2019 As máquinas fotográficas compactas são ótimas para levar em viagem e registar os momentos mais importantes por serem leves e fáceis de utilizar. Aqui selecionamos as melhores máquinas Canon, Nikon, Sony e Fujifilm para comprar em 2019. A escolha teve em consideração os diferentes segmentos - das câmaras compactas essenciais, por norma as mais baratas, até às soluções mais avançadas. Temos ainda as híbridas, onde é possível trocar as lentes, mais versáteis. A mais barata - Sony DSC-W800 As DSC-W800/10/30 chegaram em 2014 A simplicidade e portabilidade definem o setor, com a Sony DSC-W800 a ser a máquina fotográfica compacta mais barata no mercado. Destaca-se pelo zoom ótico de 5 ×, com o modelo W810 a ter 6 × e o W830 a ter 8 ×, respetivamente. Resolução: 20,1 MP Ampliação: zoom ótico de 5 x Ecrã: 2,7 polegadas Gravação de vídeo: HD - 720p Peso: 109 gr Dimensões: 97 × 55,1 × 20 mm Preço: cerca de 90 € É a câmara mais leve, de fácil transporte e utilização. Produz imagens com 20,1 MP e pode gravar vídeo em HD, sendo uma máquina barata para registar momentos com um mínimo de qualidade graças às configurações e automáticos. A DSC-W800 está disponível em várias cores com acabamento metálico, lente Sony e alguns controlos manuais das definições e acertos da imagem. Utiliza uma bateria (NP-BN) recarregável, com autonomia para 200 fotos. A opção barata - Nikon COOLPIX A10 As COOLPIX A10 e A100 chegaram em janeiro de 2016 A COOLPIX A10 é a câmara compacta mais barata e simples da Nikon, com 16,1 MP de resolução, mas ainda utiliza 2 pilhas AA. O modelo seguinte, a A100 tem 20,1 MP de resolução e utiliza uma bateria recarregável (EN-EL19), custando pouco mais. Resolução: 16,1 MP Ampliação: zoom ótico de 5 x Ecrã: 2,7 polegadas Gravação de vídeo: HD - 720p Peso: 160 gr Dimensões: 96,4 × 59,4 × 28,9 mm Preço: cerca de 90 € Para quem procura uma máquina compacta barata, destacamos a construção sólida, funcionamento muito simples e intuitivo, além do zoom ótico de 5 x. É fácil de transportar, leve, agradável de segurar na mão e está disponível em vários tons de cor. Pode gravar vídeo em HD, tem autonomia para pelo menos 200 fotos e apresenta alguns controlos manuais das definições e acertos da imagem. Para quem não tiver pilhas recarregáveis, o modelo A100 com bateria recarregável será mais vantajoso. A melhor qualidade / preço - Canon Ixus 185 A IXUS 185 chegou em fevereiro de 2017 Euro por euro, a Canon IXUS 185 é a câmara fotográfica compacta, essencial, com melhor relação preço / qualidade. O zoom ótico ou ampliação de 8 x separa-a das rivais, com um controlo simples e sem preocupações em todo o funcionamento. Resolução: 20 MP Ampliação: zoom ótico de 8 x Ecrã: 2,7 polegadas Gravação de vídeo: HD - 720p Peso: 126 gr Dimensões: 95,2 × 54 × 22 mm Preço: cerca de 100 € Está disponível em vários tons de cor e o seu modo AUTO é capaz de reconhecer até 32 cenas para ajustes automáticos. O utilizador tem apenas que pressionar o obturador para captar boas imagens, ou então também pode gravar vídeo em HD. Utiliza uma bateria recarregável (NB-11L) e tem alguns controlos manuais das definições e acertos da imagem. Atualmente é a solução mais recomendável dentro das máquinas compactas essenciais, com um preço muito competitivo. A mais robusta - Nikon COOLPIX W150 A COOLPIX W150 chegou em abril de 2019 A COOLPIX W150 é uma câmara compacta muito robusta para utilizar debaixo de água, ou em ambientes mais hostis. Suporta temperaturas entre os -10 °C e os 40 °C, resistindo a quedas até 1,8 m, ao pó e à água graças à certificação IP68. Resolução: 13,2 MP Ampliação: zoom ótico de 3 x Ecrã: 2,7 polegadas Gravação de vídeo: Full-HD - 1080p Peso: 177 gr Dimensões: 110 × 67 × 38 mm Extras: à prova de água até 10 m, resistente ao choque até 1,8m, Wi-Fi, Bluetooth Preço: cerca de 160 € Pode gravar vídeo em Full-HD, ou captar imagens com 13,2 MP de resolução, sendo uma opção ainda económica face às câmaras de ação estilo GoPro. Tem uma bateria recarregável (EN-EL19) com autonomia para até 220 fotos, ou 1,5 horas de gravação. Tem um monitor de 2,7 polegadas, funcionamento muito simples e intuitivo, podendo inclusive ser utilizada por uma criança. Aliás, a máquina está disponível em garridos tons e esquemas de cor que fazem das crianças o seu principal público alvo. Ótima relação preço / qualidade - Fujifilm X-T100 A X-T100 chegou em maio de 2018 A X-T100 é uma câmara compacta híbrida onde podemos utilizar lentes com encaixe Fujifilm X. O design retro é um dos seus pontos fortes, tal como a qualidade de construção, ou os controlos analógicos para ajuste, sem abdicar dos modos automáticos. Resolução / Sensor: 24,2 MP - Sensor CMOS APS-C Encaixe: baioneta X (lente Kit: 15 - 45 mm) Gravação de vídeo: até 4K a 15 fps e Full-HD a 60 fps Ecrã: LCD de 3'' inclinável Visor eletrónico: (EVF) OLED de 0,39'' Extras: Simulações de película da Fujifilm Peso: 448 gr Dimensões: 121 × 83 × 47,4 mm Preço: cerca de 500 € O grande trunfo da X-T100 são as simulações de película da Fujifilm (PROVIA, ASTIA, Velvia, etc), que produzem imagens incríveis sem necessitar de pós-edição. A isto se junta a possibilidade de utilizar outras lentes nesta câmara compacta. Em si, reúne uma ótima relação preço / qualidade, sendo também capaz de gravar vídeo em 4K, apesar de brilhar na captura de vídeo em Full-HD até 60 fps, permitindo já uma grande versatilidade sem se tornar numa máquina pesada, ou muito cara. A melhor híbrida - Canon EOS M6 Mark II A EOS M6 MKII chegou em agosto de 2019 A Canon EOS M6 Mark II é uma câmara compacta híbrida onde já é possível trocar a objetiva / lente. É indicada para o fotógrafo amador, ou entusiasta e profissional que procure um sistema muito compacto e ainda assim versátil. Resolução / Sensor: 32,5 MP - Sensor CMOS APS-C Encaixe: baioneta EF-M (lente Kit: 15 - 45 mm) Gravação de vídeo: até 4K a 30 fps e Full-HD a 120 fps Ecrã: LCD de 3'' inclinável a 180º Visor eletrónico: (EVF) Opcional Extras: AF de olhos em tempo real, até 14 fps, etc Peso: 408 gr Dimensões: 120 × 70 × 49 mm Preço: cerca de 1200 € Trata-se de uma câmara mirrorless (sem espelho), com sensor APS-C de 32,5 MP, sendo otimizada para fotografia com o processador DIGIC 8, bem como para vídeo ao ser capaz de gravar em 4K, ou em Full-HD até 120 fps para câmara lenta. É a solução perfeita para quem quer uma câmara compacta que pode ser expandida à medida das necessidades. Aliás, com um adaptador pode utilizar qualquer tipo de lente e ser usada para ambos os fins, vídeo ou imagem, amador ou profissional. A melhor compacta - Sony RX100 VII A DSC-RX100 M7 chegou em julho de 2019 A câmara fotográfica compacta avançada mais potente do mercado traz consigo um rol de funcionalidades invejáveis. É apontada para criadores exigentes, vloggers e fotógrafos que queiram o sistema mais portátil e apetrechado atualmente disponível. Resolução / Sensor: 20,1 MP - Sensor CMOS Exmor RS - BIONZ X Lente: ZEISS 24- 200 mm, f/2,8 a 5,5 - zoom ótico de 8 × Gravação de vídeo: até 4K HDR Ecrã: LCD de 3'' inclinável a 180º Visor eletrónico: (EVF) OLED de 0,39'' Extras: AF de olhos em tempo real, SteadyShot, etc Peso: 302 gr Dimensões: 101,6 × 58,1 × 42,8 mm Preço: cerca de 1300 € Com várias caraterísticas da linha Alpha, a RX100 VII é exímia na gravação de vídeo em 4K com um pequeno crop de 1,08 × e vários modos de estabilização da imagem. Além de ter um ótimo visor eletrónico, ecrã rebatível a 180º e acessórios de topo. Permite um fluxo de trabalho eficiente, com sincronização com o smartphone e computador para transferência de ficheiros via Wi-Fi. É uma câmara soberba, com qualidade de imagem e vídeo incrível, tudo numa máquina que cabe no bolso. Se precisas de algo mais poderoso, conhece as melhores câmaras fotográficas profissionais. Para algo mais divertido, vê a seleção de máquinas instantâneas. 4gnews »

  • As melhores máquinas fotográficas profissionais em 2019

    13 Novembro 2019 Para profissionais ou grandes entusiastas que procuram a melhor máquina fotográfica. Estas são as melhores câmaras fotográficas da Canon, Nikon, Sony e Fujifilm com sensores full-frame ou APS-C e tipologia DSLR ou mirrorless (sem espelho). Para cada sistema destacamos o melhor corpo do tipo DSLR e mirrorless com base nas caraterísticas próprias, ciclo de substituição e capacidades para fotografia e vídeo. É o guia de compra para fotógrafos e videógrafos em 2019. Canon EOS 5D Mark IV - câmara DSLR A 5D Mark IV foi anunciada em agosto de 2016 A máquina fotográfica Canon mais versátil, com alguns anos de mercado, mas ainda no topo das mais capazes e procuradas. Ainda que a 1DX Mark II seja oficialmente o modelo de topo, a marca já anunciou o desenvolvimento da nova 1DX Mark III. Até lá, com a EOS 5D Mark IV temos uma das melhores DSLRs no mercado, com o sistema de focagem automática Dual Pixel AF. Tem um equilíbrio soberbo entre resolução, desempenho em baixa luminosidade e baixos níveis de ruído na imagem. Sensor: 36 x 24 mm - Dual Pixel CMOS AF Megapíxeis: 30,4 MP Encaixe: baioneta EF Ecrã: LCD tátil fixo de 3'' Visor: Ótico (pentaprisma) Velocidade de disparo: até 7 fps (fotoramas) Resolução de vídeo: até 4K a 30 fps - fator de recorte ( crop ) de 1,27 x Pontos de AF: até 61 pontos de focagem ISO: 50 a 102 400 Peso: 800 gramas Preço: cerca de 2699 € É uma das melhores máquinas fotográficas profissionais da atualidade, sendo particularmente brilhante na captação de imagem. Já para vídeo, o ecrã LCD fixo, ou o grande crop na filmagem em 4K deixam bastante a desejar, apesar do AF da Canon. Canon EOS R - câmara mirrorless A EOS R foi anunciada em setembro de 2018 A 1.ª câmara Canon full-frame mirrorless foi recebida com criticismo, em parte por ser quase igual à 5D Mark IV no papel e pelo forte recorte na captação de vídeo em 4K. Aliás, a marca estará a trabalhar numa EOS R "Pro" com IBIS, por exemplo. Sensor: 36 x 24 mm - Dual Pixel CMOS AF Megapíxeis: 30,3 MP Encaixe: baioneta RF Ecrã: LCD tátil de 3,15'' - totalmente rotativo Visor: Eletrónico / EVF - OLED de 0,5'' -1280 x 960 píxeis Velocidade de disparo: até 8 fps Resolução de vídeo: até 4K a 30 fps - crop de 1,7 x Pontos de AF: até 88% da área (horizontal) e 100% (vertical) ISO: 50 a 102 400 Peso: 580 gramas Preço: cerca de 1999 € O maior trunfo da EOS R é o novo e mais avançado sistema de focagem automática, melhorando o já de si incrível Dual Pixel AF, agora com 5655 pontos de focagem, ou até 100% da área do sensor. Tem um design mais ergonómico, e construção leve. Outra das novidades é o encaixe RF, já com várias lentes próprias, várias " Red Ring " da melhor qualidade ótica, além de adaptadores versáteis. Esta é a câmara mais futurista da marca, já com o processador de imagem DIGIC 8 e um ecrã totalmente articulável. Nikon D850 - câmara DSLR A D850 foi anunciada em julho de 2017 É uma das melhores câmaras profissionais da Nikon para fotografia e talvez a melhor DSLR no mercado. Não obstante, a empresa já fez saber que está a desenvolver a D6, modelo de topo, a chegar em 2020 para competir com a 1DX Mark III. Sensor: 36 x 24 mm - CMOS, FX Megapíxeis: 45,7 MP Encaixe: baioneta F / AF Ecrã: LCD tátil de 3,2'' - rotativo em 170º Visor: Ótico Velocidade de disparo: até 9 fps Resolução de vídeo: até 4K a 30 fps Pontos de AF: até 153 ISO: 64 a 256 000 Peso: 915 gramas Preço: cerca de 3199 € Construída como um tanque, este corpo foi feito para durar, uma vantagem quando utilizamos lentes pesadas. Temos uma pegada firme, vários controlos manuais e uma ótima sensação de robustez nesta câmara com 45,7 MP, perfeita para fotografia. A qualidade de imagem da D850 é incrível, tal como a autonomia, fazendo até 9 fps ao utilizar a extensão de bateria ( grip ou punho). Tem duas ranhuras para cartões de memória, uma para o formato XQD e outra para o tradicional SD/SDHC/SDCX. Nikon Z7 - câmara mirrorless A Z7 foi anunciada em agosto de 2018 A primeira câmara mirrorless da Nikon foi recebida com grande e merecido entusiasmo. Chegou com a Z6, mais barata e com 24,5 MP, mostrando que a marca está apostar cada vez mais neste formato, além de levar a sério a captação de vídeo. Sensor: 36 x 24 mm - CMOS, FX Megapíxeis: 45,7 MP Encaixe: baioneta Z Ecrã: LCD tátil de 3,2'' - rotativo até 170º Visor: Eletrónico / EVF - Quad-VGA de 0,5'' Velocidade de disparo: até 9 fps Resolução de vídeo: até 4K a 30 fps Pontos de AF: até 493 (100% da área vertical e horizontal) ISO: 64 a 256 000 Peso: 585 gramas Preço: cerca de 3599 € A Z7 traz-nos um corpo leve, compacto, durável e com uma nova baioneta (Z). Ainda tem poucas lentes NIKKOR Z, mas destaca-se sobretudo pelo sensor de 45,7 MP, ótimo visor eletrónico, por ter IBIS de 5 eixos e captar vídeo a 4K sem recorte. Tem um sistema de focagem automática hibrido, mais apto para vídeo que o sistema baseado em contraste da D850. Além disso, pode captar até 9 fps sem termos que recorrer à empunhadura de bateria. Peca por ter uma só ranhura para cartões XQD. Sony A7R IV - câmara mirrorless A Alpha 7R IV foi anunciada em julho de 2019 A Sony popularizou o tipo mirrorless e aperfeiçoou-o até este ameaçar destronar definitivamente as DSLR. Com um ciclo rápido de substituição, a gama Alpha R (AR) tem nesta quarta iteração uma câmara profissional para fotografia e vídeo soberbo. Sensor: 36 x 24 mm - CMOS - Exmor R Megapíxeis: 61 MP Encaixe: baioneta E Ecrã: TFT tátil de 3'' - rotativo até 107º Visor: Eletrónico / EVF - OLED de 0,5'' - UXGA Velocidade de disparo: até 10 fps Resolução de vídeo: até 4K a 30 fps Pontos de AF: até 576 (100% da área vertical e horizontal) ISO: 50 a 102 400 Peso: 665 gramas Preço: cerca de 3999 € Para captação de vídeo são já um ícone e standard de qualidade, aprimorada na A7R IV, com IBIS de 5 eixos. O seu mecanismo de focagem automática é equiparável ao da Canon como um dos dois melhores do mercado, sobretudo o seu fiável Eye AF. Vale frisar que a Sony na A9 II a sua câmara topo de gama, orientada para a fotografia de desporto (até 20 fps), com 24,2 MP, mas com um p.v.p de 5400 €. A maioria dos fotógrafos e videógrafos ficará muito bem equipado com a A7R IV, ou até a A7R III. Fujifilm X-T3 - câmara mirrorless APS-C A X-T3 foi anunciada em setembro de 2018 A exceção às demais câmaras full-frame é a X-T3 da Fujifilm que opta por um sensor APS-C, com um fator de recorte de 1,5 x. Aliás, esta marca não produz câmaras full-frame, saltando do APS-C para o formato médio (44 x 33 mm) na linha GFX. Sensor: 23,5 x 15,6 mm - CMOS 4 - X-Trans Megapíxeis: 26,1 MP Encaixe: baioneta X Ecrã: LCD tátil de 3'' - rotativo até 107º Visor: Eletrónico / EVF - OLED de 0,5'' Velocidade de disparo: até 30 fps Resolução de vídeo: até 4K a 60 fps Pontos de AF: 100% da área do sensor ISO: 80 a 51 200 Peso: 539 gramas Preço: cerca de 1300 € A X-T3 apresenta um design retro com uma plenitude de controlos manuais, sem abdicar dos modos automáticos. Tem um vasto leque de lentes próprias (Fujinon) e a construção é tão sólida como parece, sendo uma ótima alternativa mais em conta. Brilha no vídeo, captando até 4K a 60 fps, ou Full-HD a 120 fps, mas sem IBIS. Em fotografia tira o máximo proveito do sensor e da ciência de cor da Fujifilm, com várias simulações de filme capazes de arrebatar logo ao sair da câmara, sem pós-edição. Como escolher uma câmara fotográfica profissional em 3 pontos 1. A escolha do sistema. A Canon tem o seu, tal como a Nikon, Sony ou a Fujifilm, entre outras. Cada sistema tem as suas lentes próprias, otimizadas para os seus corpos, tal como acessórios e soluções de software e assistência, por exemplo. Os sistemas não são "estanques". Isto é, com recurso a adaptadores podemos utilizar lentes Nikkor (sistema Nikon) numa máquina Canon e vice-versa. Podemos também tirar proveito de lentes antigas ou " vintage " concebidas para qualquer sistema. 2. Optar entre Reflex (DSLR) ou mirrorless. As primeiras têm um maior mercado de lentes, sendo um formato já muito aperfeiçoado, mas tendem a ser mais pesadas e volumosas, por norma não tão versáteis para vídeo. As câmaras mirrorless tendem a ter uma pior autonomia de bateria se não utilizarmos uma extensão, ou grip. A qualidade de imagem é idêntica, mas tendem a ser melhores para vídeo, sobretudo ao incorporarem estabilização no corpo (IBIS). 3. Definir o uso primário, fotografia ou vídeo. Se for para fotografia, importa lembrar que há modalidades a pedir diferentes lentes e acessórios, com a foto de paisagem e rua a pedir kits mais leves, ao invés do retrato em estúdio, por exemplo. Para uso pontual, ou como fomento da diversidade criativa, vê também as melhores máquinas fotográficas instantâneas. 4gnews »

Títulos da Imprensa nas últimas 24h: