• A noite do Porto à espera de um regresso

    16 Janeiro 2021 /> Público »

  • Apple: MacBook Pro podem fazer regressar uma funcionalidade adorada

    15 Janeiro 2021 Com a entrada das portas USB-C nos MacBook, a Apple optou por retirar a adorada conetividade MagSafe dos seus computadores portáteis. Desde essa altura, em 2015, que os portáteis começaram a usar a porta USB-C para carregamento. MagSafe pode estar de regresso aos MacBook em 2021 Se essa porta traz universalidade, perde em algo que o MagSafe oferecia em conveniência. Isto porque essa antiga porta, que ainda uso diariamente no meu MacBook Pro de 2015, permite carregar o equipamento de forma magnética. A Bloomberg avança que esta pode estar de regresso em 2021. A porta MagSafe nos antigos MacBook Segundo esta fonte, que cita um porta-voz da Apple, a empresa de Cupertino vai lançar novos MacBoook Pro 2021, fazendo regressar a porta MagSafe. Esta funcionalidade permite que, se pisares o cabo acidentalmente, este se desligue imediatamente, sem que o computador venha atrás e sofra danos. Esta fonte refere que o regresso do MagSafe aos MacBook Pro irá permitir que estes carreguem mais rápido. E ao que é indiciado, terá o formato de pilha dos modelos antigos. Caso se confirme, esta mudança chegará meses depois de a Apple levar o MagSafe pela primeira vez para os iPhone. Ao que é referido, esta funcionalidade deve regressar nos aguardados MacBook Pro de 14" e 16" polegadas com processadores Apple M1. Mas não serão as únicas novidades dos futuros modelos. Estes computadores portáteis marcarão o abandono dos processadores da Intel nos computadores topo de gama da Apple. Também são esperadas renovações nos ecrãs destes modelos, que serão não só mais brilhantes, mas também terão melhores níveis de contraste. A mesma fonte também refere que a Apple terá testado versões em que a Touch Bar seria removida, e substituída por teclas físicas. Por enquanto deves olhar para esta informação com uma "pitada de sal", até que exista confirmação oficial por parte da Apple. Editores 4gnews recomendam: Apple iPhone 12 com MagSafe pode desativar pacemakers, diz estudo Apple Car: empresa de Tim Cook sondou a startup Canoo em 2020 Apple prestes a lançar correção para problemas Bluetooth nos Mac com M1 4gnews »

  • Apple iPhone 12 com MagSafe pode desativar pacemakers, diz estudo

    13 Janeiro 2021 Uma das principais surpresas aquando da revelação dos novos iPhone 12 da Apple foi a inclusão de um conjunto de ímanes que permitem, entre outras funcionalidades, que os smartphones sejam carregados sem fios. Um estudo recente vem agora chamar a atenção para potenciais perigos desta tecnologia. Segundo um artigo publicado no Heart Rhythm Journal o MagSafe pode interferir de forma gravosa com alguns dispositivos médicos, incluído pacemakers. MagSafe dos iPhone 12 pode interferir com dispositivos médicos After IRB approval, the authors demonstrate that an Apple iPhone 12 brought into immediate proximity to Medtronic ICD will suspend tachy therapies (figure). The ICD community should be aware of this interaction, and include this in pt counseling. https://t.co/HQUbaHQnkS pic.twitter.com/vWm0s0WxOe — HeartRhythm (@hrs_journal) 5 de janeiro de 2021 Os especialistas chamam a atenção para o facto do problema não residir na quantidade de ímanes presentes nos iPhone 12 mas antes na sua força de atração. O estudo aponta para uma forte possibilidade de um equipamento com MagSafe conseguir desativar um pacemaker quando na sua proximidade. O pacemaker é um dispositivo médico que tem o objetivo de regular os batimentos cardíacos. Especialmente no caso de uma frequência cardíaca mais reduzida, a irrigação do cérebro e restantes órgãos pode ficar comprometida conduzindo a sintomas como tonturas, desmaios ou cansaço. A ideia deste estudo é chamar a atenção para a necessidade de tomar medidas para assegurar a inexistência de incidentes. É pedido às empresas que fabricam os dispositivos que considerem recorrer a opções de configuração mais inteligentes de forma a preservar a saúde dos utentes. A sugestão passa mesmo por adotar sensores de infravermelhos ou emissores de ondas ultrassónicas que reduzem a possibilidade de interferência com outras fontes que estarão necessariamente presentes no ambiente. Apple refere que não há perigo na utilização da tecnologia Apesar de estarmos perante um teste isolado com dispositivos da Medtronic, será interessante seguir este assunto e atentar nos resultados de uma investigação mais aprofundada. Há muito que se fala do potencial risco para a saúde dos dispositivos que carregamos todos os dias, com os resultados a apontarem quase sempre para alguma inocuidade. A Apple faz referência a equipamentos médicos em alguns materiais de apoio, referindo que os ímanes presentes no iPhone 12 não colocam em risco a utilização deste tipo de dispositivos nem a segurança do utilizador. Apesar disso talvez seja melhor ter algum cuidado com a utilização do MagSafe caso uses ou conheças alguém que use um pacemaker para regular a sua atividade cardíaca. Editores 4gnews recomendam: Apple iPhone 12 tem o dobro da vida útil face aos smartphones Android Apple lança iOS 12.5.1 com melhorias para modelos antigos de iPhone Apple prestes a lançar correção para problemas Bluetooth nos Mac com M1 4gnews »

Títulos da Imprensa nas últimas 24h: